TABUADA CICERIANA: um novo jeito de ensinar matemática em Farias Brito

Por Agência News Cariri

A Tabuada Ciceriana, criação patenteada do professor Cicero Regnoberto de Alcantara, é um instrumento pedagógico lúdico e inovador que concentra em uma única tabela 99 algarismos onde é trabalhado as quatro operações elementares: adição, subtração, multiplicação e divisão. Desenvolve a capacidade criadora dos alunos de forma interativa com a realidade que ela vive. Além disso explora outros campos conceituais e habilidades matemáticas necessárias para a aprendizagem das crianças. A TABUADA CICERIANA é desenvolvida durante todo o ano letivo em forma de projeto pedagógico nas aulas de matemática em sala de aula especificamente nas turmas de 4º e 5º ano do ensino fundamental I que tem sua culminância com uma olimpíada. Nesta quinta-feira, dia 23 de novembro de 2017, foi realizado a II OLIMPÍADA DA TABUADA CICERIANA, no auditório da EEF Santa Bárbara, localizada na Sede do município. O evento contou com a participação de 11 escola, pais de alunos, núcleos gestores e seus respectivos alunos finalistas:
Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental
Isaac de Alcantara Costa ( Letícia de Alcantara Costa)
Antão Pereira e Silva (Francisco Perreira da Silva Neto)
Evaldo Gonçalves de Pinho (Thais Felix de Sousa)
Joaquim Pereira dos Santos (Renan Ferreira Soares)
Duque de Caxias (Ícaro Israel Gomes Sousa)
Escolas de Ensino Fundamental I
Pedro Fernandes de Alcantara (Luiz Felipe Alves Costa)
Francisco Castelo de Casto (Daniel Cunha Ferreira)
Joaquim Ferreira dos Santos (Gustavo Vieira da Silva)
Cosmo Alves Pereira ( Wenderson Henrique Dias)
Santa Bárbara ( Letícia Ávila Ferreira Duarte)
Maria Carmosina Pinheiro Rodrigues (Michely Costa Souza)
Premiação:
Uma bicicleta para cada aluno finalista.
Troféus para 1º, 2º e 3º lugar.
E uma medalha de Honra ao Mérito para todos os finalista.
VENCEDORES:
1º LUGAR: EEF Cosmo Alves Pereira ( ALUNO: Wenderson Henrique Dias)
2º LUGAR: EEIEF Isaac de Alcantara Costa ( ALUNA: Letícia de Alcantara Costa)
3º LUGAR: EEIEF Antão Pereira e Silva (ALUNO: Francisco Perreira da Silva Neto)

Motorista embriagado avança sinal, atinge carro com família e deixa dois mortos e três feridos no Recife

Um acidente entre dois carros deixou duas pessoas mortas, uma delas grávida, e quatro feridas, sendo três em estado grave, na noite do domingo (26), na Zona Norte do Recife. Segundo o delegado Ricardo Silveira, o homem que provocou a colisão foi preso em flagrante. Exame de alcoolemia comprovou que ele ingeriu três vezes mais bebida do que o permitido. Imagens de câmeras de segurança de um dos prédios mostraram o momento do acidente. (Veja vídeo acima)

O universitário João Victor Ribeiro de Oliveira, de 25 anos, foi autuado por duplo homicídio e três lesões corporais gravíssimas. Ele vai passar por audiência de custódia. “No início, ele disse que havia feito uma besteira e que não deveria ter bebido, mas na delegacia, já com advogado, alegou que era dependente químico e que fazia uso de remédios controlados”, pontuou o delegado.

A batida aconteceu por volta das 17h30, no cruzamento da Estrada do Arraial com a Rua Cônego Barata, no bairro da Tamarineira. Segundo o delegado, o veículo onde viajavam a família e a babá, que estava grávida, seguia pela Estrada do Arraial, no sentido Casa Forte, na mesma região, quando o outro carro avançou o sinal e causou a colisão.

Fonte: G1

Bandidos armados explodem terminal de caixa eletrônico em agência bancária no sudoeste da Bahia

Um grupo de homens fortemente armados explodiu um terminal de caixa eletrônico em uma agência bancária na cidade de Cordeiros, sudoeste da Bahia, na madrugada desta segunda-feira (27). As informações são da Polícia Civil, que investiga o caso.

Toda a ação aconteceu pouco depois de 0h. De acordo com a polícia, a agência ficou completamente destruída. A polícia suspeita que os artefatos explosivos utilizado no crime tenham sido dinamites.

Durante o roubo, os bandidos deram tiro de fuzil para cima para afastar curiosos. Ninguém ficou ferido. Eles fugiram de carro e deixaram para trás cápsulas de munição. Ainda não há informação se o grupo conseguiu levar dinheiro.

Cápsulas de munição foram deixadas para trás pelos bandidos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Cápsulas de munição foram deixadas para trás pelos bandidos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Populares foram ao local depois dos bandidos fugirem (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Populares foram ao local depois dos bandidos fugirem (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte; G1

Vale e Petrobrás dominam investimentos dos próximos anos

A Mais de dois terços dos investimentos previstos para o Brasil entre 2018 e 2021 sairão do caixa de Vale e Petrobrás. Com a recessão que assolou o País nos últimos três anos e derrubou a taxa de investimentos, as duas gigantes nacionais ganharam mais peso na economia interna. Dos R$ 367 bilhões programados para os próximos quatro anos, quase R$ 200 bilhões são do plano de negócios da estatal de petróleo e R$ 44 bilhões, da Vale.

Diante da forte concentração, quatro Estados ficarão com 76% dos investimentos previstos para o período: Rio de Janeiro, Pará, São Paulo e Espírito Santo – locais que abrigam grandes projetos de Vale e Petrobrás. No Rio, por exemplo, 83% dos investimentos previstos são da petroleira, e, no Pará, 88% da mineradora, segundo levantamento feito pela consultoria AFranco Partners (AFPartners), que mapeou os megaempreendimentos a serem erguidos no País nos próximos quatro anos.

Foram considerados no trabalho apenas projetos em estágio mais avançado, como aqueles que já têm licenças ambientais ou que já estão em construção. O economista Augusto Franco, autor do estudo, destaca que, por estar saindo de uma forte recessão, o volume de investimento deve ser visto como positivo. Com a retomada, diz ele, o quadro deverá melhorar e novos empreendimentos serão incorporados a essa lista, que hoje soma 266 megaprojetos.

Mesmo assim, a expectativa é de que a concentração dos investimentos continue por mais algum tempo. “Os leilões (de petróleo) devem trazer novas empresas, mas a Petrobrás continuará sendo a maior investidora do Brasil”, afirma o economista Cláudio Frischtak, da consultoria Inter.B. Segundo ele, o grande volume de investimentos nas mãos da empresa não é um problema, desde que a estatal não seja capturada por interesses políticos, como ocorreu no passado.

Com a Operação Lava Jato e o envolvimento num esquema de corrupção, a companhia sofreu um forte revés que derrubou os investimentos e paralisou várias obras. Isso devastou a economia de Estados e municípios – um reflexo da dependência pelos projetos da estatal, que não quis se pronunciar para a reportagem.

Mesmo com o enxugamento no plano de negócios após o escândalo, os investimentos da companhia serão muito importantes para ajudar a economia a retomar o rumo do crescimento, afirma o superintendente de Estatísticas Públicas do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), Aloisio Campelo Jr.

Dinâmica interna

Além da dependência do País pelas cifras de Vale e Petrobrás, o mapeamento feito pela AFPartners expõe a paralisia de investimentos em vários setores, como o de infraestrutura, que são mais espalhados pelo País. Além da crise fiscal, que reduziu o volume de recursos dos governos federal e estadual, a iniciativa privada se retraiu com as incertezas políticas e com a economia mais fraca.

O que sobrou são projetos com pouca relação com a dinâmica interna, como os projetos da Vale, que dependem da demanda internacional, afirma o economista da Tendências Consultoria Integrada, Felipe Beraldi. Na opinião dele, essa é uma das explicações para a atual desigualdade de investimentos entre os Estados. De qualquer forma, diante do cenário de retomada econômica, o importante é ter investimento, independentemente da localização. “Além disso, pela magnitude dos projetos, há um efeito indireto positivo dentro da região onde o empreendimento está localizado.”

Mas, enquanto alguns Estados se beneficiam dos planos de negócios de Vale e Petrobrás, outros estão à míngua. O levantamento da AFPartners mostra que, juntos, Amapá, Acre, Roraima, Rondônia e Paraíba, além do Distrito Federal, somam apenas 1% do volume total de investimentos. “Não vejo problema de um país focar em determinados projetos ou setores; poucas nações no mundo têm capacidade de produzir tudo em todas as cadeias”, afirma o economista da MB Associados, Sérgio Vale.

O que não pode, pondera ele, é não resolver os demais problemas, como o de Estados que não têm riquezas minerais para explorar e não conseguem atrair grandes empreendimentos. Nesses casos, é preciso focar na inovação e abrir a economia para que regiões como o Nordeste possam ter condições de competir. De acordo com o mapeamento da AFParters, a região deverá receber 9% do volume total previsto. Esse número seria ainda menor, não fosse pela onda de investimentos em energia elétrica, como os parques eólicos e solares que estão sendo desenvolvidos na região. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Noticias ao Minuto

Marca histórica: Bitcoin passa a valer mais de R$ 31 mil

bitcoin atingiu uma nova marca histórica na madrugada do último domingo (26) e passou a valer mais de US$ 9.000 (cerca de R$ 30 mil).

De acordo com o site ‘Olhar Digital’, o recorde foi atingido às 4h40 no horário de Brasília, mas foi rapidamente superado, já que a moeda continua em crescimento de forma impressionante.

Nesta segunda-feira, a moeda digital continua em alta de 4,3%. Isso significa que a venda de unidades de bitcoin é equivalente a US$ 9.728,44 (mais de R$ 31 mil).

Fonte: Noticias ao Minuto