MPE entra com ações contra candidatos que jogaram “santinhos” pelas ruas de Juazeiro do Norte

O Ministério Público Eleitoral (MPE), representado pelo promotor de Justiça José Carlos Félix da Silva, com exercício na 28ª Promotoria Eleitoral, ingressou nesse domingo (15/11) com dez representações por derrame de material de propaganda eleitoral, os “santinhos”, no local de votação ou nas vias próximas. Os procedimentos foram ajuizados contra os candidatos que disputaram o pleito municipal na cidade de Juazeiro do Norte.

Na última sexta-feira (13/11), o MPE firmou um acordo com representantes dos partidos políticos e das coligações que disputavam cargos eletivos no município para que, até a véspera da votação, eles entregassem toda e qualquer sobra de material de campanha impressa de propaganda eleitoral na 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte. Contudo, o acordo foi desrespeitado e houve derrame de “santinhos” por vários bairros da cidade, causando poluição visual e ambiental.

“Infelizmente, candidatos não comprometidos com a causa pública fizeram no município o que se chama de voo da madrugada, quando na noite do sábado para o domingo das eleições, são arremessados na via pública remanescentes de material impresso de campanha, dentre outros santinhos e volantes. Sendo assim, três equipes de apoio do MPE saíram em diligências pelas ruas e conseguiram obter material para fundamentar as representações que foram protocoladas até a meia-noite deste domingo. Também acionamos equipes de limpeza e muitas seções eleitorais já estavam completamente limpas antes do término da votação”, detalha o promotor de Justiça José Carlos Félix da Silva.

O membro do MPE ressalta que segundo a Resolução nº 23.610/2019, do Tribunal Superior Eleitoral, o derrame ou a anuência com o derrame de material de propaganda no local de votação ou nas vias próximas, ainda que realizado na véspera da eleição, configura propaganda irregular, sujeitando o infrator à multa no valor de R$ 2.000,00 a R$ 8.000,00, sem prejuízo da apuração de crime punível com pena de detenção, de seis meses a um ano.

Professor da Urca é considerado um dos mais influentes do mundo por publicação científica

O Professor da Universidade Regional do Cariri (Urca), Henrique Douglas Melo Coutinho, do Departamento de Química Biológica, foi listado como uma dos 160 mil pesquisadores mais influentes do mundo e está entre os 2% principais pesquisadores da área de Química Medicinal e Biomolecular. Esse resultado foi divulgado após análise de 7 milhões de pesquisadores listados em bases de dados como a Web of Science e Scopus, pelo artigo open access publicado na Plos Biology (Updated science-wide author databases of standardized citation indicators; clique aqui para ler).

Publicações

Publicado anualmente, o banco de dados atualizado de cientistas traz dois rankings: um apresentando o impacto do pesquisador ao longo da carreira e outro para um único ano (2019). O Professor Henrique Dougas está nas duas listas, divulgadas em outubro, figurando na lista dos 3% mais influentes do mundo ao longo da carreira e entre os 2% mais influentes do mundo em 2019.

De acordo com o estudo, as métricas de citação são amplamente utilizadas e foi criado um banco de dados disponível ao público de quase 160 mil cientistas de ponta, que fornece informações padronizadas sobre citações, índice h, índice hm ajustado de coautoria, citações de artigos em diferentes posições de autoria e um indicador composto. Dados separados são mostrados para impacto ao longo da carreira e ano único.

“São fornecidas métricas com e sem autocitações e proporção de citações para artigos citados. Os cientistas são classificados em 22 campos científicos e 176 subcampos. Os percentis específicos de campo e subcampo também são fornecidos para todos os cientistas que publicaram pelo menos cinco artigos. Os dados ao longo da carreira são atualizados até o final de 2019”, explica o artigo da Plos Biology.

Reconhecimento

O Professor é Pesquisador nível 2 do CNPq, Coordenador do Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular (LMBM) e do Programa de Pós-Graduação em Química Biológica (PPQB). O resultado, além de um reconhecimento do trabalho do pesquisador, é uma demonstração clara do potencial e do compromisso do corpo docente da URCA em realizar pesquisa e capacitação de material humano de qualidade, contribuindo grandemente para o desenvolvimento do Estado do Ceará e da região do Cariri.

O Professor Henrique Douglas explica que mesmo sendo uma forma de identificar, através de avaliação das métricas, a produção científica e a importância de um determinado pesquisador no campo acadêmico, da ciência e tecnologia mundial, não entrou no primeiro ranking em 2018, o primeiro a realizar esse tipo de levantamento. Com essas mesmas metodologias, em alguns aspectos aprimoradas, o banco de dados passou a ser atualizado anualmente.

Fortalecimento da pesquisa na URCA

O levantamento é baseado na quantidade de vezes que o trabalho do pesquisador é citado ou interfere nas pesquisas de outras pessoas ao longo da sua vida. Segundo o docente, é importante destacar o trabalho que vem sendo realizado na URCA e o apoio à pesquisa com os alunos, o que mostra esse potencial no Estado, principalmente do interior do Ceará.  Para o Professor, isso mostra exatamente a pujança da pesquisa na URCA e a força desse trabalho desenvolvido no Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular do Departamento de Química Biológica, através do Programa de Pós-graduação em Química Biológica.

Conforme análise do pesquisador, estar entre os mais influentes demonstra que a URCA está cada vez mais amadurecendo e ampliado o seu potencial de desenvolvimento de pesquisas de qualidade no interior do Estado e no Nordeste. “Existem nove pesquisadores do Estado do Ceará e os outros oito são da Universidade Federal do Ceará (UFC) para se ter uma ideia da importância dessa lista”, diz ele. O seu nome é o único fora da instituição federal que figura no ranking do Estado.

Aberto edital de credenciamento para fornecimento de raquetes de palma

O Governo do Ceará divulga o edital de credenciamento de pessoas jurídicas de direito privado especializadas na produção, transporte e entrega de raquetes de palma pelo projeto Hora de Plantar 2020/2021 (Edital Nº. 011/2020). Os interessados devem apresentar as propostas até o próximo dia 30 de setembro na Secretaria do Desenvolvimento Agrário (Av. Bezerra de Menezes, 1820, São Gerardo – Fortaleza/CE) durante o horário comercial.

A 34ª edição do Hora de Plantar prevê um investimento de R$ 16,84 milhões direcionados para distribuição de mais de três milhões de toneladas de sementes em 14 macrorregiões do Estado. O programa é uma referência nacional na garantia da sustentabilidade da produção rural e da segurança alimentar, beneficiando cerca de 155 mil agricultores cearenses todos os anos. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Duas mulheres são as mais votadas para a Câmara de Juazeiro do Norte

Duas candidaturas femininas para o legislativo foram as mais votadas nas eleições deste domingo, 15, em Juazeiro do Norte. Jacqueline Gouveia (Republicanos) e Yanny (PL) obtiveram os maiores índices de votação. A primeira, defensora da causa animal, obteve 4.212 votos, sendo reeleita. A segunda, que se candidatou pela primeira vez, alcançou 3.956.

Além de Jacqueline e Yanne, Rosane de Ronnas Motos é a outra candidatura feminina que conseguiu êxito nas urnas neste pleito. Das 21 cadeiras no legislativo juazeirense, apenas 3 serão ocupadas por mulheres na próxima legislatura.

IBOPE erra previsão para prefeitura de Juazeiro do Norte; diferença era de 12 pontos

O instituto IBOPE Inteligência cometeu erro na projeção de quem seria o vencedor das eleições em Juazeiro do Norte. Na pesquisa divulgada a três dias das eleições, o atual prefeito Arnon Bezerra (PTB) tinha 40% das intenções de voto, 12% a frente de Glêdson Bezerra (Podemos), que aparecia com 28%. Os números são expressivamente discrepantes dos votos apurados nas urnas neste domingo. Com 100% das seções computadas, Glêdson foi o vitorioso, com 38,18% dos votos (50.715). Arnon, por sua vez, teve 36,20% (48.079).

Em entrevista coletiva logo após a confirmação do resultado, Glêdson disse que o erro do Instituto foi “arriscado” porque poderia ter prejudicado a campanha. “Mas o que realmente importa é essa pesquisa, a pesquisa das urnas”, disse.

Não conseguiu justificar a ausência na votação? Saiba o que fazer

Justificativas podem ser feitas pela internet ou por requerimento

Eleitores que não puderam votar no primeiro turno das eleições municipais neste domingo (15) têm até 60 dias para justificar a ausência junto à Justiça Eleitoral. O procedimento pode ser feito pessoalmente ou pela internet.

Quem preferir fazer pela internet, as opções são o Sistema Justifica, com acesso via página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou o aplicativo e-Título, que pode ser baixado gratuitamente para as plataformas Android e iOS.

Por causa do grande número de acessos ontem (15), a plataforma apresentou instabilidades ao longo do dia e muitos eleitores não conseguiram utilizá-la para enviar a justificativa.

Os eleitores que não quiserem usar a internet podem preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (pós-eleição), disponível no site do TSE, e entregar em qualquer zona eleitoral ou enviar pelos Correios ao juiz da zona eleitoral na qual for inscrito.

Exterior

Os eleitores que estavam no exterior no dia da votação também podem justificar a ausência pelo e-Título, pelo Sistema Justifica ou pelo envio de correspondência ao juiz eleitoral. O prazo é de 60 dias. Segundo o TSE, a justificativa também pode ser apresentada no período de 30 dias corridos da data de retorno ao Brasil.  Os eleitores que estiverem inscritos em uma zona eleitoral do exterior não precisam justificar a ausência em pleitos municipais. O procedimento só deve ser feito em eleições presidenciais.

Quem estiver em débito com a Justiça Eleitoral, entre outras sanções, fica impedido de tirar carteira de identidade, passaporte, de participar de concurso público ou de assumir cargo público.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Crato: Zé Aílton desbanca concorrentes e Arthur de Zé Adega decepciona

O prefeito Zé Aílton Brasil (PT), desbancou três concorrentes nas urnas e conseguiu ser reeleito para o cargo neste domingo (15). Ele obteve 30.898 votos (47,81%) e ficou na frente de Doutor Aloísio, que teve 17.213 (26,63%), de Arthur de Zé Adega, com 9.559 (14,79%) e de professora Zuleide Queiroz, que alcançou 6.956 (10,76).

A maior decepção nas urnas foi o candidato do PSL, Arthur de Zé Adega, que mesmo com o empenho do seu pai e ex-prefeito Zé Adega não conseguiu obter ⅓ da votação de Zé Aílton, alvo constante de críticas do ex-gestor.
Com a vitória expressiva nas urnas, Zé Aílton terá mais quatro anos de mandato para implantar novas ações de gestão. O vice-prefeito André Barreto (PDT) também foi reeleito para o cargo e seguirá ao lado de Zé Aílton no novo mandato.

Zé Helder é reeleito prefeito para o quarto mandato em Várzea Alegre

José Helder Máximo de Carvalho, 54 anos, do MDB foi reeleito para comandar o município de Várzea Alegre pela quarta vez, ao lado do vice Dr. Fabrício Rolim, DEM. 

Com 100% das urnas apuradas, Helder chegou a 13.537 votos (58,96%), vencendo os candidatos Ribamar da Topic, PP, que obteve 8.293 votos (36,12%) e Capitão Horizonte, Avante que teve 1.131 votos 4,93%. 

O candidato emedebista venceu os adversários políticos com uma vantagem de 5.244 em comparação ao Ribamar e 12.406 votos, em comparação ao candidato Capitão Horizonte. 

Foram computados 24.630 válidos (95,40%); sendo 22.961 (93,22%) votos válidos, Nulos: 771 (3,13%); Brancos: 363 (1,47%). 

Zé Helder reassume a prefeitura da cidade pela quarta vez ao lado do vice Fabrício Rolim, DEM, que o acompanha desde as eleições de 2012. O resultado nas urnas é favorável ao que foi anunciado em pesquisa no dia 10 de novembro, quando Zé Helder liderava a corrida eleitoral com 59,5% na modalidade estimulada da pesquisa e 52,8% na espontânea da consulta. 

Zé Helder 

Zé Helder nasceu em 26 de outubro de 1966, no sitio Paradé, município de Cariús. Em 1970, uma grande seca atingiu o Nordeste, obrigando ele e sua família a mudarem-se para Cariutaba, município de Farias Brito. 

O falecimento de seu pai, em abril de 1973, definiu outra etapa da sua Vida: A decisão de, Dona Fransquinha, sua mãe, de oferecer escolaridade aos filhos, levou-os a mudarem-se para Várzea Alegre em 1974. 

Iniciou a vida estudantil na Escola Presidente Castelo Branco, hoje Dr. Pedro Sátiro, cursando até a sexta série. Transferiu-se para o Colégio São Raimundo Nonato, onde concluiu o ensino fundamental. Cursou o ensino médio na Escola Agrotécnica do Crato e graduou-se em Letras pela URCA. 

Desde cedo, ajudava nas despesas domésticas, trabalhando como engraxate e vendendo frutas em domicílio. Na escola, vendia merenda e dindim, no intervalo para recreação. 

Teve a oportunidade de trabalhar com Ildefonso Pintor e aprendeu a trabalhar com serigrafia e a negociar os preços dos serviços. 

Aos 23 anos de idade, montou sua primeira empresa: a Poly Artes Produções Artísticas, cuja área de atuação era trabalhos com serigrafia e realização de festas dançantes em toda região. 

Depois disso, instalou uma fábrica de bonés promocionais. Passando por várias inovações, adaptando-se às exigências do mercado econômico, os empreendimentos de Zé Helder evoluíram para OPION, sua grife própria. 

No âmbito social, fez parte do Leo Clube. Foi presidente do Clube Recreativo de Várzea Alegre – CREVA, por duas vezes, sendo a primeira, em 1990, aos 24 anos de idade. Aos 26 anos, foi presidente do Lions Clube e, aos 29 anos, iniciou na Loja Maçônica Harmonia Varzealegrense. 

No período de 1992 a 1996, fez parte da equipe de governo de Dr. Pedro Sátiro, como promotor de eventos, resgatando valores da cultura popular. 

Em 2004, concorreu às eleições municipais, saiu vitorioso e assumiu o comando do governo municipal em janeiro de 2005, tendo sido reeleito em 2008 para o segundo mandato que se encerrou em 2012. 

Em 2016, voltou a disputar a prefeitura de Várzea Alegre, pelo PMDB, sendo mais uma vez eleito, com 57,63% dos votos, para seu terceiro mandato. Helder é casado com Sônia Fortaleza, é pai de Heitor e Bento.