Ceará terá toque de recolher entre 22h e 5h pelos próximos 10 dias

O governador Camilo Santana (PT) anunciou que, a partir desta quinta-feira (18), todo o estado vai ter um toque de recolher entre 22h e 5h, com exceção de profissionais de serviços essenciais. A medida vale até o próximo dia 28, com o objetivo de barrar o crescimento de Covid-19 no Ceará.

Confira as outras medidas anunciadas pelo governador:

  • Suspensão das atividades presenciais em escolas e universidades públicas e particulares (a partir de sexta-feira);
  • O comércio continua funcionando até 20h de segunda a sexta;
  • Apenas serviços essenciais podem funcionar depois de 20h;
  • Sábados e domingos, os restaurantes só podem funcionar até 15h;
  • Sábados e domingos, todo o comércio, inclusive shoppings, só podem funcionar até 17h;
  • Todos os espaços públicos do Ceará serão fechados diariamente a partir de 17h;
  • Todo o serviço público (estadual e municipal) será remoto com exceção das atividades essenciais;
  • Barreiras sanitárias continuam em Fortaleza (e haverá recomendação para cidades do interior nesta quinta-feira);
  • Transporte intermunicipal funcionando com fiscalização reforçada.

 

Aumento da Covid-19

 

O governador também comentou o aumento dos números de Covid-19 no estado, comparando o mês de setembro de 2020 (quando houve queda na curva) no estado. Sobre os leitos de UTI, Camilo citou que:

  • No dia 19 de setembro, o estado tinha 49 pessoas em leitos de UTI;
  • Já no dia 18 de janeiro deste ano, o número cresceu para 226 pessoas em UTI;
  • Por fim, no dia 17 de fevereiro, o Ceará tinha 652 pessoas em UTI por conta da Covid-19.

 

Sobre as pessoas nos leitos de enfermaria, Camilo citou que o Ceará tinha:

  • 470 pessoas no dia 19 de setembro;
  • 558 em 15 de janeiro;
  • e 1026 pessoas em 17 de fevereiro.

 

Camilo também apresentou dados das UPAS. As unidades registraram:

  • 3.628 pessoas com suspeita de Covid em setembro;
  • 12.509 pessoas em janeiro;
  • e 10.909 em fevereiro.

 

O governador Camilo Santana e Dr. Cabeto, secretário de Saúde do Ceará, participaram de reunião com o Ministério da Saúde e outros governadores. — Foto: Facebook/Reprodução

O governador Camilo Santana e Dr. Cabeto, secretário de Saúde do Ceará, participaram de reunião com o Ministério da Saúde e outros governadores. — Foto: Facebook/Reprodução

Anteriormente, ainda nesta quarta, Camilo anunciou, também nas redes sociais, que participava de reunião para decidir as novas medidas.

“Estamos avaliando a situação da pandemia no estado para anunciar as medidas que constarão no próximo decreto estadual, que passa a vigorar a partir de amanhã. Até que a vacina chegue a todos, a prevenção é a única forma de frearmos esse rápido aumento de casos”, anunciou Camilo.

Fonte: G1/Ceará 

Com otimismo, Butantan testa Coronavac contra variante do Brasil

Vacina teve bons resultados contra variantes inglesa e sul-africana, que são semelhantes às mutações encontrada no Amazonas

A vacina CoronaVac apresentou bons resultados em testes contra as variantes inglesa e sul-africana do novo coronavírus e já está sendo testada pelo Instituto Butantan contra a mutação brasileira, disse nesta quarta-feira o presidente do Butantan, Dimas Covas.

“No caso da vacina do Butantan, nós já testamos lá na China essa vacina contra a variante inglesa e contra a variante sul-africana, com bons resultados. Agora nós estamos testando aqui no Butantan contra essa variante de Manaus”, disse Covas em entrevista coletiva em Serrana, município do interior do Estado de São Paulo.

“Brevemente teremos resultados e estamos muito otimistas que ela vai conseguir dar conta do recado sim”, acrescentou.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e está sendo envasada no Brasil pelo Butantan, que também realizou testes com o imunizante ao longo do ano passado.

O Butatan começou nesta quarta em Serrana, na região de Ribeirão Preto, um estudo em que toda a população adulta da cidade (30 mil moradores) receberá a CoronaVac para se avaliar os impactos da vacinação na pandemia.

Covas afirmou que a tecnologia usada na CoronaVac, de vírus inativado, torna a vacina menos suscetível à perda de eficácia diante de novas variantes do coronavírus, ao contrário de imunizantes que usam um pedaço do coronavírus.

“Entre todas as vacinas que estão sendo usadas no momento, a vacina de vírus inativado, como essa que o Butantan fez, é a que tem menor probabilidade de ser afetada pela variante”, garantiu.

“As demais são feitas em cima de um único pedacinho do vírus, se esse pedacinho muta, a vacina pode perder a eficácia”, disse.

O Butantan já entregou 9,8 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde para serem usadas no Programa Nacional de Imunização. Com a chegada recente de mais lotes do insumo farmacêutico ativo (IFA) da China nas duas últimas semanas, o Butantan espera entregar a partir da semana que vem 600 mil doses diárias da CoronaVac ao Ministério da Saúde.

O contrato do instituto com a pasta prevê a entrega de 46 milhões de doses do imunizante, aplicado em duas doses, até abril e de mais 54 milhões até setembro.

Fonte: R7

Novo decreto deve ser anunciado ainda hoje e passa a valer a partir de amanhã

O anúncio foi feito nas redes sociais do governador do Ceará.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), publicou nesta quarta-feira (17) que o novo decreto de combate à pandemia de Covid-19 do estado deve ser publicado ainda hoje, e começa a valer a partir desta quinta-feira (18).

“Estamos avaliando a situação da pandemia no estado para anunciar as medidas que constarão no próximo decreto estadual, que passa a vigorar a partir de amanhã. Até que a vacina chegue a todos, a prevenção é a única forma de frearmos esse rápido aumento de casos”, anunciou Camilo.

“Já tivemos uma discussão hoje pela manhã com o nosso comitê científico e teremos outra reunião daqui a pouco”, complementou o governador.

Reunião com Ministério da Saúde

 

Camilo também comentou sobre a reunião que teve com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e outros governadores do Brasil. “O ministério informou que mais 10 milhões de doses devem ser encaminhadas aos estados ainda este mês, sendo 8 milhões da Sinovac/Butantan e 2 milhões da AstraZenec/Fiocruz. Além disso, o cronograma prevê cerca de 210 milhões de doses no primeiro semestre deste ano. Isso é fundamental para frear o crescimento de casos”, complementou o governador do Ceará.

Covid-19 no Ceará

 

O número de mortes por Covid-19 voltou a crescer no Ceará desde dezembro de 2020, e acelerou em janeiro deste ano. Os casos da doença também aumentaram e a maior parte dos leitos de UTI está ocupada com pacientes com a doença.

Em Fortaleza, há estoque de cerca de 10 mil doses de vacinas. A quantidade é insuficiente para imunizar o público da primeira fase prioritária do plano de vacinação.

Decreto atual

 

Agentes de segurança fazem barreiras de fiscalização nos limites de Fortaleza durante o carnaval — Foto: Helene Santos/SVM

Agentes de segurança fazem barreiras de fiscalização nos limites de Fortaleza durante o carnaval — Foto: Helene Santos/SVM

O decreto que fica em vigor no Ceará 23h59 desta quarta-feira cria barreiras que limitam a entrada e saída de veículos em Fortaleza. Apenas pessoas que viajam por motivo de saúde ou moram ou trabalham em outra cidade por seguir nas rodovias.

O decreto determina também que barracas de praia podem funcionar somente até 15h. O comércio não essencial, como bares e restaurante, podem funcionar até 20h de segunda a sexta e até 15h nos fins de semana.

O uso de máscara e o distanciamento social seguem obrigatórios em todo o Ceará.

Fonte: G1/Ceará 

Crato inicia campanha de combate à Doença de Chagas

Nesta semana, a equipe de endemias da Secretaria de Saúde do Crato iniciou a campanha de prevenção e combate à doença de Chagas, com a pesquisa in loco do protozoário transmissor em várias localidades do município. Ontem, quinta-feira (11), os agentes estiveram na localidade Mata do Sebastião.

 

“Estamos aqui na Mata do Sebastião, cujo objetivo é eliminar ou controlar a Doença de Chagas. Estamos na captura do barbeiro em todas as residências e anexos. Aqui utilizam muita lenha, criação de galinhas, com poleiros com cascas e em cima de telhas”, local propício para a presença do barbeiro, confirma o agente de endemias, Diógenes Rafael dos Santos, ao identificar a equipe borrifa o local.

 

A coordenadora da Vigilância em Saúde (SMS), Arlene Sampaio, reforça que a participação da população é de fundamental importância na prevenção. “É importante a participação popular no controle a Doença de Chagas. Durante essas ações, os agentes de endemias realizam orientações no sentido de instruir e conscientizar os cratenses sobre os riscos desta doença, para que eles consigam identificar a presença desses insetos em suas casas e comuniquem a Secretaria de Saúde”.

 

Sobre a doença

 

A Doença de Chagas é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, que parasita o sangue e os tecidos de pessoas e animais É transmitido pelo contato com as fezes dos insetos vetores, conhecidos popularmente no Brasil como “barbeiros”. Também existem outras formas de transmissão, como a transmissão oral, pela ingestão de alimentos contaminados com os parasitas; a transmissão de mãe para filho ou forma congênita; por transfusões de sangue e transplante de órgãos; e por acidentes de laboratório.

 

Sintomas

 

Os sintomas são variados dependendo das duas fases da doença: na fase aguda (que começa logo nos primeiros três meses após a infecção) a maioria dos casos não apresenta sintomas, o que dificulta o diagnóstico oportuno e o tratamento precoce.

 

Na fase crônica, podem se manifestar complicações cardíacas ou digestivas que surgem depois de muitos anos, afetando o coração, causando arritmias e outros transtornos. Afeta também o sistema digestivo, causando dilatação do esôfago (que se manifesta com dificuldades para deglutir os alimentos) e do cólon (que se manifesta por constipação). Podem acontecer desmaios, palpitações, dores no peito, inchaço dos membros inferiores e dores abdominais.

Covid: Brasil completa um mês de vacinação com só 3% imunizados

Com mais de mil mortes diárias e 6 capitais prestes a parar vacinação por falta de doses, campanha pode entrar em colapso

Sem estoque de vacinas e a promessa de receber cerca de 13 milhões de doses até o final de fevereiro, o Brasil completa nesta quarta-feira (17) um mês da largada na campanha nacional de vacinação com apenas 3% de imunizados.

Até a noite desta terça-feira, a primeira dose da vacina havia alcançado 5,5 milhões de brasileiros. A segunda dose, apenas 329 mil pessoas. Sob pressão, o governo apresenta planos de compra de quase meio bilhão de doses até o final do ano.

O andamento da vacinação, que já começa a ser interrompida por falta de doses em 6 capitais, é criticado por governadores, que se reúnem hoje com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “Neste ritmo quando vamos alcançar 30%? Daqui a 10 meses? Morrendo mais de 1.000 pessoas por dia?”, declara o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), coordenador do Fórum de governadores.

Os resultados do primeiro mês de vacinação também estão longe de atender à demanda do setor produtivo, que vê na imunização da população precondição para a retomada segura da atividade econômica. A próxima entrega de imunizantes está prevista para daqui a uma semana: cerca de 9 milhões de doses da Coronavac, do Instituto Butantan.

Até o momento, o Ministério distribuiu 11,1 milhões de doses aos estados. A maioria não ultrapassou as duas primeiras categorias de vacinados: profissionais de saúde e idosos. A demanda dos governadores é que a população fora da faixa de risco comece a ser vacinada em maio – expectativa inalcançável no ritmo atual da campanha.

Fonte: R7

STF inicia sessão que decide futuro de deputado preso; assista

Polícia Federal foi à casa de Daniel Silveira (PSL-RJ) na noite desta terça com mandado expedido pelo ministro Alexandre de Moraes

O STF (Supremo Tribunal Federal) deu início à sessão que analisa da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), determinada na noite de terça-feira (16) pelo ministro do Supremo Alexandre de Moraes.

O parlamentar está atrás das grades devido a ataques ao STF (Supremo Tribunal Federal) e ao Congresso, além de defender o AI-5, decisão mais rígida contra as liberdades individuais na Ditadura Militar. Os magistrados discutem se a prisão foi legítima e dentro dos moldes legais, analisando, portanto, se há motivos para uma eventual anulação. Há ainda a questão simbólica: a necessidade de demonstrar que a Corte não vai tolerar inconstitucionalidades.

A prisão do deputado foi determinada por Moraes no âmbito do inquérito sigiloso que apura ameaças, ofensas e fake news disparadas contra ministros do STF e seus familiares.

No despacho, Moraes diz que “as manifestações do parlamentar Daniel Silveira, por meio da redes sociais, revelam-se gravíssimas, pois, não só atingem a honorabilidade e constituem ameaça ilegal à segurança dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, como se revestem de claro intuito visando a impedir o exercício da judicatura, notadamente a independência do Poder Judiciário e a manutenção do Estado Democrático de Direito.”

Assista à sessão


Fonte: R7

Programação do Centro Cultural Bom Jardim conta com duas estreias no Cineclube

A programação desta semana do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) vem repleta de atrações e conteúdos, disponíveis nos canais de comunicação oficiais do Centro (Instagram, Facebook, Youtube e Site), de forma on-line, gratuita e para todas as idades. Esse mês o CCBJ retorna com as traduções e interpretações para as Libras na programação.

Nesta semana, a programação apresenta dois dias de Cineclube, na quarta-feira (17/02), a partir das 18h com a exibição de “Nũhũ yãg mũ yõg hãm: essa terra é nossa!”, e na quinta (18/02) Cineclube exibe “En(cruz)(ilhada) Mulher”, ambos no canal do CCBJ no YouTube, seguidos de bate-papo com os/as artistas.

En(cruz)(ilhada) Mulher está em destaque na programação por trazer à tona uma temática e uma realidade que precisa ser vista: a violência contra a mulher. Dessa forma, o curta se propõe a provocar todos e todas sobre o ato de denunciar é suficiente para garantir a devida proteção das vítimas? A produção apresenta uma luta entre o Sagrado e a justiça dos homens, abordando o adoecimento das mulheres em situação de violência doméstica e familiar, que buscam no sagrado do terreiro de umbanda e candomblé, acolhimento e tratamento para as suas dores.

Ainda na semana, a programação apresenta uma série de programas: NArTE em pauta, Sexta Multi, Contrapartidas (grupos selecionados na Convocatória para Manutenção dos Artistas do Grande Bom Jardim 2020), Todos os Sons e É o Brinca. Veja as estreias e lives, bem como toda a programação detalhada da semana a seguir:

Programação

17/02 às 18h – CINECLUBE CCBJ: Exibição do filme “Nũhũ yãg mũ yõg hãm: ESSA TERRA É NOSSA!” + bate-papo, ao vivo no YouTube CCBJ
17/02 – NArTE EM PAUTA: Série Iniciativas Comunitárias do GBJ, nas redes sociais CCBJ.
18/02 às 18h – CINECLUBE CCBJ: Exibição do curta “EN(CRUZ)(ILHADA) – MULHER” + bate-papo, ao vivo no YouTube CCBJ.
19/02 às 18h – SEXTA MULTI: Baruque Teixeira apresenta “O Velho Amigo”, no YouTube CCBJ.
19/02 às 19h – NArTE EM PAUTA: Slam da Okupa, live comemorativa de 3 anos, no YouTube CCBJ.
20/02 às 18h – TODOS OS SONS: Stefany Mendes apresenta o show “Ela”, no YouTube CCBJ.
21/02 às 16h – É o Brinca: Oficina de Vivências Teatrais, pelo Google Meet e com inscrição prévia.
21/02 às 18h – CONTRAPARTIDA: Afoxé Omorisá Odé apresenta o espetáculo “O Canto dos Orixás”, no YouTube CCBJ.

Além disso, temos a programação da Biblioteca com o Sombrinha Literária (Ciclo de Leitura, Cine Leitor e Sexta Multi) e o Programa Recode com vários cursos gratuitos que você pode fazer sem sair de casa.

Crato descarta dois dos seis casos suspeitos da nova variante do coronavírus

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

A Secretaria de Saúde do Crato descartou dois dos seis casos suspeitos de nova variante da do coronavírus. Trata-se de um casal, vindo de Manaus, atendido pela rede privada. Exames realizados pelo Hemoce e Fiocruz-CE descartaram a nova linhagem.

Há, ainda, outros quatro pacientes que aguardam resultados dos testes, os quais são oriundos de São Paulo e Roraima. Conforme o protocolo do Ministério da Saúde, todos os viajantes provenientes de locais que já confirmaram a circulação de nova variante, com sintomas respiratórios, são considerados suspeitos.

Secretaria da Saúde esclarece erro de digitação em lista de vacinados contra a Covid-19

A Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte esclarece que houve um erro de digitação no nome de uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) que consta na lista de vacinados contra a Covid-19 que foi enviada à Câmara de Vereadores e divulgada no site da Prefeitura Municipal.

Onde se lê “indígenas” deveria ser “indigentes”. Trata-se da Associação de Amparo aos Indigentes Walter Menezes Barbosa (Ampari), que funciona na rua São José, n°. 120, Centro. Os idosos e profissionais dessa ILPI receberam a 1ª dose da Coronovac, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde e Secretaria da Saúde do Estado do Ceará.

A Secretaria da Saúde do município ressalta que seguirá dando toda a transparência ao processo de vacinação contra a Covid-19 e que está disponível para prestar qualquer outro esclarecimento.

Preço do abacate cai 30% na Ceasa do Cariri

Com a chegada de novas safras ao mercado, a Ceasa-CE, entreposto do Cariri na cidade de Barbalha, registrou altas e baixas nos preços de variados produtos no período de 18 de janeiro a 15 de fevereiro de 2021.

No setor das frutas, o reflexo do declínio foi no abacate grande que caiu (-30,0%), passou de R$ 6,00 para R$ 4,20/kg, a goiaba (-27,3%) foi de R$ 2,20 para R$ 1,60/kg, o limão Taiti (-16,7%) custava R$ 1,20 e agora custa R$ 1,00/kg e o pequi (-16,7%) saiu de R$ 12,00 para R$ 10,00/kg

O maracujá teve um aumento significativo de (+87,5%), saiu de R$ 1,60 para R$ 3,00/kg e a manga tommy aumentou (+76,5%), passou de R$ 1,70 para R$ 3,00/kg.

Nas hortaliças, a maior redução de preço foi na batata inglesa (-22,7%), passou de R$ 4,40 para R$ 3,40/kg, seguida da abóbora caboclo (-16,7%) que saiu de R$ 3,00 para R$ 2,50/kg, a beterraba especial (-16,7%) custava R$ 2,40, e agora R$ 2,00/kg. O tomate chanti (-16,7%) passou de R$ 2,40 para R$ 2,00/kg.

Em alta destacam-se o preço da cebola pera (+59,1%) que custava R$ 2,20 e agora está a R$ 3,50/kg. O preço da cebola roxa caiu (+40,0%), passando de R$ 2,50 para R$ 3,50/kg e o tomate longa vida (+33,3%) saiu de R$ 3,00 para R$ 4,00/kg.

De acordo com o analista de mercado da Ceasa-CE, Odálio Girão, o preço elevado do maracujá é devido às poucas colheitas na região da Ibiapaba, diminuindo o envio da fruta para ser comercializada, fazendo com que o preço disparasse.