Primeiro paciente diagnosticado com Covid-19 tem alta em da unidade de apoio à recuperação em Santana do Cariri

A Prefeitura de Santana do Cariri, através da Secretaria de Saúde registrou a primeira alta de um paciente que usou o serviço da Unidade de Apoio à Recuperação da Saúde, criada pela prefeitura em parceria com Universidade Regional do Cariri -URCA.

O equipamento funciona nos alojamentos do Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens. O local foi todo adequado para receber pacientes com sintomas gripais leves que precisem de espaço adequado para cumprir o isolamento social.

O serviço funciona da seguinte maneira: o paciente com suspeita de covid-19 passa pela triagem da secretaria de saúde e após a constatação da não existência de infraestrutura adequada para o cumprimento do isolamento no domicílio é encaminhado para a Unidade. No local, o paciente recebe todo acompanhamento de uma equipe multiprofissional.

Seu Valdeir apresentou síndrome gripal e teve que ficar em isolamento. Ele passou 09 dias na Unidade de Apoio a Recuperação da Saúde e teve a alta após avaliação clínica e testagem com resultado negativo, sendo assim descartado a suspeita.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde, o número de recuperados ou com alta que cumpriram rigorosamente o isolamento domiciliar subiu para 11, segundo o último boletim epidemiológico.

Para a Secretária de Saúde, Aline Alencar, o isolamento é muito importante para diminuir a possibilidade de contágio da doença.”A importância do isolamento do paciente na Unidade de Recuperação é de grande valia para que a gente diminuísse a possibilidade de contaminação do mesmo e garantisse uma assistência de qualidade”, aponta.

A gestora destaca ainda que com as medidas de isolamento social mais rígidas e o cumprimento das normas por parte da população, o número de casos suspeitos de covid-19 no município tem diminuído.
“Nós temos observado a redução de suspeitos, a redução de casos novos, por isso se faz necessário, nesse momento, o distanciamento social. As pessoas não devem ficar circulando devido a pandemia, devem obedecer às determinações das autoridades para assim termos sucesso no tratamento e recuperação de mais pessoas”, pontuou Aline.

Fonte: Assessoria  de Imprensa

Em 24 horas Juazeiro do Norte registou quase 70 novos casos do novo Coronavírus

A cidade de Juazeiro do Norte registou 68 novos casos confirmados do novo coronavírus nas últimas 24 horas. A informação foi divulgada no último boletim epidemiológico da secretaria de saúde do município.

Até esta terça-feira (2), o município registrava 420 casos confirmados da doença. Com a atualização desta quarta-feira, o município passa a ter 2.486 pacientes notificados, dos quais 48 são casos suspeitos que aguardam os resultados dos exames, 1.950 casos descartados e 488 casos confirmados.

Entre os pacientes confirmados há 06 hospitalizados, 282 em isolamento domiciliar, 183 que já estão recuperados, e 17 óbitos.

Os pacientes em isolamento domiciliar devem seguir todas as orientações repassadas pelos profissionais de saúde e cumprir o período de 14 dias de isolamento.

Pessoas com suspeita de covid-19 se aglomeram em filas na unidade sentinela de Juazeiro do Norte

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

A redação do News Cariri teve acesso a imagens registradas na manhã desta quarta-feira (03) que mostram dezenas de pessoas aglomeradas do lado de fora da Unidade Sentinela de Juazeiro do Norte, local referência para atender pacientes com suspeita da covid-19. Algumas das pessoas aguardavam na fila para ter acesso ao teste sorológico rápido, que identifica a presença do novo coronavírus.

“Aqui todo mundo fica no meio do sol. Já estou aguardando a horas”, disse um homem que aguardava pelo atendimento e pediu para não ser identificado. “Juazeiro á uma cidade grande. Era pra ter mais de uma unidade sentinela. Essa não tá dando conta”, cobra. A Secretaria de Saúde ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto.

Darlan Lobo: Presidente da Câmara de Juazeiro esclarece sobre pagamento dos servidores cedidos

 A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte cedeu três servidores, dois dentistas e um psicólogo para integrar equipe da gestão Municipal no combate ao Covid-19

A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte cedeu três servidores, dois dentistas e um psicólogo para integrar equipe da gestão Municipal no combate ao Covid-19. O vereador Darlan Lobo, presidente da Câmara, esclareceu sobre o pagamento destes servidores na sessão por videoconferência desta terça-feira (2).

De acordo com o Darlan, os pagamentos dos servidores cedidos só podem ser realizados mediante frequência da jornada de trabalho. “As frequências só chegam após o mês trabalhado. Teve frequência que só chegou nesta terça-feira na Câmara e o que respalda o pagamento é a frequência”, explica Darlan.

Ele completa ainda que não pode fazer todo dia uma folha de pagamento para cada funcionário. Os servidores da Câmara recebem após o dia 20, mas os cedidos não tem como receber na mesma data.

Sobre o questionamento de não ter o recurso para pagar os servidores, Darlan garante que tem em saldo mais de R$ 1 milhão, quatrocentos e setenta mil e que os pagamentos aconteceram mediante a apresentação da assiduidade do servidor.

Sedeci lança aplicativo que facilita a prevenção e o combate ao Coronavírus em Juazeiro do Norte

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedeci), lançou um aplicativo para fortalecer as medidas de prevenção e de combate ao novo coronavírus. O lançamento aconteceu na tarde dessa terça-feira, 02, durante transmissão ao vivo nas redes sociais do Governo Municipal, com a presença do Prefeito Arnon Bezerra e dos Secretários de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Michel Araújo, e de Saúde, Lucimilton Macêdo.

O aplicativo está disponível, gratuitamente, nos sistemas Android

Ao baixá-lo, preencha um cadastro e o formulário de autoavaliação coronavírus, indicando se tem sintomas como febre, tosse, perda do paladar, olhos vermelhos ou dor de cabeça e se tem diabetes, pressão alta ou falta de ar persistente.

A partir dessa triagem, será gerado um resultado, apontando se você está no grupo de risco ou se há sinais de alarme e onde deve procurar atendimento. Vale destacar que essa autoavaliação pode ser feita diariamente. As informações vão ajudar a Secretaria Municipal de Saúde a mapear as localidades de maior atenção ao coronavírus e a focar em ações estratégicas para combatê-lo e preveni-lo.

O appminhasaude ainda permite contato direto com a Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte, através de Whatsapp, acesso aos telefones de emergência, às notícias locais voltadas à pandemia e às unidades de saúde mais próximas. Além disso, possibilita a integração de dados como tipo sanguíneo, histórico de pressão, de temperatura, cartão SUS e carteirinha de vacina. Tudo na palma da mão.

CHAMAMENTO PÚBLICO

O aplicativo foi desenvolvido pela Lemobs, startup incubada na Coppe/UFRJ. A parceria com o Município foi firmada após a Sedeci abrir, em abril, chamamento público para receber, da iniciativa privada, propostas e soluções tecnológicas capazes de contribuir, com o Governo Municipal, startups, microempreendedores individuais, Micro e Pequenas Empresas e sociedade em geral, no enfrentamento dos desafios impostos à economia pela Covid-19. O chamamento público segue aberto até 31 de dezembro, conforme edital juazeiro.ce.gov.br/arquivos/sedeci/012020chamamentopublico.pd.

“Sob o direcionamento do Prefeito Arnon Bezerra, temos trabalhado de forma integrada com todas as pastas para minimizarmos os impactos do coronavírus à população. Nesse sentido, sabemos que a tecnologia é uma ferramenta bastante útil e a ajuda da iniciativa privada é fundamental”, afirma o Secretário da Sedeci, Michel Araújo.

O CEO Lemobs, Sérgio Rodrigues, enfatiza que o aplicativo viabiliza que a Secretaria Municipal de Saúde conheça melhor o cidadão. “Já este passa a ser protagonista de sua saúde”, pontua.

 

Série de reportagens traz relatos de pessoas recuperadas no Ceará

O coronavírus tornou-se uma realidade no Ceará em março, quando os primeiros casos da doença foram confirmados. Desde então, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) trabalha diariamente para conter o avanço da doença, garantir um atendimento de qualidade para a população e, principalmente, salvar vidas. Em meio ao enfrentamento contínuo à pandemia, mais de 30 mil cearenses conseguiram vencer a Covid-19.

Por trás do número expressivo, há crianças, jovens, adultos e idosos. Pessoas de diferentes idades e classes sociais que tiveram em comum o desafio de enfrentar o vírus e, agora, estão finalmente recuperadas. Para contar estas histórias, preparamos uma série com seis reportagens. Na primeira delas, você vai acompanhar o relato de profissionais de saúde que foram diagnosticados com coronavírus e, depois de recuperados, retornaram à linha de frente do combate à doença.

Profissionais de saúde que venceram a Covid-19

Humanização, empenho e perseverança são marcas do trabalho dos profissionais de saúde que atendem pacientes com coronavírus nas unidades da rede estadual. Mesmo com todos os cuidados preventivos, treinamentos e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), quem cuida da população também está sujeito ao risco de adoecer.

Quando isso acontece, o profissional passa a ser paciente e é preciso dar uma pausa na rotina para se recuperar da doença, seja em casa, respeitando o isolamento domiciliar, ou em uma unidade de saúde. Com 12 anos de profissão, o técnico de enfermagem José Eliano Lino Dias (36) sentiu na pele as consequências do vírus.

O profissional, que atua há seis anos no Hospital Regional Norte (HRN), apresentou os primeiros sintomas de Covid-19 no dia 29 de abril. Teve febre, indisposição, calafrios e dor abaixo das sobrancelhas. Com a confirmação do diagnóstico e o agravamento do quadro, José foi internado no HRN no dia 8 de maio. “Não só o corpo, mas o psicológico fica muito debilitado. Sentia muita falta de ar e ficava muito emotivo porque [essa doença] acaba com o psicológico da gente”, afirma.

Na unidade, José passou pela Emergência, UTI e pela Clínica Covid-19. Após dez dias de internação, ele recebeu a tão esperada alta. “Sou muito agradecido às pessoas que cuidaram de mim. Fui muito bem atendido. Graças a Deus recebi alta, passei alguns dias me recuperando em casa e voltei ao trabalhar”, conta.

Técnica de enfermagem no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), Mirter Fabricio da Silva (53) conta que começou a sentir os primeiros sintomas de Covid-19 no dia 11 de abril. A profissional ficou 14 dias afastada do trabalho, mas já está de volta à linha de frente. “Graças a Deus, estou bem e já retornei às minhas atividades. Estou na luta para cuidar de quem precisa dos meus cuidados de enfermagem”, afirmou Mirter, que também é assistente social do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

A fonoaudióloga do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), Wigna Raissa, também enfrentou a doença. Ela ficou seis dias internada na enfermaria Covid-19 da unidade e conta que, como profissional da saúde, foi um grande desafio saber tinha o vírus. “Fui atendida por uma excelente equipe multidisciplinar, que, além do cuidado em saúde, também me deu todo o apoio emocional. Hoje estou recuperada. Sinto muito orgulho em ser colaboradora do HRSC, onde pensamos, antes de qualquer coisa, na segurança do paciente”, pontua.

Para Wigna, o distanciamento da família é uma das piores consequências. “Ainda não pude ver a minha família após minha alta. A parte mais difícil dessa doença é estar longe de quem você ama. Por isso, peço em nome de todos os profissionais da saúde, da limpeza e demais setores que estão na linha de frente: fiquem em casa”, finaliza.

Hospital Regional do Cariri ganha novos leitos de UTI para pacientes com Covid-19

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

O Hospital Regional do Cariri (HRC) recebeu cinco novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento de pacientes acometidos pela forma grave da Covid-19, elevando o número de UTIs na unidade para 55.

Apesar do reforço, a taxa média de ocupação dos leitos se mantém acima de 85%, conforme a Secretaria da Saúde do Ceará. Na última atualização do Integrasus, constava que apenas oito vagas estavam disponíveis na UTI.

Já na ala de enfermaria, que trata os pacientes com quadro sintomático moderado, a ocupação atingiu 71%. Dos 21 leitos instalados, apenas seis estavam vazios.

Segundo a secretaria de saúde do estado nos próximos dias mais cinco vagas serão abertas na unidade de terapia intensiva. O Hospital Regional do Cariri atende pacientes 45 municípios do centro sul cearense. A unidade é a única habilitada na região para atender os casos graves da covid-19.