Ceará: SAP promove exposição de artesanato feito por internos na Semana do Meio Ambiente

Foto: Reprodução/Gov. do Ceará

Publicidade

No mês de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data foi criada com o objetivo de complementar a celebração ao Dia do Meio Ambiente instituído pela ONU. A iniciativa visa incluir a sociedade na discussão de pautas que tratem da preservação do patrimônio natural do Brasil.

Em alusão ao tema, a Secretaria da Administração Penitenciária, através da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso, promoveu a exposição do artesanato produzido pelas mãos habilidosas dos internos do sistema prisional do Ceará na 15ª Semana do Meio Ambiente na Universidade de Fortaleza.

O público conferiu mais de 400 opções de peças produzidas com retalhos doados pelas empresas de confecções dos artesãos do Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa (IPF), Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II) e da Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes. Peças como almofadas bordadas e de fuxico, jogos americanos de vagonite, produtos em ponto cruz, bolsas de macramê e de crochê, mochilas, camas para pets, casacos, tapetes, estavam disponíveis à venda no estande.

As habilidades artesanais dos internos são incentivadas através do projeto “Arte em Cadeia” como forma de ocupação, remição de pena, capacitação profissional e geração de renda.

Além disso, também foram expostas cadeiras de rodas, triciclos, muletas e bengalas do projeto “Vida que Segue”, produzidas a partir das bicicletas apreendidas pela Polícia Civil/SSPDS.

Na ocasião, o secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, esteve presente na exposição e foi recebido pelo Vice-Reitor de Extensão e Comunidade Universitária, Randal Martins Pompeu. Em breve apresentação, o titular da Pasta conversou sobre o avanço dos projetos na ressocialização dos internos do sistema prisional. Em seguida, o Vice-Reitor de Extensão da Universidade de Fortaleza apresentou o Espaço Cultural Unifor, onde são exibidas exposições artísticas, históricas e culturais do país.

O secretário da administração penitenciária, Mauro Albuquerque, comenta sobre a exposição. “Gostaria de agradecer a Unifor pela oportunidade de mostrar o trabalho desenvolvido dentro das unidades prisionais através do artesanato. A exposição e comercialização das peças gera renda, trabalho, capacitação profissional e principalmente entendimento da importância de fortalecer ainda mais a política de ressocialização dessas pessoas”, afirma.

O Vice-Reitor de Extensão e Comunidade Universitária, Randal Martins, parabeniza o projeto “Arte em Cadeia”. “É um prazer imenso estar trazendo esse projeto para a Universidade de Fortaleza. A Unifor sempre foi envolvida com responsabilidade social e acreditamos que a ressocialização de uma pessoa privada de liberdade é um trabalho muito importante para seu retorno à sociedade. Dar oportunidade de expor esse trabalho no seio universitário é uma chance dos nossos alunos conhecerem mais sobre essa ação. Gostaria de parabenizar o projeto e nos orgulha muito como cearenses saber que esse tipo de trabalho está sendo realizado”, conclui.

Feira Sustentável da Assembleia Legislativa

O projeto “Arte em Cadeia” também participou da Feira Sustentável da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, cujo tema é “Uma só Terra – preservar para permanecer”. A atividade teve o objetivo de proporcionar um espaço que agrega diferentes iniciativas em prol da sustentabilidade, com a participação de artesãos, artistas, produtos e negócios originalmente cearenses.

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

3073C881-B9D1-475B-8DB1-34F55FB87061
25AFD2D6-B201-4EB9-AB79-497BD30A6E8B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas