Saúde do Ceará alcança marca de 150 mil cirurgias eletivas realizadas em um ano

O Programa Estadual de Redução de Filas de Cirurgias Eletivas, da Saúde do Ceará, ultrapassou o número de 150 mil cirurgias eletivas em cerca de um ano desde seu lançamento. De janeiro de 2023 até esta sexta-feira (12), foram realizados 150.284 procedimentos. A iniciativa conta com financiamento estadual e federal e está presente em todas as cinco regiões de Saúde do Estado – Fortaleza, Norte, Litoral Leste, Sertão Central e Cariri.

Para a secretária da Saúde do Ceará, Tânia Mara Coelho, os números são a prova do compromisso que o Governo do Estado tem com a população que necessita desses procedimentos. “Estamos levando a assistência para mais próximo do cidadão, fortalecendo a regionalização e a descentralização dos serviços de alta complexidade. Esse número nos deixa muito satisfeitos e a gente continua criando e pensando em novas alternativas para que possamos, cada vez mais, operar dentro do estado e reduzir a fila de cirurgias o máximo possível. Então, é um estímulo para que a gente possa prosseguir nesse grande desafio”, diz.

No período de janeiro a de março de 2024, foram realizados 26.835 procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade, em todo o Estado, de acordo com a coordenadora de Telessaúde da Sesa, Melissa Medeiros. “Hoje fazemos as cirurgias do programa além do horário das demais, nos hospitais e, dessa forma, passamos a ter um balanço positivo, porque o número de pacientes que entraram na fila foi menor que o número de cirurgias realizadas. A tendência é que a gente estabilize as entradas e assim, poderemos reduzir o tempo de espera para os procedimentos, que é o nosso maior objetivo”, pontua.

Para a gestora, a iniciativa traz mais comodidade para o paciente e fortalece a regionalização da saúde. “Com o programa, fortalecemos os hospitais regionais e municipais, que também fazem essas cirurgias, e isso traz benefícios para os pacientes, porque eles podem ser operados próximo de casa e não precisam de deslocamento para a capital”, destaca.

Além dos hospitais da rede estadual, também fazem cirurgias, por meio desse Programa, hospitais municipais, particulares e filantrópicos. “São 59 contratos em vigência para realizarmos esse programa e poderemos continuar realizando esses procedimentos dessa forma por mais seis anos, conforme a necessidade real dos pacientes”, explica.

Sobre o Programa

O Programa Estadual de Redução de Filas de Cirurgias Eletivas foi criado em abril de 2023, com o objetivo de reduzir o tempo de espera dos pacientes por cirurgias eletivas, que são consideradas procedimentos programados, de não urgência.

Os dados dos procedimentos realizados estão disponíveis no painel do IntegraSUS. As especialidades contempladas são: oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, cirurgia geral, gastroenterologia, ginecologia, urologia, nefrologia, neurologia e vascular. Clínicas, hospitais-polo, hospitais municipais e outros equipamentos de saúde se inscreveram por meio de chamamento público.

As unidades da rede estadual com perfil cirúrgico, seguem realizando procedimentos eletivos em paralelo à execução do Programa, o que contribui para a redução gradual da fila. Vale lembrar também que a fila tem caráter dinâmico, visto a quantidade de operações realizadas e o cadastro de novos pedidos diariamente.

Para entrar na fila das cirurgias eletivas, o paciente faz uma consulta com o médico especialista e é orientado sobre a necessidade de passar por uma cirurgia eletiva. Em seguida, ele é encaminhado para um cirurgião, que irá avaliar a urgência do procedimento e o encaminhamento para a unidade e equipe que realizarão a cirurgia.

Saúde Digital

Os pacientes podem acompanhar a posição na lista de espera por uma cirurgia eletiva por meio do Saúde Digital. Para ter acesso às informações da fila, é preciso realizar um cadastro durante o primeiro acesso na plataforma, fornecendo dados como CPF, número de telefone, endereço e e-mail.

O site também permite que os pacientes atualizem os dados pessoais. A atualização constante desses dados permite que a pessoa seja localizada e, quando contatada, receba as explicações necessárias para a realização de procedimentos, como agendamento de consultas pré-cirúrgicas.

Serviço

Para saber mais informações sobre posição na fila, atualização do cadastro e tipo de cirurgia que está aguardando, o paciente pode baixar o Ceará App ou entrar em contato com a equipe do plantão de cirurgia 24h através dos números: 85 3219-6073 / 85 3219-9366 / 85 3101-2610 / 0800 280 5110 (por telefone ou WhatsApp).

O atendimento telefônico está disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.

,