Crediamigo atinge marca de R$ 3 bilhões em contratações em 2019

O programa de microcrédito urbano do Banco do Nordeste, o Crediamigo, atingiu a marca de R$ 3 bilhões em contratações nos primeiros quatro meses de 2019. O valor é 11,8% maior do que no mesmo período do ano passado.

Desde janeiro, já foi contratado 1,4 milhão de operações com microempreeendedores dos nove Estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, 5,7% a mais do que o registrado no ano passado.

O Ceará é o Estado com o maior volume desembolsado em 2019: são R$ 943,9 milhões. Os cearenses são responsáveis por 497,9 mil operações.

O superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do Banco do Nordeste, Alex Araújo, ressalta que a previsão é de incremento das contratações até o fim do ano.

“Os micro e pequenos empreendimentos reagem mais rapidamente às melhoras da economia e temos visto esse movimento de crescimento da demanda desde o ano passado. Temos uma excelente expectativa para o Dia das Mães e estamos preparados para o segundo semestre. O Crediamigo tem feito uma enorme diferença no desenvolvimento do empreendedorismo no Nordeste”, afirma.

De mãe para filha

A fortalezense Ana Paula Paiva de Souza é cliente do Crediamigo desde 2015 e já soma sete empréstimos. Ela é uma das beneficiadas com os R$ 3 bilhões em recursos este ano. A microempreendedora já investiu em confecções, acessórios, semijóias, cosméticos e comidas regionais, sempre com o programa como parceiro.

Ana Paula confia no Crediamigo e não perde oportunidade de o recomendar a outras pessoas, como vizinhos e a sua própria filha, Amanda Annemberg. O conselho da mãe foi aceito e a nova empreendedora , que vende lingeries, já registra crescimento em sua atividade. “Eu indico o Crediamigo porque foi quem primeiro me apoiou e nunca desistiu de mim”, garante a mãe.

Programa

O Crediamigo é o maior programa de microcrédito orientado da América do Sul e o terceiro maior do mundo. A metodologia destaca-se por oferecer o recurso financeiro associado a acompanhamento e orientação para sua melhor aplicação.

O programa disponibiliza capital de giro para investir em móveis, utensílios, máquinas e equipamentos, reformas de instalações e seguros de vida.

O microcrédito atende pessoas que trabalham por conta própria, individualmente ou reunidos em grupos solidários, que atuam nos setores informal ou formal da economia, no comércio, serviços e indústria. A modalidade não exige comprovação de renda e o recurso é concedido de forma desburocratizada.

 

Areninha: Horizonte tem equipamento esportivo inaugurado pelo Governo do Ceará

Município da Região Metropolitana de Fortaleza, Horizonte passou a ter uma nova opção de esporte, lazer e socialização. Na manhã deste sábado (11), o Governo do Ceará inaugurou uma areninha na cidade. A ação contou com a presença do governador Camilo Santana, do secretário do Esporte, Rogério Pinheiro, e do assessor especial de Relações Institucionais da Casa Civil, Nelson Martins.

A inauguração dá continuidade ao projeto de implantação desses equipamentos em todo o território estadual. Nesta sexta-feira, São Benedito também recebeu um equipamento. Cerca de 1.500 pessoas serão beneficiadas em cada cidade.

Segundo o governador Camilo Santana, existem duas formas de enfrentar a violência. “De um lado, para combater a criminalidade e a violência, a gente reforça a polícia, a gente contrata novos homens. É tecnologia, é inteligência, que nós estamos investindo. No outro lado, a gente combate a violência com prevenção, investindo naquilo que é mais caro para um país, que é a educação do seu povo”, afirmou o governador.

“No mesmo caminho da prevenção, é investir na juventude, no esporte, na cultura. Essa areninha, nós estamos implantando em todos os municípios cearenses. É uma forma de se descobrir os talentos de Horizonte, também tirar muitos jovens da rua e trazer aqui pra dentro. Nós vamos pagar monitores, estamos limitando material esportivo. Aqui eu quero que funcionem escolinhas de crianças, jovens e idosos”, concluiu Camilo Santana.

A areninha

A população passa a contar com uma estrutura urbanizada, campo com gramado sintético, bancos de reserva, alambrados, rede de proteção, vestiários, depósito para materiais esportivos, iluminação, rampa de acesso para cadeirantes, paisagismo e pavimentação. A construção da areninha de Horizonte teve um investimento de R$ 1.544.643,86. A construção de cada areninha é uma parceria com o Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE), responsável pelos projetos técnicos e acompanhamento das obras.

Com apenas 13 anos, o garoto Emanoel Carlos Cavalcante Rodrigues falou da alegria em receber a areninha em sua cidade. ” É muito bom, porque de vez em quando a gente precisava de um lugar para jogar e não tinha. Agora tem e isso vai ser bom para mim e para os meus amigos. Eu soube pela associação, da construção dessa areninha. Agora a gente vai se programar com o pessoal da associação e marcar os dias de jogos”, comemorou o morador de Horizonte.

Contando com esses dois equipamentos, nos últimos dois anos, o Governo do Ceará já inaugurou 41 areninhas. “A areninha vai trazer grandes benefícios aqui para a comunidade do município, pois vai proporcionar a prática esportiva, a parte de recreação, ou seja, trazer a comunidade para dentro do equipamento”, disse o secretário Rogério Pinheiro, titular da Sesporte.

Participaram também do evento os deputados estaduais Bruno Gonçalves e Nezinho Farias; os prefeitos Chico César, de Horizonte; Dinho, de Palhano; Valdemar, de Pindoretama; Tiago Ribeiro, de Cascavel e Bruno Figueiredo, de Pacajus.

 

Aposta única ganha maior prêmio da história da Mega-Sena, de R$ 289 mi

As dezenas sorteadas foram: 23 – 24 – 26 – 38 – 42 – 49

A Mega-Sena pagará R$ 289,4 milhões a um apostador que faturou, sozinho, o maior prêmio já pago em concursos regulares na história da loteria. A premiação, que teve o resultado divulgado na noite deste sábado, 11, dá fim à maior série de rodadas acumuladas na história da loteria. Foram 14 concursos consecutivos sem que ninguém acertasse as seis dezenas.

Veja as dezenas sorteadas no concurso 2.150 da Mega-Sena

23 – 24 – 26 – 38 – 42 – 49

O sorteio ocorreu às 20 horas deste sábado, 11, em São Paulo.

A última vez que a Mega-Sena teve uma série com tantos sorteios acumulados foi em 2006, quando o concurso teve 12 rodadas sem que ninguém ficasse com o prêmio máximo. O prêmio só havia acumulado por um período tão longo em 2002 e 2004, mas nunca havia chegado a mais de 12 sorteios sem ganhador.

Os números de todos os sorteios mostram que 2019 tem sido até agora o ano mais difícil de se obter o prêmio máximo. Neste ano, a bolada tem saído uma vez a cada nove sorteios (foram 4 ganhadores em 37 rodadas). No ano passado, o número era um prêmio máximo a cada cinco sorteios, e essa média já chegou ser de um ganhador a cada 2,8 sorteios em 2013. Naquele ano, houve 37 ganhadores nos 105 sorteios da Mega realizados ao longo dos 12 meses.

Levando em conta a Mega da Virada, o prêmio previsto para o sorteio 2.150 ocupa o terceiro lugar entre as maiores premiações da história, perdendo apenas para os sorteios realizados em 31 de dezembro de 2017 e 2018, que pagaram, respectivamente, R$ 302 milhões e R$ 306 milhões.

O que R$ 289 milhões compram?

Com os R$ 289 milhões que serão sorteados, o vencedor só não consegue comprar o elenco completo de quatro clubes de futebol brasileiros. O time do Santos pode ser adquirido por R$ 247 milhões, garantindo um troco de R$ 28 milhões. O São Paulo FC sairia por R$ 229 milhões, proporcionando uma sobra ainda maior, de R$ 46 milhões.

Se resolver investir no mercado de franquias, vencedor consegue abrir algumas muitas unidades das redes mais populares de fast-food. No ramo da pizza, por investir todo o dinheiro em franquias da Domino’s ou da Pizza Hut poderia render 428 e 305 unidades, respectivamente.

O prêmio deste sábado também poderia bancar mais de 340 viagens à órbita terrestre, em viagens oferecidas pela Virgin Galactic. A espaçonave da empresa, chamada Unity, que está em fase final de testes e deve ser lançada em 2020, tem seu bilhete estimado em US$ 200 mil (cerca de R$ 800 mil).

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Notícias ao Minuto

Após reabertura da fronteira, 893 venezuelanos entraram no Brasil

Muitos venezuelanos também aproveitaram para comprar alimentos em Pacaraima (RR)

A Operação Acolhida registrou ontem (10) a entrada de 893 venezuelanos no Brasil, após a decisão do governo do presidente Nicolás Maduro de reabrir a fronteira com a Venezuela. Com a reabertura, muitos venezuelanos também aproveitaram para comprar alimentos em Pacaraima (RR), cidade brasileira mais próxima da fronteira entre os dois países.

Desde o início da crise migratória na Venezuela, as Forças Armadas, que comanda a operação, mantém um Posto de Recepção e Identificação na fronteira, onde os venezuelanos que chegam passam por uma triagem, recebem assistência médica, são vacinados e podem solicitar refúgio ou residência temporária ao governo brasileiro.

Na sexta-feira (10), além de voltar a liberar o tráfego de veículos entre Pacaraima, em Roraima, e Santa Elena de Uairén, no estado de Bolívar, o governo de Maduro permitirá o livre acesso a Aruba. Outras duas ilhas venezuelanas no Caribe, Curaçao e Bonaire, bastante procuradas por turistas estrangeiros, permanecerão “fechadas”.

O fechamento da fronteira foi mais um episódio na crise política e humanitária que se instaurou na Venezuela nos últimos anos, motivando milhões de venezuelanos a deixarem o país fugindo da situação de falta de segurança, de alimentos e de remédios e dos problemas na prestação de serviços públicos. A maioria destes imigrantes buscou refúgio na Colômbia, país que, segundo algumas estimativas, já recebeu mais de 1,2 milhão de venezuelanos.

Muitos venezuelanos vieram para o Brasil, entrando por Roraima. De acordo com o escritório brasileiro da Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), até março deste ano, mais de 240 mil venezuelanos ingressaram em território brasileiro alegando fugir da instabilidade política em busca de melhores condições de vida.

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Notícias ao Minuto

Haddad diz que Bolsonaro vive em “mundo paralelo”

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) também foi alvo de muitas críticas

O candidato derrotado à Presidência Fernando Haddad (PT) disse que o presidente Jair Bolsonaro “vive num mundo paralelo” e que, além de cortes em setores essenciais como educação e saúde, sua “única medida concreta foi o fim do horário de verão”. Nesta sexta-feira, 10, Haddad esteve no Rio de Janeiro, onde à noite participou de um evento em defesa da educação pública, na Cinelândia (região central).

“Bolsonaro não toma uma única medida que traga alguma esperança ao povo brasileiro. A única medida concreta que ele anunciou até agora foi o fim do horário de verão. O resto é aumento de diesel, aumento da gasolina, corte da Previdência, corte da educação, corte da saúde”, afirmou Haddad.

“O presidente só faz agradar a bandeira e o presidente norte-americano, em vez de prestar contas do que pretende fazer com nosso País”, criticou o petista. “Bolsonaro tem problemas graves, e não falo dos problemas pessoais e familiares, falo dos problemas que afetam a vida nacional. Ele tem problemas filosóficos, sociológicos e psicológicos. Ele vive num mundo paralelo. Aquele astrólogo manda mensagens para ele e é de lá que o País está sendo governado”, disse, referindo-se a Olavo de Carvalho, que mora nos Estados Unidos.

O ato teve a participação de vários outros políticos de esquerda, como os deputados federais Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e Benedita da Silva (PT-RJ). Ao discursar, todos eles ressaltaram que na próxima quarta-feira, 15, está planejada uma greve nacional de educação, organizada por diversas entidades ligadas ao tema.

“Bolsonaro disse hoje que semana que vem vai ter um tsunami no governo dele. Não sei a que ele se refere. Ele não estava se referindo à educação, mas o maior tsunami que ele vai sofrer no governo é o da educação. Enquanto ele não devolver para o MEC cada centavo que ele tirou na semana passada, não vamos sair das ruas. Os estudantes sabem o que está em jogo”, criticou Haddad, referindo-se aos cortes anunciados pelo Ministério da Educação nas verbas destinadas principalmente às universidades. “No dia 15 vamos à rua gritar ‘tire as patas da educação, Bolsonaro'”, completou o petista.

Witzel é alvo de críticas

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), também foi alvo de muitas críticas dos políticos que discursaram, como o deputado Freixo: “Witzel, você é um covarde. Você estava naquela cena patética em que rasgaram a placa da Marielle, uma das cenas mais racistas e covardes que o Rio de Janeiro já viu. Agora você ameaça cassar uma das sementes da Marielle. Você não vai conseguir cassar o mandato da Renata Souza”, disse Freixo, referindo-se à apresentação de um pedido de cassação da deputada estadual Renata Souza (PSOL), que denunciou Witzel à Organização das Nações Unidas (ONU) por conta de sua política de segurança.

“Você é muito valente caçando de cima de um helicóptero, atirando em gente pobre que está embaixo. Não é dessa valentia que o Rio de Janeiro está precisando. A gente queria ver sua valentia para enfrentar as milícias, que você não tem coragem de enfrentar”, continuou Freixo.

A reportagem procurou a assessoria de Witzel, na noite desta sexta-feira, para que se pronunciasse sobre as afirmações de Freixo, mas não conseguiu contato até a publicação deste texto.

Fonte: Notícias ao Minuto

Bolsonaro reconduz ministro Tarcisio Vieira ao TSE

A medida já foi publicada no Diário Oficial da União.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu reconduzir, por mais dois anos, o advogado Tarcísio Vieira de Carvalho Neto ao cargo de ministro titular do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão do Judiciário responsável pela organização das eleições.

A medida foi publicada ontem (10) no Diário Oficial da União.

A decisão do presidente foi motivada pelo fim do primeiro mandato de Tarcísio Vieira, que teve duração de dois anos e terminou na quinta-feira (9). Embora não seja obrigatória, a renovação do mandato é um procedimento de praxe adotado pela Presidência da República para prestigiar o Poder Judiciário.

A indicação do ministro chegou ao presidente por meio uma lista tríplice enviada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Na votação feita pelos ministros, os nomes de Tarcísio Vieira e Carlos Horbach, que já integram o TSE, receberam dez votos. O advogado Carlos Mário Velloso Filho, que recebeu sete votos, completou os indicados à lista tríplice. O advogado Fabrício Juliano Mendes Medeiros recebeu quatro votos.

De acordo com a Constituição, cabe ao presidente da República nomear os advogados que compõem o tribunal. O TSE é composto por sete ministros, sendo três do STF, dois do STJ, e dois advogados com notório saber jurídico.

No mês passado, Bolsonaro nomeou Sérgio Silveira Banhos para compor o TSE.  Banhos também foi indicado por meio de lista tríplice enviada à Presidência da República pelo STF.

Fonte: Notícias ao Minuto

Lula pede ao STJ para cumprir pena em regime aberto

Lula está preso desde abril do ano passado na carceragem da Superintendência da PF na capital paranaense

Adefesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou hoje (11) que recorreu da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de reduzi a condenação de Lula no caso do tríplex do Guarujá (SP) de 12 anos e um mês para 8 anos e 10 meses de prisão. Na petição apresentada, os advogados pedem que Lula deixe a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba e passe para o regime aberto de cumprimento da pena.

No recurso, os advogados Cristiano Zanin e Valeska Teixeira sustentam que o tribunal deixou de analisar algumas teses defensivas. Segundo a defesa, o ex-presidente não praticou nenhum ato e não recebeu qualquer vantagemindevida para beneficiar a empreiteira OAS, responsável pela construção do imóvel.

Ao pedir a a nulidade da sentença com base nas alegações, a defesa pede que seja garantido ao ex-presidente o direito de cumprir o restante da pena em regime aberto.

“O embargante [Lula] não praticou nenhum dos crimes aqui imputados ou outros de qualquer natureza que seja. Não obstante, não se pode ignorar que essa defesa técnica tem o dever ético de buscar, por todos os meios legais,a liberdade do patrocinado sob todos os aspectos viáveis, sem prejuízo de preservar e reafirmar a garantia da presunção da inocência”, diz a defesa.

Lula está preso desde abril do ano passado na carceragem da Superintendência da PF na capital paranaense. A prisão foi determinada pela Justiça Federal, com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a prisão após o fim de recursos na segunda instância da Justiça.

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Noticias ao Minuto

TSE breca verba pública para defesa de político

Deputados e dirigentes de partidos já discutem a possibilidade de criar uma lei para inibir a ação da Corte

OTribunal Superior Eleitoral (TSE) endureceu as penas impostas aos partidos no julgamento das contas anuais e proibiu a contratação de advogados para a defesa de filiados investigados. A restrição tem como objetivo impedir que o dinheiro público do Fundo Partidário seja usado para defender políticos na mira da Lava jato

Na Câmara, deputados e dirigentes de partidos já discutem, nos bastidores, a possibilidade de criar uma lei para inibir a ação da Corte, sob o argumento de que os magistrados estão legislando. No mês passado, o Congresso aprovou a anistia a partidos que não seguirem regras para aplicação do Fundo Partidário, como o porcentual mínimo para promover mulheres na política.

O valor que o TSE mandou as siglas devolverem aos cofres públicos, por irregularidades encontradas na aplicação do fundo, aumentou em quase 40% em relação ao ano anterior. O número de partidos punidos também passou de 11 para 14 no mesmo período.

O fundo é uma espécie de “mesada” com dinheiro público destinado a bancar despesas do dia a dia dos partidos, como aluguel de imóveis, passagens aéreas, realização de eventos e contratação de pessoal. Anualmente, o TSE analisa as prestações de contas para saber se o dinheiro foi aplicado de forma correta.

Com uma nova composição – considerada mais linha dura, com a entrada do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal -, o TSE mudou de entendimento sobre a contratação de advogados, proibindo que o dinheiro do fundo seja usado para custear a defesa de políticos em ações eleitorais. O tribunal também reforçou a posição de rejeitar contas de partidos que reiteradamente não aplicarem no mínimo 5% dos recursos na participação feminina na política.

Segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo, o cerco sobre a contratação de advogados tem o objetivo de impedir que verbas públicas sejam direcionadas para a defesa de políticos corruptos. Na avaliação de um ministro do TSE que pediu para não ser identificado, seria uma contradição “alguém lesar os cofres públicos e a sua defesa ser patrocinada pelos fundos partidários, também dinheiro público”.

Advogados

As restrições foram discutidas no julgamento das prestações de contas do PSDB e do PP. No caso dos tucanos, as contas foram aprovadas com ressalvas pelo plenário, que, mesmo assim, determinou a devolução de R$ 1,1 milhão por uma série de irregularidades.

Na lista está a contratação de um escritório de advocacia, por R$ 187,7 mil, para defender o então governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) em uma ação eleitoral. A decisão do TSE, por 4 a 3, de mandar devolver o dinheiro contrariou até mesmo o Ministério Público Eleitoral, que considerou o pagamento legal.

No caso do PP, que teve suas contas reprovadas, o partido usou dinheiro público na contratação de escritórios para defender o ex-deputado João Pizzolatti Júnior em ação de improbidade administrativa, além de outros membros do partido investigados. “Percebe-se o desvio na utilização dos recursos do Fundo Partidário, uma vez que voltados à defesa de particulares, por atos estranhos à vida partidária”, destacou o relator, ministro Luís Roberto Barroso.

Nos dois casos, as contas julgadas pelos ministros do TSE foram as referentes aos gastos dos partidos em 2013. Na prática, os partidos temem ser punidos pelas prestações de contas – já fechadas, mas ainda não julgadas – de 2014 a 2018, quando a Lava Jato teve sua fase ostensiva e prendeu diversos políticos.

Contas

Na análise das contas feitas pelo TSE, houve penalidades por uma série de irregularidades, como o fretamento de aeronaves sem comprovação de quem eram os passageiros – caso do PT, que terá de devolver R$ 5,2 milhões -, não comprovação de serviços prestados e o não cumprimento da cota feminina.

“O reiterado descumprimento das normas de incentivo à participação política da mulher caracteriza falha grave, apta a ensejar a desaprovação das contas”, disse o ministro Og Fernandes, ao determinar que o DEM devolvesse R$ 398,6 mil

Para a professora da FGV Direito Rio Silvana Batini, é importante que o TSE seja mais rigoroso, mas a Justiça Eleitoral ainda falha ao não dar respostas rápidas. “Estamos vendo o TSE julgando contas ainda de 2013. Isso é uma sinalização ruim, especialmente quando nós vimos o STF recentemente considerar que a Justiça Eleitoral está apta a julgar crimes conexos aos eleitorais”, afirmou ela. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.