O Governo do Crato, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), participou na manhã de ontem, 15, do lançamento do Curso de Qualificação em Desenvolvimento Infantil, oferecido pelo Governo do Ceará, através do Gabinete da Primeira-Dama e da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), e do programa Mais Infância Ceará, com a parceria do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

O seminário faz parte da primeira etapa de capacitação dos agentes comunitários de saúde em desenvolvimento infantil. Ao todo, o curso terá carga horária de 100 h/a, sendo 60 horas online, orientadas para a iniciativa “Família Brasileira Fortalecida na Atenção à Primeira Infância”, e 40 horas divididas entre encontros presencias e atividades práticas com temáticas sobre desenvolvimento infantil, atenção à saúde, cultura de paz e educação na infância.

O curso tem ainda o objetivo de qualificar os ACS no cuidado às crianças de 0 a 6 anos ampliando o olhar dos mesmos no que tange a primeira infância por meio de estudos, debates, diagnósticos situacionais do município e elaboração de planos de intervenção a nível local.

A abertura do curso reuniu profissionais de saúde, entre agentes comunitários de saúde e coordenadores da Atenção Primária, com o objetivo de capacitar esses profissionais e gestores na temática da Primeira Infância.

Participaram da abertura do curso, o Secretário de Saúde, André Barreto, a Secretária Adjunta, Milenna Brasil; Caio Garcia, responsável pela diretoria de educação profissional de saúde; Dra. Vera Lucia Soares, representante da Coordenadoria Regional de Saúde; e Adriana Dallolio, Coordenadora do Curso que apresentou a aula inaugural.

De acordo com Caio Garcia, além da formação dos profissionais, a proposta objetiva, no final de seu programa, entregar à gestão municipal um diagnóstico situacional da primeira infância e um projeto de intervenção local, a ser construído durante o processo de formação. “Além de capacitar os profissionais, a proposta objetiva entregar à gestão municipal um Diagnóstico Situacional da Primeira Infância e Um Projeto de Intervenção Local, a ser construído durante o processo de formação”, disse Caio.

 Com Informações da assessoria de imprensa

COMENTAR