LOGO-NEWS-CARIRI

GESTÃO DESASTROSA: em meio à crise financeira e investigações, João Gregório anuncia festa com gastos de R$ 59.500

Publicidade

Prefeito é investigado pela Polícia Federal (Operação Bricolagem), denunciado por desvio de verbas e famoso por perseguir opositores.

Por: RAFAEL BOAVENTURA / Agência News cariri

Mais uma vez a população de Granjeiro se decepcionou com João Gregório (PSD), conhecido popularmente como “João do Povo”. A prefeitura, como a maioria dos municípios brasileiros, não possui verbas suficientes para realizar políticas públicas necessárias para o bem estar da população. Mas na cidade, apesar dos sequentes escândalos e atitudes vexatórias, a crise parece não ter chegado por lá.

A primeira denúncia pública aconteceu na Operação Bricolagem, da Polícia Federal (PF) que já teve duas fases. Segundo a PF, após a continuidade das investigações, com análise do material apreendido durante a primeira fase, surgiram novos e fortes indícios de fraudes na execução de obras públicas, fraudes em licitações e desvios de recursos públicos federais no município. Outra denúncia foi realizada pelo vice-prefeito Ticiano Tomé, que disse existir um esquema envolvendo vereadores para encobrir os escândalos da Operação Bricolagem, além de também o acusar de desviar verbas. O terceiro ato de corrupção denunciado publicamente foi dado pelo ex-prefeito Vicente Tomé (pai do atual vice), afirmou que “João do Povo” abre empresas-laranja para prestarem serviços junto à prefeitura. Segundo um funcionário que foi demitido, o próprio João realizava os pagamentos da folha salarial.

A quarta bola fora, se deu ao realizar perseguição política e junto à parte dos vereadores de Granjeiro, retirar o nome da mãe do ex-prefeito Dr. Gudy (PRB) de uma escola. A pífia justificativa de que a Lei anterior com o nome da escola não teria sido sancionada deixou parte da população revoltada, naturalmente, o atual prefeito deveria sancioná-la. Por fim e não menos importante, a quinta notícia negativa que veio a público da gestão desastrosa é relacionada à festa da padroeira do município, Imaculada Conceição. Com gastos totais de R$ 59.500 (cinquenta e nove mil e quinhentos reais), através das redes sociais, populares denunciaram recentes demissões por falta de verba e excesso de gastos com a festa. Apenas um dos palcos, teve orçamento divulgado em R$ 11.000 (onze mil reais). Ainda sobre a festa, segundo o ex-prefeito Vicente Tomé, a maioria dos itens licitados no evento, foram vencidas por empresas fantasmas pertencentes ao gestor.

Após quase 03 anos de mandato, a imagem de João Gregório é outra e ele não tem mais nenhuma identidade com o “João do Povo” que foi eleito. Os discursos em defesa das minorias e dos interesses da população não fazem mais efeito quando a prática é a busca do enriquecimento ilícito e interesses próprios. Alguns políticos desonestos e despreparados deveriam entender que em meio ao século XXI, a informação acontece em tempo real e escancara a realidade. Infelizmente o atual cenário é triste, e a cidade no interior do Ceará é corriqueiramente lembrada por corrupção nos mais diversos setores.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas