Polícia Civil recebe visita de criança que sonha em ser delegado em Juazeiro do Norte

“Vou ser o primeiro delegado da família”, afirmou João Paulo (12), uma criança que sonha em integrar a Polícia Civil. O sonho levou o garoto a construir uma maquete da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, mesmo não conhecendo as dependências do local. Nesta segunda-feira (9), João visitou a delegacia e reafirmou seu desejo de trabalhar em prol da segurança do Estado. A visita foi recepcionada pelo delegado Juliano Marcula, titular da Delegacia Regional.

Policiais civis, lotados na Regional de Juazeiro do Norte, receberam a informação que um menino criou uma maquete da delegacia para homenagear a instituição. Com a repercussão nas redes sociais, os agentes contactaram o jovem, que apresentou a sua arte e confidenciou o desejo de conhecer a unidade policial. O encontro ocorreu na manhã de hoje (09) e contou com a participação de policiais civis lotados na delegacia que apresentaram a rotina do local, bem como a importância da participação da comunidade na realização do trabalho policial.

Para o João Paulo, conhecer a unidade policial foi o início de um sonho que ele quer realizar o mais rápido possível. “Eu via as viaturas passarem e criei uma delegacia para ficar brincando. Sonho em ser delegado. Quero estudar, fazer direito e depois vou participar de um concurso para ser delegado de Polícia. Vou ser o primeiro delegado da minha família”, falou Paulo.

Para o delegado Juliano Marcula, a visita de João mostra que o trabalho realizado pela Polícia, especificamente, em Juazeiro do Norte, vem se tornando um ótimo exemplo. “Ficamos bastante lisonjeados com essa homenagem. Para nós, é um grande reconhecimento e demonstra que estamos no caminho certo. Ressalto que estamos de portas abertas para recebermos outras crianças e pessoas que queiram conhecer o nosso trabalho”, finalizou.

Abacaxi, banana prata e limão tahiti em queda na Ceasa Cariri

O entreposto da Ceasa no Cariri abre a semana com preços convidativos para abacaxi, banana prata e limão tahiti. O abacaxi médio é comercializado em Barbalha por R$ 2,30, queda semanal de -8%; a banana prata está custando R$ 1,80/kg (-10%) e o limão tahiti R$ 3,20 (-11,1%). Preço estável para acerola, vendida a R$ 2/kg; melancia, R$ 0,60/kg; goiaba, R$ 2,20/kg; e manga tommy, R$ 1,70/kg. Altas para o abacate grande, R$ 4,80 (+20%), laranja pêra, R$ 3,70 (+23,3%); e maracujá, R$ 3 (+20%).

No setor de hortaliças e frutos, queda no preço da batata doce roxa, que chega à mão do consumidor por R$ 1,60/kg (-20%); berinjela, R$ 2,70 (-10%); e cebolinha, vendida a R$ 4 o maço de 1,2 kg. Em estabilidade, a macaxeira, com o preço de R$ 3/kg; o maxixe, R$ 2,30/kg; e abóbora cabocla, R$ 1,50/kg. Dispararam os preços da batata inglesa, R$ 4,60/kg (+53,3%); cebola pêra, R$ 2/kg; e tomate longa vida, R$ 6/kg (66,7%).

Saneamento e urbanização de ruas do Jardim Glória são entregues pelo Governo do Ceará e Prefeitura de Fortaleza

Com quase R$ 15 milhões investidos, as vias receberam sistema de drenagem, esgotamento sanitário, calçadas, pavimentação em piso intertravado e iluminação

Residir no bairro Cajazeiras, mais precisamente no Jardim Glória, ganhou um reforço em termo de qualidade e saúde. Nesta terça-feira (21), os moradores de 21 ruas da comunidade receberam a conclusão das obras de urbanização e saneamento, fruto do programa Juntos por Fortaleza, uma parceria entre Governo do Ceará e Prefeitura. O investimento na intervenção, que teve início e agosto do ano passado, foi de R$ 14,7 milhões.

Ao lado do prefeito Roberto Cláudio, o governador Camilo Santana esteve no local para conferir o resultado das obras, que levaram à comunidade mais qualidade de vida com a implantação de um sistema de drenagem, esgotamento sanitário, calçadas, pavimentação em piso intertravado e nova iluminação.

Camilo Santana destacou que uma das questões mais importantes em uma cidade é garantir a qualidade de vida nos bairros. “Essas ruas estão todas com piso intertravado – o mesmo utilizado na Beira Mar, drenagem, esgotamento sanitário, iluminação. É dar dignidade à população e o Juntos por Fortaleza tem esse objetivo. É trabalharmos unidos, focados, otimizando recursos, priorizando as áreas que mais precisam, como habitação, saneamento e urbanização”, destacou o governador.

O trabalho realizado no local foi detalhado pelo prefeito de Fortaleza, que ressaltou o ganho qualitativo no cotidiano das pessoas que residem na região. “Embaixo desse piso tem toda uma rede de saneamento, esgoto, drenagem. Em cima dele, a gente implantou um pavimento de piso intertravado, calçadas, iluminação, toda uma nova urbanização. A gente sabe que saneamento e pavimentação trazem mais qualidade de vida e saúde para a população”, pontou Roberto Cláudio. O gestor municipal informou ainda que o próximo passo “é garantir para todos os moradores o papel da casa cartoriada”.

Em reunião Doutor Aloísio pede que Arthur de Zé Adega desista das eleições para fortalecer oposição

Na reta final da campanha eleitoral em Crato, uma possível mudança no quadro da disputa majoritária pode causar reviravolta no cenário eleitoral. Segundo fonte do campo oposicionista cratense ouvida pelo site NEWS CARIRI, a menos de uma semana das eleições, o candidato do PSL, Arthur de Zé Adega, pode abrir mão de sua candidatura em prol de uma coalizão política com o candidato do PROS, Doutor Aloísio. 

Conforme informado, os dois postulantes estiveram reunidos na noite desta segunda-feira (09) para definir uma aliança com o objetivo de fortalecer o bloco que quer evitar a reeleição do prefeito Zé Aílton Brasil(PT). A dupla chegou ao consenso de que um deles deveria abrir mão da candidatura.

Aloísio, por estar melhor posicionado na última pesquisa IBOPE, foi categórico ao afirmar que não sairia da disputa. Arthur, segundo a fonte, continua resistente, mas avalia com maior possibilidade do que antes uma possibilidade de desistência. De acordo com o informante, que é ligado aos dois candidatos, o martelo será batido ainda nesta terça-feira e a decisão oficial será comunicada aos cratenses nesta quarta (11).

Balanço Mostra Sesc de Culturas 2020

Realizada há mais de 20 anos pelo Sistema Fecomércio-CE, por meio do Serviço Social do Comércio, a Mostra Sesc de Culturas encerra a sua 22ª edição que, pela primeira vez, aconteceu de forma totalmente virtual, diante do cenário mundial de pandemia. Com mais de 70 apresentações artísticas, a programação do evento contou com mais de 42 mil visualizações, até o momento.

 

Consolidada como um dos maiores projetos de difusão cultural do Brasil, este ano a Mostra Sesc aconteceu de 01 a 08 de novembro, envolvendo o público com música, literatura, artes cênicas, formação, tradição e patrimônio. Nas redes sociais, o evento teve um alcance de mais de 592 mil visualizações no Facebook e Instagram.

 

O evento expandiu a cultura cearense para o mundo através das plataformas digitais, a partir de uma programação 100% made in Ceará, valorizando os artistas locais, e chegando a vários lugares além Ceará, a exemplo de países como Portugal, Espanha, Alemanha, EUA e Suíça também prestigiaram a programação deste ano.

 

A live de abertura, com Fábio Carneirinho, Waldonys, Nonato Lima e Luiz Fidelis já contabiliza mais de 6,5 mil visualizações. Em parceria com o Senac Ceará, a live da Oficina de Gastronomia Regional, com os chefs e instrutores Felipe Lustosa e Fernanda Mendes, alcançou mais de 18 mil visualizações, representando a força da culinária no preparo de um legítimo baião de dois de matuto, acompanhado de filé de sol na manteiga de garrafa e farofa com óleo de pequi.

 

Para alcançar um público tão diverso, além das lives, a Mostra inovou na produção de conteúdos exclusivos, como as visitas guiadas, pelas crianças da Fundação Casa Grande, aos Museus Orgânicos dos Mestres da Cultura. Por meio de vídeos no formato 360º, o internauta passeou no espaço virtual, interagiu e escolheu os melhores ângulos. Além disso, também foram produzidos cinco web documentários que deixam registrados a história, a memória das brincadeiras e os ofícios dos Mestres e da cultura popular.

 

Como forma de facilitar a participação do público na programação, a Mostra Sesc de Culturas disponibiliza um aplicativo para os sistemas Android e IOS, desde 2018. Nesta edição, o app ficou mais dinâmico, permitindo ao público se programar e receber notificações para assistir às atrações. No total, foram mais de 6 mil downloads do app que possui quase a nota máxima: 4.9 de 5 na loja do Android.

 

“Promovendo experiências com manifestações populares, patrimônio imaterial, entre outras temáticas, esta edição da Mostra proporcionou um intercâmbio de vivências que foi além dos limites territoriais, superando barreiras e fronteiras”, afirma o presidente do Sistema Fecomércio, Maurício Filizola.

 

Culminância do Tudo em Casa Fecomércio

Referência no incentivo e no fortalecimento da produção cultural no País, o Sesc, mediante o cenário de pandemia, seguiu apoiando os segmentos da sociedade, a exemplo dos artistas e de todos os envolvidos na cadeia produtiva cultural do Ceará. Com inovação e criatividade, promove, desde março a programação do Tudo em Casa Fecomércio, plataforma criada ainda no início do isolamento social, como forma de levar cultura e lazer para adultos e crianças. Até setembro, foram contabilizadas mais de 930 ações online, reunindo um público de mais de 480 mil pessoas. A partir dessa experiência, o Sesc Ceará estruturou a edição da Mostra Sesc de Culturas 2020 com programação 100% digital e 100% made in Ceará.

Governo destina chips com internet móvel para 347 mil alunos de escolas e universidades estaduais

Os estudantes, dos ensinos Fundamental, Médio e Superior, serão beneficiados mensalmente com um pacote de 20GB de internet

O governador Camilo Santana anunciou, na manhã desta segunda-feira (9), que alunos da rede estadual de ensino público – Fundamental, Médio e Superior – serão contemplados com chips de dados de internet móvel. Ao todo, o Governo do Ceará beneficiará aproximadamente 347 mil estudantes mensalmente com um pacote de 20GB. O investimento do Tesouro Estadual será de R$ 29.415.157,20 nos primeiros seis meses.

O objetivo do Governo do Ceará é garantir, nesse momento inicial, que os estudantes tenham acesso à internet diante do cenário de pandemia e de aulas remotas. “A gente está criando um programa para que nossos alunos de escolas pública do Estado e de baixa renda das universidades possam ter acesso à conectividade com um chip 3G/4G, com pacote de internet de 20GB, para garantir o conhecimento e a informação”, destacou Camilo Santana. O governador comunicou que neste primeiro momento a iniciativa será por seis meses, mas que será transformada em uma política pública permanente.

O novo benefício vai atender a 338 mil estudantes do 6º ao 9º do Ensino Fundamental e 1ª ao 3ª do Ensino Médio das escolas públicas do Estado, somados a 8.959 alunos de baixa renda que cursam o Ensino Superior nas universidades Estadual do Ceará (Uece), Regional do Cariri (Urca) e Estadual Vale do Acaraú (UVA), além do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) e das Faculdades de Tecnologia Centec (Fatec). A ação é coordenada pela Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice) e secretarias da Educação (Seduc) e Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

Para o chefe do Executivo estadual, essa é uma forma de garantir uma estrutura para que os estudantes tenham acesso ao conteúdo. “Isso significa oportunidade para os nossos jovens aprender mais, estudar mais e cada vez mais a gente ter orgulho. A única forma de reduzir as desigualdades é dar educação pública de qualidade. Acreditamos no poder da educação na transformação das pessoas”, disse Camilo.

Na visão da vice-governadora Izolda Cela, só com iniciativas desse porte o Estado consegue contribuir para um futuro melhor às gerações. “Nossa peleja é sempre ter bons resultados, uma boa escola, um bom processo de educação básica para que depois nas universidades eles tenham sucesso e possam organizar seu projeto de vida. Além desse trabalho, tem essas ações que precisam dar conta do problema das desigualdades. É importante que a desigualdade que muitas famílias ainda passam não seja impedimento para que os jovens tenham a garantia de oportunidades iguais”, ressaltou Izolda.

Passo a mais

Inácio Arruda, titular da Secitece, comentou que o Ceará está provendo a seus estudantes a inserção ao mundo digital. “É um benefício importantíssimo porque coloca o nosso estudante com o pé mais adiante na alta tecnologia. Hoje, estamos com um programa de inclusão digital. São milhares de estudantes de baixa renda. Todos terão acesso à tecnologia para acompanhar as aulas virtuais oferecidas pelos nossos professores”, reforçou o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior.

Agora, o Executivo cearense vai enviar para a Assembleia Legislativa o projeto de lei e aguardar que a casa legislativa autorize a distribuição dos chips, que já estão em fase final de licitação. “Vamos dar mais condições, especialmente nesse momento de pandemia, para que os nossos alunos possam acompanhar com mais tranquilidade as aulas. Os professores têm se reinventado e os alunos acolhido muito bem”, reforçou a secretária da Educação, Eliana Estrela.

Covid-19: Brasil tem 162 mil mortes e 5,67 milhões de casos acumulados

Ministério da Saúde não atualizou o número de pessoas recuperadas

As mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus chegaram a 162.628. Nas últimas 24 horas, foram registradas 231 mortes. Ontem, o sistema de dados sobre a pandemia marcava 162.397 óbitos. Ainda há 2.295 falecimentos em investigação, informação referente ao dia 4 de novembro.

Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado na noite desta segunda-feira (9). A atualização é feita a partir das informações de mortes e de casos apurados pelas secretarias estaduais de saúde.

O número de pessoas infectadas com o novo coronavírus desde o início da pandemia atingiu 5.675.032. Entre ontem e hoje, foram notificados pelas autoridades estaduais de saúde 10.917 novos diagnósticos positivos para a doença Ontem, os dados consolidados pelo Ministério davam conta de 5.664.115 pessoas com covid-19 desde o começo da contagem.

O balanço não acrescentou novos casos em acompanhamento, permanecendo 364.575 desde o dia 4 de novembro. O mesmo vale para as pessoas que já se recuperaram da doença, totalizando 5.064.344. O Ministério da Saúde afirmou que a dificuldade na atualização se deu por causa da queda dos seus sistemas internos que ocorreu na semana passada e até o momento vem ensejando dificuldades para a sistematização dos dados.

Os números de casos e de mortes são menores nos domingos e segundas-feiras em função da limitação de sistematização dos dados e alimentação do painel do Ministério da Saúde pelas secretarias estaduais aos fins de semana. Já às terças-feiras os números diários tendem a subir pelo acúmulo de casos do fim de semana reportado neste dia.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes são São Paulo (39.717), dados ainda do dia 5, Rio de Janeiro (20.905), Ceará (9.404), Minas Gerais (9.204) e Pernambuco (8.740). As Unidades da Federação com menos casos são Roraima (695), Acre (701), Amapá (764), Tocantins (1.114) e Rondônia (1.478).

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Anvisa interrompe estudos da Coronavac após “evento adverso grave”

Agência não informou qual tipo de evento seria

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, em nota, que suspendeu os estudos clínicos da vacina Coronavac, uma das que estão em estudo contra o novo coronavírus. A suspensão ocorreu por causa de um “evento adverso grave” ocorrido. A Anvisa não informou qual evento seria. Pode ser desde a internação de um voluntário até a sua morte.

De acordo com a agência, esse evento adverso ocorreu em 29 de outubro. Agora, a agência reguladora vai analisar os dados observados até o momento e julgar sobre o risco/benefício da continuidade do estudo. Esse tipo de interrupção nos estudos, segundo a Anvisa, é parte dos procedimentos de Boas Práticas Clínicas para estudos desenvolvidos no Brasil.

“Com a interrupção do estudo, nenhum novo voluntário poderá ser vacinado. A Anvisa reitera que, segundo regulamentos nacionais e internacionais de Boas Práticas Clínicas, os dados sobre voluntários de pesquisas clínicas devem ser mantidos em sigilo, em conformidade com princípios de confidencialidade, dignidade humana e proteção dos participantes”, acrescentou a agência, em nota.

A Coronavac está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Dez dias antes do “evento adverso grave” ser registrado, ela foi considerada a vacina mais segura dentre todas as testadas pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL