Crato: ação ambiental envolve SEMMA e os indígenas Kariri na recuperação das margens do Riacho dos Carás

Foto: Divulgação/Prefeitura do Crato

Publicidade

A Secretaria de Meio Ambiente do Crato, em parceria com a Associação dos Povos Indígenas Cariri – Poço Dantas Umari, realizou na última semana o plantio de 40 mudas nativas às margens do Riacho dos Carás, afluente da margem esquerda do Rio Batateiras. A ação visa iniciar a recuperação de parte de sua mata ciliar no trecho próximo das obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), no distrito de Monte Alverne.

Os integrantes da Associação participaram, anteriormente, de dois momentos distintos preparatórios para o plantio. Inicialmente, uma Roda de Conversa com a comunidade, no dia 16 de janeiro, onde foram apresentados, pela equipe técnica da SEMMA, aspectos técnicos relativos à produção e plantio de mudas, bem como diretrizes legais para o funcionamento de um viveiro. Já no dia 17 de janeiro, o grupo foi vivenciar na prática os conhecimentos adquiridos no Viveiro Municipal de Mudas.

Segundo Vanda Cariri, presidenta da Associação, essas ações integram o projeto “Nós, Cariris, falamos a língua das águas (Dzubukuá): Projeto de Reflorestamento do Rio Carás e suas margens”, apresentado para o Fundo Casa Socioambiental, organização que visa promover a conservação e a sustentabilidade ambiental, fortalecendo comunidades na busca por direitos socioambientais – Justiça climática e de gênero.

A SEMMA vem fomentando parcerias que visem o reflorestamento de áreas degradadas, bem como a promoção e o estímulo de ações de conservação dos recursos naturais.

Publicidade

Leia também