SEINFRA continua com operação tapa-buracos e recapeamento asfáltico na cidade

A Secretaria de Infraestrutura (SEINFRA) vem realizando melhorias nas vias de Juazeiro do Norte, com obras de recapeamento asfáltico e operação tapa-buraco. O primeiro dia de serviços teve início na Rua Santa Cecília, no Bairro Salesiano. A Secretária Gizele Menezes esteve, juntamente com o Prefeito Arnon Bezerra, mapeando as ruas e avenidas, que demandam os serviços.

As obras ainda seguem por outras áreas da cidade, como na Rua Hildegarda Barbosa, paralela à Avenida Paulo Maia, no Bairro Antônio Vieira, e também na Rua Jaime Dorcy, localizada no Bairro João Cabral. Algumas ruas, por enquanto, estão acontecendo apenas tapa-buracos para, logo em seguida, darem início ao processo de recapeamento, como no caso da Jaime Dorcy.

Para os moradores a operação irá trazer muitas melhorias. Na Rua Jaime Dorcy, o problema se agravava a cada dia, com a grande quantidade de buracos que se formava. Segundo comerciante da área, Cícero Lopes, as aberturas que existiam no solo dificultavam o trabalho de algumas pessoas que atuam na “feira de troca” e que precisam estacionar seus carros para descarregarem mercadorias.

De acordo com a moradora da Rua Santa Cecília, dona Amara Porcina, antes do recapeamento chegar ao local, existiam muitos buracos e, consequentemente, poeira. “Aqui ficará maravilhoso. Vai valorizar mais a nossa rua e será muito bacana”, destaca.

Na última sexta-feira, a operação tapa-buraco foi realizada na Avenida Plácido Aderaldo Castelo. As próximas vias a receberem os serviços serão a Avenida Castelo Branco, Avenida Humberto Bezerra, além das que dão acesso ao aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. As ruas centrais da cidade serão priorizadas, como a Rua do Cruzeiro, Rua São Francisco, Conceição, Santa Luzia, entre outras. No caso da Avenida Carlos Cruz e a Rua do Cruzeiro, essas passarão por recapeamento

Câmara municipal de Crato abre hoje ano legislativo com sessão solene

A Câmara Municipal do Crato inicia oficialmente nesta segunda feira (06), os trabalhos da 28ª legislatura, onde os 19 vereadores eleitos em outubro próximo terão o primeiro contato com os trabalhos de sessões neste novo mandato.

Com início previsto para 19h30, a primeira sessão será de forma solene, uma sessão especial com a presença de diversas autoridades: prefeito municipal, promotores, juízes, autoridades eclesiásticas e ex-prefeitos.

Nesta terça-feira (07), as sessões começam acontecer no horário normal as 9 horas da manhã.

Caririceara

Filhos de policiais estão entre mortos em chacina ocorrida em Porto Seguro

Dois filhos de um policial civil, dois filhos de policiais militares e um cabo da Aeronáutica estão entre as oito vítimas da chacina que aconteceu na noite domingo (5), em Porto Seguro, na região sul da Bahia. As informações foram confirmadas ao G1 pela Polícia Civil na cidade. Até por volta das 11h30, dois corpos ainda não haviam sido identificados.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as vítimas foram atacadas dentro de uma casa após retornarem de uma “festa paredão”. Unidades especiais da Polícia Militar foram enviadas para ajudar na busca pelos suspeitos em Porto Seguro. Até por volta das 11h40, ninguém havia sido preso.

Além dos oito mortos, um homem ficou ferido e foi socorrido para o Hospital Regional Luiz Eduardo Magalhães, também em Porto Seguro. O estado de saúde dele não foi divulgado. Ainda não informações do que motivou o crime. A polícia pede que quem tiver informações sobre os suspeitos de participar da chacina entre em contato por meio do Disque Denúncia no interior do estado, pelo telefone 181.

Carro utilizado no crime foi abandonado pelos bandidos e levado para pátio da delegacia de Porto Seguro (Foto: Taísa Moura / TV Santa Cruz)Carro utilizado no crime foi abandonado pelos
bandidos e levado para pátio da delegacia
de Porto Seguro (Foto: Taísa Moura / TV Santa
Cruz)

O crime
Uma chacina deixou oito homens mortos e um ferido no bairro de Porto Alegre I, em Porto Seguro, município no extremo sul da Bahia, na noite de domingo (5). Segundo informações da Polícia Militar (PM), nove homens fortemente armados cometeram o crime e fugiram em seguida.

Ainda de acordo com a PM, o grupo chegou a bordo de uma caminhonete Ranger de cor vermelha e efetuou vários disparos. Três corpos foram encontrados do lado de fora da casa, e outros cinco dentro do imóvel.

O veículo usado pelos bandidos foi encontrado por policiais e levado para o pátio da delegacia. Segundo informações da polícia o automóvel havia sido roubado horas antes.No local do crime foram encontradas cápsulas de fuzil calibre 556, segundo a polícia.  A Polícia Civil vai investigar o caso.

PM interditou rua do crime e investiga o caso (Foto: Taísa Moura / TV Santa Cruz)

Cesta básica sobe 4,64% em Fortaleza e tem maior alta do Brasil em janeiro

O valor da cesta básica subiu 4,64% em Fortaleza em janeiro, que representa a maior alta do país, conforme o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). De acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente e divulgada nesta segunda-feira (6), o resultado cearense foi na contramão de outras 20 capitais brasileiras, onde houve recuo no valor.

Fortaleza teve a sétima cesta básica mais cara no período, ao valor de R$ 412,48. Entre os produtos, as maiores altas foram observados no tomate (19,34%), óleo (11,66%), banana (8,87%), café (8,18%) e farinha (5,70%).

Enquanto todas as capitais anotaram queda mensal no preço do feijão carioquinha, por exemplo, Fortaleza (1,06%), juntamente com Aracaju (4,86%), tiveram alta. Situação semelhante aconteceu com o valor do leite, que diminuiu em 21 cidades entre dezembro e janeiro, mas subiu 0,70% na capital cearense. A maior alta para esse item foi verificada em Florianópolis (4,24%).

A cesta mais cara foi a de Porto Alegre (R$ 453,67), seguida de Florianópolis (R$ 441,92) e Rio de Janeiro (R$ 440,16). Os menores valores médios foram observados em Rio Branco (R$ 335,15) e Recife (R$ 346,44).

Considerando o acumulado em 12 meses, entre janeiro de 2016 e o mesmo mês de 2017, Fortaleza teve a segunda maior elevação, de 11,89%, atrás de Maceió (15,99%). Ao todo, 14 cidades acumularam alta, e 13 cidades anotaram reduções, com destaque para Belo Horizonte (-6,71%).