Uece volta realizar vestibular sem obrigatoriedade do uso de máscara

Foto: Fabio Lima/O POVO

Publicidade

A segunda fase do vestibular 2022.2 da Universidade Estadual do Ceará (Uece) se encerrou nesta segunda-feira, 23. Nesta etapa, a aplicação das provas ocorreu em dois dias, hoje e nesse domingo, 22 Desde o início da pandemia do novo coronavírus, esta edição foi a primeira em que não foi exigido o uso de máscaras dos candidatos.

A prova foi aplicada no próprio campus da universidade, localizado no bairro Itaperi, e em outras localidades fora da Capital: Iguatu, Itapipoca, Quixadá, Limoeiro do Norte e Crateús.

Na primeira fase, houve aplicação de prova de Conhecimentos Gerais, contemplando Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática e Linguagens. Nesta segunda-feira, 23, foi aplicada a Redação e três provas específicas, de acordo com o curso escolhido.

De acordo com Fábio Perdigão, coordenador da Comissão Executiva do Vestibular (CEV) da Uece, no domingo, primeiro dia de aplicação da prova da segunda fase, houve uma média de 7% nas abstenções entre Capital e Interior. Entre 2020 e 2021, ele disse que a média de abstenção nos vestibulares foi de aproximadamente 15%.

“Em Fortaleza são menos de 7%, enquanto no Interior foi um pouco mais de  7% de abstenção, ou seja, uma frequência muito boa, as pessoas vieram fazer as provas. Isso mostra para nós que as pessoas estão interessadas na Universidade Estadual do Ceará, temos uma grande universidade que oferece cursos extraordinários, e a procura neste dia de prova é um indicativo que nós estamos no caminho certo”, disse Fábio.

Protocolos de biossegurança contra Covid-19

“A gente obedece rigorosamente aos protocolos do Governo do Estado, os decretos estaduais que especificam as medidas a serem seguidas pela população em ambientes coletivos. Agora, por exemplo, já não é mais obrigatório o uso de máscara pelo candidato, no entanto, recomendamos que ele venha de máscara. É uma recomendação. O estudante obedece se quiser. Mas muitos estão usando”, disse Fábio Perdigão.

Apesar de não ser necessário o uso de máscara pelos candidatos, todos os funcionários ou pessoas contratadas para a aplicação da prova, por solicitação da organização, estavam utilizando o material.

Fábio diz que não houve resistência de ninguém, todos os colaboradores utilizaram sem problemas. “É nossa a posição, pedimos que fiscais e coordenadores usassem máscaras, para proteger o nosso funcionário. O Itaperi recebe nestes dias cerca de 3.500 pessoas, o intuito é não expor o nosso colaborador ao risco de contaminação. Mesmo sabendo que a pandemia tem números cada vez melhores, é uma medida que protege o nosso próprio pessoal.”

Fonte: O POVO

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

1B43CDFE-AB4F-4807-8EA1-D2DF9298EEB3
25AFD2D6-B201-4EB9-AB79-497BD30A6E8B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas