Termina greve dos servidores dos Correios no Ceará

Depois de duas semanas de paralisação, os trabalhadores dos Correios do Ceará decidiram, na tarde desta segunda-feira (8), retornar às atividades. Iniciada na noite do dia 26 de março, a greve foi motivada por demissões e retiradas de direitos, além do fechamento de mais de 200 agências no país, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect). Eles retornam às atividades às 22h desta segunda nas agências onde há terceiro turno; nas demais, o retorno ocorre nesta terça.

Segundo o coordenador do Sindicatos dos Servidores dos Correios no Ceará, Luís Santiago, a greve acabou sem avanços nas reivindicações. “Não houve avanço, mas devido ao enfraquecimento do movimento tivemos que encerrar a greve. Os sindicatos de São Paulo e Rio de Janeiro, que são os dois maiores do país, encerraram a paralisação, e a greve ficou enfraquecida”, diz.

Os funcionários das agências franqueadas, que são terceirizados, não participaram da greve. A empresa possui atualmente cerca de 6.500 agências próprias, além de mais de um mil franqueadas. A estatal não tem contatações há vários anos – o último concurso foi realizado em 2011.

Os representantes dos trabalhadores pediam a retirada da mediação do TST sobre os planos de saúde, revogação da suspensão das férias, debate sobre a situação econômica da empresa, revogação da entrega alternada e otimização de atividade interna, suspensão das ameaças de demissão motivada e privatização, suspensão do fechamento das 250 agências e a criação de comissão com a participação dos trabalhadores para tratar sobre o tema.

Os Correios tentam implantar um novo formato para o plano de saúde dos funcionários, o Postal Saúde. A empresa alega que esse custeio é o responsável pela maior parte do déficit registrado nos últimos anos na estatal. Hoje a estatal arca com 93% dos custos dos planos de saúde e os funcionários com 7%.

Crise nos Correios

Os Correios enfrentam uma severa crise econômica e medidas para reduzir gastos e melhorar a lucratividade da estatal estão em pauta. O presidente dos Correios, Guilherme Campos, afirmou que a estatal teve um prejuízo estimado de R$ 400 milhões no primeiro trimestre, após ter tido prejuízo anual de cerca de R$ 2 bilhões em 2015 e em 2016. Ele disse ainda que a empresa não tem condições de arcar com sua folha de pagamentos e que demissões de servidores concursados estão em pauta.

Em 2016, os Correios anunciaram um Programa de Demissão Incentivada (PDI) e pretendia atingir a meta de 8 mil servidores, mas apenas 5,5 mil aderiram ao programa. “A economia com esses 5,5 mil é de R$ 700 milhões anuais e essa marca alcançada com o PDI fica aquém da necessidade da empresa. Precisamos ter outras ações para enxugamento da máquina da empresa”, afirmou Campos no dia 20 de abril.

Os Correios planejam também fechar cerca de 200 agências neste ano, além de uma série de medidas de redução de custos e de reestruturação da folha de pagamentos. Segundo os Correios, o fechamento dessas agências acontecerá sobretudo nos grandes centros urbanos.

Para Campos, outro ponto fundamental para reestruturar o orçamento dos Correios é encontrar um novo formato para o plano de saúde dos funcionários dos Correios, o Postal Saúde. Segundo ele, esse custeio é o responsável pela maior parte do déficit registrado nos últimos anos.

Pelo modelo, a estatal arca com 93% dos custos dos planos de saúde e os funcionários com 7%. “Estamos negociando com os trabalhadores, com os sindicatos, buscando uma alternativa. Nos moldes que está é impossível de ser mantido”, diz.

g1

Polícia Militar prende suspeito de assaltar agência bancária na Zona Norte do Recife

A Polícia Militar prendeu, nesta segunda-feira (8), um suspeito de participar do assalto à Caixa Econômica Federal localizada na Rua da Hora, no bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife, na sexta-feira (5). A prisão ocorreu no bairro de Água Fria, também na Zona Norte da capital pernambucana. Com o homem, foram apreendidos um revólver, munições, uma balança de precisão e 72 gramas de maconha.

A PM, no entanto, não informou se a prisão ocorreu por meio de denúncias. Depois de detido, o homem foi encaminhado para a sede da Polícia Federal (PF), no Bairro do Recife, na área central da cidade, para serem tomadas as providências cabíveis na corporação responsável pela investigação do caso.

Vídeo do assalto à agência bancária localizada na Rua da Hora foi divulgado pela Polícia Federal

Vídeo do assalto à agência bancária localizada na Rua da Hora foi divulgado pela Polícia Federal

Por meio de nota, a Polícia Federal informou que irá se pronunciar sobre a prisão na terça-feira (9). Na manhã desta segunda-feira (8), a PF havia divulgado fotos e vídeos da ação criminosa na agência. De acordo com o material, cinco pessoas participaram do assalto, e, no momento da ação, uma delas usava uma farda de vigilante de uma empresa privada. (Veja vídeo acima)

Durante o roubo, uma dupla ficou no setor dos terminais eletrônicos, antes da porta detectora de metais, e rendeu os vigilantes. Outros dois integrantes do grupo entraram na agência e recolheram as armas dos seguranças. Um quinto homem deu cobertura aos comparsas. A ação aconteceu em menos de cinco minutos.

g1

Tamanho de mochilas escolares entregues a alunos de creches por prefeitura na BA vira piada na internet

O tamanho de mochilas escolares distribuídas a alunos do ensino municipal pela prefeitura de Jequié, localizada na região sudoeste da Bahia, virou piada na internet. Isso porque tanto os alunos dos últimos anos do ensino fundamental 2 como os das creches da cidade, com idades até seis anos, receberam mochilas padronizadas com o mesmo tamanho. Para os estudantes menores, a mochila é muito grande, e os pequenos chegam a caber dentro do utensílio.

Conforme a prefeitura de Jequié, a Secretaria de Educação da cidade deu início à entrega de kits escolares na última sexta-feira (5) aos quase 18 mil alunos da rede pública de ensino. Além das mochilas, os kits contêm camisetas e uma espécie de pochete para que os alunos possam guardar materiais como lápis, canetas e borrachas. As camisetas, no entanto, têm o tamanho de acordo com a idade dos alunos.

O único problema mesmo é o tamanho das mochilas. Nas redes sociais, vários internautas compartilharam uma foto que mostra alguns alunos da creche usando o utensílio, cujo tamanho chega a ser quase igual à altura dos estudantes. Outra imagem mostra uma criança dentro de uma das mochilas.

“Muito maior que a minha mochila de viagem”, postou uma internauta no Facebook. “Gostei. Dá para usar até para viagem, para ir embora”, publicou outro usuário da rede social. “É para durar até a faculdade”, escreveu outro internauta.

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Reprodução/Facebook)

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Reprodução/Facebook)

Em nota enviada ao G1, a Secretaria de Educação de Jequié informou que as mochilas distribuídas foram licitadas antes do término das matrículas e, por isso, tiveram que ser padronizadas. A assessoria de comunicação da prefeitura informou, por telefone, que inicialmente não estava prevista a distribuição dos kits para as crianças pequenas da creche, mas professores, diretores e a própria secretaria se reuniram e decidiram fazer a entrega também para os alunos menores.

Na nota, a secretaria afirma que tomou a atitude de também distribuir as mochilas para os alunos das creches para evitar qualquer tipo de discriminação, principalmente com as crianças menores, “prevalecendo assim o cuidado e a satisfação em ver a alegria das crianças e da família ao receberem as mochilas”.

A Secretaria de Educação ainda afirma que entende que “deve prevalecer o bom senso de todos os envolvidos na utilização dos materiais distribuídos, cabendo principalmente aos pais ou responsáveis utilizarem as mochilas para transporte do material das crianças, lembrando ainda que o Ministério da Saúde recomenda que o peso transportado pelo aluno não ultrapasse em mais de 10% do peso da criança”, disse, em nota, o secretário de Educação Roberto Gondim.

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Divulgação/Prefeitura de Jequié)

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Divulgação/Prefeitura de Jequié)

 g1

Pagamento das contas inativas do FGTS começa na sexta; Caixa abre às 8h

A Caixa inicia na próxima sexta-feira (12) a terceira fase do pagamento das contas inativas do FGTS. Nesta etapa, têm direito a sacar o benefício 7,6 milhões de trabalhadores nascidos em junho, julho e agosto. O valor disponível para saque neste terceiro período chega a R$ 10,8 bilhões, o que equivale a 25% do total disponível de acordo com a MP 763/2016.

Assim como nos demais períodos, a CAIXA programou atendimento em horário estendido nos primeiros dias de pagamento, incluindo o primeiro sábado (13). Nesta sexta, segunda e terça-feira, todas as agências da CAIXA funcionarão com duas horas a mais. Em agências que abrem às 10h e 11h, abrirão duas horas mais cedo e, no caso de agências que abrem normalmente às 9h, nesta sexta, segunda e terça-feira abrirão uma hora mais cedo e fecharão uma hora mais tarde.

No plantão de atendimento de sábado, 2.100 agências selecionadas estarão abertas, em todo o Brasil, exclusivamente para o atendimento das contas inativas, das 9 às 15 horas. A relação das agências com o atendimento especial neste sábado pode ser consultada no site da CAIXA, selecionando a cidade. Ainda 200 agências que não estarão abertas no sábado contarão com empregados CAIXA para auxiliar no esclarecimento de dúvidas nas salas de autoatendimento.

De acordo com balanço divulgado na tarde de hoje pela CAIXA, até o dia 5 de maio, última sexta-feira, a CAIXA pagou R$ 16,6 bilhões a 10,6 milhões de trabalhadores relativos às contas inativas do FGTS das duas primeiras fases do cronograma. O valor equivale a 91% do total liberado para o período, de R$ 18,1 bilhões.

As informações foram divulgadas pela vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da CAIXA, Deusdina dos Reis Pereira, que participou nesta segunda-feira (8) de transmissão ao vivo (Live) no perfil Imprensa CAIXA no Facebook para falar sobre a abertura do novo calendário e tirar dúvidas dos internautas. “Os números demonstram que a estratégia de atendimento adotada pela CAIXA tem sido bem sucedida. O banco continuará abrindo um sábado por mês e antecipando a abertura das agências em 2 horas em dias específicos para maior comodidade dos clientes, lembrando que o prazo de pagamento encerra dia 31 de julho”, explica Deusdina.

Como sacar – Cerca de 3,2 milhões de trabalhadores (42%) desta terceira etapa do calendário receberão automaticamente o crédito em contas CAIXA no dia 12 de maio. Valores até R$ 1,5 mil podem ser sacados nos terminais de autoatendimento, somente com a senha do Cidadão. Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser feito com o Cartão do Cidadão e senha nos caixas eletrônicos, nas casas lotéricas e correspondentes CAIXA Aqui.

Para valores acima de R$ 3 mil, os saques devem ser feitos nas agências CAIXA. A CAIXA orienta que os trabalhadores que procurarem as agências tenham em mãos o documento de identificação, Carteira de Trabalho ou outro documento que comprove a rescisão do contrato. Para valores acima R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação de tais documentos.

Saiba se tem direito – Para saber se tem saldo em conta inativa do FGTS, o trabalhador deve acessar o site www.caixa.gov.br/contasinativas e informar o CPF ou NIS/PIS/PASEP. O site informa o valor e o período que o dinheiro estará disponível para o saque. A informação também está disponível no telefone 0800 726 2017. A ligação é gratuita.

noticiasaominuto

Governo fará propaganda até para deputados da nova Previdência

Terminada a votação da reforma da Previdência na comissão especial que discute o assunto na Câmara -o que está previsto para acontecer nesta terça-feira (9)-, o governo dará início a uma ofensiva midiática tanto para o público externo como para o interno.

O esforço para garantir ao menos os 308 votos necessários para aprovar as alterações na Previdência em plenário se dará em rádios e TVs, mas também no WhatsApp.

Além das peças publicitárias que o governo começará a veicular em rádios de todo o Brasil nesta quinta-feira (11), o presidente Michel Temer vai intensificar sua agenda de entrevistas a programas de televisão e rádios regionais.

Na quinta, conversará com o apresentador José Luiz Datena, da Bandeirantes. Na próxima semana, a ideia é conceder entrevistas à TV Globo e ao canal de notícias por assinatura Globo News, mas ainda não há nada confirmado.

Também serão distribuídos por aplicativo de bate-papo vídeos voltados para os deputados. Em algumas peças os próprios parlamentares que estão na linha de frente da reforma aparecem defendendo as mudanças na Previdência.

Deputados que apoiam a reforma previdenciária têm sido alvo de protestos. O presidente da comissão especial, Carlos Marun (PMDB-MS), foi hostilizado nesta segunda-feira (8) em um evento na Câmara Municipal de Campo Grande (MS).

Além de vaias, o deputado ouviu da plateia gritos de “fora, Marun!”.

“Se eu tivesse medo de vaia, eu tinha procurado outra coisa pra fazer. Parlamentar que tem medo de vaia está no lugar errado”, retrucou Marun em entrevista.

Na manhã desta terça-feira, o colegiado se reúne para finalizar a votação dos dez destaques que restaram. A expectativa é que nenhuma alteração seja acolhida.

O texto do relator, Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), foi aprovado na quarta-feira passada (3) por 23 votos a favor e 14 contra.

A votação dos destaques só não foi concluída naquele dia porque agentes penitenciários invadiram a reunião em protesto contra a retirada de uma emenda que equipararia as regras de aposentadoria da categoria àquelas definidas para policiais federais.

Antes da invasão, deputados da base governista haviam se comprometido a apresentar este destaque em plenário. No entanto, já há quem defenda que, após os atos de vandalismo, o Parlamento não deve mais ceder, deixando os agentes penitenciários com as mesmas regras dos demais servidores públicos.

Ainda sem os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência no plenário da Câmara, o governo atuará em duas frentes diferentes.

Enquanto busca o apoio de que precisa para aprovar o texto, tentará acelerar a tramitação da reforma trabalhista no Senado, um esforço para dividir as cobranças das bases eleitorais entre as duas Casas.

O trabalho dos governistas é para aprovar a reforma trabalhista até o final deste mês no Senado, e a previdenciária, na Câmara, no início de junho.

No entanto, para acelerar a tramitação do texto no Senado, não basta apenas a boa vontade do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE). É preciso contornar a rebeldia do líder do PMDB Renan Calheiros (AL), contrário às duas reformas.

Defensor dos projetos do governo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai procurar conversar com Renan ainda nesta semana.

Michel Temer recebe na manhã desta terça senadores do PMDB para uma conversa. A expectativa é que Renan não compareça ao encontro. Com informações da Folhapress.