Mais de 75 mil raios já caíram no Ceará desde o início do ano, diz Enel; Crateús registra maior incidência

Com as chuvas dessa madrugada, a macrorregião do Sertão de Crateús contabiliza, sozinha, 12.618 raios.

O Ceará já registrou um total de 75.157 raios em todo o estado, de acordo com dados fechados até o mês de maio pela Enel Distribuição Ceará. A contabilização ocorre por meio do Sistema de Monitoramento e Alerta que monitora, entre outras ocorrências, as descargas atmosféricas no estado. Com as chuvas dessa madrugada, a macrorregião do Sertão de Crateús contabiliza, sozinha, 12.618 raios.

Segundo a Enel, o Vale do Jaguaribe e o Litoral Norte aparecem em seguida, com 11.458 e 11.043 raios, respectivamente. Até então, os municípios mais atingidos são Granja (4.909), Santa Quitéria (2.914), Crateús (2.369), Morada Nova (2.258) e Sobral (2.022). Nesta madrugada, com as chuvas no estado, foram 44 registros no estado.

Somente em abril, foram registradas 12.241 descargas, enquanto no mês de maio, foram 1.178 raios em apenas 4 dias. Com esses dados, 18 de março continua a ser o dia com maior incidência de descargas atmosféricas no Ceará, totalizando 2.686. Março também segue como o mês com maior volume no ano, seguido de fevereiro, com 32.463.

Monitoramento

 

Além de chuvas, ventos fortes, queimadas e descargas atmosféricas, o Sistema de Monitoramento e Alerta auxilia na verificação de possíveis ocorrências na rede da distribuidora, possibilitando que técnicos e engenheiros monitorem, em tempo real, todo o Ceará e, em caso de alguma ocorrência, agir de maneira mais assertiva e rápida. O trabalho é realizado 24 horas por dia pelo Centro de Controle do Sistema (CCS), a partir de satélite, com dados fornecidos em tempo real pelo Climatempo, e serve para otimizar o serviço em caso de interrupção no fornecimento de energia.

O sistema emite boletins diários sobre as condições meteorológicas de todo o Ceará e antecipa contingências no atendimento de emergência. Além disso, o programa conta com previsão de chuvas, monitoramento das áreas e alertas para previsão de riscos para cada local monitorado.

Alerta

 

Cuidados dentro de casa durante tempestade:

  • Evitar o uso do celular, secador de cabelo e ferro elétrico conectados à tomada;
  • Evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica;
  • Evitar consertos de instalações elétricas;
  • Se possível, permanecer dentro de casa enquanto a tempestade durar.

 

Cuidados fora de casa durante tempestade:

  • Evitar contato com objetos metálicos, como cercas de arame, tubos metálicos e principalmente linhas telefônicas ou elétricas;
  • Evitar estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados.

Fonte: G1/Ceará 

Homem furta celular de motel e é perseguido pelas ruas de Juazeiro do Norte

Um homem foi perseguido e preso momentos após furtar o aparelho celular da funcionária de um motel na Avenida Padre Nestor Sampaio, em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, e de um mototaxista. O crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (3). Moradores registraram o momento em que o suspeito fugiu do estabelecimento e foi abordado por agentes da Polícia Militar.

Policiais foram acionados por volta das 17h após uma denúncia de furto ao motel, que teria acabado de ocorrer. Chegando ao local, segundo a Polícia Militar, os agentes flagraram o mototaxista seguindo o suspeito do furto, que corria a pé e sem blusa pela avenida.

O suspeito foi detido pela PM na Avenida Ailton Gomes, nas proximidades do Parque Ecológico das Timbaúbas. Ele resistiu à prisão por duas vezes e foi imobilizado pelos agentes, que fizeram revista e encontraram dois aparelhos celulares que pertenciam ao mototaxista e a uma funcionária do motel.

O suspeito recebeu voz de prisão e foi levado para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte, onde foi autuado pelos crimes de furto e resistência à prisão.

Fonte: G1/Ceará

CPI da Covid: Mandetta diz que Bolsonaro queria que Anvisa alterasse bula da cloroquina

Ex-ministro, o primeiro depoente a falar na CPI, disse que uma sugestão de decreto presidencial incluiria na bula do remédio a indicação para o tratamento da Covid-19. Remédio não tem eficácia para a doença.

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou nesta terça-feira (4), na Comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Covid, que o presidente Jair Bolsonaro queria que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alterasse a bula da cloroquina para que o medicamento fosse indicado no tratamento da Covid-19. Segundo Mandetta, o pedido foi negado pelo presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres.

O ex-ministro foi à CPI na condição de testemunha, quando há o compromisso de dizer a verdade sob o risco de incorrer no crime de falso testemunho. O Brasil já tem mais de 408 mil mortes por Covid-19.

“Eu estive dentro do Palácio do Planalto quando fui informado, após uma reunião, que era para eu subir para o terceiro andar porque tinha lá uma reunião com vários ministros e médicos que iam propor esse negócio de cloroquina, que eu nunca tinha conhecido. Quer dizer, ele tinha esse assessoramento paralelo”, disse Mandetta.

“Nesse dia, havia sobre a mesa, por exemplo, um papel não-timbrado de um decreto presidencial para que fosse sugerido daquela reunião que se mudasse a bula da cloroquina na Anvisa, colocando na bula a indicação da cloroquina para coronavírus. E foi inclusive o próprio presidente da Anvisa, [Antônio] Barra Torres que disse não”, afirmou.

Em seu depoimento, o ex-ministro disse ainda que Bolsonaro questionava o uso da cloroquina para o tratamento precoce, mesmo sem evidência científica, e que o presidente deveria ter outras fontes de informação, pois o uso do medicamento não era recomendado pelo Ministério da Saúde.

“Me lembro do presidente sempre questionar a questão ligada a cloroquina como a válvula de tratamento precoce, embora sem evidência científica. Eu me lembro do presidente algumas vezes falar que ele adotaria o chamado confinamento vertical, que era também algo que a gente não recomendava”, afirmou.

Mandetta disse ainda que o Ministério da Saúde seguia a “cartilha da organização mundial de saúde” e que se ele tivesse adotado a teoria de que o vírus não chegaria no Brasil teria sido uma “carnificina”.

“[…] do Ministério da Saúde nunca houve a recomendação de coisas que não fossem da cartilha da Organização Mundial de Saúde, dessas estruturas todas, era o que a gente tinha, não por sermos donos da verdade, não, pelo contrário, nós éramos donos da dúvida, eu torcia muito para aquelas teorias de que ‘ah, o vírus não vai chegar no Brasil’, agora, se eu adotasse aquela teoria e chegasse, teria sido uma carnificina”, afirmou.

Em seu depoimento, o ex-ministro também falou que:

  • Bolsonaro queria que a Anvisa mudasse a bula da cloroquina, remédio ineficaz contra a Covid
  • era ‘constrangedor’ explicar divergências com o presidente sobre medidas de isolamento social
  • ‘provavelmente’ Bolsonaro se aconselhava sobre a pandemia com fontes de fora do Ministério da Saúde
  • o governo não quis fazer campanha oficial contra a Covid
  • a política de testagem em massa foi abandonada depois que ele deixou a pasta
  • a falta de unidade na ação do governo confundiu a população e teve impacto na pandemia

 

Fonte: G1

Tangerina é oferta da semana no entreposto da Ceasa em Maracanaú

O mercado agrícola inicia a semana com a tangerina em oferta para o consumidor da capital, vendida a R$ 4,00/kg no entreposto da Ceasa em Maracanaú. Preço bom também para o abacate, comercializado a R$ 3,5 kg; para o abacaxi, a R$ 3,00/kg, a banana prata, R$ 2,50/kg; e a manga tommy, R$ 2,50. De acordo com Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa, a acerola chega à mão do consumidor por R$ 4/kg, o maracujá a R$ 4/kg; a melancia a R$ 1,2/kg e o morango a R$ 25/kg.

“A tangerina é uma preciosa fonte de vitamina C, seja ela: poukan, murkot e mexerica. Quando o assunto é saúde, essa fruta possui importantes funções medicinais, por ser um alimento diurético e tônico, além de contribuir como laxativo graças a grande quantidade de fibras presentes na fruta”, recomenda o analista. A recomendação é escolher a fruta que esteja distante dos raios solares, que diminui a natureza nutritiva dos alimentos, e com cores claras, vivas e brilhantes.

No setor de frutos e hortaliças, o repolho apresenta alta, custando R$ 4,00/kg; ante o bom preço das abóboras de leite e jacarezinho, com preço oscilando entre R$ 1,30 a R$ 1,40/kg. Queda também no preço da pimenta de cheiro, R$ 4,00/kg; e preço bom para o tomate, entre R$ 3,50 e R$ 5,00. A batata doce é vendida a R$ 2,50/kg; a cebola roxa, R$ 4,00/kg; a cenoura se mantém a R$ 2,00/kg; e preço muito bom para o queijo coalho R$ 21,00/kg.

Trajetória da Cia. de dança balé baião é contada em série documental na TVC neste sábado (8)

Cia. Balé Baião de dança contemporânea se apresenta diretamente da cidade de Itapipoca, interior do Ceará, no programa deste sábado (08/5), na série documental Nós no Batente

Todos os sábados de maio, vai ao ar na TV Ceará (TVC) um novo episódio da 2ª temporada da série especial documental produzida pelo Porto Dragão, Nós no Batente. Esta nova leva de episódios coloca em foco os interiores e outras centralidades da arte cearense, compartilhando suas vivências e potências criativas, uma temática importante para o Porto Dragão, instituição cultural da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar, que integra o Hub Cultural do Ceará.

A primeira temporada da série, que já foi exibida na TVC e pode ser assistida no canal do Youtube do Porto Dragão, compartilhou o viver de arte de dez grupos de artes cênicas da capital cearense. Agora, na segunda temporada, o interior do Ceará é o foco, reforçando a importância dessa democratização e descentralização da arte e cultura. No episódio desta semana, neste sábado (8), o Nós no Batente nos leva até Itapipoca, com a Cia. Balé Baião e seu balaio diversificado de atividades artísticas, culturais e socioeducativas com mais de 25 anos de (re)existência.

Sobre a Cia. Balé Baião

Consolidada como umas das companhias de Dança mais importantes do interior do Ceará, com espetáculos inspirados na pluralidade da cultura nordestina e pioneiros em abordar e colocar em debate etnias e questões raciais, a Cia Balé Baião é o grupo convidado da semana para estrelar o 3º episódio da 2ª temporada da série documental Nós no Batente.

A Cia Balé Baião apresenta um balaio diversificado de atividades artísticas, culturais e socioeducativas realizadas na cidade de Itapipoca, região do Vale do Curu/ Litoral Oeste. Além do ritmo baião, a companhia também se inspira em um dos pratos mais famosos da culinária Nordestina, o “baião de dois”. O coletivo ganhou esse nome por conta da diversidade e da mistura de pessoas e ritmos, que assim como na dança típica, no prato da gastronomia, também leva diversos ingredientes ricos em sabor, que contam muito bem a história do Nordeste.

Gerando outras centralidades, fugindo do eixo eurocêntrico da dança contemporânea, a Cia teve a oportunidade de se apresentar em solo africano, na Ilha de Santiago em Cabo Verde e ganhou diversos prêmios, entre eles, o importante “Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna”.

Com 26 anos de existência, atualmente possui em seu repertório mais de 30 espetáculos, além de desenvolver um trabalho pioneiro de investigação, pesquisa, produção e difusão de dança contemporânea, com forte engajamento em movimentos sociais, periféricos e de juventudes, atuando em assentamentos e comunidades quilombolas.

Episódios do “Nós no Batente” – Segunda temporada

– EP 01: Mestre Aldenir (Cariri)
– EP 02: Nego Gallo (Fortaleza)
– EP 03: Cia Balé Baião (Itapipoca)
– EP 04: Grupo Ninho de Teatro (Cariri)
– EP 05: Nóis de Teatro (Fortaleza – Bom Jardim)
– EP 06: Dona Zefinha (Itapipoca)
– EP 07: Arte Jucá (Inhamuns)
– EP 08: América Circo (Fortaleza)
– EP 09: Toca da Matraca (Sobral)
– EP 10: Abidoral Jamacaru (Cariri)
– EP 11: Orquestra Popular do Nordeste (Fortaleza)
– EP 12: Mangaio Cultural (Tianguá)

Acessibilidade

Todos os episódios contam com a janela de intérpretes de Libras, áudio-descrição, notas proêmias, além da opção de legendas disponibilizada no próprio Youtube, reforçando o papel enquanto instituição cultural de democratizar a arte e cultura.

Sobre o Porto Dragão

O Porto Dragão é uma instituição cultural da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), gerido pelo Instituto Dragão do Mar, parte integrante do Hub Cultural do Ceará, que configura-se como um conjunto de estratégias de articulação, aceleração e impulsionamento de projetos artísticos-culturais, potencializando a profissionalização, produção e circulação de trabalhos, artistas e trabalhadores da cultura cearense.

Além do webinário Jornada de Pensamento, que aconteceu em outubro de 2020, outras ações do Hub Cultural do Ceará realizadas foram o programa “Porto Dragão Sessions”, uma série que apresenta a nova cena musical do Ceará com 15 artistas cearenses em 08 episódios e a primeira temporada do programa “Nós no Batente”, e o programa “Zona de Criação”, programa que prevê apoiar 25 projetos de diferentes linguagens e estilos (música, teatro, dança).

Todos os trabalhos realizados pelo HUB colaboram na difusão e impulsionamento dos artistas cearenses e estão disponíveis no canal do Youtube do Porto Dragão, assim como outros conteúdos de produção própria do Porto Dragão, como o bate-papo semanal “Conversa Sem Roteiro”, aulas sobre “Feminismos” com Helena Vieira e conteúdos selecionados em editais e convocatórias realizadas, como Cultura Dendicasa e Arte em Rede.

Serviço

“Nós no Batente” com Cia. Balé Baião no Culture-se da TVC
8 de maio, sábado, 22h45
VHF Canal 5.1 / Multiplay Canal 517 / NET Canal 17 / Brisanet Canal 15
Sábado às 22h45 / Reprises às quintas-feiras às 20h30

Redes sociais
Instagram
Youtube

Mandetta diz à CPI que Bolsonaro tinha suas próprias ideias sobre a covid; acompanhe ao vivo

Ex-ministro da Saúde, demitido em abril de 2020, afirmou na CPI da Covid que presidente discordava das decisões de sua pasta

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid ouve nesta terça-feira (4) o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, demitido em abril de 2020 por se contrapor ao presidente Jair Bolsonaro na forma de lidar com a pandemia do novo coronavírus.

Mandetta iniciou sua fala, com quase uma hora de atraso, explicando como chegaram ao ministério as primeiras informações, em janeiro de 2020, sobre uma doença que tinha início na China e que aos poucos ia se alastrando pelo mundo. Ele contou que chamou todos os poderes para explicar a importância do combate à pandemia de forma unida. “Porque esse vírus não ataca indivíduos, ele ataca a sociedade.”

Fonte: R7

Em Potengi, assessora do presidente da Câmara recebe mesmo salário de vereador; assessoria contábil do legislativo diz que houve ‘erro de digitação’

Na pequena cidade de Potengi, distante a cerca de 90 km de Juazeiro do Norte, a Câmara de Vereadores paga uma quantia mensal de R$ 5.950,00 à Chefe de Gabinete do Presidente do legislativo municipal, mesmo salário dos vereadores da casa. Maria Aparecida Rodrigues, nomeada para o cargo no dia 01 de março, é a mulher de confiança do presidente da Casa, Ailton Leite (Psol).

Segundo denúncia enviada ao News Cariri, além de receber uma quantia incompatível e desproporcional com o salário que normalmente seria pago a um assistente da presidência, Maria também teria vínculo de parentesco com a esposa do vereador socialista, o que incorre em ato ilegal de nepotismo. O caso deve ser levado ao Ministério Público nos próximos dias.

Eleito com 281 votos em 2020, Aílton Leite é aliado de primeira ordem do prefeito Edson Veriato, também do Psol, e com o seu apoio conseguiu chegar à presidência da Câmara. Antes de entrar na política, Aílton exercia o ofício de ferreiro, profissão ainda muito praticada na cidade.

Devido ao alto salário pago à sua assistente, a denúncia encaminhada ao NEWS aponta que estaria ocorrendo um suposto esquema de ‘rachadinha’ – quando há divisão dos valores da remuneração entre o político e assessores – na Câmara Municipal de Potengi.

Com o salário pago à assessora, em um ano seria possível comprar cerca de 890 cestas básicas de R$ 80,00, totalizando a quantia de R$ 71.400.

Resposta

Em um grupo de aplicativo de mensagem, a assessoria contábil da Câmara de Potengi diz que houve um “erro de digitação, devido a uma falha no sistema de importação dos dados para o Portal da Transparência”. No entanto, não informou qual seria o valor da remuneração da servidora.

Veja lista de vagas disponíveis em várias cidades do Ceará e como se candidatar

As vagas são ofertadas para as cidades de Fortaleza, Aracati, Crateús, Eusébio, Horizonte, Iguatu, Itapajé, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Pecém, Quixadá, Sobral e Tianguá.

Diversas vagas de emprego estão sendo ofertadas pelo Sine/IDT em várias cidades do Ceará, e pela empresa MRH. São postos destinados a pessoas com e sem ensino superior, que vão desde advogado a auxiliar de cozinha. No entanto, é necessário ficar atento quanto às formas de se candidatar para alguma das vagas.

O Sine/IDT dispõe de 1.269 oportunidades de emprego nas suas unidades de atendimento, e retomou o atendimento presencial, mas apenas com agendamento.

As vagas do Sine são ofertadas para as cidades de Fortaleza, Aracati, Crateús, Eusébio, Horizonte, Iguatu, Itapajé, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Pecém, Quixadá, Sobral e Tianguá.

O agendamento pode ser realizado através do portal. Em caso de opção pelo atendimento nas unidades que funcionam nos Vapt Vupts, os usuários devem agendar o atendimento pela internet. A relação de vagas é atualizada duas vezes ao dia, às 11h30 e 16h30, estando sujeita a alteração.

Para saber se função desejada está de acordo com seu perfil profissional, acesse o site do Governo Federal, baixe o aplicativo Sine Fácil ou envie currículo para o e-mail da unidade de atendimento correspondente, colocando o nome da vaga no assunto da mensagem.

Sine Caucaia

 

A Prefeitura de Caucaia, através do Sine Municipal de Caucaia, está ofertando mais de 130 vagas de emprego. São oportunidades para confeiteiro, mecânico, costureira, jardineiro, recepcionista bilíngue, dentre outras ocupações.

O atendimento acontece de forma presencial com agendamento, respeitando todas as medidas de distanciamento. Para isso, é preciso enviar mensagem para o Whatsapp (85) 3342 0706 para agendar o atendimento.

Vagas MRH

 

A empresa de gestão de recursos humanos MRH está selecionando advogado, promotor de vendas, assistente financeiro, estagiário de administração, estagiário de computação, auxiliar administrativo, estagiário de administração, supervisor, instrutor de jovem aprendiz, atendente, analista de benefícios, analista de comércio exterior, dentre outras vagas.

Para se candidatar às vagas, é necessário cadastrar currículo no site.

Fonte: G1/Ceará