Novo teste pode ajudar a descobrir se bebê será prematuro

Normalmente, uma gestação humana dura entre 38 e 40 semanas. Mas não dá para dizer que é raro que se complete antes disso: até 18% dos bebês no mundo todo acabam nascendo antes da hora. Por não terem completado seu desenvolvimento no período ideal, os prematuros que sobrevivem podem vir de fábrica com problemas cognitivos, respiratórios ou cardíacos – o que demanda atenção especial logo nos primeiros momentos de vida.

Apesar de exames neonatais ajudarem a acompanhar o crescimento do bebê, ainda não há como prever o exato momento em que uma mulher entrará em trabalho de parto. Saber se a gravidez é viável ou não o mais rápido possível, porém, é essencial para agilizar certas medidas preventivas – tanto para a saúde da mãe como para a da própria criança.

Pensando nisso, pesquisadores norte-americanos descobriram uma forma de calcular os riscos de se ter uma gestação incompleta. Segundo seu estudo, publicado no jornal Scientific Reports, é possível encontrar particularidades no muco cervical de gestantes que deram à luz antes das 37 semanas para aquelas que cumpriram o tempo programado. Características dessa secreção, produzida no colo uterino, podem indicar se o parto tem chances de acontecer antes da hora.

Experimentos anteriores conduzidos pelo mesmo grupo do MIT (Massachusetts Institute of Technology) mostraram que entre 25 e 40% dos nascimentos prematuros têm a mesma origem. A culpa é das infecções causadas por micróbios, que ignoram as proteções mucosas do organismo e atingem o útero da mulher. A ideia, então, era comparar as mucosas de mulheres grávidas – e ver o quanto elas permitem a passagem desses pequenos invasores.

Para isso, foram coletadas amostras de dois grupos de gestantes. O primeiro, de baixo risco, começou a visitar mais o médico por volta das 30 semanas de gravidez, dando à luz depois das 37 semanas. O restante das cobaias, do grupo de alto risco, entrou em trabalho de parto pela primeira vez entre 24 e 34 semanas de gravidez. Alarme falso ou não, todas as crianças desse grupo nasceram antes das 37 semanas.

Os pesquisadores, então, testaram a densidade do muco cervical de cada grávida. Usando pequenas esferas, com 1 micrômetro (10-6 m) de tamanho, eles perceberam que os mucos de cada grupo tinham porosidades e aderências diferentes – já que as microesferas se moviam em velocidades distintas.

Depois, repetiram o mesmo teste, dessa vez usando peptídeos. Passar por entre o muco das mães de bebês prematuros, para essas partículas, foi uma tarefa bem mais fácil. Segundo Katharina Ribbeck, co-autora do estudo, essa característica tornaria certas mulheres mais vulneráveis às bactérias e, assim, aumentaria suas chances de dar à luz antes do tempo.

Atualmente, a maneira mais comum de se calcular o risco de nascimento prematuro é medir o comprimento da cervical do útero – tamanhos mais curtos representam risco maior. Outro método envolve a análise da fibronectina fetal, material que prende o bebê às paredes do útero.

No entanto, nenhum deles se mostrou definitivo: mesmo apresentando padrões normais para esses dois critérios, mães ainda podem ter filhos prematuros. Ribbeck defende que os testes de muco podem ser feitos ainda em estágios iniciais da gravidez, como parte dos exames de rotina. Fazendo isso, conseguiria-se mapear com precisão uma das possíveis causas dos partos prematuros, preparando melhor a mãe para esse cenário.

Fonte: Editora Abril

Lançamento do iPhone 8 deve ser adiado para outubro

novo iPhone 8, da Apple, seria lançado no dia 12 de setembro. No entanto, segundo o jornal “The Wall Streett Journal”, por conta de um problema para implementar a tecnologia do touch id diretamente na nova tela Oled do celular, o lançamento foi adiado para outubro. Ainda segundo o jornal, a venda do aparelho deverá ser limitada.

Além disso, devido à nova tecnologia utilizada, a Apple deve implementar o reconhecimento fácil ao invés do touch id.

Os atrasos só vão valer para os iPhone 8, pois os novos iPhone 7s e iPhone 7s Plus estarão disponíveis nas lojas ainda no mês de setembro.

No dia 12, os lançamentos dos novos aparelhos da Apple serão um mistério para os consumidores do IOS, já que o design de nenhum deles foi divulgado pela empresa. Com informações da ANSA.

Fonte: Noticias ao Minuto

Abertas inscrições para programa de incentivo à restauração e recuperação de imóveis do centro antigo de Salvador

Estão abertas as inscrições para adesão ao Programa de Incentivo à Restauração e Recuperação de Imóveis do Centro Antigo de Salvador (Revitalizar). [Confira no final da matéria como se inscrever]
De acordo com o programa, proprietários de imóveis podem solicitar isenções fiscais à prefeitura para concluir os reparos em residências e estabelecimentos comerciais dessas regiões. A regra vale para imóveis localizados nas chamadas Áreas de Proteção Cultural e Paisagística do Centro Antigo e no Conjunto Urbano e Arquitetônico da Cidade Baixa da capital baiana.
As ações beneficiam imóveis localizados em mais de 10 bairros da cidade, como Barris, Tororó, Nazaré, Centro Histórico, Saúde, Comércio, Santo Antônio, Barbalho, Macaúbas, Lapinha e Liberdade.
De acordo com a prefeitura, alguns desses bairros não estão totalmente inseridos no programa, sendo beneficiadas apenas as áreas dos bairros contidas nas poligonais. De acordo com a Codesal, cerca de 300 imóveis localizados nestas regiões estão enquadrados nos critérios propostos pela Sedur.
Inscrições e benefícios
As inscrições podem ser feitas por meio de formulário eletrônico disponibilizado no site da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur): www.sedur.salvador.ba.gov.br. Basta clicar no banner informativo que surge ao ingressar na página da Sedur, clicar na aba Adesão Prévia ao Programa Revitalizar, emitir, imprimir e pagar o Documento de Arrecadação Municipal, no valor de R$ 15,67.
Em seguida, o interessado deve preencher o formulário com os pré-requisitos solicitados, aguardar cerca de dez dias para análise e conclusão do pedido, por conta da necessidade de vistoria do imóvel, bem como a verificação da localização dentro da poligonal atendida pelo programa, e começar a usufruir do benefício. O Revitalizar tem prazo de atuação estimado em dez anos.
O programa garante a isenção do Imposto de Transmissão Inter-Vivos (ITIV) relativa à aquisição de imóvel para restaurar, recuperar ou reformar dentro do perímetro das poligonais citadas. Engloba ainda a remissão ou redução de IPTU para imóveis que passarem por reformas, recuperação ou restauro nos locais contemplados, bem como adiamento ou isenção das taxas de licenciamento para obras de edificação, restauração, recuperação, reforma e conservação na região.

Também está inclusa no programa a isenção de Imposto Sobre Serviços (ISS), que atua sobre projetos de engenharia, instalações e construção civil das obras de edificação, restauração, recuperação, reforma e conservação destes imóveis. Os incentivos incidem ainda na implantação, ampliação e operação de marinas em qualquer parte da Baía de Todos-os-Santos, bem como em todo o território do município.
A lista de benefícios inclui também a redução de ISS em 2% para diversas atividades dos setores criativos como arquitetura, urbanismo e paisagismo, decoração, design, artes visuais e artesanato, audiovisual e mídias interativas, serviços na área de tecnologia, e outros que se instalarem em um desses imóveis sem ocupação, ou imóveis degradados que forem contemplados pelo programa, conforme a Lei 9215/2017.

fonte: Noticias ao Minuto

Mulher leva facadas na cabeça e nos braços e família diz que marido é suspeito

Hospital Getúlio Vargas, localizado no bairro do Cordeiro, no Recife (Foto: Arquivo/G1) Hospital Getúlio Vargas, localizado no bairro do Cordeiro, no Recife (Foto: Arquivo/G1)
Hospital Getúlio Vargas, localizado no bairro do Cordeiro, no Recife (Foto: Arquivo/G1)

Uma mulher de 27 anos foi esfaqueada na cabeça e nos braços, na madrugada desta sexta-feira (8), no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife. De acordo com informações repassadas pelos familiares aos policiais que estavam de plantão no Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, na mesma região da cidade, o principal suspeito é o marido da vítima. Ele fugiu em seguida.
A mulher deu entrada no HGV às 7h53 desta sexta. Atendida na emergência, foi levada para o setor de traumas. Como o corte na cabeça era muito profundo, ela precisou ser transferida ao Hospital da Restauração (HR), no Derby, na área central da capital pernambucana, unidade especializada em ferimentos desse tipo.
No boletim registrado no posto policial do HGV, a mãe da vítima contou que o o crime aconteceu enquanto o casal estava bebendo na residência. Ela informou também que o marido da mulher esfaqueada é um ex-presidiário.
Segundo o depoimento, o homem já tinha agredido a esposa outras vezes. Em uma ocasião, conforme o o relato da mãe da vítima, o suspeito chegou até a ameaçar cortar as pernas da esposa.
Lei
Na segunda-feira (4), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), assinou um decreto que substitui a nomenclatura ‘crime passional’ e institui o termo ‘feminicídio’ nos boletins de ocorrência que se referem a registros de homicídios contra mulheres no estado. A partir da mudança, os assassinatos cometidos por companheiros, ex-companheiros e outros indivíduos unicamente pelo caráter de gênero passam a ser classificados como crimes hediondos.
De acordo com a administração estadual, as mulheres vítimas de homicídios motivados por questões de gênero passam, a partir do decreto, a integrar o registro do Sistema de Mortalidade de Interesse Policial (Simip) da Secretaria de Defesa Social (SDS). Ainda segundo a medida, os crimes letais que envolvem violência doméstica, familiar ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher também serão classificados como feminicídio.

Estatísticas
Entre os meses de janeiro e julho de 2017, o estado registrou 64 casos de feminicídio em Pernambuco, número que representa 1,9% dos homicídios praticados no estado. No mesmo período, foram contabilizados 1.121 casos de estupro nos 184 municípios pernambucanos. Desse total, 197 foram registrados no Recife. Ao longo do ano de 2016, foram 2.196 vítimas desse crime em todo o estado.

Fonte: G1