Assaré – Chuva forte rompe açude e deixa casas e ruas alagadas

Assaré. As fortes chuvas que caem sobre este município, na região do Cariri, desde o início da madrugada de hoje (17) causaram o rompimento do açude dos Montes, no bairro Populares. Ruas de pelo menos três bairros ficaram embaixo d’água. Carros foram arrastados pela correnteza e dezenas de famílias estão desalojadas. Esta foi a segunda vez que o reservatório rompeu. A última ocorreu em 1989.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), nas últimas 24 horas choveu mais do que todo o mês de março. Embora o pluviômetro do órgão tenha registrado 88 milímetros entre as 7 horas de ontem e 7 horas desta sexta-feira, na sede do município, “os medidores da zona rural apontam chuva acima dos 150 mm”, conforme afirma o radialista Jocélio Leite. Nos primeiros 15 dias do mês, a Funceme observou o acumulado de 87.5 mm.

As áreas mais afetadas são os bairros Populares, Alto do Zé Dodô e Pedra de Fogo. “Essas localidades ficam próximos ao açude e consequentemente a força da água foi mais intensa. Muitas famílias perderam tudo. A cidade está um caos”, acrescenta Jocélio. Não há informações sobre feridos. O município não confirmou o número de famílias que estão desalojados. Militares do Corpo de Bombeiros da cidade do Crato foram acionados e estão nas áreas mais afetadas.

Reservatórios
Com as intensas chuvas de março, já são quatro açudes sangrando no Estado. Hoje o Acaraú Mirim, em Massapê, atingiu 100% de sua capacidade e se juntou aos reservatórios dos Caldeirões, na cidade de Saboeiro; Maranguapinho, em Maranguape; e o Tijuquinja, na cidade de Baturité. Segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (Cogerh), o volume dos açudes subiu de 8,06% na quarta-feira para 8,5% nesta sexta. Em contrapartida, outros 123 reservatórios ainda estão com volume inferior a 30%.

Diariocariri

Câmara de Barbalha aprova reajuste dos profissionais do magistério

Em Barbalha, a Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira (16), Projeto de Lei enviado pelo Executivo, concedendo reajuste salarial ao magistério. O índice é de 7,64%, o mesmo do piso nacional anunciado pelo Ministério da Educação para os profissionais do Nível Médio. O projeto assegura, ainda, o pagamento dos valores retroativos ao dia primeiro de janeiro de 2017.
Desde a gestão anterior (Zé Leite), os profissionais do magistério de Basrbalha já recebem acima do valor do piso nacional – R$ 2.298,80 – para jornada de 40 horas/aulas semanais.

Flaviopintonews

Casa desaba em Assaré devido às fortes chuvas

Em função das fortes chuvas que estão banhando o município de Assaré, na região do cariri Oeste. uma casa que se localiza em pleno centro comercial da cidade, veio a desabar no momento não havia ninguém no imóvel era uma velha casa de tijolo que pertencia a prefeitura de Assaré, onde a mesma servia como local para abrigar feirantes. a barragem Luis Freire, que fica na sede do município, também começou a sangrar e está atraindo inumeras pessoas para ver o belo espetáculo das águas.

Crato realiza de 18 a 24 de março a Semana da Água e da Árvore.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial realiza de 18 a 24 desse mês a Semana da Água e da Árvore. Com o tema, plante árvore, colha água a semana objetiva informar acerca da importância da preservação agregando valores e novos conhecimentos sobre projetos de educação ambiental e turismo sustentável.

A programação do evento conta com palestras, mesas redondas, apresentações artísticas, passeio ciclístico, plantio de mudas, exibição de documentários entre outras atrações.

A Semana da Água e da Árvore conta com o apoio De diversas entidades, entre elas: Governo do Estado, Universidade Regional do Cariri- URCA e Fundação Araripe.

Prefeito Arnon Bezerra determina que sejam intensificados os serviços de emergência em vários bairros

O Prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, determinou a intensificação das obras de emergência na cidade. Os serviços estão acontecendo inicialmente em bairros da cidade, onde foram realizados levantamentos de situações mais sérias relacionadas à infraestrutura e agravamento, após às chuvas na cidade.

Ele esteve nesta quinta-feira, visitando áreas nos bairros São José, Frei Damião, Juvêncio Santana e Triângulo. No bairro São José, por exemplo, ruas que estavam interditadas tiveram iniciados os serviços, com autorização do gestor, que solicitou aos trabalhadores urgência nos reparos, em função de moradores estarem sendo prejudicados, por conta da deterioração de alguns espaços públicos.

O Prefeito ainda destacou que alguns serviços de calçamento, de forma mais definitiva, serão realizados apenas após a fase invernosa mais intensa. Se essas obras fossem efetivadas agora, não teriam a mesma eficácia.

Várias máquinas e caminhões foram destinados aos serviços e dezenas de homens estão trabalhando em áreas de aterro e terraplanagem, em ruas inteiramente danificadas após às últimas precipitações. O Prefeito Arnon Bezerra e técnicos percorreram ruas do bairro São José, em áreas como a Cidade de Deus, e no Juvêncio Santana, na Engenheiro José Walter, e ouviu as reivindicações da população. Ele garantiu nessas áreas que os moradores serão atendidos e os locais passarão por recuperação, assim como todos os pontos mais críticos e que foram apontados no plano emergencial no Município.

Secretaria de Educação convida professores de História para se inscreverem gratuitamente no V Simpósio Internacional Padre Cícero

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte, convida professores de História, efetivos e temporários da rede municipal de ensino, para se inscreverem no V Simpósio Internacional Padre Cícero.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas nesta quinta-feira, 16, à tarde e na sexta-feira pela manhã, 17, diretamente na Sede da Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte, localizada na rua XV novembro, s/n, bairro São Miguel.

Empresa alemã arremata leilão do aeroporto de Fortaleza

O leilão dos aeroportos de Fortaleza (CE), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS) garantiu ao governo uma arrecadação de R$ 3,72 bilhões em todo o período da concessão, cerca de 23% acima do valor esperado pelo governo de R$ 3,014 bilhões. O ágio está bem abaixo dos valores praticados nas primeiras rodadas de concessão de aeroportos.
Os lances mínimos foram fixados com base em 25% do valor da outorga e esses valores terão que ser pagos no momento da assinatura do contrato. O governo garantiu uma arrecadação para esta etapa no valor de R$ 1,46 bilhão, o que representa um ágio de quase 100% sobre o mínimo estabelecido pelo edital (R$ 753 milhões).
Confira os vencedores:
Fortaleza: Fraport AG Frankfurt Airport Services (alemã).
Salvador: Vinci Airports (francesa)
Florianópolis: Zurich International Airport AG (suíça)
Porto Alegre: Fraport AG Frankfurt Airport Services (alemã)
Com apenas três grupos participantes, a concorrência foi menor do que nas rodadas anteriores. No leilão dos aeroportos de Galeão e Confins, 5 consórcios participaram da disputa. Já no leilão de Guarulhos, Brasília e Campinas, foram 11 concorrentes.
Mesmo assim, o pregão viva-voz foi marcado por disputas entre os grupos interessados. O consórcio alemão liderado pela Fraport foi o grande vencedor do leilão ao levar os aeroportos de Fortaleza e Porto Alegre.
O leilão foi tratado pelo mercado como primeiro grande teste de atratividade do programa de concessões na área de infraestrutura do governo Michel Temer. A estimativa é que os quatro aeroportos juntos gerem R$ 6,613 bilhões em investimentos ao longo do período de concessão.
Pelas regras do leilão, os vencedores terão de desembolsar no momento da assinatura dos contratos 25% do valor da outorga, mais o ágio (diferença entre o preço mínimo e lance final). O restante será dividido em pagamentos anuais.
Para tornar as concessões mais atrativas, o governo decidiu tirar a exigência da participação da Infraero nos consórcios (a estatal é sócia em 5 aeroportos concedidos com 49% de participação) e de pagamento de outorga nos 5 primeiros anos de concessão.
(G1)