LOGO-NEWS-CARIRI

Jovens encenam e gravam novela inspirada na realidade do bairro onde moram no Recife

Por Marina Meireles, G1 PE

Publicidade

Desde agosto, as ruas estreitas do bairro dos Coelhos, no Centro do Recife, se transformaram em um set de gravação. Com um drone, câmeras de celular e a energia para gravar de segunda a domingo, um grupo de 15 pessoas traz orgulho aos moradores da comunidade, que esperam ansiosos pela estreia da novela “Sem limites para sonhar”, em 16 de setembro.

Idealizada para retratar os sonhos, desafios e problemas de jovens da periferia, a trama a ser exibida no YouTube é dirigida por Michael Douglas, de 21 anos.

“Eu sempre quis ser ator e, desde os 10 anos, venho estudando para isso. Com essa novela, estou indo atrás do meu sonho e dando oportunidade às pessoas do meu bairro. Esse aqui é o meu Projac [estúdios da TV Globo onde são gravados programas e novelas]”, diz o diretor.

Consagrado na comunidade pelo Big Brother Brasil dos Coelhos, reality show criado na comunidade e publicado em janeiro de 2019 na internet, Michael Douglas aproveita a popularidade para caprichar ainda mais na produção, com a ajuda de empreendedores e profissionais do bairro.

“As pessoas nos deixam gravar nos locais e algumas costureiras fazem roupas para os personagens. É muito bom porque temos o apoio de muitas pessoas”, afirma o jovem.

Apesar de se inspirar em atrizes como Bruna Marquezine e Juliana Paes, o diretor da novela conta que busca no dia a dia do bairro os temas a serem abordados na trama, como tráfico de drogas, preconceito e busca por um futuro melhor. “O nosso objetivo é abordar o nosso cotidiano, mostrando a nossa realidade”, diz.

Ficção e vida real se misturam no caso de Vivian Andreara Lacerda, de 14 anos, que interpreta uma jogadora de futebol. “Quando Michael me procurou para fazer a novela, eu fiquei muito surpresa. Eu ficava meio tímida no início, mas depois me acostumei. Já passei por muito preconceito jogando bola”, conta.

A realidade também se confunde com a história criada para Bruna Cicarelly, que interpreta uma mulher trans que busca ser respeitada. “Não é fácil, porque muita gente tem preconceito, mas temos que lutar pelos nossos direitos”, declara.

Quando os atores e a equipe de gravação circulam pelas ruas, não faltam cumprimentos e elogios dos moradores.

“É inovador ver uma ideia brilhante saindo de uma comunidade carente. Moro há 47 anos aqui e dá orgulho de ver um menino tão inteligente pensando em coisas como essa para os outros jovens”, diz a agente de saúde Janete Batista.

Fonte: g1.com

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas