LOGO-NEWS-CARIRI

Dia de combate à hepatite tem testes gratuitos em Salvador; BA registra 16,5 mil casos em 10 anos

Dia Mundial da Luta Contra Hepatites Virais é celebrado nesta sexta (28) (Foto: Assessoria/Agevisa)

Publicidade

Nesta sexta-feira (28), Dia Mundial da Luta Contra Hepatites Virais, o Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (Hupes), conhecido como Hospital das Clínicas, oferece testes rápidos de Hepatites B e C, além de distribuição de material educativo e orientações médicas, das 8h às 12h.
De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no período de 2007 a junho de 2017, foram notificados 31.321 casos suspeitos de hepatites virais no estado. Foram confirmados 16.531 casos, 26% de hepatite A (4.477 casos) , 33% de hepatite B (5.490) e 33.9% de C (5.618).
O atendimento do ambulatório de hepatologia do Hospital das Clínicas acontece nas terças, quartas e quintas-feiras, das 13h às 19h, no Pavilhão de Ambulatórios Magalhães Neto (AMN). Para ser atendido no serviço, o paciente deve ser encaminhado por um médico da rede SUS.
Segundo a Sesab, o mês de julho é designado “Julho Amarelo” pela Lei Estadual Nº 13.697, de 11 de Janeiro de 2017, para marcar a luta, prevenção e controle das hepatites virais.
As hepatites virais são infecções sistêmicas causadas por vírus hepatotrópicos, sendo conhecidos como vírus A (HAV), B (HBV), C (HCV), D (HDV) e E (HEV). As hepatites virais A e E são de transmissão fecal-oral, enquanto as hepatites B, C e D são transmitidas pelo sangue (via parenteral, percutânea, vertical), esperma e secreção vaginal (via sexual).
Os vírus B, C e D podem evoluir para doença crônica, que pode apresentar como desfecho a fibrose hepática, cirrose, além de carcinoma hepatocelular. Ainda segundo a Sesab, o vírus é considerado um grave problema de saúde pública, sendo a primeira causa de transplantes de fígado no Brasil e, nas fases avançadas, podem levar à morte.
No Brasil, 800 mil pessoas já foram infectadas pelo vírus da hepatite B e 1,5 milhão pelo vírus C. A média de casos notificados no Brasil no período 2007 a 2016 é de 6,9 por 100.000 hab. de hepatite B e de 6,6 por 100.000 habitantes casos suspeitos de hepatite C (SVS/MS/ 2010).

Fonte: G1

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

FFC272FC-CA03-4A94-A7A0-38967487BE92
3FB15E2F-83D2-4049-A223-93DA1E6E9C5B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas