Corpo de Bombeiros do Ceará destaca dicas de como prevenir incêndios elétricos em residências

Foto: Divulgação/CBMCE

Publicidade

Curtos-circuitos, sobrecargas de energia e equipamentos elétricos com defeito são as principais causas de incêndios elétricos em residências. De acordo com as indicações do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), para diminuir esse risco é essencial investir em manutenção periódica da instalação elétrica, ter uma infraestrutura dentro dos padrões de segurança e distribuir adequadamente a carga elétrica.

Investir na prevenção é a melhor estratégia para proteger lares e famílias contra incêndios elétricos. Ao seguir essas diretrizes e adotar medidas proativas, é possível construir um ambiente residencial seguro e minimizar os riscos associados a falhas elétricas.

Dicas práticas

– Evite o uso excessivo de extensões elétricas. Essas extensões são projetadas para situações temporárias e não devem suportar carga elétrica contínua de vários aparelhos.
– Desligue aparelhos não utilizados. A prática de desligar aparelhos elétricos quando não estão em uso reduz o risco de sobrecarga e superaquecimento.
– Mantenha objetos metálicos longe dos fios elétricos. Pregos, chaves ou moedas podem causar curtos-circuitos prejudiciais ao entrar em contato com os fios elétricos.
– Evite o uso de aparelhos elétricos em locais úmidos. Ambientes úmidos aumentam o potencial de curtos-circuitos, tornando essencial evitar o uso de dispositivos elétricos nesses locais.

Fonte: Ascom CBMCE

Publicidade

Leia também