Ministro dos Transportes Maurício Quintella agradece empenho de Eunício ao anunciar recursos para o aeroporto do Cariri

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, esteve na tarde desta quinta-feira em Juazeiro do Norte, onde anunciou a licitação para as obras de reforço do pátio do aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, bem como aprovação dos recursos par ampliação do terminal de passageiros. Ele destacou o empenho do presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (PMDB), para colocar o Cariri entre as prioridades do Governo Federal, enquanto que o parlamentar destacou ser esse seu papel na defesa dos interesses do povo do Ceará.

Serão cerca de R$ 2,8 milhões para as obras de reforço de pista e pátio, que farão com que todas as restrições sejam tiradas e o aeroporto passe a operar com aeronaves até o Airbus A321. Segundo Quintella, a licitação será lançada imediatamente, com perspectiva de início das obras em outubro de 2017 e término em março de 2018. Também conta no projeto Avançar, que reúne os investimentos prioritários do Governo Federal, a ampliação e modernização do terminal de passageiros e de navegação, cujos recursos da ordem de R$ 30 milhões já estão assegurados.

“Essa é uma demanda da população, reverberada pela bancada cearense no Congresso Nacional, , capitaneada pelo senador Eunício Oliveira. No momento de restrição fiscal, que limita os investimentos no país, o Governo Federal priorizou o aeroporto de Juazeiro de Norte, que já está saturado. Essa é uma região muito importante, e por isso foi incluída no projeto Avançar. Espero voltar aqui em 2018 para inaugurar as obras de reforço do pátio e, na sequência, concluir o projeto de reforma de todo o aeroporto, deixando-o como a população merece”, declarou Quintella.

Em entrevista à rádio FM Tempo, de Juazeiro do Norte, concedida pouco antes da chegada do ministro, o presidente Eunício Oliveira (PMDB) antecipou as boas novas, ressaltando os esforços em defesa da população caririense. Ele destacou que seria uma reunião de trabalho entre o ministro e a Infraero, como veio a se confirmar, na qual Quintella anunciaria o plano de trabalho para a concretização de um sonho de toda a região, que é a reforma completa do aeroporto.

“Estamos trabalhando para levar esses benefícios para o povo. Com a reforma da pista e do terminal de passageiros, Cariri cearense e dos estados vizinhos terão um aeroporto com as dimensões que necessita e merece. E destaco o trabalho desempenhado por Roberto Celestino para que isso se tornasse uma realidade para os 600 mil passageiros que passam por lá o ano todo”, destacou Eunício.

O presidente do Congresso aproveitou a ocasião para celebrar a liberação de recursos para os hospitais de Barbalha, que também recebeu a entrega de 600 unidades do programa Minha Casa Minha Vida, a vitória obtida com a liberação das obras do Eixo Norte da Transposição Rio São Francisco, que levarão as águas para o Ceará, e o trabalho junto ao Ministério da Fazenda para estender a renegociação das dívidas dos trabalhadores rurais prejudicados pela seca para operações de crédito contratadas entre 2012 e 2016.

Assessoria/Eunício

Pais de criança morta por incêndio devem receber R$ 100 mil de indenização do município do Crato

A 2ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) condenou o município do Crato ao pagamento de indenização moral de R$ 100 mil aos pais de criança morta em decorrência de incêndio no lixão da cidade. Também terá de pagar pensão mensal até a data em que a vítima completaria 65 anos. A decisão, proferida nessa quarta-feira (28/06), é da relatoria do desembargador Luiz Evaldo Gonçalves Leite.

Segundo o magistrado, “no caso ora em análise o dano consubstancia-se na morte de uma criança. Nesse aspecto, assevere-se que, embora a vida humana não seja passível de mensuração em forma de pecúnia, a norma jurídica exige que o agir ilícito do causador da conduta danosa seja aquilatado monetariamente. Isso com o fito de amenizar a dor suportada pelo lesado bem como com a finalidade de coibir futuras práticas de igual perniciosidade.”

De acordo com os autos, em 4 de outubro de 1999, a filha mais nova do casal, de três anos, foi atingida enquanto brincava no quintal de sua casa, por um objeto em chamas oriundo do lixão que fica ao lado da residência da família. Na ocasião, os resíduos de lixo estavam sendo queimados a mando da Prefeitura de Crato. A criança sofreu queimaduras graves, ficou dezoito dias internada e acabou falecendo.

Por isso, os pais requereram a condenação do município por danos morais e materiais. Argumentaram que em nenhum momento a população foi avisada de que os lixos seriam queimados. Sustentou que é obrigação da Prefeitura recolher o lixo doméstico e depositar em local seguro para proteger a sociedade.

Na contestação, o ente público afirmou que usa o método de compactação do lixo feito por tratores a fim de aumentar a capacidade de absorção de dejetos e não faz uso de queimadas, e quando estas ocorrem são ocasionadas pela combustão espontânea de material orgânico, resultante das condições físicas e químicas do meio.

Em 17 de outubro de 2011, o Juízo da Comarca de Crato julgou improcedente o pedido dos pais quanto à culpabilidade do município. Por isso, ingressaram com apelação (nº 0003250-10.2005.8.06.0071) no TJCE. Utilizando os mesmos argumentos da contestação, o município do Crato também ajuizou recurso.

Ao julgar o caso, a 2ª Câmara de Direito Público reformou a sentença de 1º Grau para condenar o ente público ao pagamento de R$ 100 mil, a título de danos morais. Também determinou que fosse pago aos pais da criança, referente aos danos materiais, o valor de dois terços do salário mínimo vigente à época em que ela completaria 14 anos, devendo o percentual ser reduzido a um terço, a partir da data em que completaria 25 anos, se entendendo até o dia em que faria 65 anos.

Segundo o relator, “pela prova colacionada aos autos vislumbra-se que restaram presentes o dano consubstanciado este na morte da pequena vítima, e o nexo de causalidade entre esse fato e a conduta omissiva do poder público municipal, porquanto, tendo conhecimento de que constantemente haviam queimadas no local, fato este admitido pela própria municipalidade, e que moravam famílias nas adjacências, não se desincumbiu de implementar obras de prevenção aos danos causados aos moradores. Patente, portanto, a responsabilidade civil ensejadora do dever de indenizar”.

Fonte: tjce

Juiz denuncia aumento da violência na Comarca por falta de atuação da Polícia Civil

O magistrado revela que na cidade de Monsenhor Tabosa o tráfico de armas e de drogas avança. A falta de delegado e equipe impedem a realização de investigações

A falta de delegados e equipes na Polícia Civil do Ceará tem provocado o aumento da violência em todo o estado, já que inquéritos não são instaurados para a apuração de crimes, ou quando são, não têm a resolução devida por falta de investigação. Em cidades do Interior a situação é grave, com dezenas de delegacias sem funcionar. Em ofício encaminhado à chefia da instituição, um juiz de Direito denunciou o aumento da criminalidade em sua Comarca e atribuiu o fato à falta de efetivo da Polícia Civil para realizar investigações.

“É notório o problema da falta de efetivo da Polícia Civil no Estado do Ceará, mas esta cidade está abandonada pela Polícia Judiciária alencarina. Não dispomos de Delegado de Polícia, tampouco de escrivão, havendo somente um único inspetor de Polícia Civil, que nada ode fazer, pois além de estar sozinho, não dispõe nem mesmo de uma viatura para cumprir simples diligências”.

A denúncia é do juiz de Direito, Mikhail de Andrade Torres, juiz substituto da Comarca de Monsenhor Tabosa (a 300Km de Fortaleza), em um ofício encaminhado, recentemente, ao delegado-geral da Polícia Civil, Everardo Lima. No documento, o magistrado relata a precariedade da segurança no Município. “Há notícias de diversos pontos de venda de drogas e armas espalhados pela cidade e nada se pode fazer, pois não há efetivo policial civil para proceder as devidas investigações”.

Fórum invadido

O juiz vai mais além ao citar que, “a situação que se encontram esta cidade e comarca beira o caos, ao ponto de no dia 9 de fevereiro, bandidos terem invadido este Fórum e terem furtado uma motocicleta que estava aprendida no estacionamento interno do prédio. Nem mesmo um Boletim de Ocorrência pôde ser lavrado por falta de efetivo policial no momento da ocorrência”.

E mais: “A única equipe de policiais militares de serviço na cidade tem que se deslocar, no mínimo, até a cidade de Tamboril para lavrar um simples Termo Circunstanciado de Ocorrência, sendo que já houve episódios da PM ter que se deslocar até a cidade de Canindé, a cerca de 180 quilômetros, para realizar o referido procedimento, deixando a cidade (Monsenhor Tabosa) literalmente sem nenhum policial (civil e militar) o dia todo”.

E completa: “não é à toa que a criminalidade vem tomando conta de deste Município, onde nem mais o Fórum da cidade está em segurança”.

Por Fernando Ribeiro

cearanews7

YouTube, Facebook, Twitter e Microsoft anunciam fórum contra conteúdo terrorista

Na última segunda-feira (26), YouTube, Facebook, Twitter e Microsoft anunciaram a criação de um fórum para combater o conteúdo terrorista em suas plataformas. O Fórum Global de Internet para Combate ao Terrorismo, como foi nomeado, servirá para o compartilhamento de soluções em tecnologia para a remoção deste tipo de material. Além disso, também haverá pesquisas de contraposição a este discurso.

De acordo com um comunicado divulgado pelas empresas envolvidas, o fórum “vai formalizar e estruturar áreas existentes e futuras de colaboração entre nossas companhias e fomentar cooperação com empresas de tecnologia menores, grupos da sociedade civil, acadêmicos, governos e órgãos supranacionais como a União Europeia e a ONU”. YouTube , Facebook, Twitter e Microsoft tomaram a decisão devido à pressão feita por diversos Chefes de Estado que, após uma série de ataques realizados por militantes, pediram para que companhias desenvolvessem tecnologias que melhorassem a detecção e exclusão deste tipo de conteúdo.
A ideia do fórum é que as empresas aprimorem seu trabalho técnico atuando em conjunto. “Ao trabalhar juntos, compartilhando as melhores ferramentas tecnológicas e de organização, podemos ter um maior impacto contra a ameaça que representam os conteúdos terroristas online”, disseram as companhias.

As organizações também deverão utilizar o fórum para trocar suas principais teecnicas para a identificação de conteúdo terrorista. Para isso, será necessário definir “métodos padrões de transparência” para que estes materiais sejam removidos. É previsto que haja colaboração de grupos da sociedade civil, governos, instituições acadêmicas e até mesmo da Organização das Nações Unidas e da União Europeia.
Além disso, de acordo com as grandes empresas, algumas companhias menores também estão ajudando no combate ao extremismo. Organizações como o Centro para Estudos Estratégicos e Internacionais também estão participando.

No início deste mês, o Facebook já havia revelado algumas ações aplicadas para a retirada de material terrorista da sua rede. Algum tempo depois, o Google também anunciou novas medidas para a identificação e remoção de conteúdo deste tipo do YouTube.
Fonte: Tecnologia – iG

 

Perigo na tinta de cabelo?

Pintar os fios de cabelo é costume antigo na história da humanidade. Arqueólogos já encontraram hena, um corante natural utilizado ainda hoje, no cabelo de múmias egípcias com mais de 4 mil anos de idade. O fato é que as opções para tingir as madeixas se modernizaram e multiplicaram – graças aos avanços na química, as tintas ganharam maior duração, variedade de cores e popularidade. No Brasil, um levantamento do Target Group Index, vinculado ao Ibope, indica que 26% da população usa tintura para cabelo, sendo que 85% desse público pertence ao sexo feminino. Vira e mexe, porém, a segurança desses produtos é questionada pelo meio científico. A acusação da vez vem de uma megapesquisa na Finlândia.

A cientista esclarece, porém, que o elo só foi observado em mulheres que passaram da menopausa. “Pessoas mais velhas tendem a acumular mais anos de uso das tinturas. Outra possibilidade é que elas tenham entrado em contato com compostos químicos mais pesados que eram empregados nesses cosméticos antes dos anos 1980”, justifica. Embora o estudo finlandês não seja o primeiro a apontar o dedo para uma possível ligação com o câncer, Sanna ressalta que ainda não dá para bater o martelo numa relação de causa e efeito. “Mas temos um indicativo de que pode ter alguma coisa aí”, diz. Achados como esse servem inclusive para a indústria cosmética aperfeiçoar suas fórmulas. Felizmente, a tecnologia já permitiu aposentar diversas substâncias consideradas mais tóxicas.

noticiasaominuto

 

Após sequência de críticas, Maytê para de seguir Xuxa nas rede sociais

Maytê Piragibe está mesmo magoada depois que sua vida pessoal foi alvo de comentários por parte de Xuxa, na final do ‘Dancing Brasil’, na última segunda (26). A atriz não gostou quando a apresentadora afirmou que ela estava vivendo um romance com Paulo Victor, seu par na competição e rebateu a loira com um: “Isso aqui não é ‘A Fazenda'”, dentre outros desabafos.

Depois disso, a sequência de críticas de Maytê contra a apresentadora continuou e a atriz até parou de seguir Xuxa no Instagram. Ou seja, nada de contato.

“Não vou permitir que Xuxa nem ninguém minta sobre a minha vida pessoal. Eu mereço respeito. Aquela postura foi para me defender e falar sobre mim mesma”, desabafou Maytê, que continua seu posicionamento: “Nem ela nem ninguém têm o direito de falar da vida do outro. Me senti constrangida”, disse Maytê, em recente declaração dada ao Extra.

noticiasaominuto