Com o fim de julho, PT resolveu radicalizar de vez

Por Madson Vagner 

Os acontecimentos do último fim de semana de julho, vindos da direção nacional do PT dão a entender que não haverá recuo, nem tolerância com aqueles que ajudaram, no que o PT se costumou a chamar de golpe. Aquele que tirou a presidenta Dilma Rousseff do poder e prendeu o ex-presidente Lula, segundo os petistas, sem provas e apenas para vencer as eleições.

Pois bem, Lula será candidato. Pelo menos é o que diz a presidente nacional petista, senadora Gleisi Hoffmann. Ela avisa: “Vamos registrar a candidatura de Lula, conforme a lei, que nos garante o direito de disputar a eleição”.

A dirigente avalia que esta não será uma eleição normal. “Querem impedir o eleitor de votar no candidato apoiado pela grande maioria”. “Não se iludam: terão de nos enfrentar nas urnas,” dispara Gleisi.

A MESMA Gleisi Hoffman, acusou o jornalista do O Globo, Lauro Jardim, de “fake news” ao publicar que o ex-presidente Lula e o senador Eunício Oliveira (MDB) teriam trocado cartas e que Lula teria confirmado apoio à candidatura de Eunício.

Vale lembrar que o PT do Ceará decidiu abrir mão da reeleição do petista José Pimentel para facilitar as articulações do governador Camilo Santana, abrindo espaço para Eunício Oliveira. Pelo visto a decisão não será referendada por Gleisi.

NUM OUTRO canto de Brasília, seis militantes de movimentos populares de diferentes partes do país anunciaram uma greve de fome, que começa às 16 horas desta terça-feira, 31.

Para João Pedro Stédile, membro da coordenação da frente Brasil Popular, a greve não tem data para terminar. Eles querem o Lula livre e para isso estariam dispostos a morrer.

Com as afirmações e declarações de guerra política, o PT demonstra que não colocará em prática um plano B, radicalizando em torno do nome de Lula para concorrer ao Planalto.

O problema na decisão é que os petistas e, vale salientar, são uma parte significativa da população, podem ficar sem o candidato. Basta uma canetada do TSE para colocar Lula inelegível.

NO CEARÁ, a dirigente petista continua motivando a candidatura de um nome do partido para o Senado. A ideia é eliminar qualquer possibilidade do PT fechar com o MDB de Eunício Oliveira.

Alagoas tem 38 municípios em situação de emergência por causa da seca

Trinta e oito municípios de Alagoas tiveram a situação de emergência por causa da seca reconhecida pelo Governo do Estado. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (1º) pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), e o decreto deve ser publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

Ainda segundo a AMA, o Governo entrou em contato com o Ministério da Integração Nacional para pedir que a avaliação do decreto seja antecipada, e a Operação Pipa, retomada imediatamente nesses locais.

Os municípios em situação de emergência são

  1. Água Branca;
  2. Arapiraca;
  3. Batalha;
  4. Belo Monte;
  5. Cacimbinhas;
  6. Canapi;
  7. Carneiros;
  8. Craíbas;
  9. Coité do Nóia;
  10. Delmiro Gouveia;
  11. Dois Riachos;
  12. Estrela de Alagoas;
  13. Girau do Ponciano;
  14. Inhapi;
  15. Igaci;
  16. Jacaré dos Homens;
  17. Jaramataia;
  18. Lagoa da Canoa;
  19. Major Izidoro;
  20. Maravilha;
  21. Mata Grande;
  22. Minador do Negrão;
  23. Monteirópolis;
  24. Olho D’Água das Flores;
  25. Olho D’Água do Casado;
  26. Olivença;
  27. Ouro Branco;
  28. Palestina;
  29. Palmeira dos Índios;
  30. Pão de Açúcar;
  31. Pariconha;
  32. Piranhas;
  33. Poço das Trincheiras;
  34. Quebrangulo;
  35. Santana do Ipanema;
  36. São José da Tapera;
  37. Senador Rui Palmeira;
  38. Traipu.

O programa de distribuição de água por carros-pipa é realizado pelo Exército, e foi suspenso pelo Governo Federal alegando seca fraca. Os prefeitos, no entanto, dizem que o volume de chuvas não foi suficiente para encher os reservatórios, e que a água potável anda escassa.

“Este ano tem sido bastante irregular, com um dos piores invernos. Maio choveu, junho foi seco, julho choveu um pouco, mas não deu para molhar a terra. Os agricultores não conseguem arar as terras para fazer plantio. Infelizmente, vamos ter prejuízo na agricultura”, afirma Hugo Wanderley, presidente da AMA.

No decreto, o governador Renan Filho (MDB) diz que compete ao Estado a preservação do bem-estar da população e das atividades socioeconômicas das regiões atingidas por eventos adversos, bem como a adoção imediata das medidas que se fizerem necessárias para, em regime de cooperação, combater situações emergenciais.

O governador alega ainda que os habitantes dos municípios afetados não superaram os danos e prejuízos provocados pelo evento adverso [seca], haja vista a situação socieconômica desfavorável da região e o agravamento da situação em virtude da falta de chuvas, o que exige do Poder Executivo Estadual a adoção de medidas urgentes para restabelecer a normalidade das regiões afetadas.

Para que os municípios passem a receber recursos da União, os decretos ainda precisam ser reconhecidos pelo Governo Federal.

Fonte: G1

Motorista de aplicativo de transporte é baleado durante assalto na Zona Norte do Recife

Um motorista de aplicativo de transporte privado de passageiros foi baleado em um assalto ocorrido na noite de terça-feira (31), em Casa Amarela, na Zona Norte do Recife. De acordo com informações do Hospital da Restauração (HR), confirmadas pela Polícia Civil, Carlos Fernandes Pereira da Silva, de 39 anos, levou tiros nas mãos.

Ainda segundo o HR, o crime ocorreu por volta das 22h30, nas proximidades do Mercado Público de Casa Amarela. Conforme o registro feito às 22h50 no posto policial da unidade de saúde, Carlos Fernandes recebeu um chamado para uma corrida e o passageiro anunciou o assalto.

O motorista e o assaltante entraram em luta corporal e o bandido fugiu com o veículo, um Pálio prata. De acordo com a notificação do HR, além de ser baleado, o motorista de aplicativo sofreu uma queda e apresentou lesão na coluna.

Na manhã desta quarta (1º), a unidade de saúde informou que o paciente se encontra na unidade de trauma, com quadro clínico considerado estável pelos médicos. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que está investigando a tentativa de latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Fonte: G1

Governo de Mauriti realiza Leilão Público para construção de centro administrativo

Por Agência News Cariri / Ronuery Rodrigues 

A Secretaria Municipal da Fazenda de Mauriti promoverá no próximo dia 18 de agosto, LEILÃO EXTRAJUDICIAL, na modalidade presencial e eletrônica, aberto ao público para a venda de bens. O leilão ocorre no auditório do Centro Social Urbano – CSU, às 9 horas e toda arrecadação do será destinada para construção do Centro Administrativo Pref. Expedito de Oliveira Leite.

Os interessados  em participarem do leiloamento devem se dirigir ao Auditório do CSU, localizado na Rua José Leite da Costa, s/n, Mauriti/CE (vizinho ao centro educacional), na data marcada, ou ofertarem seus lances através do site www.cearaleiloes.com.brna modalidade eletrônica.

Serão leiloados bem móveis e equipamentos como aparelhos de TVs de marcas diversas, bebedouros, torneiras, liquidificadores, impressoras, estabilizadores, notebook, carteiras escolares, Impressoras de cheque ventiladores, Aparelhos de ar-condicionado, aparelho de vídeo cassete, fogões industriais, aparelho micro system, entre outros.

Também serão leiloados veículos, retroescavadeira Caterpillar, Carreta de arrasto em ferro e imóveis, como um prédio localizado na Rua localizado na Rua Chagas Sampaio, um prédio comercial na Rua Chagas Sampaio, e um terreno vago na rua eremita Granjeiro Sampaio.

Os lances serão ofertados em reais a partir do valor da avaliação para cada lote, considerando o vencedor participante que realizar maior  oferta.

INFORMAÇÕES 

Maiores esclarecimentos serão fornecidos na data de realização do leilão pelo Leiloeiro, ou pela equipe do Leiloeiro, através do telefone 0800-707-9272 de 2ª a 6ª feira, das 8:00 às 18:00 horas ou e-mail contato@cearaleiloes.com.br, até o penúltimo dia designado para o ato de realização do leilã

Com novo teto, saiba como usar o FGTS para adquirir um imóvel

O Conselho Monetário Nacional (CMN) elevou para R$ 1,5 milhão o teto de valor dos imóveis. As unidades podem ser compradas por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que empresta dinheiro com recursos do FGTS com juros menores que as taxas de mercado.

O que o comprador precisa saber é que nem todos que têm conta no FGTS podem usar o saldo para adquirir o apartamento. De acordo com a Folha de S. Paulo, é necessário ter, no mínimo, três anos de trabalho sob regime do fundo de garantia e, também, não ter nenhum financiamento no SFH, nem ser dono de imóvel.

 

Com relação aos valores máximos das unidades financiadas atualmente, o teto é até R$ 950 mil, em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Para os demais estados, o valor máximo é de R$ 800 mil. Mas depois da elevação, divulgada ontem, a partir de janeiro de 2019, quem se enquadrar nos critérios poderá financiar até R$ 1,5 milhão.

As taxas permitidas nos financiamentos do SFH são de, no máximo, 12% ao ano, com atualização pela Taxa de Referência (TR). Vale ressaltar que há restrições para o uso do FGTS em imóveis, não sendo permitido utilizar o saldo para reformas ou ampliação, nem para aquisição de material de construção ou compra de imóvel comercial ou para familiares e dependentes.

Fonte: notícias ao minuto

Mercado financeiro espera por manutenção da Selic em 6,5%

Instituições financeiras consultadas pelo BC (Banco Central) esperam por manutenção da taxa básica de juros, a Selic, em 6,5%, nesta semana, segundo o Boletim Focus. O Copom (Comitê de Política Monetária) se reuniu nessa terça (31) e volta a se encontrar nesta quarta-feira (1º) para definir a Selic. As informações são da Agência Brasil.

Em suas duas últimas reuniões, o Copom optou por manter a taxa em 6,5%, depois de promover um ciclo de cortes que levou ao menor nível histórico. Para o mercado financeiro, não deve haver alteração na Selic até o fim deste ano. Em 2019, a taxa deve subir e encerrar o período em 8% ao ano.

A Selic é o principal instrumento do BC para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em 2018, o centro da meta de inflação é 4,5%, com limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a previsão é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.Para 2020, a meta é 4% e, para 2021, é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente).

A estimativa de instituições financeiras para o IPCA este ano permanece em 4,11%. Para 2019, a projeção segue em 4,10%. Também não houve alteração na estimativa para 2020 e 2021, que é 4%.

ATIVIDADE ECONÔMICA

A projeção para a expansão do PIB (Produto Interno Bruto) é mantida em 1,50% neste ano há duas semanas seguidas. Para 2019, a estimativa segue em 2,50% há quatro semanas consecutivas. As instituições financeiras também projetam crescimento de 2,50% do PIB em 2020 e 2021.A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,70 no fim deste ano e de 2019. Com informações da Folhapress.

Fonte: notícias ao minuto