LOGO-NEWS-CARIRI

Nova metodologia é utilizada na prevenção de Lesão por Pressão na UTI do HRC

Publicidade

A partir de fevereiro deste ano, nos 50 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional do Cariri, do Governo do Ceará, será adotado novo sistema para minimizar a incidência de Lesão por Pressão (LP). O projeto Mude de Lado, consiste na junção de ideias dos técnicos de enfermagem do hospital que lidam diariamente com casos do problema.

Despertar em todos os colaboradores o senso comum de cuidado para prevenir e tratar em estágios iniciais das lesões é o objetivo do novo método. “Em 2019, buscamos divulgar o tema de forma maciça, tentando sensibilizar as equipes sobre esse assunto tão importante. O cuidado com a pele do paciente é tão relevante quanto o cuidado com a comorbidade. Precisamos levar em consideração que evitar uma lesão contribui de forma significativa para uma alta segura”, destacou Nárya Brito, gerente de risco do hospital.

Mude de Lado

O projeto Mude de Lado contou com ajuda das equipes do Núcleo de Gestão e Segurança do Paciente (Nugesp) e do Ensino e Pesquisa e foi desenvolvido como uma forma de encontrar estratégias inovadoras, após uma junção de ideias propostas durante o treinamento de “Design Thinking”, nos meses de dezembro e janeiro, como conta Wladia Lima, coordenadora de enfermagem da UTI.

“Analisamos todos os protótipos apresentados e decidimos mesclar as ideias para criar um método eficiente com foco na adequação da transferência de informações. A comunicação entre as equipes é fundamental para a prevenção de lesões por pressão, assim como na prevenção de doenças oportunistas. Um dos diferenciais será a presença de um gerente de LP, que será um técnico de enfermagem, onde verificará se todos os processos estão sendo cumpridos. Será um gerente por mês, o que fará com que cada um tenha a chance de liderar a equipe”, enfatizou Wladia Lima, coordenadora de enfermagem da UTI.

No programa, além de mudar o paciente de lado a cada 2h, ainda será colocado na cabeceira do leito, um relógio com registro para mudança de decúbito (posicionamento do paciente), para que o horário seja seguido ao longo das 24 horas. Os dados serão inspecionados pelo técnico gerente da LP existente em cada plantão e em cada UTI, 10 vezes por mês.

Capacitação

Com os treinamentos realizados ao longo de 2019, técnicos e enfermeiros da unidade tiveram a oportunidade de qualificar-se profissionalmente. Foi percebida otimização e melhora significativa na qualidade das notificações da unidade. Com a sensibilização das equipes, 82% das notificações feitas no hospital foram de 1º e 2º grau, o que mostra que as equipes estão identificando precocemente o agravo.

1º grau – quando a pele está intacta com hiperemia de uma área localizada que não embranquece.
2º grau – Perda parcial da espessura dérmica.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas