Região do Cariri tem quatro hospitais com 100% dos leitos de UTI Covid ocupados

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Pelo menos quatro hospitais da região do Cariri encontram-se com 100% dos leitos de UTI ocupados. Segundo a Secretaria da Saúde do Ceará, a 32 pacientes na fila de espera por uma vaga de UTI na macroregião de saúde do Cariri. As informações estão disponíveis na plataforma Integrasus e foram atualizadas na manhã desta segunda-feira (05).

Confira a lista de hospitais e a quantidade de leitos e a suas respectivas quantidades de leitos ativos.

Hospital Regional do Cariri, 64 UTIs (100%)

Hospital São Francisco, 10 UTIs (100%)

Hospital Geral de Brejo Santo, 10 UTIs (100%)

Hospital São Vicente de Paulo, 10 UTIs (100%)

Ainda segundo a Secretaria da Saúde do Ceará a outros 20 pacientes à espera de leitos de enfermaria da Regional de Saúde do Cariri. A expectativa é que o novo hospital de campanha, que está sendo construído no estacionamento do Hospital Regional do Cariri, inicie a operação até o fim desta semana com 40 leitos clínicos.

Loteamento é embargado por extração ilegal de argila em Juazeiro do Norte

Em ação realizada no último fim de semana, a Autarquia Municipal de Meio Ambiente de Juazeiro do Norte (AMAJU) autuou loteamento que estava extraindo, de modo irregular, argila e areia.

O local autuado fica nas proximidades do Sítio Logradouro. Além de embargar as atividades do loteamento, a Autarquia apreendeu diversos maquinários. Entre eles, caçambas e patrol motoniveladora.

A autuação foi realizada em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp).

Zé Aílton acompanha investigação de festa clandestina e pede punição aos responsáveis

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

O prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, esteve na manhã desta segunda-feira, 05, na delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, onde acompanhou os procedimentos relacionados a investigação sobre a festa clandestina que ocorreu no último sábado às margens do Açude Umarí, zona rural do Crato.

Em entrevista reportagem do portal News Cariri, o gestor disse que acompanhará até o fim o andamento das investigações e que espera que os responsáveis pelo evento sejam punidos.

Afirmou ainda que as forças de segurança do município intensificarão fiscalizações em toda a cidade para coibir e prevenir a realização de eventos festivos, proibidos pelo decreto de isolamento social do governo do estado.

Yury do Paredão encabeça Campanha Juazeiro Solidário e distribui 500 cestas básicas

João Boaventura Neto

Todos os meses a campanha Juazeiro Solidário vai receber doações e fazer a distribuição de cestas básicas para as famílias mais carentes de Juazeiro do Norte

Durante o último final de semana, sábado (3) e domingo (4), a Campanha Juazeiro Solidário fez a distribuição de 500 cestas básicas para as famílias mais carentes de Juazeiro do Norte. A campanha é encabeçada pelo empresário Yury do Paredão e tem a finalidade de doar alimento todos os meses.

Mais de 5 toneladas foram distribuídas e o campanha continua. Para fazer a doação você pode entrar em contato com o Yury do Paredão no número (88) 8829-2312.

“A pandemia atingiu todos os países. Trouxe sofrimento, dor, tristeza. Perdas de vidas e de empregos. Não está sendo fácil. Temos um grande desafio, mas, de modo algum, podemos perder a esperança. E, acima de tudo, a fé de que um novo melhor momento virá”, disse Yury em vídeo publicado nas redes sociais.

Assista

Veja a lista dos locais cadastrados para receber as doações

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacina contra covid-19

Até o fim de agosto devem ser fornecidas mais 54 milhões de doses

O Instituto Butatan entregou hoje (5) mais um milhão de doses da vacina contra o coronavírus ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com o lote desta manhã, o instituto forneceu um total de 37,2 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, para serem distribuídas em todo o país.

Até o fim deste mês, o Butantan deve finalizar o primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde para fornecimento de 46 milhões de doses do imunizante. Até o fim de agosto devem ser fornecidas mais 54 milhões de doses ao PNI, totalizando 100 milhões de doses de CoronaVac.

Já foram aplicadas no estado de São Paulo 6,4 milhões de doses de vacina, sendo 1,6 milhão de segunda dose da imunização.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Profissionais da segurança pública do Ceará ajudam no processo de inclusão de pessoas com Transtorno do Espectro Autista

Para entrar no mundo daqueles que apresentam Transtorno do Espectro Autista (TEA) é preciso pedir licença. Com um diagnóstico neurológico comum, mas ainda pouco conhecido, as pessoas com TEA vencem desafios diariamente e mostram cada vez mais a importância da sociedade conhecer o que ainda é tido como diferente. Na última sexta-feira (2), foi celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. No Ceará, os profissionais que integram as forças de segurança pública vêm desempenhando um papel bastante importante dentro desse movimento: a inclusão social desse grupo utilizando terapias educacionais e ocupacionais.

O TEA é uma disfunção neurológica que acomete pessoas no mundo todo. As alterações do espectro autista impactam o desenvolvimento padrão das áreas de interação social, habilidades de comunicação e comportamental dessas pessoas. A data do dia 2 de abril foi intitulada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2007, com o intuito de ampliar a divulgação de informações e conscientizar as pessoas sobre esse tema. Mesmo com muitos objetivos alcançados, as pessoas com autismo ainda enfrentam muitas dificuldades para serem reconhecidos e terem seus direitos respeitados.

Buscando melhorias voltadas para esse público, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) iniciou, dentro do colégio da instituição, em 2020, o Atendimento Educacional Especializado (AEE). O serviço é realizado em parceria com a Secretaria da Educação (Seduc). Com isso, a genialidade que poucos conseguem decifrar ganhou mais espaço dentro das salas de aulas. Atualmente, devido à pandemia do coronavírus (Covid-19), os atendimentos acontecem de forma remota. Cerca de 300 crianças são beneficiadas e participam de atividades online acompanhadas pelos professores.

De acordo com o coronel comandante geral adjunto do CBMCE, Zélio Menezes, o atendimento visa oferecer uma educação mais humanizada e reduzir o preconceito que ainda existe contra essas pessoas. “Sempre foi um sonho trazer esse projeto para o Colégio dos Bombeiros. Hoje, por meio desses atendimentos, os alunos têm suas peculiaridades desenvolvidas através de atividades educacionais e ocupacionais, que são realizadas no contraturno de suas aulas. Me sinto extremamente feliz por ter idealizado a criação do AEE e, também, pela possibilidade de poder dar prosseguimento aos trabalhos, mesmo em tempos de pandemia. O atendimento segue em andamento e ocorre de maneira virtual”, destaca.

Terapia com animais

Em paralelo aos trabalhos dos bombeiros, policiais militares lotados no Regimento de Polícia Montada Cel Moura Brasil (RPMont) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) desenvolvem diversos projetos sociais. Um deles, realizado pelo Centro de Equoterapia da PMCE, promove atividades com cavalos. Com amor e paciência, os militares oferecem, por meio da terapia com os equinos, condições necessárias para os beneficiários desenvolverem suas percepções psicológicas e fisioterápicas.

O coordenador do projeto, o 1º tenente Rommel Arrais, destacou a importância da ação que já existe há mais de 25 anos e os benefícios para o processo de evolução dos praticantes, seja de forma motora ou cognitiva. Para ele, é gratificante disponibilizar uma nova realidade para esse público. “A maior satisfação para a equipe de profissionais do Centro é ver aquela criança (a maior parte do nosso público assistido) atingindo, pouco a pouco, seus objetivos e desenvolver suas habilidades. Neste Dia Mundial da Conscientização do Autismo, gostaria, em nome de todos que fazem parte do Centro de Equoterapia da PMCE, parabenizar todas essas pessoas tão especiais que veem o mundo de uma forma diferente e, por isso, acabam sendo vítimas de preconceito, por pura ignorância, ou mesmo desconhecimento acerca de sua condição neurológica”, ressaltou ele.

Uma das crianças beneficiadas pelo projeto é conhecida carinhosamente como “Dudu”. De acordo com a mãe do menino, Helen Luci, ele apresentou uma evolução significativa após iniciar o acompanhamento no Centro. “Todo o trabalho psicológico, de fisioterapia, de terapia com os cavalos tem feito muito bem ao Dudu. Ele aprendeu a esperar a sua vez, a usar uniforme, a entender que há um tempo necessário de aprendizado para tudo. Perceber a evolução do meu filho é gratificante. Após as atividades, ele sempre chega em casa mais leve e tranquilo. Sou muito grata a toda equipe por desempenhar um papel tão importante e por nos dar esse suporte necessário para a melhoria da qualidade de vida dele e de todos que fazem parte do projeto”, frisou ela.

No momento, os atendimentos com os equinos estão suspensos temporariamente em razão das medidas de enfrentamento de combate à Covid-19. Porém, os profissionais com apoio de psicólogos e assistentes sociais realizam o acompanhamento dos alunos de forma remota.

Inclusão social

A Coordenadoria de Identificação Humana e Perícias Biométricas (CIHBP) da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) passou a incluir, em 2019, o símbolo que representa o Transtorno do Espectro Autista (TEA) nas carteiras de identidades emitidas pelo órgão. A iniciativa foi fundamentada no Decreto Federal nº 9.278/2018, que dispõe sobre a identificação das condições específicas de saúde de pessoas com necessidades especiais.

Com a implementação do símbolo, as pessoas com TEA passaram a ter serviços e atendimentos prioritários. O Ceará foi um dos primeiros estados do País a inserir o símbolo nas cédulas de identidade

Seduc realiza abertura da Formação Inicial do Padin 2021

A Secretaria da Educação (Seduc) realizou, nesta segunda-feira (5), a abertura da Formação Inicial do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Infantil (Padin) 2021. O evento foi realizado virtualmente e contou com a participação da primeira-dama do Ceará e presidente do Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil do Estado do Ceará (CPDI), Onélia Santana. Também estiveram presentes a secretária da Educação, Eliana Estrela; a coordenadora de Educação Infantil e Promoção Social da Seduc, Oderlânia Leite; e o orientador da Coordenadoria de Educação e Promoção Social da Seduc, Daniel Marinho.

Onélia Santana enfatiza que a promoção do desenvolvimento infantil está diretamente relacionada com o contexto familiar. “Sabemos que a fase da infância que vai da gestação até os seis anos de idade é um momento primordial da vida, em que a criança precisa de estímulos afetivos tanto por parte da família como dos profissionais que lidam com elas. O ambiente em que a criança vive precisa ser saudável e tranquilo, com bem-estar emocional, carinho, atenção e respeito. Acredito muito nos resultados do Padin, no sentido de combater a violência e de estimular o desenvolvimento integral das crianças, por meio das famílias. É um trabalho na base. Crianças bem cuidadas serão adultos equilibrados, solidários e acolhedores”, ressalta a primeira-dama.

A Formação Inicial conta com a participação de 49 supervisores e 412 agentes de desenvolvimento infantil, distribuídos nos 48 municípios em que o Padin está presente. Há, ainda, 20 articuladores atuando nas Regionais da Seduc em todo o Estado. O Padin constitui-se como um programa do pilar “Tempo de Crescer” do Programa Mais Infância Ceará, e atende 4.120 famílias.

Sequência

Eliana Estrela observa que cada colaborador do Padin tem papel fundamental na transformação de realidades. “Conseguimos construir uma rede importante. Nosso trabalho começa com o Mais Infância, passando pelo Mais Paic (Programa Aprendizagem na Idade Certa, voltado ao Ensino Fundamental), depois chegando ao Ensino Médio e, na sequência, promovendo o ingresso dos nossos jovens na universidade. Para tudo isso acontecer, precisamos começar olhando desde a infância. As crianças estão construindo o seu conhecimento pela interação com o outro, pelo lúdico trabalhado pelo professor, pelos vínculos familiares. Os sonhos dessas crianças passam por nossas mãos”, argumenta.

Oderlânia Leite esclarece que a formação tem o intuito de apresentar o Programa aos novos colaboradores. “O Padin é um programa muito caro para nós, considerando a transformação que faz na vida das pessoas, sobretudo no contexto das famílias e cidadãos mais vulneráveis socialmente. Sabemos da importância das visitas domiciliares. O programa é complexo, pois essa área tem muitas especificidades. Portanto, esta é a primeira formação do nosso projeto, de quatro que teremos ao longo do ano. Nesta etapa, vamos conhecer o Programa, suas metodologias e as funções de cada colaborador”, explica.

Daniel Marinho aponta que, mesmo diante do cenário de pandemia, vem sendo possível desenvolver ações no âmbito do Padin, após as adaptações feitas nos procedimentos de trabalho. “O ano de 2020 e os primeiros meses de 2021 têm nos apresentado desafios sem precedentes na história contemporânea. Não fomos preparados para esse contexto e estamos aprendendo o tempo todo. Tivemos que iniciar um isolamento social. Mas, nossas ações foram pouco a pouco aprimoradas pela implementação de novas estratégias de trabalho e de estudo, com o auxílio das tecnologias de informação e comunicação. O Padin também teve de ser reinventado”, analisa

Covid 19: Saiba quais os principais sintomas que atingem os jovens

De acordo com um novo estudo, os sintomas mais comuns, como uma nova tosse seca persistente – não foram encontrados em pacientes mais jovens que haviam contraído o vírus.

Desde o início da pandemia da Covid-19, que os especialistas concordam que a temperatura elevada e tosse são os principais sintomas.

Entretanto, a perda de paladar e olfato foi adicionada à lista pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em maio de 2020, após várias pessoas experienciarem anosmia depois de contraírem o novo coronavírus.

E agora, pesquisadores do Imperial College London, no Reino Unido, afirmam que a idade pode ser um fator determinante quando se trata dos sintomas que se tem.

A pesquisa aponta que existem alguns sintomas que os jovens vão experienciar e que as pessoas mais velhas podem não ter.

Os investigadores apuraram que os jovens dos cinco aos 17 anos estão menos propensos a ter os três sinais mais comuns de Covid-19 – tosse seca persistente, febre e falta de olfato.

Ao invés, detectaram que os indivíduos dessas faixas etárias etárias estão mais propensos a sofrer de dores de cabeça após contraírem o SARS-CoV-2.

Os acadêmicos descobriram ainda que as pessoas com idades entre os 18 e os 54 estão mais predispostas a sentir perda de apetite e dores musculares.

Já a sensação de calafrios foi associada a casos de Covid em todas as idades.

Para efeitos daquela pesquisa, os investigadores analisaram dados de mais de um milhão de pacientes no Reino Unido.

Fonte: Notícias ao minuto

Covid-19: Quais são os sintomas das novas estirpes? Seis sinais de alarme

As novas variantes da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, estão levando a um aumento de casos por todo o mundo, de internamentos hospitalares, e tragicamente estão a causar um aumento no número de mortes, apontam os especialistas.

As mutações são consideradas ainda mais contagiosas – e mais letais – comparativamente à estirpe original que surgiu no ano passado, destaca um artigo publicado no jornal britânico The Sun.

A primeira variante da Covid-19 foi identificada no Reino Unido em setembro de 2020, após um aumento de casos de infecção na zona de Kent.

Especialistas de todo o mundo já alertaram que a nova estirpe aparenta ser até 70% mais transmissível, enquanto que um estudo recente considera-a igualmente mais mortífera.

Os investigadores afirmam que a estirpe provocou um aumento na mortalidade entre 29 e 91% – com três estudos diferentes a apontarem resultados bastante distintos.

A London School of Hygiene and Tropical Medicine apontou que a nova variante pode se até 1.35 mais fatal, já o Imperial College London disse que os níveis de mortalidade estavam entre os 1.36 ou 1.29 (dependendo do método usado), e a pesquisa realizada pela Universidade de Exeter apurou que pode ser 1.91 mais letal.

A mutação seguinte surgiu na África do Sul, e também é considerada mais fatal.

Cientistas da Nervtag afirmam que após terem investigado dados provenientes daquele país, detectaram”indícios de aumento da mortalidade”.

Entretanto, a terceira variante da Covid-19 emergiu no Brasil e está atualmente a propagar-se nos Estados Unidos. E é considerada como sendo ainda mais resistente à vacina contra o novo coronavírus.

Após as novas mutações terem sido detectadas o diretor clínico e professor Chris Whitty disse que os sintomas não são diferentes da estirpe que circula no Reino Unido.

Todavia, pesquisas subsequentes conduzidas peloOffice for National Statistics (ONS) apuraram que os sintomas da variante britânica diferem da original.

Pessoas que sofrem com a ‘mutação de Kent’ têm uma maior predisposição para sofrerem de tosse, dor de garganta, cansaço extremo e dores musculares, segundo o ONS.

O que difere dos três sintomas oficiais listados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) relativos à estirpe original de Covid-19 que se disseminou pelo mundo no início de 2020, e que consistem em tosse seca persistente, febre e perda de paladar e de olfato (anosmia).

De acordo com o relatório emitido pela ONS: “pessoas que testam positivo para a variante britânica apresentam uma maior probabilidade de reportarem quaisquer sintomas e os sintomas ‘clássicos’, mas apresentam uma menor predisposição para reportarem perda de paladar e de olfato”.

“Até ao momento não há evidências de diferenças nas porcentagens relativas a sintomas gastrointestinais”.

As alterações mais significativas nos sintomas entre as duas estirpes remetem para o fato das pessoas reportarem sofrer de febre.

Mais ainda, o relatório não detectou uma diferença real nos dados remetentes a falta de ar ou dor de cabeça nos doentes, quer entre aqueles que padeciam da nova estirpe ou da mutação.

Os cientistas concordam que o vírus afeta as pessoas de forma diferente e o que se tem tornado cada vez mais óbvio com o evoluir da pandemia são os sintomas a ter em atenção.

Como tal, à medida que o mundo se continua a debater com um aumento nos casos de infecção pelo SARS-CoV-2 é importante reter aqueles que são os principais sintomas da Covid-19:

Tosse seca persistente;

Febre

Fonte: Notícias ao minuto

Godzilla vs Kong estreia com a maior bilheteria da pandemia

Godzilla vs Kong segue sua jornada gloriosa nas bilheterias. Depois de bater o recorde de maior estreia fora dos EUA em tempos de pandemia, na semana passada, chegou a vez de bater o recorde em solo norte-americano. O filme estreou por lá na última quarta-feira e acumulou US$ 48,5 milhões em 5 dias de exibição. O número é bastante expressivo principalmente porque o filme também estreou no HBO Max sem custo adicional aos assinantes, que já somam mais de 38 milhões no país.

Nos 3 dias do final de semana, o longa dirigido por Adam Wingard acumulou US$ 32 milhões apenas nos Estados Unidos, registrando o melhor fim de semana de estreia desde o começo da pandemia. O sinal de altos números começou na própria quarta-feira, quando o confronto dos monstrengos teve o melhor dia de estreia em período pandêmico, com US$ 9,6 milhões.

Até agora, em todo o mundo, Godzilla vs Kong já acumula US$ 285,4 milhões. Isso mostra que os cinemas estão começando a se recuperar depois de mais de 1 ano de restrições e portas fechadas. Nos Estados Unidos, pouco mais da metade dos cinemas já foram reabertos, mas estão funcionando com capacidade de público reduzida para evitar aglomerações. Do contrário, os números de bilheteria poderiam ser ainda maiores.

O resultado deve empolgar os estúdios que estão há 1 ano adiando suas principais estreias. Entre os principais títulos que estrearam durante a pandemia estão Mulher-Maravilha 1984 (US$ 166,1 milhões de bilheteria mundial), Tenet (US$ 363,1 milhões), Raya e o Último Dragão (US$ 86,4 milhões), Tom & Jerry – O Filme (US$ 93,5 milhões) e Os Croods 2 – Uma Nova Era (US$ 162,5 milhões).

No Brasil, Godzilla vs Kong está programado para estrear exclusivamente nos cinemas no dia 29 de abril, mas a data pode mudar em decorrência da pandemia.

Fonte: Tecmundo.