Lideranças políticas do Crato apostam na parceria entre Florisval e Zé Ailton no legislativo municipal

Uma ampla aliança de lideranças partidárias e políticas do Crato em torno de um legislativo independente, mas ao mesmo tempo, agindo em parceria com o Executivo na busca da melhoria da qualidade de vida da população cretense.

Esse tem sido o pensamento de uma série de lideranças que vem dialogando com o PRTB de Florisval Coriolano na busca de reafirmar a permanência dessa parceria que vem dando certo.

Na gestão de Florisval Coriolano, várias decisões importantes foram tomadas, dando espaço para que o Executivo pudesse tomar medidas importantes no combate à pandemia do novo coronavírus e para manter a municipalidade funcionando e atendendo a população.

Pautada no respeito e na confiança, a parceria entre o chefe do legislativo municipal Florisval Coriolano e o chefe do executivo municipal e maior líder do PT em Crato, prefeito Zé Ailton Brasil deve continuar já que agora os presidentes de várias legendas como MDB, PSB, PDT, PMN e PP confirmam apoio à reeleição de Florisval Coriolano.

Estudantes de medicina da Estácio/FMJ se revoltam com aumento na mensalidade do curso

Um grupo de estudantes do curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte (Estácio/FMJ) publicou nota nas redes sociais reclamando do reajuste no valor da mensalidade do curso. Segundo os acadêmicos, a instituição efetuou acréscimo de 5,5%, o que – em algumas turmas – representa alta de quase R$ 500,00.

Os estudantes questionam o aumento “em pleno ano de pandemia” e tecem duras críticas à instituição. “A faculdade mais uma vez se mostra contra os alunos e não explica o motivo do aumento, além de não divulgarem que não teria esse referido aumento de mensalidade. Estácio/FMJ, até quando os seus alunos serão feitos se palhaços por vocês?”, diz a nota.

Inédito: Crajubar terá três representantes na elite do campeonato cearense de 2021

Pela primeira vez na história, o Crajubar terá representantes na elite do futebol cearense em 2021. Icasa e Crato estão de volta à competição após garantirem o acesso ao se classificarem para a grande final da competição, que será disputada na próxima quarta-feira no estádio Inaldão, em Barbalha.

O verdão do Cariri, mesmo com a derrota por 3 a 2 para o Itapipoca, conseguiu vaga na final por ter melhor campanha no campeonato. Já o Azulão da Princesa, que jogava pelo empate 0 a 0 no jogo de ida, segurou a o Maranguape no estádio Mirandão e marcou o gol da vitória já nos acréscimos.

Com os acessos, em 2021, será a primeira vez que os três times do Crajubar (Crato, Icasa e Barbalha) disputarão a elite do Campeonato Cearense ao mesmo tempo.

Juazeiro: secretaria de meio ambiente instala ecoponto para carroceiros

local servirá para descarte de entulhos e detritos

A Secretaria de Meio Ambiente de Juazeiro do Norte implantou implantou o Ecotransbordo, um local destinado para que carroceiros possam despejar os materiais que carregam para descarte como, por exemplo, entulhos e restos de materiais.

A pasta também distribuiu coletes padronizados para os carroceiros e realizou o emplacamento das carroças. Também está sendo realizado um trabalho educativo para que os trabalhadores possam despertar a consciência sobre a necessidade de dar bom tratamento aos animais de tração, principalmente jumentos e cavalos.

Podem utilizar o Ecoponto todos os carroceiros, mesmo que ainda não estejam cadastrados na base de dados do município. O recolhimento do material despejado e a devida destinação fica a cargo da empresa MXM Empreendimentos, que é responsável pela limpeza pública do Município.

O ponto de Ecotransbordo de Juazeiro do Norte está localizado na Av. José Bezerra, com a Rua São Mamede, no Bairro Timbaúbas, local no qual contém contêineres apropriados ao descarte dos resíduos.

Fóssil de espécie de dinossauro mais antiga da Bacia do Araripe é devolvido ao Museu de Paleontologia da Urca

O Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, da Universidade Regional do Cariri (URCA), recebeu, na manhã deste domingo (06), o holótipo (espécime única) do Aratasaurus museunacionali, a mais antiga espécie de dinossauro já encontrada na Bacia do Araripe. O material foi repassado pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde se encontrava o achado. A descoberta do fóssil aconteceu na Bacia do Araripe, em 2008, e foi batizado em homenagem ao Museu Nacional em julho deste ano, durante coletiva com os pesquisadores. A pesquisa foi publicada na revista do Grupo Nature – Scientific Reports.

A descoberta foi apresentada por pesquisadores da URCA, Museu Nacional/UFRJ e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O professor doutor da URCA, o paleontólogo Álamo Saraiva, um dos autores da descoberta, afirma que a devolução desse holótipo ao Museu de Paleontologia, em Santana do Cariri, foi um ato extremamente importante pelo fato de ser o primeiro dinossauro que tem os seus restos depositados no local. “O holótipo é aquela peça que serviu como base para descrição da nova espécie. Qualquer um pesquisador que vai estudar esse grupo de dinossauros Coelurosauria tem que vir até o Museu Plácido Cidade Nuvens, comparar, fotografar e medir os restos com o material que ele está estudando”, afirma.

Dada essa relevância, o pesquisador ainda destaca a questão do fortalecimento do turismo científico na cidade, já que irá aumentar o fluxo de pesquisadores. “Outo aspecto é que essa condição possibilita um respeito das entidades que reconhecem o Museu como sendo um centro de pesquisa nacional e internacional, com capacidade de albergar fósseis importantes”, diz Álamo Saraiva.

Salvaguarda do patrimônio

O diretor do Museu de Paleontologia, Allysson Pinheiro, afirma o equipamento é o local mais adequado para esse material, encontrado no Cariri. “Museu é para salvaguardar o patrimônio da humanidade”, afirma. Para ale, o espaço ganha importância com a presença de holótipos, material que é referência dessa peça de arte. Não é o primeiro dinossauro, já que temos o Angaturama e o Santanaraptor Placidus, mas é o primeiro holótipo de Dinossauro do Museu.

O achado estava no Rio de Janeiro, com um dos pesquisadores do Museu Nacional. Por pouco, não chegou a se tornar parte dos escombros do equipamento histórico, em incêndio registrado no ano de 2018. O material estudado figura como do período Cretáceo, tendo cerca de 115 milhões de anos, na formação Romualdo. Uma das pesquisadoras, Juliana Sayão, da UFPE, destacou que esse grupo de animais era carnívoro, teria como representantes atuais as aves, e que poderiam estar mais dispersos do que imaginamos. Ela destacou a outra espécie também encontrada na região, e já identificada, o Santanaraptor, que recebeu a denominação em homenagem ao fundador do Museu de Paleontologia, em Santana do Cariri, Plácido Cidade Nuvens.

O material foi apresentado a paleontóloga Juliana Sayão, especialista em Archosauria, pelo então diretor do museu, Plácido Cidade Nuvens, já falecido. Foi encontrado na mina Pedra Branca, em Santana do Cariri. A pesquisadora identificou imediatamente como sendo de dinossauro e levou o material para a UFPE, onde iniciou os trabalhos de identificação do achado.

A expectativa é que a descoberta desse fóssil e sua exposição no Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens faça com que as atenções do meio paleontológico se voltem novamente para a Bacia do Araripe, estimulando a curiosidade das pessoas para conhecerem esse antigo habitante do Nordeste brasileiro.

“Toda descoberta de um fóssil é importante porque obtemos registros que ajudam a reconstruir a história do planeta e refazer o caminho da evolução dos organismos que viveram aqui desde milhões de anos atrás. Muitas vezes o fóssil é único e guarda todas as informações sobre aquela espécie ou grupo de animais”, explica a paleontóloga da Universidade Federal de Pernambuco, Juliana Sayão.

Características da anatomia

A anatomia do fóssil encontrado, principalmente a dos dedos do pé, indica que se trata de uma linhagem de dinossauro com origem mais antiga do que a que deu origem aos tiranossaurídeos. Isso também é novidade, pois embora os Coelurosauria tenham algumas formas icônicas, como o Tyrannosaurus rex, pouco se sabe a respeito da origem desse grupo de famosos dinossauros.

Também, não se sabe muito sobre onde essas linhagens mais antigas estavam no planeta. “O Aratasaurus aponta que parte dessa rica história pode estar no Nordeste do Brasil e na América do Sul. Sendo assim, ainda há muitas lacunas para desvendar esse quebra-cabeças evolutivo, mas com essa descoberta colocamos mais uma peça para entendê-lo”, ressalta Juliana.

“O Aratasaurus é uma linhagem irmã do Zuolong, um celurossauro do Jurássico da China, “isso que sugere que os celurossauros mais antigos estariam mais amplamente distribuídos pelo planeta e ao longo de um tempo maior”, relata o paleontólogo chinês Xin Cheng.

Além de sua importância científica o Aratasaurus guardará a responsabilidade de divulgar a paleontologia na região do Cariri. “Essa descoberta é um marco para o Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, como o primeiro fóssil de dinossauro depositado nesse museu e espera, com isso, aumentar a visitação de áreas do Geopark Araripe”, comemora o paleontólogo, Álamo Saraiva.

Governo do Ceará vai investir mais de R$ 20 milhões na aquisição de novos equipamentos para a saúde pública ainda em 2020

Na busca por mais humanização do atendimento, valorização das pessoas e inovação, o Governo do Ceará autorizou, na manhã desta segunda-feira (7), a aquisição de equipamentos para modernização das unidades da rede pública estadual de saúde. O valor total a ser direcionado para aquisição dos equipamentos em 2020 é cerca de R$ 20 milhões.

“É mais um anúncio importante para o Ceará. Lançamos em 2019 a Plataforma de Modernização da Saúde no Estado, que inclui uma série de medidas. Desde a reestruturação da Secretaria, descentralização das ações de saúde, criação das superintendências regionais, ampliação das ações de saúde no Interior do Ceará”, relatou o governador Camilo ao anunciar as aquisições.

A ideia, de acordo com Camilo Santana, é que 90% das demandas de saúde da população sejam atendidas na própria região. “Para isso, o Estado tem implantado UTIs em hospitais do Interior e regionais. Vamos inaugurar, em breve, o Hospital Regional do Jaguaribe e com isso, todas as regiões do Ceará terão um hospital de alta de complexidade do Estado”. Mais de 82% dos cearenses dependem da rede pública de saúde no Ceará.

O governador lembrou que há 10 anos não tinha nenhum hospital público do Estado no Interior e toda demanda vinha para Fortaleza, afogando a rede da Capital. “Faz parte da nossa política de descentralização a ampliação de leitos e das policlínicas, UPAs e universalização do Samu, garantindo 24 horas o atendimento de urgência e emergência”. A criação da Fundação de Saúde, que vai gerenciar as unidades públicas do Estado, a aquisição definitiva do Hospital Leonardo da Vinci, arrendado inicialmente para atender a demanda de pacientes com Covid-19, também foram apontados pelo chefe do Executivo estadual. Em breve, serão iniciadas as obras do Hospital Universitário da Uece.

Através de um levantamento completo das necessidades dos hospitais realizado pela Sesa, foi elaborado o planejamento de aquisições, aplicando-se uma priorização para as necessidades de caráter mais urgente para a população. O processo inicia ainda em 2020, ficando as demais necessidades para aquisição durante os anos de 2021, 2022 e 2023, garantindo que não haja defasagem tecnológica no sistema de saúde pública do Ceará.

Para 2020, estão previstas as compras de equipamentos de alta complexidade, como sistemas de hemodinâmicas para o HGF, Sertão Central e Cariri e arcos cirúrgicos para o Hospital de Messejana e Hospital Regional do Cariri, que permitirão ampliar e otimizar os serviços prestados nas Regiões de Saúde mais carentes, descentralizando o atendimento a cirurgias, contribuindo para a execução de procedimentos cardiológicos como implante de marcapasso, cateterismo, dentre outros. Além disso, outros equipamentos de menor complexidade serão adquiridos para todas as unidades da Rede Sesa, visando substituir equipamentos obsoletos, incorporar novas tecnologias e reduzir custos com manutenção de equipamentos antigos, garantindo a segurança e eficácia no atendimento aos pacientes.

 

O secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, destacou que a compra dos equipamentos faz parte da política de modernização adotada pelo Estado. “Dividimos as aquisições para modernizar as unidades hospitalares de Fortaleza e no Interior. Vamos adquirir equipamentos para dar mais suporte aos hospitais. Alguns, como aparelho de cateterismo para os Hospitais Regionais Norte, Sertão Central, Vale do Jaguaribe e do Cariri, por exemplo, vai permitir que esses hospitais atendam pessoas vítimas de AVC ou infarto, 24 horas, sete dias por semana. Isso vai fazer com que o tempo de atendimento seja mais rápido e consigamos salvar mais vidas”, apontou o secretário.

Cabeto avalia que essa descentralização vai permitir melhor acesso e ótima qualidade no atendimento. Além disso, também permitirá melhores condições de trabalho para os profissionais.

“O Governo do Ceará tem demonstrado a priorização da saúde e essa é mais uma ação que se soma a tantas outras que vão transformar a vidas das pessoas em todas as regiões do Ceará. Nós temos enorme preocupação com as condições de trabalho dos profissionais e isso aliado à criação da Fundação vai dar uma forma mais digna de trabalho aos profissionais da saúde, essas pessoas que têm ajudado tanto o Ceará a enfrentar essa pandemia”.

Responsabilidade

Ainda durante o anúncio feito online, o governador ressaltou que a pandemia continua e reforçou que todos precisam colaborar. “Está tendo um novo ciclo no mundo inteiro e aqui também temos novos casos. É fundamental as pessoas cumprirem as orientações sanitárias, evitar aglomerações e usar máscara. Vamos usar a consciência. Estamos trabalhando para trazer a vacina o mais rápido possível para os cearenses, mas enquanto não tem a vacina precisamos ter cautela e zelo”, destacou, garantindo que o Estado será mais rigoroso com quem descumpre as orientações sanitárias.

Polícia Civil prende investigado na morte de prefeito de Granjeiro após descumprimento de medidas cautelares

Um dos envolvidos na morte do prefeito do município de Granjeiro, João Gregório Neto (54), foi preso durante uma ação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizada na manhã desta sexta-feira (4), em Crato, na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado. O homem foi capturado após descumprir medidas cautelares determinadas pelo Poder Judiciário do Ceará. Ele já tinha sido alvo da PCCE em julho deste ano, quando foi determinada a prisão domiciliar do suspeito.

Francisco Rômulo Brasil Leal dos Santos (59) foi capturado em sua residência após romper a tornozeleira eletrônica que deveria usar. As investigações apontam que o suspeito pretendia fugir do local onde estava morando. Em razão disso, foi expedido um mandado de prisão para o suspeito, que acabou capturado no bairro Seminário, no Crato.

Conforme o delegado Luiz Eduardo da Costa Santos, titular da Delegacia Regional de Crato, o preso era funcionário de Ticiano da Fonseca Félix, o “Ticiano Tomé”, apontado, junto com seu pai, de ser o mandante do crime. Ainda segundo as apurações, Francisco Rômulo seria o responsável por deixar os envolvidos no crime na cidade de Brejo Santo. Ele já havia sido preso em fase anterior da investigação e usava tornozeleira eletrônica, porém rompeu o dispositivo para tentar fugir.

“Depois que recebemos a confirmação (do rompimento da tornozeleira eletrônica), por meio da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), representamos mais uma vez pela prisão dele, que foi capturado na manhã de hoje, por descumprimento de medida cautelar e risco de fuga”, explicou o delegado.

Após dois anos, réus da tragédia que deixou 14 mortos em ataque a banco em Milagres-CE ainda não foram julgados

O caso deixou 14 pessoas mortas durante um assalto a banco na cidade da Região do Cariri, mas dois anos depois sem julgamento.

Após dois anos da tragédia em Milagres, na Região do Cariri, os 20 réus por homicídio doloso ou fraude processual ainda não participaram de audiência na Justiça, assim como não foram pronunciados e nem julgados. No dia 7 de dezembro de 2018, 14 pessoas foram mortas durante um assalto a banco na cidade.

Do total de réus, 19 policiais militares que atuaram na ocorrência apresentaram defesa preliminar. Apenas o vice-prefeito do município, Abraão Sampaio de Lacerda, ainda não formalizou a sua posição sobre o ocorrido. Este último disputou o pleito de 2020, mas foi derrotado nas urnas.

O tenente-coronel Cícero Henrique Beserra Lopes, suspeito de modificar a cena do crime, chegou a pedir a suspensão dos efeitos do afastamento imposto pela Controladoria Geral de Disciplina para voltar ao trabalho. Essa foi a última movimentação no processo, mas o Tribunal de Justiça do Ceará negou.

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) apontou em nota a “complexidade do processo”, que tem mais de 3 mil páginas, como justificativa. Para o TJ, “apenas após a apreciação de todos os recursos cabíveis, se for mantido e decidido que o processo deverá seguir para a competência do Tribunal de Júri, o Juízo da Vara Única de Milagres irá deliberar por pronunciar os réus ou proferir outra decisão cabível conforme a prova produzida sob o crivo do devido processo legal, ampla defesa e do contraditório”.

Esperança de julgamento

 

Para Cláudia Magalhães, viúva de João Magalhães e mãe de Vinicíus, mortos pela PM do Ceará, junto aos tios Cícero Tenório e Claudineide Campos, e do primo Gustavo, a esperança é que o processo seja julgado em 2021. A família é de Serra Talhada, em Pernambuco.

A partir deste mês de dezembro, Cláudia e o filho João Victor passarão a receber do Estado do Ceará uma pensão de R$ 1.500, cada. O pagamento deveria ter iniciado em outubro, segundo determinação judicial. Por causa do atraso de dois meses, o Estado deverá arcar ainda com multa, cujo valor não foi repassado.

Já conforme a jovem Stefani Tenório, que teve os pais Cícero e Claudineide e o irmão Gustavo mortos, a primeira audiência está prevista para março de 2021. O advogado dos familiares de Serra Talhada, Stefferson Nogueira, detalha que vai ser marcada uma audiência para ouvir testemunhos. “A novidade é essa pensão. Sabemos que não vai compensar as perdas e dores, mas pelo menos por enquanto é um lenitivo”.

Além dos pernambucanos, a cearense Edneide Laurentino, refém na tragédia, foi assassinada. Ela estava acompanhada dos pais Maria Lurilda e Genário Laurentino e o irmão Fernandes Rodrigues, que sobreviveram. A família ainda espera um amparo social e jurídico.

Fonte: G1/Ceará 

Juazeiro do Norte: candidatos têm até dia 15 para prestar contas à justiça eleitoral

Prazo foi prorrogado pelo TSE

Com o término das Eleições 2020, todos aqueles que apresentaram registro de candidatura em Juazeiro do Norte tem que prestar contas das movimentações financeiras realizadas durante a campanha eleitoral e do destino dado às sobras de valores, conforme exigido pelo art. 53 do inciso I da Resolução TSE 23.607/2019. O prazo para os candidatos eleitos a prefeito, vice-prefeito e vereador, até o terceiro suplente, vai até 15 de dezembro e a mídia eletrônica física, gerada pelo SPCE, deve ser entregue no Fórum Eleitoral, em dias úteis, das 8 às 14h.

Os demais candidatos não eleitos e os partidos políticos, em todas as suas esferas, terão de 7 de janeiro a 8 de março de 2021 para apresentação de suas contas. É importante lembrar que mesmo aqueles que apresentaram registro de candidatura e renunciaram ou que não realizaram movimentações financeiras, precisam prestar contas à Justiça Eleitoral, informando que nada foi feito.

As contas serão analisadas pelo juiz eleitoral da 119ª Zona, Francisco José Mazza Siqueira, que é o juiz competente para aprová-las ou reaprová-las. Os candidatos que deixarem de prestar contas no prazo determinado ficarão sem quitação eleitoral. Para saber como realizar a prestação de contas é importante procurar a assessoria jurídica do partido político ao qual o candidato esteve vinculado.

STF veta possibilidade de reeleição de Maia e Alcolumbre no Congresso

Maioria entendeu que novo mandato na mesma legislatura implicaria em descumprimento da Constituição; voto do ministro Luiz Fux foi decisivo

O STF (Supremo Tribunal Federal) vetou neste domingo (6), por meio do plenário virtual, a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP), durante a mesma legislatura.

Luiz Fux, presidente da suprema corte, foi responsável pelo voto decisivo. Antes do ministro divulgar a sua decisão, o plenário havia formado maioria para impedir que Maia pudesse concorrer ao comando da casa legislativa. A situação de Alcolumbre, no entanto, é que ainda estava incerta.

No texto, o ministro citou o artigo 57, da Constituição Federal, para sustentar a sua decisão. Para ele, a regra vigente é clara quanto à impossibilidade de “recondução para o mesmo cargo, na eleição imediatamente subsequente a do primeiro ano da legislatura.”

Fux ressaltou, porém, que a mesma regra não se aplicaria quando há “mudança de legislatura.” Ele lembrou, a título de exemplo, dos mandatos consecutivos do então deputado Michel Temer, na presidência da Câmara, e do então senador Antônio Carlos Magalhães, de 1997 a 1999 e de 1999 a 2001

Fonte: R7