Municípios do interior do Estado recebem doses de vacina contra a dengue

O Estado do Ceará recebeu 11.349 (onze mil trezentas e quarenta e nove) doses de vacina contra a dengue, que serão destinadas para mais uma etapa da campanha de imunização contra a doença. Desse total, 6.244 (seis mil duzentas e quarenta e quatro) serão encaminhadas para a Região de Saúde do Cariri, no interior do Estado, que realizará a primeira dose da vacinação.

O anúncio foi feito nas redes sociais do governador do Estado, Elmano de Freitas (PT) na tarde desta quinta-feira, 6. De acordo com a publicação, 13 municípios da Região de Saúde do Cariri serão contemplados nesta segunda etapa de vacinação, conforme indicação do Ministério da Saúde, são eles:

  • Crato (2.384 doses)
  • Farias Brito (341 doses)
  • Nova Olinda (316 doses)
  • Assaré (369 doses)
  • Potengi (185 doses)
  • Altaneira (120 doses)
  • Campos Sales (466 doses)
  • Tarrafas (143 doses)
  • Várzea Alegre (658 doses)
  • Santana do Cariri (347 doses)
  • Araripe (412 doses)
  • Salitre (358 doses)
  • Antonina do Norte (145 doses)

As outras 5.105 (cinco mil cento e cinco) doses do imunizante serão divididas entre 10 municípios de Iguatu, são eles:

  • Iguatu (1.682)
  • Cariús (281)
  • Piquet Carneiro (272)
  • Mombaça (678)
  • Catarina (193)
  • Acopiara (829)
  • Jucás (465)
  • Quixelô (276)
  • Saboeiro (268)
  • Deputado Irapuan Pinheiro (161)

As novas doses, segundo o chefe do Executivo Estadual, correspondem a 25% da meta de crianças e adolescentes cearenses com 10 a 14 anos de idade.

O imunizante, contudo, só será disponibilizado após o treinamento dos profissionais de saúde dos municípios, que será realizado ainda no mês de junho.

“A vacinação é muito importante para a redução do número de casos da doença, porém é fundamental manter os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, eliminando possíveis criadouros”, completa o governador.

Para se vacinar, é necessário apresentar documento original da criança ou adolescente, como RG ou certidão de nascimento, e também um documento original do responsável.

Fonte: Jornal O POVO/Luíza Vieira


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação para Humanos