Com greve de ônibus em Salvador, metrô tem movimento intenso nesta quarta-feira

 

O metrô de Salvador registra movimento intenso desde as primeiras horas desta quarta-feira (23), quando começou a greve de rodoviários na capital. O G1 embarcou na Estação Rodoviária, ponto escolhido por muitas pessoas para chegar em outras localidades da cidade que são alimentadas pelo sistema metroviário.

      Ao

 G1

      , a CCR informou que não registrou aumento no número de passageiros nesta quarta-feira, em relação à média que trafega diariamente.

A trabalhadora doméstica Dete Lima Teixeira teve que pegar um transporte particular não regularizado, no bairro de Santa Cruz, para chegar à estação de metrô da Rodoviária e, então, seguir para o terminal do Aeroporto.

Ela diz que na região onde mora não havia ônibus e nem micro-ônibus do transporte complementar. “Paguei R$ 3,50. A situação está ruim”, reclama ela, que costuma pagar apenas uma passagem de ônibus integrado com metrô .

Por volta das 6h, um dos vagões que seguia pra estação Acesso Norte já estava cheio, com muitos passageiros em pé. Já na estação de metrô da Lapa, que é integrado com o terminal de ônibus, muitos passageiros aguardam micro-ônibus do transporte complementar.

Os veículos chegavam muitas vezes lotados. Na estação, o policiamento também foi reforçado pela polícia militar devido ao grande fluxo de pessoas circulando.

Renato Trindade estava há cerca de uma hora na estação de ônibus da Lapa, depois de pegar o metrô. “Vou pra a Federação. O patrão vai mandar um carro pra me pegar aqui, já foi combinado”, disse.

Fonte: G1 nordeste

Quatro anos após a Copa do Mundo, PE tem cinco obras inacabadas e um projeto abandonado

Decorridos quatro anos da última Copa do Mundo no Brasil, Pernambuco tem inacabadas cinco obras de mobilidade que foram prometidas de serem entregues até a competição, ocorrida em junho e julho de 2014 no país. Além dos atrasos, o governo do estado rescindiu o contrato para construir a Cidade da Copa, projeto apresentado como primeiro modelo de cidade inteligente no Brasil.

Para estimular o desenvolvimento da Zona Oeste do Grande Recife, a administração estadual tentou tirar do papel esse projeto de estruturação urbana que tinha como âncora a Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata.

Arena de Pernambuco recebeu jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, mas Cidade da Copa nunca saiu do papel (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Arena de Pernambuco recebeu jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, mas Cidade da Copa nunca saiu do papel (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Arena de Pernambuco recebeu jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, mas Cidade da Copa nunca saiu do papel (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

A Cidade da Copa contaria com escolas, shoppings, universidades e áreas residenciais, mas as obras não avançaram, restando o estádio que recebeu cinco jogos do Mundial da Fifa.

Por meio de nota, a Secretaria de Administração de Pernambuco informou que o contrato de concessão foi rescindido pelo governo estadual em 2017. “A área é de propriedade do estado e terá, no tempo próprio, a utilização adequada”, afirmou no texto.

Placa mostra que implantação do corredor de BRT Leste-Oeste foi iniciada em dezembro de 2011; obra não foi totalmente concluída (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Placa mostra que implantação do corredor de BRT Leste-Oeste foi iniciada em dezembro de 2011; obra não foi totalmente concluída (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Placa mostra que implantação do corredor de BRT Leste-Oeste foi iniciada em dezembro de 2011; obra não foi totalmente concluída (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Com relação às obras prometidas pelo governo do estado para a Copa do Mundo de 2014 que ainda faltam ser concluídas, a lista reúne o Ramal da Copa, o Corredor Norte-Sul, o Corredor Leste-Oeste, o Túnel da Abolição e o Terminal Integrado de Camaragibe.

G1 detalha, a seguir, o que falta para o término de cada uma delas e traz a previsão da Secretaria das Cidades de Pernambuco para serem finalizadas.

Ramal da Copa

Estrutura viária que rodeia a Arena de Pernambuco e a liga ao Terminal Integrado de Camaragibe, o Ramal da Copa tem duas partes. A interna, que tornou possível a circulação nos arredores do estádio, foi concluída antes da Copa das Confederações, em junho de 2013, e foi utilizada na Copa do Mundo, no ano seguinte.

O ramal externo, que se estende da Arena até o referido terminal de ônibus, teve a construção paralisada devido a impasses na desapropriação de imóveis e também por conta das chuvas. As obras foram retomadas em agosto de 2017 visando concluir o Viaduto V2, que teve o serviço de implantação abandonado pelo consórcio construtor contratado.

Obras foram retomadas em agosto de 2017 visando concluir o Viaduto V2, que teve o serviço de implantação abandonado pelo consórcio construtor contratado (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Obras foram retomadas em agosto de 2017 visando concluir o Viaduto V2, que teve o serviço de implantação abandonado pelo consórcio construtor contratado (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Obras foram retomadas em agosto de 2017 visando concluir o Viaduto V2, que teve o serviço de implantação abandonado pelo consórcio construtor contratado (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Apesar de o Viaduto V2 ter sido utilizado no Mundial de 2014, funcionando com duas faixas para possibilitar a circulação de veículos na área, ele foi planejado para ter quatro tabuleiros (lajes). Um deles está concretado e os outros três têm previsão de serem finalizados no segundo semestre de 2018.

Segundo a Secretaria das Cidades, a pavimentação para os acessos ao viaduto será licitada. No entanto, a pasta não informou um prazo para isso acontecer, pois “depende da finalização da elaboração do projeto”.

O valor investido no Ramal Cidade da Copa é de R$ 155,7 milhões. Desse montante, foram investidos até o abandono das obras R$ 153,5 milhões, ficando para o Viaduto V2 o investimento remanescente de R$ 2,25 milhões.

Ramal da Copa

Valor licitado Valor executado
R$ 155,7 milhões R$ 153,5 milhões

Estação de BRT em frente ao Centro de Convenções de Pernambuco não foi concluída; ela faz parte do Corredor Norte-Sul, prometido para a Copa do Mundo de 2014 (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Estação de BRT em frente ao Centro de Convenções de Pernambuco não foi concluída; ela faz parte do Corredor Norte-Sul, prometido para a Copa do Mundo de 2014 (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Estação de BRT em frente ao Centro de Convenções de Pernambuco não foi concluída; ela faz parte do Corredor Norte-Sul, prometido para a Copa do Mundo de 2014 (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Corredor Norte-Sul

Com 33 quilômetros de via expressa de ônibus atravessando cinco cidades (IgarassuAbreu e LimaPaulistaOlinda e Recife), o Corredor Norte-Sul liga Igarassu à estação central do Metrô da capital. Do total previsto de estações para veículos BRT, 26 foram concluídas e duas estão em construção.

A obra, que também inclui intervenções em terminais integrados de ônibus e alargamento de vias ao longo do corredor, tem previsão de ser finalizada no primeiro semestre de 2019. Localizado às margens da BR-101, o Terminal Integrado Abreu e Lima iniciou sua operação em junho de 2016, dois anos após os jogos da Copa do Mundo em Pernambuco.

Após receber um investimento de R$ 15,4 milhões, o TI começou a atender 40 mil passageiros por dia através de 11 linhas de ônibus e 58 veículos, que fazem 724 viagens diariamente. Os usuários também passaram a utilizar passarelas que conectam o terminal à estação de BRT Abreu e Lima. O valor investido nesse corredor, incluindo o TI Abreu e Lima, é de R$ 160 milhões.

Corredor Norte-Sul

Valor licitado Valor executado
R$ 160 milhões R$ 160 milhões

Estação BRT Elevado Bom Pastor, que fazia parte do projeto de corretor exclusivo para a Copa do Mundo, ainda não foi concluída (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Estação BRT Elevado Bom Pastor, que fazia parte do projeto de corretor exclusivo para a Copa do Mundo, ainda não foi concluída (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Estação BRT Elevado Bom Pastor, que fazia parte do projeto de corretor exclusivo para a Copa do Mundo, ainda não foi concluída (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Corredor Leste-Oeste

Utilizado de maneira improvisada durante a Copa do Mundo de 2014, com apenas duas estações em funcionamento na época da competição, o Corredor Leste-Oeste começou a ser construído com o objetivo de ligar a cidade de Camaragibe, na Região Metropolitana, ao Centro do Recife. Quatro anos após o Mundial da Fifa, as obras continuam, pois 16 estações das 22 previstas no projeto estão em operação.

Segundo a Secretaria das Cidades, o atraso foi provocado pelo abandono dos serviços por parte do consórcio construtor. As estações BRT Derby-Benfica e o Terminal Integrado da III Perimetral foram entregues à população em julho de 2017 e janeiro de 2018, respectivamente. Já o Terminal Integrado da IV Perimetral tem previsão de ser concluído no segundo semestre deste ano.

Terminal Integrado da IV Perimetral, no Recife, estava previsto para a Copa do Mundo no Brasil; quatro anos depois, obras não foram finalizadas (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Terminal Integrado da IV Perimetral, no Recife, estava previsto para a Copa do Mundo no Brasil; quatro anos depois, obras não foram finalizadas (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Terminal Integrado da IV Perimetral, no Recife, estava previsto para a Copa do Mundo no Brasil; quatro anos depois, obras não foram finalizadas (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

“Tão logo as condições climáticas permitam” é o prazo concedido pelo governo do estado para finalizar serviços ainda pendentes, como a sinalização horizontal e vertical do Corredor Leste-Oeste, incluindo a demarcação da faixa exclusiva para veículos do tipo BRT na Avenida Caxangá.

Além disso, será realizada uma licitação para contratar uma empresa que execute as obras de implantação de quatro estações BRT de Camaragibe, onde também existe o planejamento para a Avenida Belmino Correia ser alargada e o corredor para veículos do tipo BRT ser implantado. O projeto está em elaboração e não há um prazo para o processo licitatório ocorrer.

Com relação ao término da estação BRT Elevado Bom Pastor, foi aberta uma licitação que visa contratar uma empresa que finalize a obra, assim como também está aberto o processo licitatório para a engenharia de execução do serviço de iluminação.

Do investimento total de R$ 139,4 milhões no Corredor Leste-Oeste, R$ 134,3 milhões foram empregados na construção até a sua paralisação. Como investimento remanescente, estão R$ 5,1 milhões, incluindo-se nesse valor obras como as estações Derby/Benfica e os terminais integrados da III e da IV Perimetral, além de sinalização.

Corredor Leste-Oeste

Valor licitado Valor executado
R$ 139,4 milhões R$ 134,3 milhões

Apesar de aberto para circulação de veículos, Túnel da Abolição ainda tem serviços a serem feitos (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Apesar de aberto para circulação de veículos, Túnel da Abolição ainda tem serviços a serem feitos (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Apesar de aberto para circulação de veículos, Túnel da Abolição ainda tem serviços a serem feitos (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Túnel da Abolição

Com construção iniciada em 2013 para desafogar o fluxo de veículos no cruzamento da Rua Real da Torre com a Avenida Caxangá, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, o Túnel da Abolição foi entregue em abril de 2015, quase um ano após a Copa do Mundo. Porém, em 2018, ainda tem serviços inacabados.

Entre as pendências, estão a carenagem do túnel e a construção de um pontilhão sobre o Canal do Prado, que busca garantir segurança aos veículos que encontram uma bifurcação bastante próxima ao sair do túnel. Essas obras têm previsão de chegarem ao fim no segundo semestre deste ano.

Aguardam licitações para serem executadas a urbanização de duas praças e a instalação de um elevador no Tunel da Abolição, no Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Aguardam licitações para serem executadas a urbanização de duas praças e a instalação de um elevador no Tunel da Abolição, no Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Aguardam licitações para serem executadas a urbanização de duas praças e a instalação de um elevador no Tunel da Abolição, no Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Além disso, aguardam licitações para serem executadas a urbanização de duas praças (a localizada em cima do túnel e a que fica em frente ao Museu da Abolição) e a instalação de um elevador, assim como a reabertura do acesso de veículos ao museu pela Avenida Real da Torre.

Após o projeto elétrico ser finalizado, ele será analisado pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) e pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). A expectativa da Secretaria das Cidades é que o processo licitatório para que uma empresa seja contratada para realizar o serviço ocorra no segundo semestre de 2018.

Terminal Integrado de Camaragibe

Como as obras de ampliação do Terminal Integrado de Camaragibe foram abandonadas pelo consórcio construtor contratado, o governo estadual pretende realizar uma nova licitação para a revisão do projeto. Segundo a Secretaria das Cidades, o processo licitatório está previsto de ocorrer até o fim de junho deste ano.

Fonte: G1 nordeste

Com gasolina a R$ 5, veja algumas dicas para economizar ao volante

Está cada dia mais caro andar de carro. Tem brasileiro que pode desembolsar R$ 3 pelo litro do etanol. Quando o assunto é gasolina, o bolso pesa mais. Pode ser vendida a um preço de R$ 5 o litro para o consumidor. Para fazer você poupar dinheiro nas próximas paradas em um posto, o UOL convidou um especialista para dar dicas de como economizar combustível nos dias de hoje.

Como dirigir de forma mais econômica? Será que a aderência dos pneus influencia no fim das contas? Confira seis dicas que podem te ajudar a economizar:

Manter os pneus calibrados

A pressão das rodas é fundamental para o veícular andar mais e beber menos combustível. É bom calibrá-los ainda frios e não enchê-los muito, pois pode sobrecarregar a suspensão.

Não dirija de forma agressiva

Frear bruscamente e dirigir de forma agressiva podem terminar pesando mais no bolso. Outra questão que pode gastar mais é descer ladeiras com câmbio em ponto-morto. Além disso, pode desgastar a pastilha de freios precocemente.

Usar ar-condicionado?

Usá-lo é sinônimo de conforto, no entanto, aumentar em 20% ou até mais o consumo do combustível. O motivo é que o compressor é acionado por correia, que é ligada ao motor. A recomendação é nunca dirigir com o ar ligado e os vidros abertos. Se o ar for digital, tente manter as temperaturas entre 23º 3 25º C.

Utilizar freio motor

Sempre bom reduzir as marchas ao diminuir a velocidade, o que poupa o freio ajudando a parar o veículo.

Bagagem inútil pode ser descartada

Manter bagageiros cheios e suportes de bicicleta equipados mesmo sem uso pode aumentar o gasto de combustível por causa do peso. Procure deixar o carro mais “clean” possível.

Filtros e fluidos

A cada semana, é recomendável verificar o nível de óleo. Trocar o lubrificante no prazo ou na quilometragem orientada também é essencial. Os filtros também têm que se trocados no tempo e na especificação indicada pela montadora. Todo esse cuidado pode fazem com que o motor dure mais e consuma menos combustível.

Fonte: notícias ao minuto

Governo vai reduzir imposto sobre diesel após aprovar reoneração

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, confirmou na noite desta terça-feira (22) que o governo firmou um acordo com o Congresso para zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre o diesel.

A medida havia sido anunciada mais cedo pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE).

Em breve anúncio, o ministro explicou que o decreto que vai zerar a incidência do tributo só será editado após a aprovação, pelo Legislativo, de projeto que reonera a folha de pagamento.

“Uma vez aprovado [o projeto], iremos em seguida sair com decreto eliminando a Cide incidente sobre o diesel.”

A equipe econômica vinha resistindo a mexer na estrutura de impostos para conter a alta dos preços dos combustíveis.

Guardia classificou a iniciativa como equilibrada e afirmou, sem mencionar números, que a receita que deixará de ser arrecadada pela Cide será compensada pela aprovação da reoneração da folha de pagamento.

“A partir de dezembro de 2020 nenhum setor contará com o benefício da desoneração da folha de pagamento.”

O ministro fez ainda um apelo, em nome do governo, para que caminhoneiros de todo o país voltem às suas atividades normais.

Devido ao aumento dos preços do óleo diesel, a categoria vem organizando paralisações em diversas estradas do país.

Segundo Guardia, o governo mantém um canal aberto para estudar outras iniciativas que visem mitigar o impacto da alta do dólar e do barril de petróleo no preço dos combustíveis no país.

Embora o governo viesse estudando formas de conter também o valor da gasolina, a medida anunciada nesta terça não terá impacto para este tipo de combustível. Com informações da Folhapress.

Fonte: notícias ao minuto

Dólar cai para R$ 3,64 com exterior favorável e intervenção do BC

O dólar caiu em relação ao real nesta terça-feira (22) pelo segundo dia seguido, em sintonia com o cenário externo e ainda refletindo a intervenção mais firme do Banco Central no câmbio.

O dólar comercial recuou 1,16%, cotado a R$ 3,645. Na mínima do dia chegou a R$ 3,63. O dólar à vista caiu 1,91%, para R$ 3,639.

Em pregão volátil, a Bolsa brasileira conseguiu fechar em alta de 1,13%, a 82.738,88 pontos. O giro financeiro foi de R$ 14 bilhões.

Lá fora, investidores acompanharam a diminuição da tensão entre Estados Unidos e China. Após o anúncio no domingo (20) de que a guerra comercial entre os países estava suspensa, a China disse nesta terça que reduzirá suas tarifas de importação à maioria dos carros de 25% para 15% e das autopeças de 10% para 6% a partir de 1º de julho.

O dólar se desvalorizou ante 26 das 31 principais divisas do mundo, com destaque para a recuperação de moedas emergentes, como o peso chileno (+1,9%) e o rand sul-africano (+1,22%). O peso argentino ficou praticamente estável, com leve queda de 0,01%.

A única perda significativa nesta cesta de moedas foi da lira turca, que se desvalorizou 1,51% ante o dólar.

Os mercados acionários dos Estados Unidos fecharam em leve queda. O Dow Jones, principal índice de Nova York, recuou 0,72%, enquanto o S&P 500 perdeu 0,31%. O índice de tecnologia Nasdaq caiu 0,21%.

Na Europa, o tom geral foi de estabilidade. A Bolsa de Londres ganhou 0,23%, Paris avançou 0,05% e o Dax, da Alemanha, subiu 0,71%.

Internamente, a atuação mais firme do Banco Central desde segunda (21), quando ampliou a oferta de novos swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, também contribuiu para a queda da moeda americana em relação ao real.

“O lado externo está mais tranquilo. Aqui, o mercado está relaxando porque, apesar de ter sinalizado que poderia operar durante o dia a qualquer momento, se necessário, o Banco Central fez o mesmo leilão com o mesmo volume nesta terça”, diz Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora.

O BC vendeu, mais uma vez, a oferta integral de 15 mil novos swaps, totalizando US$ 2,75 bilhões desde a semana passada, quando vendia por dia até 5.000 contratos.

A autoridade também vendeu toda a oferta de até 4.225 swaps tradicionais para rolagem do vencimento de junho, no total de US$ 5,65 bilhões.

Com isso, a moeda americana acumula queda de xx% em dois dias, após subir 4,22% na semana passada.

Ainda no front nacional, impactou o anúncio de que o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles seria pré-candidato à Presidência pelo MDB.

“É um nome que talvez o mercado sinta que seja acalentador. Isso pode ter ajudado a segurar o dólar, porque a parte política tem pesado muito na precificação da moeda”, diz Galhardo.

O gerente de câmbio aponta, no entanto, que, apesar da atuação do BC, o dólar mudou de patamar nos últimos meses. “É complicado achar que vai voltar para R$ 3,30, porque a valorização lá fora é real. O patamar deve ficar entre R$ 3,60 e R$ 3,70, podendo, num segundo momento, ir para a faixa de R$ 3,50, mas sem perder o teto de R$ 3,70”, afirma.

AÇÕES

Das 67 ações do Ibovespa, 51 subiram, 15 caíram e uma ficou estável.

Depois de passar boa parte do dia ao redor da estabilidade, a Bolsa brasileira conseguiu se recuperar no meio da tarde e firmar alta, impulsionada pelos papéis dos bancos, que haviam registrado queda generalizada no último pregão.

As ações do Itaú Unibanco subiram 2,42%. As preferenciais do Bradesco tiveram alta de 2,87%, e as ordinárias se valorizaram 2,59%. O Banco do Brasil avançou 1,54%, e as units -conjunto de ações- do Santander Brasil ganharam 0,28%.

Do lado negativo, destaque para Vale, Petrobras e Suzano

A mineradora perdeu 1,25%, na esteira do recuo dos preços do minério de ferro na China.

Os papéis preferenciais da Petrobras caíram 1,36%, e os ordinários, 2,47%, apesar da leve alta do petróleo no exterior.

O mercado ainda se mostra receoso a respeito do futuro da política de preços da estatal e dos desdobramentos da greve dos caminhoneiros.

O desempenho das ações não foi pior porque o presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que o governo não considera em hipótese nenhuma uma mudança na política de preços de combustíveis da estatal. Parente esteve reunido com os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, de Minas e Energia, Moreira Franco, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Houve indicações de membros do governo, no entanto, de que poderia haver redução de tributos.

No fim do pregão, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), anunciaram que o governo vai zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), imposto sobre o diesel e a gasolina.

Eles também afirmaram que a arrecadação que for conseguida com a reoneração da folha de pagamento será utilizada para reduzir o preço do diesel.

“Intervir no mercado pode ser um tiro no pé, dada a situação fiscal; além da sinalização ruim aos mercados. Não há segredo: no exterior, o petróleo já sobe 19% no ano”, escreveu a Guide Investimentos em seu relatório diário.

A petroleira também anunciou mais cedo que reduzirá tanto os valores do diesel quanto os da gasolina nas refinarias a partir desta quarta.

A Rumo Logística registrou a maior alta do Ibovespa, de 7,04%. Em nota na segunda, o BTG Pactual destacou que a operadora ferroviária se beneficia da alta do diesel, ganhando competitividade ante o transporte rodoviário, acrescentando que o diesel representa 40% a 50% dos custos dos caminhões, enquanto responde por cerca de 25% a 30% das despesas operacionais da Rumo.

A queda foi liderada pelo setor de celulose. O dólar mais franco perante o real abre caminho para alguns ajustes no papel, que acumula em 2018 elevação de mais de 130%.

A Suzano caiu 5,99%, e a Fibria, 2%. Com informações da Folhapress.

 

Fonte: notícias ao minuto