Atrações do I São João de Juazeiro do Norte são definidas

 

Por Marlon Torres/ Agencia newscariri

Na tarde desta Terça (20), a empresa responsável pela realização do I São João da cidade
de Juazeiro do Norte, A Boulevard Buffet, afirmou que as atrações
já estão confirmadas para o evento que acontecerá entre os dias
22 e 24 de junho.

Léo Magalhães, Forró Real, Fábio Carneirinho, Luis Fidelis, Toca do Vale e Caninana do Forró são algumas das bandas confirmadas para o evento.

O responsável pela empresa Boulevard Buffet, Márcio Aglay, confirmou que o município de Juazeiro do Norte formalizou parceria com a empresa, com a condição de disponibilização do
espaço físico do parque de eventos Padre Cícero.

Afirmou ainda que as áreas VIPs e camarotes, terão preços cobrados para o acesso, assim como o estacionamento, entretanto o acesso à pista será gratuito a todos.

O valores dos ingressos,até então, não foram repassados à redação do newscariri.

A empresa ainda ainda revelou que a mudança do nome da festa será tida como uma experiência, que dando certo, permanecerá no calendário cultural da cidade.

Câmara comemora os 253 anos do Crato em Sessão Solene

Sessão Solene promovida pela Câmara Municipal na manhã desta terça-feira, 20, comemorou o Dia do Município do Crato a ser celebrado nesta quarta-feira, 21. O encontro atendeu a requerimentos dos vereadores Amadeu de Freitas (PT) e Renan Almeida (PEN).

O prefeito do Crato, José Ailton Brasil, o vice-prefeito André Barreto, a secretária municipal de Educação, Otonite Cortez, e o vice-reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), professor Francisco do O’ de Lima Junior compuseram a mesa para ressaltar aspectos da história e contemporaneidade do município cratense.

A professora Otonite Cortez destacou que o sentimento de pertença a uma cidade é construído ao longo do tempo. Isto é feito, segundo Otonite, com a colaboração de intelectuais que marcaram a história do Crato.

O pioneirismo da cidade também foi ressaltado pela secretária de Educação, ao dar como exemplos o semanário ‘O Araripe’, o primeiro jornal impresso do interior do Ceará, assim como as instituições de ensino.

Vice-reitor da Urca, Francisco do O’ de Lima Junior apontou aspectos que favoreceram a idealização do Crato que temos hoje, a exemplo dos centro de ensino e citou as contribuições da Urca para a educação e outros setores do município.

“A Urca colabora com 10% do PIB (Produto Interno Bruto) do Crato”, informou. “Ela é o maior instrumento público de desenvolvimento regional no Centro-Sul do estado”.

Vice-prefeito do Crato, André Barreto afirmou que a atual gestão resgatou as comemorações alusivas ao Dia do Município através da Semana do Município, realizada de 14 a 21 de julho. “Nos próximos anos a semana será muito mais rica em eventos e realizações”, disse.

Ele destacou a inauguração da Farmácia do Caps (Centro de Atenção Psicossocial), que atende a mais de dois mil pacientes e o retorno de competições esportivas históricas, como a corrida de pedestrianismo, assim como a posse do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável ocorrida ontem.

O apoio que a Câmara de Vereadores tem dado para as ações do Poder Executivo foram reconhecidas pelo prefeito José Ailton Brasil. “Tenho tido apoio dessa Casa para fazer as transformações que o município precisa”, afirmou.

O gestor anunciou a retomada de obras que estavam paralisadas, como o entorno do estádio Mirandão e a ponte que liga a Vila Palmeirinha ao distrito de Ponta da Serra, cujo aporte financeiro é de R$ 1 milhão para ambas. José Ailton Brasil revelou, ainda, que fará outras obras, como a requalificação das duas entradas para o município.

A Câmara Municipal do Crato volta a se reunir em sessão ordinária na próxima segunda-feira, 26. Na quinta-feira, uma audiência pública discutirá Projeto de Lei do vereador Renan Almeida (PEN) relacionado ao controle de natalidade de cães e gatos. O encontro está marcado para 18h30.

Assessoria de imprensa

Barraca de fogos explode atingindo casas, carros e cemitério em Petrolina

Uma barraca de fogos de artifício pegou fogo e explodiu, nesta terça-feira (20), em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O incidente, que deixou o local destruído, ocorreu na Avenida das Nações, Zona Central da cidade. Ainda não há informações confirmadas sobre feridos. O trânsito no local teve que ser interditado. Todas as equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas, junto com uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com o Coronel do Corpo de Bombeiros, Luciano Fonseca, equipes estão na região fazendo um levantamento para saber o tamanho da gravidade do incidente. Para controlar as chamas foi necessário o trabalho de 30 homens.

“A informação que nós temos é de que uma pessoa foi socorrida por populares no momento imediato ao início das explosões. Mas isso não foi confirmado ainda. Nós estamos aguardando mais informações. O Samu está no local, nossa equipe também. Fizemos uma varredura inicial nos destroços e não encontramos nenhum vestígio de vítimas”, disse.

Na Avenida das Nações, cinco barracas de fogos possuem autorização do Corpo de Bombeiros para funcionamento e todas foram vistoriadas recentemente. A explosão ocorreu em apenas uma e as demais não foram atingidas.

Pelo menos cinco pessoas, entre elas o proprietário, estavam dentro da barraca quando tudo começou, mas conseguiram sair a tempo.

G1

Após articulações de Eunício e Moses, Ministério do Meio Ambiente atende a demanda do setor pesqueiro

O Ministério do Meio Ambiente decidiu adiar, para 15 de junho de 2018, a proibição da captura, desembarque e respectiva comercialização de exemplares de espécies classificadas como vulneráveis pela portaria 445/2014. Até lá, um grupo de estudos vai definir quais realmente correm risco de extinção e quais podem continuar garantindo o sustento de pescadores e familiares. A decisão atende a uma demanda do setor pesqueiro, que foi acolhida pelo presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB), e pelo deputado federal Moses Rodrigues (PMDB).

A nova portaria com o adiamento foi editada nesta segunda-feira, 19, e publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira, 20. O prazo atendeu ao compromisso firmado por Eunício e Moses em reunião com representantes do setor, realizada no último dia 2 de junho, em Fortaleza. Na ocasião, os parlamentares asseguraram o empenho para que, até o dia 20, o Ministério do Meio Ambiente apresentasse a solução para o impasse.

A portaria 445/2014 listou 475 espécies que estariam em vários estágios de vulnerabilidade, proibindo a captura, o desembarque e a comercialização das mesmas. Eles elas, estariam o pargo e o sirigado, espécies bastante utilizadas na economia de pescados no Ceará. Segundo as entidades que representam o setor, não há estudos que comprovem risco a estas e outras espécies que servem de base para o trabalho que realizam.

Questionamentos jurídicos garantiram por algum tempo que os pescadores continuassem a pescar tais espécies, porém a mais recente decisão judicial estava fazendo valer os efeitos da portaria. Foi então que os trabalhadores buscaram apoio político na busca de uma solução para o imbrólio, que poderia inviabilizar atividade. Segundo o diretor técnico do Coletivo Nacional de Pesca e Aquicultura, Cadu Villaça, estudos recentes mostram que espécies como o pargo e o sirigado não correm risco de extinção, e que cerca de 180 mil pessoas no Ceará dependem da pesca para a subsistência.

Ao se colocar à disposição do setor, Eunício garantiu que buscaria junto ao Ministério do Meio Ambiente uma saída que garantisse o direito dos trabalhadores, sem esquecer da necessidade de proteger o meio ambiente. Foi quando estipulou o prazo do dia 20 de junho para uma solução negociada. Com a nova portaria, fica assegurado o direito dos produtores, bem como a definição de um grupo de estudos que vai definir com precisão quais espécies realmente necessitam de proteção integral.

Moses comemorou a edição da nova portaria: “estivemos acompanhando esse trabalho junto ao ministro Sarney Filho e hoje saiu a publicação. Agora, um grupo de trabalho com a participação da biodiversidade vai determinar, através de estudos, quais as espécies realmente são vulneráveis”. No encontro com o setor pesqueiro, inclusive, a diretora do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará, Profa Dra Maria Ozilea Bezerra Menezes, colocou o órgão à disposição para realizar estudos que sirvam de subsídios para a luta dos pescadores. Inclusive, ela sugeriu a utilização de uma embarcação de propriedade do Labomar para a realização dos trabalhos.

assessoria de imprensa

Às vésperas do início do Juáforró 2017, pequenos comerciantes entram em conflito com organização do evento.

Por Marlon Torres / Agencia newscariri

Pequenos comerciantes reclamam da falta de organização do evento e dos abusivos R$500,00 cobrados pelas instalações das bancas e barracas nos três dias de evento no Parque
Os pequenos comerciantes reclamam que o preço está elevado demais, principalmente levando em consideração que o número de dias caiu para apenas 3, ao invés de 5, como estava programado inicialmente.

Segundo alguns comerciantes, o preço da barraca pode duplicar e até triplicar, dependendo do espaço ocupado pela mesma.

Reclamam ainda das atrações que podem não gerar uma movimentação satisfatória nos dias do evento, rendendo prejuízo aos comerciantes

A assessoria do prefeito Arnon Bezerra estará em entrevista coletiva nesta Terça (20) para divulgação do Juaforró 2017 e na oportunidade, esclarecer aos ambulantes os valores que serão cobrados pelos espaços, bem como as atrações contratadas para o evento.

Caririaçu. Edmilson Leite esfriando os ânimos

Por Madson Vagner

Diante da possibilidade de novo colapso de água, provocada pela falta de manutenção na adutora de engate rápido, construída pelo Governo do Estado, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite, tratou de amenizar a crise. Antes da repercussão das críticas da oposição, Edmilson entregou um novo sistema de abastecimento de água para as comunidades do Bom Jardim, Mameluco, Barrado e Mulungu, na zona rural.

O sistema será gerenciado pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), ligado à Prefeitura. Sobre a adutora que abastece o município, os apoiadores do prefeito argumentam que a obra é emergencial e ainda esperam pela promessa do ex-prefeito João Marcos, sobre a adutora definitiva prometida na sua gestão, com apoio de Brasília. Para a base de Edmilson, o ex-prefeito perdeu o interesse.

Balonismo chegará à região metropolitana do cariri

Por Marlon Torres / Agencia newscariri

A chapada do Araripe sempre teve em suas trilhas o encanto para os seus visitantes, agora imagine contemplá-la do alto. Esta é a proposta da Agencia Iguana de turismo e aventura, que trará, a partir de Julho, as primeiras atividades de Balonismo no Cariri.

O serviço tende a aquecer mais ainda o turismo de aventura, já que a região conta com opções como trilhas, rapel, escalada, parapente e passeios contemplativos.

De acordo com Aristóteles Teles, diretor da agência, a chegada do balonismo na região do cariri é um marco na história do turismo regional. Para ele, que é guia turístico credenciado no Ministério do Turismo, voar de balão é um sonho antigo que virou realidade. Ele será, a partir da segunda fase dos vôos, um dos pilotos de balão que sobrevoarão a Chapada, pois na primeira etapa do projeto, contará com pilotos vindos de São Paulo.

A previsão é que, na segunda quinzena de julho, os vôos já estejam liberados. O trajeto, que ainda não foi divulgado, terá duração de uma hora e incluirá municípios que integram a Chapada.

TCM PROMOVE SEMINÁRIO SOBRE CONTROLE INTERNO

O evento é o segundo de uma série de cinco capacitações técnicas que devem acontecer ao longo do ano para gestores e servidores municipais.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) realiza na próxima segunda-feira (26) o segundo “Seminário de Orientação para Gestão Municipal”. Desta vez, o tema abordado será Controle Interno e as inscrições devem ser feitas pelo site do órgão (www.tcm.ce.gov.br). A programação ocorre de 8h a 17h, com palestras, debates e, ao final, entrega de certificados. Confira a programação completa no final da matéria.

INSCRIÇÕES: https://goo.gl/forms/1DmKQ0ElOOFgqWJ72

O evento tem como público-alvo gestores e servidores públicos municipais e visa promover sua capacitação e repassar conteúdo sobre a criação, implantação, manutenção e coordenação do Sistema de Controle Interno nos Poderes Executivo e Legislativo Municipais, tendo como base a Instrução Normativa nº 01/2017.

Os participantes poderão conferir, por exemplo, palestra da professora Maria Clara Bugarim, com o título Controle Interno: instrumento de eficiência para os municípios cearenses. Na ocasião, atuarão como debatedores o secretário de Estado chefe da Controladoria e Ouvidoria do Estado (CGE), Flávio Jucá, e a presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Clara Germana.

“O TCM age de forma preventiva no exercício do Controle Externo, orientando os gestores no sentido do aprimoramento da gestão pública”, explica o diretor-presidente do Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Pública Waldemar Alcântara (Ieswa/TCM), Francisco Aguiar. “Neste sentido”, completa o conselheiro, “o Seminário de Orientação Técnica é mais uma das ações formativas do tribunal, objetivando a capacitação dos gestores públicos, oferecendo os conhecimentos necessários para o cumprimento das obrigações legais e normativas no desempenho responsável de suas funções”.

O TCM espera, com a promoção dos seminários, capacitar gestores sobre os aspectos legais e normativos a que estão submetidos, como também proporcionar a melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados, o desenvolvimento da gestão municipal, a preservação da continuidade das ações desenvolvidas pela gestão e, ainda, a capacitação e desenvolvimento dos servidores municipais.

Ao longo deste ano estão previstos mais três seminários destinados a prefeitos, secretários, presidentes de Câmaras, demais gestores e servidores do Executivo e do Legislativo, completando a programação de cinco seminários focados na orientação técnica.

O presidente do TCM, Domingos Filho, acredita que “o segundo evento trará mais conhecimentos e ferramentas para a melhoria das gestões municipais, possibilitando menos equívocos nas gestões públicas e maior efetividade no uso dos recursos a partir da implantação dos sistemas de controle interno”.

Informações adicionais podem ser obtidas por meio dos telefones 162, (85) 3218.1267 e 3218.2908, ou pelo e-mail ouvidoria@tcm.ce.gov.br.

PROGRAMAÇÃO:

HORÁRIO
ATIVIDADE
08:00 às 08:30h
Credenciamento
08:30 às 09:00h
Abertura
09:00h às 10:30h
Palestra Profª Dra. Maria Clara Bugarim
Controladora-Geral do Estado de Alagoas; Vice-Presidente de Relações Institucionais da Associação Interamericana de Contabilidade (AIC) (2013 a 2017); Assessora Técnica da International Federation of Accountants (Ifac); e Empresária Contábil.
10:30 às 12:00h
Debatedores
Secretário de Estado e Chefe da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) – Flávio Jucá
Presidente do Conselho Regional de Contabilidade – Clara Germana
12h às 13:30h
Intervalo
13:30 às 15:00h
Apresentação da Instrução Normativa Nº01/2017
15:00 às 16:30h
Momento de Debate
16:30h
Encerramento e Entrega de Certificados

 

INSCRIÇÕES: https://goo.gl/forms/1DmKQ0ElOOFgqWJ72

 

Assessoria de Imprensa do TCM-CE

(85) 98616.6972 | 3218.1532

Câmara Crato – Resumo da sessão desta segunda-feira, 19 de junho

O defensor público do Crato, Anderson Seabra, recebeu o Título de Cidadania Cratense em sessão solene nesta segunda-feira (19). Nascido em Fortaleza ele desempenhou diversas funções no campo jurídico que o levaram a receber o título no Poder Legislativo pelas mãos do vereador Thiago Esmeraldo (PP).

Na sequência, a Câmara discutiu e aprovou requerimentos dos vereadores, pedido de vista e projetos de Lei e de Resolução. Confira resumo:

No Pequeno Expediente, um grupo de cratenses apresentou projeto de reforma do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante que será encaminhado ao Governo do Estado que recebe sugestões para a requalificação daquele espaço.

Segundo Nivaldo Soares, a perspectiva é transformar o Parque de Exposições em espaço multiuso para além da realização da ExpoCrato. “Um ambiente com funções múltiplas”, explica. “Que possa abrigar, além da exposição, outras ações e eventos menores”.

O Parque de Exposições também passaria, segundo a proposta, a ser utilizado em ações rotineiras que fomentem a saúde, cultura, ensino, lazer, atividades ciclísticas e outras esportivas que visem “gerar novos atletas no município”. A proposta recebeu elogios e sugestões de vereadores.

Ainda no Pequeno Expediente, o vereador Jales Velloso (PSB) se disse indignado com a forma na qual o ambulante Joaquim dos Bombons foi tratado quando de sua retirada em frente ao Banco do Nordeste que para ele foi agressiva. Jales sugeriu que o município disponibilize um lugar para colocar os ambulantes, como o Camelódromo Municipal.

A construção de quadra esportiva no Sítio Cachoeira dos Gonçalves gerou discussão entre o vereador Jales Velloso e Fernando Brasil (PP)que reclamou para si a iniciativa da obra, enquanto ela era creditada ao ex-vereador Dárcio Luiz.

Diante da discussão, o vereador Lunga (PSD) lamentou o embate entre os dois parlamentares e pediu que o Regimento Interno da Câmara – que não permite intervenções no Pequeno Expediente – fosse cumprido.

Já o vereador Roberto Anastácio (Podemos) parabenizou a gestão municipal pelas atividades alusivas aos 253 anos do município comemoradas desde a quarta-feira (16) com diversas atividades, a exemplo de desfile cívico.

Amadeu de Freitas (PT) também cobrou que o Regimento Interno seja respeitado. Ele informou sobre a realização da Oficina Municipal de Diagnóstico do Projeto de Implementação da Coleta Seletivo de Resíduos Sólidos que será realizada de 8 às 12 horas da próxima sexta-feira (23) no auditório do Geopark Araripe, em Crato.

Thiago Esmeraldo (PP) informou que quinta-feira o Rotary Club do Crato completa 80 anos e, através de comenda, a Câmara Municipal parabenizará a entidade.

O vereador Renan Almeida (PEN) encerrou o Pequeno Expediente também parabenizando a gestão municipal pelas ações desenvolvidas na Semana do Município.

Na Ordem do Dia a Câmara aprovou requerimentos dos vereadores e Projetos em primeira votação que voltarão a ser apreciados e votados pelos parlamentares na sessão desta terça-feira (20), a partir das 9h.

assessoria de imprensa

Surdez oculta: já ouviu falar?

Você está no restaurante e consegue escutar os carros passando na rua, o cozinheiro preparando a comida… Mas não é capaz de entender nada o que dizem os amigos ao seu lado. Eis o que acontece na chamada surdez oculta. “O problema é que o indivíduo apresenta resultados normais no exame de audiometria, que avalia a capacidade auditiva”, observa a otorrinolaringologista Camila Conde, do Hospital Norte D’Or, no Rio de Janeiro.

Por ainda ser recente, pouco se sabe dos motivos por trás dessa dificuldade – há suspeitas sobre ambientes ruidosos e fones de ouvido. Uma experiência feita com ratinhos na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, revelou que a encrenca estaria relacionada a um defeito na conexão entre os neurônios que transmitem o estímulo sonoro para o cérebro. “A boa notícia é que conseguimos regenerar as ligações, o que permite reverter a surdez oculta e abrir caminho a novos tratamentos no futuro”, conta o neurologista Gabriel Corfas, que conduziu a investigação.

Editora Abril

Sistema permite que deficientes visuais andem sem usar bengala

Um acessório muito usado pelos deficientes visuais para se locomover é a bengala. Prática de carregar e leve, ela acusa a presença de obstáculos e evita, ao máximo, as colisões indesejadas. Não consegue, porém, identificar o que toca, uma mesa, uma cadeira ou outra pessoa, por exemplo.

Tentando resolver esse problema, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, pela sigla em inglês) criaram um sistema de orientação que permite ao usuário andar em um ambiente interno sem usar a bengala. Pendurada no pescoço do deficiente visual, uma câmera 3D sonda a região à frente dele, identificando obstáculos e o quão distantes estão. O usuário é, então, orientado sobre qual direção deve se locomover por meio de vibrações emitidas por um cinto. No acessório, também fica presa uma tela em braile que ajuda no processo de locomoção.

Segundo testes, a tecnologia reduz em até 86% o número de colisões com outras pessoas em um salão movimentado, quando se compara deficientes visuais no mesmo ambiente usando a bengala para se locomover. Além disso, ao procurar uma cadeira, os voluntários entraram em contato com 80% menos objetos indesejados no percurso quando estavam com o novo dispositivo.

“Ter algo que não interferisse com os outros sentidos foi importante. Nós não queríamos usar áudio, não queríamos ter algo ao redor da cabeça ou vibrações no pescoço. Testamos esses métodos com deficientes visuais, mas nenhum foi aceito”, diz Robert Katzschmann, um dos principais autores do artigo, apresentado na Conferência Internacional de Robôs e Automação, em Cingapura, no início deste mês.

Algoritmo-chave
A câmera 3D é capaz de detectar profundidades, algo extremamente importante para a locomoção de um deficiente visual. A câmera fica na altura do peito do usuário, dentro de uma bolsa de couro, que também guarda um pequeno computador. As imagens são processadas por um algoritmo também criado pelos pesquisadores e considerado o elemento-chave do sistema. Ele organiza os pixels da filmagem em grupos de três. Se cinco grupos adjacentes estiverem em um ângulo menor que 10 graus entre eles, ou seja, se esses grupos estiverem aproximadamente no mesmo plano, o programa conclui que formam uma mesma superfície.

O algoritmo não precisa necessariamente identificar o objeto, mas avisar ao usuário se ele estiver muito próximo. A facilidade para a movimentação do deficiente visual vai além do caminhar. A solução avisa, por exemplo, a existência de uma cadeira vaga. Nesse caso, o algoritmo analisa uma determinada superfície três vezes. Se ela for paralela ao chão e estiver em uma altura compatível com o tipo de móvel, ele avisa que há uma cadeira desocupada. Caso haja alguém sentado, não identifica o objeto.

As informações são passadas para o usuário por dois aparelhos: um cinto com motores vibratórios e uma tela em braile. Quando o deficiente chega a menos de dois metros de um objeto, o cinto vibra, indicando qual direção tomar para se desviar. Quanto menor a distância, mais forte é a vibração. “Nós descobrimos que a área do corpo menos usada pelos outros sentidos fica ao redor do abdômen”, conta Robert. Já a tela em braile exibe símbolos, como a letra C para cadeiras, e indica a direção e a proximidade de um obstáculo.

Aprendizagem
“A grande dificuldade é que o usuário precisa aprender a usar o dispositivo”, avalia Emerson Fachin-Martins, professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias da Saúde da Universidade de Brasília (UnB). “Para usá-lo, a pessoa precisa saber braile. Não é todo cego que sabe braile. E precisa saber usar os dispositivos vibratórios.” Segundo o especialista, muitos deficientes visuais preferem a bengala porque ela é muito mais simples de aprender a usar do que os sistemas tecnológicos.

Por esse motivo, afirma Andréa Sonza, assessora de Ações Inclusivas do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), os futuros usuários devem sempre ser ouvidos nas pesquisas voltadas para a tecnologia assistiva. “Qualquer dispositivo feito em conjunto com as pessoas com deficiência é sempre importante. Se elas aprovam, a pesquisa é válida”, argumenta. Sonza chama a atenção ainda para a quantidade de pessoas que podem ser beneficiadas com projetos nessa linha: segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 3,6% dos brasileiros (cerca de 9,3 milhões) têm deficiência visual, sendo que o grau intenso ou muito intenso da limitação impossibilita 16% deles de realizarem atividades rotineiras, como ir ao trabalho e brincar.

Os pesquisadores do MIT realizaram diversos testes em que pessoas cegas percorreram labirintos e corredores e localizaram cadeiras vazias em uma sala usando a nova solução. As tarefas foram executadas sem o auxílio da bengala. Porém, quando as duas alternativas foram usadas juntas, a velocidade e a confiança dos deficientes foram bem maiores. “Parece ser algo viável”, avalia Andréa Sonza. “Quanto menor e mais fácil de carregar, melhor.”

Campos diversos
Criado em 1988, o termo tecnologia assistiva refere-se aos recursos e serviços que podem contribuir para proporcionar ou ampliar as habilidades de pessoas com deficiência. Os recursos são variados, incluindo soluções como softwares e hardwares voltados para a acessibilidade e equipamentos de comunicação e locomoção alternativa. Os serviços são geralmente multidisciplinares e envolvem áreas como medicina, psicologia, engenharia e computação.

Correiobraziliense