MPE pede desaprovação das contas de campanha de Arthur de Zé Adega

Publicidade

O Ministério Público Eleitoral (MPE) concedeu parecer favorável a desaprovação das contas de campanha do candidato derrotado a Prefeito do Crato, em 2020, Arthur de Zé Adega (PSL). No parecer, o promotor de Justiça Rangel Bento Araruna considera a existência de caixa dois, prática configurada como crime eleitoral.

Segundo o MPE, o relatório de diligências apontou irregularidades na prestação de contas e o candidato, mesmo depois de notificado, não conseguiu reunir esclarecimentos e documentos suficientes ao saneamento.

No relatório final, o Analista de Contas do Cartório Eleitoral informa a persistência de irregularidades, como o descumprimento quanto à entrega dos relatórios financeiros de campanha, bem como doações não registradas pelos doadores em suas prestações de contas, “revelando indícios de recebimento de recursos de origem não identificada”.

Para o MPE, as irregularidades ‘representarem vícios graves e insanáveis’ e “violam a transparência e a lisura da prestação de contas e dificultam o efetivo controle, por parte da Justiça Eleitoral, sobre a licitude da movimentação dos recursos de campanha, além de denotar possíveis desvios na administração financeira da campanha e a prática do famigerado caixa 2”.

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

1B43CDFE-AB4F-4807-8EA1-D2DF9298EEB3
25AFD2D6-B201-4EB9-AB79-497BD30A6E8B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas