LOGO-NEWS-CARIRI

Porto do Pecém retoma operações de transbordo de combustível

Publicidade

A operação, conhecida como ship to ship, foi retomada na tarde dessa quinta-feira (25) num dos berços de atracação do terminal portuário cearense

Na semana em que celebra 19 anos de inauguração, o Porto do Pecém retomou o chamado ship to ship – expressão utilizada no meio marítimo para o transbordo de combustíveis. Ou seja, quando um navio recebe combustível de um ou mais navios, como a operação iniciada nessa quinta-feira (25), ou ainda quando o navio chega carregado e transborda para dois ou mais navios transportarem o granel líquido via cabotagem (para portos do Brasil) ou longo curso (para portos do mundo).

A operação teve início na manhã de ontem, com a atracação do navio-tanque STI Osceola no berço 8 do Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT) do Porto do Pecém. Essa é a primeira vez que a embarcação, com bandeira das Ilhas Marshall, atraca no terminal cearense.

O STI Osceola chegou vazio ao Pecém para poucas horas depois de atracado começar a receber 38.879 m³ de gasolina do navio-tanque Sérgio Buarque de Holanda. Separadas por defensas do tipo “yokohama”, as embarcações devem ficar atracadas a contrabordo (em paralelo) por aproximadamente dois dias e meio até que todo o volume armazenado no Sérgio Buarque de Holanda seja totalmente transportado para o STI Osceola.

“Nosso time operacional se preparou muito para o retorno dessa operação, pois envolve manobras mais complexas em relação a outras que estamos habituados a fazer no nosso dia a dia, pelo fato de termos dois navios operando a contrabordo, com o bordo de uma embarcação encostado no bordo da outra. Ou seja, em posição paralela, com um navio exatamente ao lado do outro. Além disso, nessa operação são utilizadas mangueiras de alta performance que permitem a rápida transferência do combustível de um navio para outro”, pontua Waldir Sampaio – Diretor de Operações do Porto do Pecém

Durante o fim de semana, o navio Sérgio Buarque de Holanda deve desatracar para dar lugar a outra embarcação, o navio Stena Conqueror, que transbordará mais 10.075 m3 de gasolina para o navio-tanque STI Osceola. Essa segunda etapa do transbordo deverá durar menos de 24hs em virtude do volume menor a ser transferido de uma embarcação para outra.

“Estamos muito satisfeitos em poder retomar essa operação, que não era realizada aqui no Ceará desde 2014. Me empenhei pessoalmente para trazê-la de volta ao Pecém e felizmente conseguimos demonstrar para a Petrobrás a nossa capacidade técnica e quanto a localização do Pecém é estratégica para o transbordo de combustível. Posso dizer, ainda, que essa operação é também um presente para todos os nossos profissionais, já que ela volta a acontecer exatamente na semana em que o Porto do Pecém celebra 19 anos de operação”, afirma Danilo Serpa – Presidente do Complexo do Pecém (CIPP S/A).

Últimas movimentações de transbordo de combustíveis no Porto do Pecém

2014 – 707.612 toneladas
2013 – 629.981 toneladas

O destino do combustível transbordado nessa semana no terminal cearense será o porto de Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde o navio deverá chegar em aproximadamente 10 dias. O transbordo de combustíveis no Porto do Pecém passa a ser regular e contínuo, com mais uma operação prevista para ser realizada na próxima semana.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas