Sala de Educação Bilíngue de surdos de Juazeiro está entre projetos classificados para recebimento de recurso

Foto: Divulgação/Prefeitura de Juazeiro do Norte

Publicidade

A iniciativa da implantação da Sala de Educação Bilíngue de surdos, a primeira do interior do Ceará, desenvolvida pela Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Educação, foi classificada na primeira fase da 2ª Chamada de Emendas Participativas. A ação é realizada pelo Deputado Federal Idilvan Alencar.

Apenas 30 projetos passaram para a segunda fase, que acontecerá por meio de votação popular para a escolha dos projetos que receberão o recurso. A votação, que tem início nesta segunda-feira, 29, estendendo-se até o próximo dia 15, garante ao projeto vencedor de cada área R$200 mil de investimento. São fundamentais a participação e o engajamento da população nesta segunda fase. A votação pode ser realizada através do portal idilvanalencar.com.br.

O resultado desta primeira etapa foi divulgado na última sexta-feira, 26, contando com a participação de 185 projetos inscritos, de 77 municípios diferentes.

Ao todo, serão destinados R$ 1.200.000,00 em recursos via emendas parlamentares voltados a seis áreas, abordando a causa animal, o cuidado com idoso, cultura, Educação Inclusiva, esporte e Meio Ambiente.

A sala de Educação Bilíngue de surdos foi classificada dentro do eixo Educação Inclusiva. A primeira etapa envolveu o envio dos projetos relacionados a cada área de atuação.

A secretária de Educação, Pergentina Jardim, destaca que é um momento ímpar. “Realizamos esse planejamento junto à comunidade surda para dar esse pontapé inicial. É uma vivência única, iniciada em agosto de 2023, que vem marcando a formação de todos os envolvidos no processo. Submetemos o projeto nesta grande iniciativa, como forma de apresentar um espaço de aprendizagem significativa e trazer recursos para investir nesta grandiosa ação que é a sala bilíngue de surdos. Estamos muito felizes com a classificação”.

A sala de Educação Bilíngue de surdos consiste no uso da Língua Brasileira de Sinais – Libras como primeira língua e o Português escrito como segunda língua. Com base na Lei 14.191/2003, a sala é disponibilizada para crianças da Educação Infantil (4 e 5 anos) e o primeiro ciclo de alfabetização (1°, 2°, e 3° anos do Fundamental).

As aulas, que acontecem na Escola Municipal Demóstenes Ratts Barbosa, são ministradas pelo professor Alex Cassimiro, que também é surdo, com o auxílio de uma intérprete, mediando o diálogo com o restante da escola.

Acesse o link abaixo para votar.

Publicidade

Leia também