Bloco Banhistas do Pina resgata origens da agremiação com o tema ‘Salve Nossas Cores’

Em comemoração aos 86 anos de fundação, o Bloco Carnavalesco Misto Banhistas do Pina vai realizar uma programação especial, que culmina com o tradicional Baile Azul e Branco, no dia 3 de fevereiro, na sede da agremiação, no bairro do Pina, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Com o tema “Salve Nossas Cores”, a agremiação resgata acervo historiográfico do bloco e realiza exposição no Museu da Abolição.
Bloco de pau e corda tradicional, o desfile da agremiação vai trazer um misto de elementos que lembram a origem do bloco, como a relação com a natureza e com a praia, o pertencimento comunitário, o cordão azul do pastoril, a pesca, a espiritualidade e o misticismo do mar do Pina.
A programação tem início no dia 27 de janeiro, com o lançamento do “Caderno de Canções Somos Banhistas do Pina”, que acontece no Paço do Frevo, no Bairro do Recife, às 17h.
No dia 1º de fevereiro, começa a exposição “Banhistas do Pina – 86 anos de Frevo”, no Museu da Abolição, a partir das 17h. Já no dia 2 de fevereiro, será realizada uma oficina de artes plásticas com as crianças da agremiação.
O ponto alto dos festejos será no dia 3 de fevereiro. A partir das 19h, ocorrerá uma missa em ação de graças ao Bloco, na Matriz de Nossa Senhora do Rosário, na Avenida Herculano Bandeira, no Pina.
Em seguida, um cortejo formado por moradores, foliões, orquestra e corais, segue até a sede do bloco, localizada na Rua São Luiz, nº316, no bairro do Pina. No local, haverá um grande bolo e será cantado parabéns ao bloco.
Por fim, acontece o tradicional Baile Branco e Azul. O evento tem entrada gratuita e para participar é preciso vestir roupas unicamente azul e/ou branco.
O bloco participará, ainda, do Desfile de Agremiações do estado, no dia 11 de fevereiro, na Avenida Dantas Barrreto. O desfile ainda não tem horário definido.

Programação
27/01 – Lançamento do Caderno de Canções dos Banhistas – Paço do Frevo, Bairro do Recife, às 17h
01/02 – Exposição “Banhistas do Pina – 86 anos de Frevo” – Museu da Abolição, às 17h
02/02 – Oficina de artes plásticas com crianças, às 15h, na sede do bloco, na Rua São Luiz, nº 316, no bairro do Pina, em Bora Viagem
03/02 – Missa em ação de graças ao bloco, às 19h, na Matriz de Nossa Senhora do Rosário, na avenida Herculano Bandeira, no bairro do Pina. Em seguida, cortejo até a sede do bloco, finalizando com o Baile Azul e Branco.

Fonte: Notícias ao Minuto

Suspeitos de matar taxista após corrida na BA foram descobertos após começarem a vender objetos da vítima

Os dois jovens de 20 anos presos por suspeita de envolvimento na morte do taxista José Airton da Silva, conhecido como “Seninha”, de 37 anos, em Barreiras, no oeste da Bahia, foram descobertos após começarem a vender objetos roubados da vítima. A informação foi divulgada na segunda-feira (15) pela Polícia Civil, que trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

“No decorrer das investigações, nós obtivemos a informação de que eles tinham subtraído os objetos da vítima, celular, os objetos do veículo, tipo pneu estepe, aparelho de som, módulo e outros objetos componentes do veículo. Então, obtivemos informações de que eles estariam vendendo esses produtos. Então, através de investigações, chegamos aos vendedores dos objetos e a partir de então chegamos também aos autores do homicídio, que se tratava na verdade de latrocínio “, disse a delegada Marineide Pires.

Os suspeitos presos, Gleison Gomes Ferreira e Davi Salomão Almeida, ambos de 20 anos, fizeram exames de corpo de delito no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) e permanecem presos no Complexto Policial de Barreiras. Um jovem identificado como Lucas de Souza de Jesus, de 19 anos, terceiro suspeito de envolvimento na morte do taxista, permanece sendo procurado.
Os dois presos confessaram o crime, segundo a polícia. “Eles disseram que saíram para fazer um assalto, independente de vítima. Escolheram de forma aleatória. Então, identificando o taxista, eles partiram para a execução desse delito. Não tinha uma motivação específica. Eles dizem que ficaram nervosos e começaram a martelar”, afirmou o delegado Yves Correia.

Caso

José Airton foi encontrado morto em um terreno na zona rural de Barreiras no dia 18 de dezembro de 2017. De acordo com motoristas que trabalhavam no mesmo ponto que ele, o condutor foi visto pela última vez em frente à Feira Livre de Barreiras, quando três homens pediram uma corrida, no dia 17.

Duas horas depois de sair do local, os colegas passaram a procurá-lo, pois ele não atendia as ligações. A polícia suspeita que Seninha tenha sido vítima de latrocínio.
O sepultamento da vítima ocorreu no dia 19 de dezembro, na cidade de Angical, a cerca de 53km de Barreiras.

Antes do enterro, ainda na cidade de Barreiras, um protesto reuniu cerca de 80 taxistas e percorreu as ruas da cidade. Os motoristas fizeram uma carreata para pedir mais segurança e solução para o assassinato.

Fonte: G1