Transposição: comporta de Missão Velha é liberada e as águas do São Francisco seguem para o açude Castanhão

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria dos Recursos Hídricos, abriu nesta segunda-feira (1), a comporta do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), situada no município de Missão Velha.

O acionamento da comporta dá passagem às águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco para o Açude Castanhão.

A previsão é que as águas atinjam o açude Castanhão em 30 dias, beneficiando cerca de 4,5 milhões de cearenses.

Como a quadra chuvosa está em vigor, o percurso da água vai ter menor perda por infiltração, evaporação ou retiradas ilegais.

Taxa de ocupação de UTIs covid no Crato chega a 50%

Os novos leitos de UTI Covid-19 instalados no Hospital São Camilo, através de parceria entre a Prefeitura do Crato, Governo do Estado e a unidade hospitalar, passaram a receber os primeiros pacientes. Nesta terça-feira, 2, a Unidade já recebeu cinco pacientes. Foram disponibilizados 10 leitos.

O Prefeito Zé Ailton Brasil, e a Secretária de Saúde, Marina Feitosa, foram recebidos pelo diretor administrativo do hospital, Marcelo Vasconcelos, para acompanhar de perto o trabalho que já vem sendo realizado pelo hospital, envolvendo dezenas de profissionais de saúde no tratamento dos casos de Covid-19 de alta complexidade no município.

Segundo o diretor do hospital, é mais um momento importante dessa parceria da Prefeitura do Crato e do Governo do Estado do Ceará para o funcionamento de uma UTI específica para a Covid -19, com 10 leitos, para atender os pacientes que precisarem na região.

“Para aquelas pessoas que estiverem, muitas vezes, em uma fila desumana, teremos mais essa unidade de tratamento. Agradeço a forma como o Crato tem tratado a parceria com o hospital e o atendimento da população”, disse.

Prefeitura do Crato intensifica fiscalização para cumprimento das medidas de isolamento social

Em ação conjunta da Guarda Civil Metropolitana e Demutran, a Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria de Segurança Pública, vem intensificando a fiscalização em espaços públicos do município, a fim de que a população cumpra os decretos Estadual e Municipal, evitando assim, aglomerações e a contaminação da COVID-19.

Na tarde desta terça-feira, 02, as equipes percorreram espaços públicos da cidade, após o horário das 17h, orientando a população quanto às medidas de prevenção ao coronavírus, e o cumprimento dos decretos.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Coronel Jarbas Freire, estão sendo realizadas, diariamente, fiscalizações, tanto na zona urbana como na zona rural, em busca de fazer cumprir os decretos. “Temos nos deparados em alguns locais, com estabelecimentos abertos após os horários previstos. Procuramos tentar regularizar as situações que estejam em desobediência, mas na maioria das vezes não temos sentido resistência por parte da população e nem dos donos de estabelecimentos comerciais”, explicou.

Para denúncias, entrar em contato com o Centro Integrado de Operações e Emergências Municipais (CIOEM), por meio do 153.

 

Novas medidas de enfrentamento à COVID-19:

– Toque de recolher entre 20h e 5h, de segunda à sexta; e das 19h às 5h, aos sábados e domingos (com saídas permitidas somente em situação de comprovada necessidade).

– Comércio de rua funciona de segunda à sexta, até às 17h. As outras atividades econômicas e as religiosas até às 19h. Serviços essenciais podem funcionar após esse horário.

– Aos sábados e domingos, bares e restaurantes funcionam até às 15h, e outras atividades econômicas e religiosas até às 17h.

– Circulação restrita, todos os dias, a partir das 17h, em espaços públicos.

– Igrejas devem realizar suas atividades com até 30% de sua capacidade, e estimular as celebrações de forma virtual.

– Academias de ginástica devem funcionar com 30% de sua capacidade, com o agendamento de horários para o devido cumprimento de todos os protocolos sanitários.

– Trabalho remoto para servidores públicos, com exceção das atividades essenciais. Mesma recomendação para o setor privado.

– As aulas de escolas e universidades, públicas e privadas, continuam de forma remota, exceto para crianças de até 3 anos, e concludentes do ensino superior.

Detran-CE agenda atendimento presencial e garante cuidados de prevenção ao Coronavírus

Postos do órgão contam com materiais de higienização e servidores aptos para orientar e alertar usuários sobre os riscos da Covid-19

Prestar um serviço adequado e seguro ao cidadão com os devidos cuidados relativos ao combate à pandemia da Covid-19. É desta forma que o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) está realizando o atendimento presencial, por meio de agendamento, em todas as suas unidades localizadas na Capital, Região Metropolitana e Interior do Ceará.

Exemplo disso acontece no posto do Detran-CE localizado no Shopping Iguatemi, em Fortaleza, onde, em média, são atendidas 400 pessoas por dia para realização de variados serviços, como renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), exames de legislação, vistoria veicular, entre outros.

“Estamos seguindo as devidas recomendações para evitar a contaminação do vírus. Todos os ambientes de atendimento ao público estão devidamente abastecidos com álcool em gel, assim como faixas de proteção para respeitar o distanciamento. Além disso, nós, servidores, orientamos os usuários a evitarem, ao máximo, o contato com outras pessoas, bem como o uso correto da máscara”, explica a servidora Rosalina de Araújo, responsável pela unidade.

Assim como o posto do Detran-CE no Shopping Iguatemi, todas as demais unidades do órgão passaram por processo de desinfecção, na última semana, para atender às determinações do decreto estadual (nº 33.936), com relação ao combate à disseminação do novo coronavírus em todo o Ceará. O órgão reforça, ainda, que o agendamento prévio do serviço pretendido pelo usuário deve ser feito através do site oficial.

Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte desmente falso calendário de vacinação contra a Covid-19

A Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte (Sesau) desmentiu, por meio de nota, uma mensagem que circula nas redes sociais com um suposto cronograma do mês de março para vacinação contra a Covid-19 de pessoas de 55 a 74 anos.

Segundo a pasta informou, no momento a vacinação está acontecendo para os grupos de trabalhadores da saúde e idosos acamados acima de 75 anos. Informações oficiais sobre o cronograma de imunização são publicadas no site e redes sociais da Prefeitura de Juazeiro do Norte.

Ceará recebe sétimo lote de vacinas com 115.600 mil doses da CoronaVac

Os imunizantes recebidos serão distribuídos aos municípios cearenses para dar continuidade à campanha de vacinação em todo o Estado.

O Ceará recebeu, no fim da manhã desta quarta-feira (3), o sétimo lote de vacinas contra a Covid-19, com 115.600 mil doses da CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Por meio das redes sociais, o governador Camilo Santana afirmou que continuará trabalhando para acelerar o processo de imunização em todo o Estado. “Além das vacinas do Plano Nacional de Imunização, temos mantido contato com laboratórios nacionais e internacionais para viabilizar a compra direta de imunizantes. Nossa meta é imunizar todos os cearenses o mais rápido possível”, publicou Camilo.

Com o sétimo lote, o total agora é de 695.200 mil doses recebidas até o momento por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde. Todas fazem parte da primeira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19, que segue priorizando a aplicação das doses em trabalhadores da saúde e idosos com mais de 75 anos, conforme orienta o PNI. São 153.000 da Oxford/AstraZeneca e 542.200 da Coronavac.

Utilização

Ainda sobre o novo lote, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou que o Estado vai utilizar 50% na primeira dose, e os outros 50% serão guardados para a segunda dose. O repasse aos municípios seguirá a logística que tem sido desenvolvida pela Sesa, que recebe e armazena os imunizantes a fim de distribuí-los, por via terrestre e aérea, para as 22 áreas descentralizadas de saúde e de lá as secretarias municipais de Saúde retiram a quantidade reservada para cada município.

Articulação junto a laboratórios

Diante do aumento expressivo de internações e mortes por Covid-19 no Brasil, autoridades de saúde apontam que vacinar a população é fundamental para atravessar a crise causada pela pandemia. Por isso, o Governo do Ceará tem intensificado a busca por outros meios para garantir imunizantes para os cearenses.

Na terça-feira (2), o governador Camilo Santana esteve em Brasília com o objetivo de articular aquisição de vacinas para complementar plano de imunização no Ceará. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual se reuniu com o presidente da União Química, Fernando de Castro Marques, representante da Sputnik (vacina russa) no Brasil, ao lado de outros governadores do País. O governador do Ceará também se encontrou com o presidente da Câmara, Arthur Lira, e destacou que, nesse momento, o Brasil precisa de união.

Vacinômetro

No Ceará, 400.281 mil doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas até terça-feira (2). Um total de 303.226 mil pessoas receberam a primeira dose e 97.015 mil cearenses já estão imunizados com a segunda dose.

Covid: 70% dos brasileiros não fazem questão de escolher vacina

Pesquisa mostrou que, se fosse possível escolher, 23,6% optariam pela CoronaVac e 21,2% pela vacina de Oxford

Um levantamento realizado pela Paraná Pesquisas mostrou que 70,2% dos brasileiros não fazem questão de escolher qual vacina tomar contra o coronavírus. A pesquisa foi realizada entre 24 e 26 de fevereiro deste ano, e ouviu pessoas dos 26 estados e do Distrito Federal, com uma margem de erro de 2%.

Segundo o resultado, se fosse possível escolher, 23,6% dos entrevistados optariam pela CoronaVac, imunizante desenvolvido pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. Outros 21,2% escolheriam a vacina de Oxford, produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, e pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) no Rio de Janeiro.

As duas vacinas são as únicas contra a covid-19 que estão sendo aplicadas no país, por meio de autorização de uso emergencialliberado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Por outro lado, apenas 11,3% escolheriam o imunizante da Pfizer, o única no país que já recebeu o registro definitivo da Anvisa, o que permite a vacinação em massa e sua comercialização no setor privado, mas ainda não conta com doses disponíveis; 20,5% foram indiferentes quanto à escolha.

Fonte: R7