Brasileiro de 100 anos bate recorde mundial por estar há mais tempo na mesma empresa

Foto: Divulgação

Publicidade

Ainda não havia eclodido a Segunda Guerra Mundial e Walter Orthmann já trabalhava na RenauxView, uma pequena empresa de tecidos de Brusque, em Santa Catarina.

Em 1938, cinco anos antes de a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) ser aprovada, começou como auxiliar de expedição, aos 15 anos. Depois, foi promovido a office-boy, assistente administrativo e gerente de vendas, função que exerce até hoje. Ao longo dos seus 84 anos de trabalho viu muita coisa mudar na empresa, no país e no mundo.

Em todos esses anos, manteve-se atualizado. Ele diz que se adapta bem às novas tecnologias. “Hoje em dia tudo é mais rápido. Antigamente, precisava de muito tempo para resolver as coisas. Agora, em dois minutos tudo se resolve”, afirma. “Precisa manter a cabeça boa, a mente em dia. E é assim que eu consigo, trabalhando”, completa.

Nascido na tumultuada década de 1920, seu Walter, como é conhecido na região, já tinha quase 30 anos quando Assis Chateaubriand trouxe uma novidade para o Brasil, a televisão.

E tinha 48 anos quando viu, em cores, Pelé trazer o tricampeonato Mundial para o Brasil.

Na mesma empresa, recebeu seu salário em nove moedas, viu 23 presidentes e observou tudo se transformar.

Em 2006, ficou preocupado com a mudança na diretoria da empresa. Com 68 anos de casa, achou que poderia ser dispensado, afinal, “não iriam querer uma pessoa velha na equipe”.

Mas o novo presidente, Armando Hess Souza, decidiu renovar seu contrato por mais 15 anos. “Em 2021, venceram os 15 anos e, para nossa alegria, seu Walter continua sendo um profissional de destaque”, disse Souza.

A valorização do mais longevo funcionário do mundo é fruto de orgulho para a empresa. Em 19 de abril, quando Walter fará 100 anos de idade, vai promover uma festa para mais de 700 convidados, com direito a bolo, food trucks, chope e música.

Orthmann credita ao trabalho o fato de ainda estar vivo, e motivado, para levantar da cama todos os dias. “Se você não tem um motivo, você vai ficar dormindo. Infelizmente, todos os meus amigos que se aposentaram e pararam de trabalhar já morreram. É o trabalho que nos mantém vivos”, afirma.

Casou-se pela primeira vez em 1946, com Alice Koschnik, que faleceu em 1977. Três anos depois, casou-se com Lucia Helena Valle, com quem mora até hoje.

Ao longo dos seus 100 anos de vida, e 84 de RenauxView, recebeu diversas homenagens das mais variadas entidades. Do Corpo de Bombeiros Militar de Brusque ao Tribunal Superior de Trabalho, todos reconhecem o feito extraordinário de seu Walter.

O mais impactante, porém, é o certificado do Guinness World Records, o livro dos recordes. Primeiro em 2008, depois em 2018 e agora em 2022, é a pessoa no mundo que trabalha há mais tempo em uma mesma empresa.

De acordo com o Guiness, a mais longa carreira na história foi de Susan OHagan, em Lisburn, na Irlanda do Norte. Ela trabalhou com serviços domésticos por 97 anos, dos 10 aos 107, de 1812 a 1909, quando morreu.

Fonte: R7

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

3073C881-B9D1-475B-8DB1-34F55FB87061
25AFD2D6-B201-4EB9-AB79-497BD30A6E8B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas