Juazeiro do Norte inicia vacinação para população geral de 41 a 44 anos nesta sexta, 25

Está aberto no site Saúde Digital o agendamento para vacinação contra a Covid-19 da população geral com idade de 41 a 44 anos, em Juazeiro do Norte. Foram disponibilizadas 5.840 vagas, para vacinação nos dias 25, 26, 28 e 29 de junho.

Também foi aberta nesta quinta-feira, 24, agenda com 1.450 vagas para pessoas de 45 a 59 anos que ainda faltam se vacinar. A aplicação da 1ª dose para este grupo será nesta sexta, 25, em 15 locais.

Além do agendamento obrigatório, é necessário apresentar RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência no dia da vacinação.

As pessoas que forem se vacinar podem contribuir ainda com a campanha “Vacinação Solidária”, que arrecada alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Ceará recebe novo lote com 93.600 doses da vacina Pfizer contra a Covid-19

 

O estado do Ceará recebeu, no fim da tarde desta quinta-feira (24), um novo lote da vacina Pfizer/Biontech, contra a Covid-19, com 93.600 doses. Além do novo lote da Pfizer, o estado recebeu ainda nesta quinta 116.200 doses da CoronaVac, e o primeiro carregamento da Janssen, com 61.100 doses. Os imunizantes foram enviados pelo Ministério da Saúde por Aeroporto de Fortaleza.

Só nesta quinta, o Ceará recebeu mais de 270.900 doses para seguir o Plano Nacional de Imunizações (PNI).

Em postagem nas redes sociais, o governador Camilo Santana anunciou a chegada dos novos lotes. “Recebemos há pouco mais 270.900 doses de vacinas contra Covid-19. Os lotes já estão em nossa Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadim), da Secretaria da Saúde, para posterior distribuição no Ceará”, disse o governador.

Fonte: G1/Ceará 

Esperança: Nova Olinda zera ocupação de leitos de enfermaria na ala Covid

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

O município de Nova Olinda-CE, zerou a ala de pacientes Covid do hospital da cidade. A informação foi confirmada pelo prefeito, Dr. Ítalo Brito através das redes sociais. Na publicação o gestor comemorou a notícia, onde relatou que a ala referenciada para o tratamento de pacientes diagnosticados com coronavírus são internados, estava sem pacientes.

”Boa tarde, passando aqui para dizer uma boa notícia para vocês, pela primeira vez nos últimos dois meses, nós estamos na ala Covid de nosso hospital sem nenhum paciente, então vale a pena essa informação para todos vocês”, disse o prefeito em um vídeo gravado em suas redes sociais.

O município de Nova Olinda foi um dos primeiros da Região do Cariri a adotar medidas preventivas, ainda no início da pandemia, no combate à Covid. Ainda em 2020 o gestor tomou medidas de precaução para com a população e economia local.

Concurso do Banco do Brasil tem vagas para o Ceará; confira o edital

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37; candidato deve ter nível médio de escolaridade.

O Banco do Brasil abriu concurso para o total de 4.480 vagas, sendo 2.240 imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva, para todos os estados e o Distrito Federal. No Ceará, são 37 vagas para contratação imediata e 28 para o cadastro de reserva.

A seleção é para o cargo de escriturário, com os nomes de relacionamento de agente comercial e agente de tecnologia. A divisão das vagas é a seguinte:

  • 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios;
  • 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 para cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

 

Fonte: G1/Ceará 

Orgulho de dentro pra fora: a família como aliada nas lutas LGBT+

Quando você pensa em família, qual imagem se forma em sua mente? Quais lembranças são despertadas? Não precisa ter uma única cara, um formato singular, um determinado número de integrantes. Família vai além da fotogenia. Família é aconchego e liberdade para simplesmente ser quem é. Para se ter orgulho de si. Para pessoas LGBT+ no entanto, este espaço pode ser uma grande interrogação. No próximo dia 28 de junho, celebramos o Dia Internacional do Orgulho LGBT+ e, em uma sociedade que ainda se molda pela heteronormatividade e tende a considerar apenas um modelo de família, manter a linha de diálogo aberta dentro de casa é um passo que vai além das relações com parentes LGBT+, é pensar sobre a sociedade diversa e igualitária que precisamos construir.

O ano é 2021, mas ainda há muita estrada por colorir e percorrer, tais quais as faixas de pedestres das ruas de Fortaleza e de Sobral. Nesses tempos e estradas, desfilar o orgulho de ser mãe de pessoas LGBT+ é mais do que ato de amor, é resistência. É dizer ao mundo que essus filhes merecem respeito, merecem celebrar o orgulho por serem quem são. E é pelo olhar dessas mães e famílias, que acolhem e referendam a luta LGBT+, que a série Orgulho Delas passeia. Desde a gestação da luta até o nascimento da maternidade-militância, vamos contar histórias de mulheres que juntas se fortalecem, se organizam e nos ensinam que não há manual para lidar com as questões que as lutas da comunidade LGBT+ trazem, há a escolha por construir caminhos através do afeto.

Em quatro matérias, você conhece a história da Associação Mães pela Diversidade, aqui no Ceará. E conhece a história de mães que superaram seus próprios preconceitos e iniciaram uma trajetória de luta pelo respeito e amor para seus filhes. “O amor, o acolhimento e o conhecimento é o que temos para levar a todes. É o que damos a nosses filhes e estendemos a filhes de outras famílias LGBT+”, defende Gioconda Aguiar, coordenadora estadual da Associação Mães pela Diversidade.

No Ceará há quatro anos, o grupo conta hoje com 70 mães que lutam pelos direitos de seus filhos, filhas e filhes. Criada em 2014 na cidade de São Paulo, a organização está presente em 23 estados brasileiros, reunindo cerca de 2.000 mães que seguem avisando que já é tempo de se tirar o preconceito do caminho, pois elas estão passando com o mais puro amor. Gioconda é mãe de Allexandra, uma mulher trans, e descobriu o coletivo Mães pela Diversidade ainda engatinhando na busca por orientação para compreender o novo contexto de suas relações familiares. “O fato de seu filhe ser quem é não deve ser motivo para afastar vocês. Respeite e, acima de tudo, ame pois só o amor supera todo o processo que envolve o reconhecimento da sexualidade e da identidade de gênero. O maior orgulho que podemos ter está na luta pela garantia de respeito a nossos filhes. Orgulho que vai além deste mês, que é sentimento diário. Nossa resistência é por suas vidas, pelo direito de amarem e serem amades”, reforça.

“A maternidade por si só já é uma catarse, um aprendizado diário, uma revolução na vida da mulher. Ser mãe de pessoas LGBT+, em um país que, infelizmente, ainda apresenta índices aterradores de violência contra esta população, é uma luta que não arrefece. E nós estamos juntes nesta luta. Estamos juntes no enfrentamento diário à LGBTfobia, no diálogo com a sociedade para buscar alternativas para a proteção desta população e na construção de políticas públicas que garantam sua cidadania”, destaca a titular da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos do Ceará (SPS), Socorro França.

Segundo Lia Gomes, secretária-executiva de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, a celebração pelo Dia Internacional do Orgulho LGBT+ é, sobretudo, momento de reafirmar direitos. “É inadmissível naturalizarmos o fato de que o Brasil é o país que mais mata a população LGBT+ no mundo, que precisemos lidar diariamente com o medo de ter nossos filhes mortes. Então é preciso reafirmar sempre: LGBTfobia é crime. Cada letra desta sigla simboliza milhares de vidas para as quais precisamos construir um caminho para a superação das violências, no qual as existências sejam plenamente respeitadas”, afirma.

Para o coordenador especial de Políticas Públicas para LGBT da SPS, Narciso Júnior, é dever de todes colaborar com a mobilização de setores da sociedade não só para um enfrentamento conjunto da LGBTfobia, mas para o acolhimento desta população, tendo as famílias como aliadas. “É preciso trabalhar o reconhecimento e o fortalecimento das famílias LGBT+ e o papel dessas famílias como pilares importantes de apoio na transição de pessoas trans, no respeito às sexualidades, sempre fortalecendo o laço afetivo. Este é nosso maior desafio”, afirma.

A psicóloga Mayara Viana explica que a relação familiar e o diálogo são aspectos fundamentais para o desenvolvimento das pessoas LGBT+. Em um país onde jovens com histórico de rejeição pelas famílias possuem 8,4 vezes mais chances de tentarem suicídio, de acordo com dados apontados ainda em 2018 pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade que há 41 anos defende os direitos da comunidade LGBT+ no Brasil, cuidar da saúde mental de uma população que também sofre sistematicamente com a violência física está para além do necessário. “O fortalecimento dos laços familiares é muito importante no sentido de afirmação do orgulho e para a própria tranquilidade dessa pessoa ser quem realmente é. Ter o amparo e o apoio familiares, contar com a rede de apoio de amigos, de colegas de trabalho e de pessoas da comunidade LGBT+, são também o melhor suporte contra os episódios de LGBTfobia e de ódio contra a nossa população”, reforça Mayara.

Implementada Casa de Cuidados do Ceará para reabilitação humanizada de pacientes pós-Covid

Com 130 leitos e equipe multidisciplinar, a Casa recebe primeiros pacientes nesta quinta-feira (24)

Com o propósito de oferecer reabilitação humanizada e multidisciplinar aos cearenses em recuperação após alta hospitalar, a Casa da Cuidados do Ceará foi implementada, em Fortaleza, pelo governador Camilo Santana durante solenidade realizada, na manhã desta sexta-feira (24), com a presença da vice-governadora Izolda Cela, do Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto), e do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão.

“Inicialmente, vamos começar com pacientes de Covid-19, que ficaram com sequelas e ainda precisam de cuidados. É desospitalização, uma transição entre o hospital e a casa. Isso gera novas vagas para pacientes mais graves que precisam do hospital. Aqui vai ter uma equipe multidisciplinar com médico, enfermeiro, fisioterapeuta, psicólogo e assistente social. Equipe que vai dar oportunidade, também, para que os familiares possam estar presentes, porque eles têm um efeito muito forte na recuperação do paciente”, garantiu o governador Camilo Santana.

O equipamento está estruturado no Hotel Recanto Wirapuru, localizado dentro do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), em Fortaleza. O Hotel foi selecionado para receber a Casa por meio de chamamento público lançado pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). “Esse espaço foi escolhido por representar um ambiente agradável e acolhedor que tem a infraestrutura necessária para esse projeto. Todo o Hotel, com restaurante e todos os serviços, estão incluídos nesse processo. Isso é uma experiência inédita, e servirá como modelo até para que possa replicar essa experiência em outras regiões do Ceará. É o olhar da Saúde para as pessoas que mais precisam. Olhar do acolhimento”, afirmou o gestor.

A Casa de Cuidados tem 130 leitos e mais 70 acomodações para que o paciente tenha a companhia de um familiar na fase de reabilitação pós-Covid. O espaço também conta com área verde que possibilita ar fresco, tranquilidade e acessibilidade. Conforto e atendimento especializado para quem precisa de cuidados. “A gente sabe que uma doença grave modifica a vida das pessoas e das famílias. Essa Casa tem um foco multidisciplinar, que o médico não é o centro do tratamento. O centro do tratamento é o paciente”, destacou o titular da Sesa, Dr. Cabeto, afirmando que a Casa também será um centro de formação para cuidadores.

A iniciativa também vai viabilizar a desospitalização de pacientes em cuidados prolongados para reabilitação e/ou adaptação a sequelas decorrentes de outros diagnósticos, como Acidente Vascular Cerebral (AVC), trauma e cuidados paliativos.

Ambiente Terapêutico Multidisciplinar

De acordo com Ursula Wille Campos, médica geriatra e diretora da Casa de Cuidados do Ceará, proporcionar uma reabilitação humanizada e multidisciplinar aos pacientes é uma prática bastante difundida em diversos países. Mas a gravidade das internações observadas na pandemia da Covid-19 aumentou a necessidade de oferecer mais vagas nos hospitais e outras estratégias para a reabilitação após alta hospitalar. “Na Suíça, Alemanha e Estados Unidos têm essas instituições que já são estabelecidas na rede de saúde, e são mais ou menos o modelo dessa nossa Casa de Cuidados, que faz os cuidados com equipe multidisciplinar para dar o apoio paciente”.

A diretora explica que os pacientes da Casa são aqueles que não precisam mais da estrutura e assistência hospitalar, mas que ainda dependem de cuidados especiais. “Ele precisa da equipe multidisciplinar para sair do hospital e ser adaptado. A ideia é que aqui seja um lugar de transição para dar apoio ao paciente, para reabilitação, para treinar famílias e cuidadores que, depois, levarão o paciente para casa”.

Para Juliana Bonfim, médica assistente da Casa de Cuidados, a presença do familiar aliada ao trabalho de uma equipe multidisciplinar é fundamental. “Os pacientes que têm familiares reabilitam mais rapidamente. São pacientes que conseguem evoluir nesse processo de reabilitação. Aqui na Casa vai ser um grande ganho ter os familiares conosco. Nós vamos ter um processo de educar e ensinar esses familiares a cuidarem do paciente”.

A Casa também vai receber pacientes que estão internados há muito tempo e não têm um lar para voltar. “Em alguns casos, a gente sabe que não vai ser tão fácil, porque o paciente mora no interior ou não tem família para cuidar. Nesses casos, eles vão ficar aqui até ficarem mais estáveis para serem transferidos para outro abrigo”, frisou Ursula.

Governo de Barbalha inicia distribuição de 1 mil cestas básicas para famílias vulneráveis

O Programa estadual Mais Nutrição iniciou no município de Barbalha com a distribuição de 1 mil cestas básicas para famílias em situação de  vulnerabilidade social. Na tarde desta terça-feira, 22, o prefeito  Guilherme Saraiva, junto à Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento  Social (STDS), realizaram as primeiras entregas.

Também estiveram presentes a técnica do programa Mais Infância, Teresa Cristina, o secretário da STDS, Sandoval Barreto, a secretária de  Administração, Catiane Landim, e representantes da Defesa Civil.

As cestas foram doadas pelo Governo do Estado durante inauguração da  primeira fábrica do Programa Mais Nutrição no interior do Ceará,  localizada em Barbalha, que irá garantir a segurança alimentar de milhares de famílias do Cariri. “Os problemas sociais estão mais severos devido a tudo que estamos enfrentando neste momento. O  programa Mais Nutrição vem para fazer a diferença na vida dessas  pessoas”, afirmou o prefeito Guilherme Saraiva.

Para dar início às atividades do Programa, a STDS montou um esquema  estratégico de entregas com o intuito de evitar aglomerações.  “Precisamos atender o mais rápido possível todas as famílias e de  forma segura. Quem tem fome, tem pressa. A nossa preocupação no momento é suprir as necessidades emergenciais e garantir a alimentação da população que realmente está necessitando de ajuda. Estamos dando o nosso melhor”, afirmou o secretário Sandoval Barreto.

Os impactos causados em decorrência da pandemia do coronavírus  afetaram a estabilidade financeira de diversas famílias, porém, as  mais carentes foram também as mais afetadas. Para a dona de casa,  Letícia Ribeiro, que se encontra atualmente desempregada, o recebimento da cesta básica é um alívio na renda familiar, que já está  bastante comprometida. “Essa cesta faz muita diferença no mês. Tenho  auxílio do Programa Mais Infância que me ajuda na compra de remédios  caros que minha filha precisa tomar e contar com esse apoio da gestão  é muito importante pra gente”, disse.

Prefeito de Assaré, Libório Leite recebe titulação da Aprece e se reúne com Fernando Santana em busca de investimentos

Nesta quarta-feira (22), o prefeito de Assaré, Libório Leite (PDT) recebeu, na sede da Associação de Municípios do Estado do Ceará (Aprece), a Carteira de Prefeito, referente ao mandato 2021/2024. A cerimônia simbólica foi conduzida pelo Diretor de Relações Institucionais da Aprece, Expedito Nascimento.

Poucas horas depois, Libório reuniu-se com o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Fernando Santana (PT). O encontro ocorreu no gabinete do parlamentar, ocasião em que os dois discutiram projetos e melhorias na infraestrutura urbana da cidade.

Principal articulador do prefeito junto ao Abolição, o deputado deve levar as demandas apresentadas pelo prefeito ao governador Camilo Santana, com quem Libório também possui trânsito aberto.

Vacina da Janssen: primeiro lote chega a Fortaleza

O avião que trouxe ao Ceará o primeiro lote de vacinas da Janssen contra Covid-19 pousou em Fortaleza na manhã desta quinta, por volta de XXh desta quinta-feira (24). O voo também transportou uma remessa com 116.200 doses da CoronaVac. Há previsão que novas doses da Pfizer/BioNTech cheguem ao estado ainda nesta quinta.

Confirmação do primeiro lote

 

O governador Camilo Santana confirmou, no começo da manhã desta quinta, que o primeiro lote de vacinas da Janssen chegaria ao estado na manhã desta quinta-feira.

“Recebemos a confirmação do horário de chegada ao Ceará das 270.900 doses de vacinas contra a Covid. O primeiro lote da Janssen, com 61.100 doses, e as 116.200 doses da CoronaVac chegam nesta quinta-feira, às 11h50”, publicou Camilo Santana.

Camilo também informou sobre um lote que deve chegar à tarde no Ceará. “Já as 93.600 doses da Pfizer vêm em voo previsto para pousar hoje às 15h40 no Aeroporto Internacional de Fortaleza. Só descansarei quando todos os cearenses estiverem vacinados”, complementou o governador.

Fonte: G1/Ceará 

Frustrando expectativa de apoiadores de Juazeiro do Norte, Bolsonaro desembarca em Mossoró (RN)

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Contrariando todas as previsões, o presidente Jair Bolsonaro não desembarcou nesta quinta-feira (24) no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. Ele fez voo direto de Brasília para Mossoró (RN), de onde seguiu para a cidade de Cajazeiras (PB), onde participa, nesta manhã, de evento organizado pelo Planalto.

Apesar de não ter sido confirmada oficialmente, a vinda de Bolsonaro a Juazeiro era aguardada por inúmeros apoiadores do presidente na região, que planejaram uma grande recepção ao presidente no saguão do aeroporto.

No último domingo, 24, um avião presidencial foi visto realizando reconhecimento de pista no terminal. A Assessoria do Planalto não informou se havia previsão de desembarque em Juazeiro.