Vaquinha para custear protestos pró-Lula arrecada R$ 100 mil

Uma vaquinha organizada pela Frente Brasil Popular do Rio Grande Sul para financiar as manifestações a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Porto Alegre atingiu os 100 mil reais nesta quinta-feira (11).

O montante corresponde a um terço da meta definida pelo grupo. O dinheiro será usado para “garantir as condições de infraestrutura para receber as caravanas que virão de diferentes locais do Brasil”, de acordo com a organização.

Os protestos serão realizados em 23 e 24 de janeiro. O julgamento do petista está marcada para a quarta-feira (24). De acordo com a revista Exame, o PT também arrecada dinheiro para custear protestos a favor do ex-presidente.

O site ‘Com Lula em Porto Alegre’ não divulga valores, mas registra 565 doações. O partido sugere doações a partir de R$ 25, mas os interessados podem pagar outros valores.

Fonte: Notícias ao Minuto

A maçã que engorda

Antes de tudo, confesso minha total dependência dessa maçã. Quando pus as mãos na minha primeira maçã do tipo, olhava com ares desconfiados. Mas, como fazemos com os alimentos, arriscamos um pouco, percebemos suas características e finalmente ficamos adictos.

Vou dar algumas dicas: essa maçã pertence ao século 21, mudou completamente a vida de milhões de pessoas… e não é um alimento, embora já seja usada para abastecer a geladeira e garantir o almoço ou o jantar. Calma que, se ainda não está me entendendo, já vai descobrir ao que me refiro.

Atualmente, muito se discute sobre quais alimentos responderiam pela obesidade no planeta. Os eleitos são os mais variados possíveis, como chocolates, refrigerantes, biscoitos, massas, hambúrguer. O pintor colombiano Fernando Botero, famoso por seus quadros de mulheres rechonchudas no século 20, estaria com uma visão futurista da obesidade em um período onde os alimentos acima não eram consumidos como hoje? Certamente não.

Além disso, a moda das dietas não para de se renovar. A cada estação surge uma – mas nenhuma oferece resultados prolongados ou sustentáveis a enorme maioria da população. Do contrário, o mundo estaria mais magro, certo?

Se a responsabilidade pela obesidade não é de um ou outro alimento (e nem mesmo só da alimentação como um todo), quem paga essa conta então? Resposta: aquela maçã!

Agora saque seu celular do bolso. Ele pode até não ter a tal maçã desenhada na parte da trás, mas muito provavelmente é um smartphone. Era a isso o que me referia.

O mundo moderno se encontrou nos dispositivos eletrônicos móveis que pagam contas sem irmos ao banco, chamam o taxi sem caminharmos até o ponto, fazem compras sem visitarmos o supermercado. Ah, e quase esqueci: também fazem ligações de qualquer canto do planeta e a qualquer hora sem a necessidade de um orelhão (para a geração mais nova, estou falando de um aparelho fixado em locais públicos e que você põe MOEDAS para conversar com seus amigos. Acredite, isso existe!).

Nosso gasto de energia diário caiu aproximadamente 600 calorias nas últimas duas décadas. Sabe quando você vai até a academia, sobe na esteira, sua aos montes e, ao final, aparece que gastou 600 calorias? Parabéns! Você atingiu o gasto calórico de um sedentário de 20 anos atrás, quando os smartphones não existiam. É evidente que esse exercício programado, com intensidade controlada, traz outros benefícios, porém a conta do gasto energético é essa aí mesma.

Eu não descarto a necessidade de educação alimentar. Na França, a batata frita se chama frite. E uma matéria recente de lá demonstrou que as crianças desconheciam qual alimento era utilizado para fazer a tal frite. Educação é combater a desinformação com fatos comprovados e dar autonomia para escolhas alimentares bem embasadas e responsáveis, sejam elas quais forem.

Me lembro até hoje de uma amiga que fez uma horta em casa para que os filhos conhecessem os alimentos que comeriam já no jardim. Tinha rabanete, cenoura etc. Até que um dia uma praga destruiu as plantas.

Apesar da má notícia, julgo que isso foi uma educação completa! Ora, a horta precisa de cuidado diário, água e, assim como uma criança, de atenção às pragas e doenças que naturalmente ocorrem.

A tecnologia nos alimentos

Todos nós adoramos tecnologia, exceto na comida. Quando falamos de alimentos, queremos ver a árvore. Eu, particularmente, adoro consumir meu iogurte com mel, mas o mel não é recomendado para crianças, porque ainda não ensinaram a abelha a pousar em lugares livres de coliformes fecais antes de depositar esse líquido viscoso no favo. Conclusão: o fato de ser natural não representa segurança alimentar.

A tecnologia que tanto gostamos em nossa vida moderna nem sempre é saudável, assim como o alimento in natura, sem tecnologia, não representa garantia de saúde.

Antes de cortar ou eleger algum alimento como responsável pela obesidade ou por qualquer outra coisa, pense na maçã que está em seu bolso e lembre de gastar a energia que ela economiza em sua vida. Emagrecer é mindset (ou uma mudança de pensamento), não uma cruzada contra um único responsável.

Observação: esse texto foi inspirado em uma conversa com amigos as vésperas do Natal de 2017. Obrigado Luciana, Fernanda e Zé.

Fonte: Editora Abril

Ricky Martin se casa em segredo com Jwan Yosef

Após publicar uma foto em que aparece nu, o cantor Ricky  Martin, 46, surpreendeu novamente os fãs ao revelar que se casou em segredo com o artista plástico Jwan Yosef. Os dois estavam noivos desde 2016 e começaram a namorar em janeiro do mesmo ano.

“Nós trocamos nossos votos, e nós juramos tudo, e assinamos todos os papéis que precisávamos assinar, acordos pré-nupciais e tudo mais”, disse Martin, em entrevista ao programa E! News nesta quarta (10).

O casamento pegou todos de surpresa. Isso porque o cantor havia mencionado que queria um grande evento para dividir com o mundo. A declaração foi dada à revista britânica “Attitude”, em outubro passado. “Será um grande evento.

Somos uma família moderna, e acho que as pessoas precisam ver, e eu quero normalizar a beleza da nossa família. Por isso quero dividir meu casamento com o mundo.

A decisão de oficializar a união do casal pode ter acontecido em decorrência do decreto do presidente Donald  Trump, que proíbe a entrada de cidadãos do Iraque, Iêmen, Irã, Síria, Líbia, Somália e Sudão. Yosef tem ascendência síria e, dessa forma, sua família não consegue entrar no país norte-americano.

Estrela da nova temporada do seriado “American Crime Story: O Assassinato de Gianni Versace”, Ricky Martin interpreta Antonio D’Amico, parceiro do designer de moda.

CASA DO CANTOR

Após encerrar a sua turnê em Las Vegas, Rick Martin escolheu Los Angeles, na Califórnia para morar com o companheiro e os filhos gêmeos, Valentino e Matteo, de nove anos.

A pedido “Architectural Digest”, o casal gravou um vídeo no qual mostra a nova casa em Beverly  Hills. “A casa está um pouco bagunçada”, brincou o cantor ao iniciar a visita pela nova moradia.

“Tino e Matteo nasceram na estrada. Eles passavam duas semanas em um lugar e, depois, já mudavam. Nossos filhos são estáveis quando nós estamos juntos. Onde quer que seja, é a casa”, disse o porto-riquenho, em entrevista ao site “Architectural Digest”.

O cantor afirmou que considerou morar em Londres (Inglaterra) ou em Nova York (EUA), mas decidiram ficar em Los Angeles por um mês para sentir a vibração. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao Minuto

Meteoritos que caíram na Terra em 1998 contêm ‘ingredientes da vida’

Dois meteoritos que caíram na Terra em 1998 (em momentos diferentes) contêm “ingredientes da vida”, como água líquida, aminoácidos e hidrocarbonetos, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira (10).

De acordo com a investigação publicada na revista ‘Science Advances’, trata-se dos primeiros meteoritos encontrados com estes ‘ingredientes’. Um deles caiu perto de um campo de basquetebol infantil no Texas, nos Estados Unidos, em março de 1998, e o outro próximo de Marrocos, em agosto do mesmo ano.

Uma equipe internacional de cientistas, incluindo países como Reino Unido, Japão e Estados Unidos, chegou a essa conclusão a partir da análise, com técnicas de microscopia e raios-X, de amostras de pequenos cristais de sal recolhidos dos meteoritos, que foram preservados pela agência espacial norte-americana NASA.

O estudo, feito em parte no Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos Estados Unidos, sugere que o planeta-anão Ceres, localizado na Cintura de Asteroides, entre Marte e Júpiter, pode ser a fonte dos compostos orgânicos detectados nos meteoritos.

Os pequenos cristais que contêm aminoácidos, hidrocarbonetos e vestígios de água são mais finos do que um fio de cabelo.

Os autores do estudo defendem que os vestígios microscópicos de água remontam à “infância” do Sistema Solar, formado há 4,5 bilhões de anos.

“Tudo leva a concluir que a origem da vida pode estar em outros lugares”, afirmou a autora principal do estudo, Queenie Chan, investigadora da The Open University, no Reino Unido, citada em comunicado pelo Laboratório Nacional Lawrence Berkeley. Com informações da Lusa.

Fonte: Noticias ao Minuto