Grendene vai construir fábrica de R$30 mi no Crato (CE)

A Grendene vai construir uma nova fábrica de R$ 30 milhões no Crato (CE), conforme fato relevante encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a implantação está prevista para no ano de 2022, com área de 10.800m2.

Também disse que vai gerar mil novos empregos, e o objetivo desta nova planta é ampliar a capacidade de produção de calçados e componentes de EVA em 500 mil pares mensais.

Grendene

Ainda de acordo com o documento, haverá prorrogação dos incentivos fiscais do ICMS no Ceará.

Um mês atrás a companhia obteve lucro líquido de R$ 39 milhões no segundo trimestre de 2021, uma alta superior a 1.000%.

A receita líquida avançou 539%, para R$ 358 milhões, e o Ebitda, que mede o resultado operacional, reverteu o prejuízo de R$ 63 milhões do ano passado e fechou em R$ 21,8 milhões.

No mercado doméstico, as vendas brutas registraram R$ 333,8 milhões, e o volume de pares embarcados foi de 18,4 milhões.

Já no mercado internacional, as vendas da companhia aumentaram 6,4% em receita, enquanto o volume de pares embarcados recuou 5,4% no segundo trimestre de 2021, em comparação com o trimestre correspondente de 2019.

A companhia está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker GRND3.

Fonte: R7

Mecânico é flagrado dirigindo ambulância em alta velocidade no Crato

O homem trabalhava consertando os veículos do Samu, mas foi flagrado pela população fazendo zigue-zague enquanto pilotava com a ambulância.

Um mecânico foi preso nesta sexta-feira (24) após ser flagrado dirigindo em alta velocidadeuma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Crato, município da região do Cariri, no Ceará.

Moradores da localidade de Sítio Alagoinhas acionaram a Polícia Militar do Ceará (PMCE), via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), após presenciarem o mecânico utilizando o veículo de maneira imprudente e, inclusive, fazendo zigue-zague próximo à CE-292.

Policiais militares foram ao local da ocorrência e encontraram o homem com sinais de embriaguez. Conforme os agentes, não é a primeira vez que o mecânico se envolve em situações desse tipo.

O Samu confirmou que a ambulância estava com o mecânico, que trabalhava consertando os veículos. O homem foi preso e encaminhado para a Penitenciária Industrial e Regional do Cariri, no município de Juazeiro do Norte.

Fonte: G1/Ceará 

Inscrições do Enem para isentos ausentes em 2020 terminam domingo

As inscrições podem ser feitas na Página do Participante

Terminam no domingo (26) as inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 para os estudantes de baixa renda que tiveram isenção de taxa na edição do exame em 2020 e não compareceram às provas. As inscrições podem ser feitas na Página do Participante, sem que seja necessário justificar a ausência no Enem 2020 ou pagar a taxa de inscrição.

Os candidatos também poderão solicitar atendimento especializado, até 26 de setembro, e tratamento pelo nome social, até 27 de setembro.

Para os isentos ausentes no Enem 2020, as inscrições do Enem 2021 são exclusivamente para o modelo impresso. As provas serão aplicadas em 9 e 16 de janeiro de 2022, mesma data da realização do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

A aplicação das provas nos dias 21 e 28 de novembro de 2021 está mantida para todos os participantes que já tiveram a inscrição confirmada no exame, conforme previsto no edital regular. Ao todo, 3.109.762 pessoas foram confirmadas para o Enem 2021, nas duas versões do exame, impressa e digital. Esse foi o menor número de inscrições desde 2005.

Decisão do STF

No dia 14 de setembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reabriu o prazo de inscrição para os isentos ausentes no Enem 2020 em cumprimento a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O valor da taxa de inscrição no Enem é de R$ 85 e, pelas regras do primeiro edital, quem teve direito à isenção no Enem 2020, mas faltou à prova, só poderia obter nova gratuidade no Enem 2021 se conseguisse justificar a ausência. As justificativas precisavam ser comprovadas documentalmente, bem como se encaixar nas hipóteses previstas, que incluíam situações como acidentes de trânsito, morte de familiar, emergências médicas e assaltos, entre outras.

Entretanto, o STF entendeu que, em razão da pandemia da covid-19, as provas do ano passado foram aplicadas em um contexto de anormalidade, e a exigência de comprovação documental para os ausentes viola diversos preceitos fundamentais, entre eles o do acesso à educação e o de erradicação da pobreza. Além disso, a obrigação imposta pelo edital penaliza os estudantes que fizeram a “difícil escolha” de faltar às provas para atender às recomendações das autoridades sanitárias de evitar aglomerações.

Quem estivesse com covid-19 ou tivesse contato com alguém infectado também poderia apresentar essa justificativa. Mas o candidato que faltou somente pelo medo de contaminação, por exemplo, ou que não pudesse comprovar com documentos nenhuma outra razão para a falta, não estaria coberto pela gratuidade na edição do exame deste ano.

Direito a isenção

O novo prazo para inscrição com isenção da taxa vale para aqueles que comprovarem ter direito à gratuidade, mas sem que precise justificar falta na edição anterior do exame.

Pessoas que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que foram bolsistas integrais durante toda a etapa em escolas particulares têm direito à gratuidade na inscrição do exame. Estudantes que estão cursando a última série do ensino médio na rede pública, no ano de 2021, também podem pedir a isenção.

O mesmo vale para quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Nesse caso, é preciso comprovar a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Covid: 74% dos municípios não registraram óbitos nesta semana

Pesquisa da Confederação Nacional de Municípios também mostrou que 63% das localidades estão vacinando adolescentes

De acordo com a pesquisa realizada pela CNM (Confederação Nacional de Municípios), publicada nesta sexta-feira (24), 74% dos municípios brasileiros não registraram óbitos por covid-19 entre 20 e 23 de setembro, o equivalente a 1.830 localidades das 2.461 que fizeram parte do levantamento. Deste total, apenas 5% registraram aumento das mortes.

Quanto aos novos casos confirmados, 25% dos municípios não registraram novas infecções, 30% tiveram estabilidade, 24% queda e 17% aumento.

Além disso, a pesquisa mostrou que cerca de 63% dos municípios brasileiros já estão vacinando adolescentes sem comorbidades contra a covid-19, outros 37% estão imunizando pessoas entre 18 e 24 anos e apenas 1% está vacinando acima dessa faixa etária.

Segundo o CNM, 75% dos estados mantiveram a vacinação em adolescentes, contrariando a nota técnica emitida pelo Ministério da Saúde em 16 de setembro, que orientava a não inclusão desse grupo na campanha de vacinação. A pasta voltou a recomendar a vacinação do grupo na última quinta-feira (23).

Sobre a aplicação da dose de reforço em idosos, 60% das cidades já deram início à recomendação e, entre os que ainda não iniciaram, 84% dos gestores afirmaram que estão organizando a aplicação da dose extra

De acordo com a pesquisa, cerca de 78% dos municípios já deram início ao retorno das aulas presenciais, sendo que em 23% ao menos uma turma foi suspensa em função de casos de covid-19.

Falta de imunizantes

Cerca de 21% dos municípios ficaram sem vacina disponível nesta semana, sendo que 45% relataram falta de imunizantes para a primeira dose e 70% para completar o esquema vacinal da população; a segunda dose da AstraZeneca esteve em falta em 96% dessas localidades.

Variante Delta

A variante Delta foi encontrada em 13% dos municípios que participaram da pesquisa. A fim de evitar a transmissão de novas cepas, 43% dos municípios ainda adotam medidas restritivas, e 10% exigem comprovante de vacinação para frequentar espaços coletivos.

fonte: R7

Comissão aprova emenda de Capitão Wagner que dá status de polícia a guardas municipais

A Comissão Especial da Reforma Administrativa (PEC 32/20) aprovou, nesta quinta-feira, 23, por meio de destaque apresentado pelo Bloco PSC, Pros e PTB, uma emenda de autoria do deputado federal Capitão Wagner (CE), que altera a estrutura da segurança pública no país e concede “natureza policial” às guardas municipais.

O trecho foi incluído durante a votação dos destaques. Foi aprovado por 25 votos a 17. A aprovação da emenda na comissão especial não garante que o texto entrará em vigor. Concluído o trâmite no colegiado, será necessária análise no plenário da Câmara e do Senado Federal.

“Esclareço que esta emenda não inclui as guardas municipais no art. 44 da Constituição Federal, uma vez que elas já estão nesse artigo. O nosso objetivo com a emenda é dar a essa guarda municipal a condição de órgão policial. Essa é a condição estabelecida na emenda”, afirma Wagner. O destaque foi aprovado e o texto apresentado pelo relator será alterado.

Wagner é um dos principais deputados da Frente Parlamentar da Segurança Pública, também conhecida como Bancada da Bala. O grupo também conta com outros 203 deputados, inclusive de partidas de esquerda. Caso aprovado, a texto cria recursos para guardas municipais reivindiquem benefícios concedidos a policiais.

Segundo o deputado Jones Moura (PSD-RJ), o destaque não cria despesa e melhora as condições da atividade trabalhista da categoria. “O guarda municipal vive há 30 anos em uma insegurança jurídica, por não ter sua atividade de segurança pública clara e transparente no lugar de prender bandidos e estabelecer a paz social. É uma polícia que não é militarizada, uma polícia cidadã e comunitária”, declarou.

Ele afirma que a medida trará um impacto importante para as previdências próprias dos municípios. “Os municípios têm previdências próprias. A consequência imediata é que a aposentadoria dos guardas municipais vai ser igual à dos demais policiais”, disse.

A emenda faz parte da PEC da reforma administrativa que tramita no Congresso Nacional. A proposta ainda enfrenta um longo caminho, pois precisa de pelo menos 3/5 dos votos em 2 turnos nos plenários de cada uma das Casas.

Fonte: O POVO

 

Com forte ventania e chuva de granizo na tarde de ontem, casas são destelhadas em Milagres

O município de Milagres, registrou uma chuva de granizo no fim da tarde desta quinta-feira (23). O fenômeno veio acompanhado de uma forte rajada de ventos.

Segundo informações de moradores das localidades dos Sítios Carnaúba e Taboquinha, zona rural da cidade, algumas casas foram atingidas e árvores foram derrubadas. Uma das árvores atingiu um carro. Não houve registro de feridos.

As chuvas em Milagres e no restante da região do Cariri estavam previstas segundo a análise feita na quinta-feira pela tarde (23), pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Segundo o órgão, foi observado pela as imagens de radar precipitação nas macrorregiões do Cariri e no extremo-sul do Sertão Central e Inhamuns.

Topo de nuvens bem frios

Sobre o granizo, imagens de satélite da noite de quinta-feira indicam a formação de nuvens bem desenvolvidas verticalmente e topos bem frios (cerca de -60°C) sobre a macrorregião do Cariri, o que tornou o cenário favorável às chuvas, conforme havia sido indicado pela Funceme. O granizo costuma formar-se no interior de nuvens como aquelas observadas sobre o sul do Ceará.

Primeiramente, as gotículas de água na nuvem formam cristais de gelo, quando estes se tornam suficientemente grandes, começam a precipitar em direção à base da nuvem. Fortes correntes ascendentes de ar dentro da nuvem elevam esse granizo para partes mais altas, até que ele volte a cair. Nessa queda, gotículas super-resfriadas se juntam ao material, aumentando o seu volume e massa. Quando o seu peso é suficiente para nada mais deter a sua queda, ocorre a chuva de granizo.

A Funceme reforça que a formação do granizo não está obrigatoriamente ligada à presença de chuvas intensas. Em regiões mais altas, a distância entre as nuvens e a superfície do solo é menor, tornando possível a percepção do fenômeno natural.

Fonte: G1 CE

 

Em Barro, obra de rodovia vai favorecer ligação entre a BR-116 e a divisa com a Paraíba

Uma obra combinando restauração e pavimentação numa extensão total de 15 quilômetros da CE-380 irá favorecer o intercâmbio socioeconômico entre o Ceará e a Paraíba: é o trecho entre a BR-116 em Barro, o distrito de Cuncas e a divisa entre os dois estados.

O segmento está com 40% dos serviços executados. Os trabalhos, que têm a supervisão da Superintendência de Obras Públicas (SOP), contam com investimento no valor de R$ 14,3 milhões.

“Essa obra torna-se relevante na medida em que incentiva o intercâmbio socioeconômico entre o Ceará e a Paraíba. São múltiplas etapas de trabalho, já que da BR-116 até Cuncas, a CE-380 está sendo restaurada, e desse distrito até a divisa ocorre a implantação completa da estrada”, explica o gerente de Obras Rodoviárias da SOP, Quirino Ponte.

Atualmente, estão em andamento os serviços de terraplanagem, regularização do subleito, sub-base, bueiros e cercas. Depois de concluída, a rodovia vai deixar mais rápido e seguro o deslocamento dos moradores da região e a entrega de cargas, facilitando o fluxo de mercadorias entre os distritos vizinhos e o estado da Paraíba.

Fonte: Governo do Estado do Ceará