Ministro Márcio França apresenta propostas de desenvolvimento para microempresas em Fórum Permanente do Ceará

Foto: José Wagner

Publicidade

O encontro teve a presença da vice-governadora Jade Romero e do secretário do Trabalho, Vladyson Viana

Na tarde desta segunda-feira (5), no Palácio da Abolição, a vice-governadora, Jade Romero, e o secretário do Trabalho, Vladyson Viana, reuniram as instituições que participam do Fórum Estadual das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Ceará, com o intuito de discutir as estratégias de atuação para a área em 2024.

O encontro contou com a presença do ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, Márcio França, que apresentou o plano do Governo Federal para a área, visando o fortalecimento do empreendedorismo regional.

“No tempo em que nós vivemos, as grandes empresas brasileiras já cresceram e estão hoje numa competição mundial, investindo em proteínas, grãos, minérios, aviões e tantas outras coisas. Essas empresas já não dependem exclusivamente do país, elas dependem também do mercado internacional. Então, as microempresas e empresas de pequeno porte concentram um grande potencial na geração de novos empregos no Brasil. É papel do governo fazer a sua parte para assegurar o funcionamento desses empreendimentos”, explica o ministro Márcio França.

Entre as propostas apresentadas por França durante o evento, estão a criação de um programa de renegociação de dívidas para pessoa jurídica, nos mesmos moldes do Desenrola Brasil. A concessão de linhas de crédito com uma aplicação de juros semelhante à do Pronaf (na agricultura) também faz parte do conjunto das iniciativas que estão sendo planejadas pelo Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte para o setor.

O secretário do Trabalho, Vladyson Viana, ressaltou a importância de estimular a atividade empreendedora, especialmente para micro e pequenos empresários, em um cenário de desafios constantes no mercado de trabalho. “O Ceará vem demonstrando uma atenção especial para os microempreendedores, e nesse aspecto, o Fórum da Microempresa é um espaço de formulação e de diálogo permanente com as organizações que atuam neste segmento, para que possamos apoiar as políticas públicas para o empreendedor cearense”, avalia Viana.

Para a vice-governadora Jade Romero, o trabalho desenvolvido no âmbito federal tem toda consonância com as políticas que estão sendo desenvolvidas no Ceará. “Nós temos fortalecido muito esse setor aqui no estado, principalmente com o Ceará Credi, que, em parceria com o BNB, tem surgido como uma oportunidade especial para a população mais pobre, as mulheres em situação de vulnerabilidade. Essas pessoas, muitas vezes, só precisam de um incentivo para que alcancem novos patamares em suas vidas”, ressalta.

Sobre o Fórum

O Fórum Estadual das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Ceará, instituído em 2011, é presidido pela Secretaria do Trabalho (SET) e realiza articulação entre os agentes públicos e privados de forma a estimular o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios no Ceará. Atualmente são 27 instituições participantes, como secretarias e autarquias estaduais, Sebrae, Alece, Aprece, bancos públicos e federações.

Fonte: Ascom SET

Publicidade

Leia também