Retomando o debate. Ministro ameaça extinguir municípios; no Cariri serão 11

Por Madson Vagner

O ministro Paulo Guedes vai inserir a proposta da Reforma Administrativa. Caso a proposta passe, o Ceará perderá 41 municípios e o Cariri 11.

Depois de alguns meses de esquecimento, o debate sobre a extinção de milhares de municípios brasileiros está de volta. Sem ganhar força entre os deputados federais e as bancadas estaduais, a discussão foi novamente puxada pelo ministro da Economia Paulo Guedes no dia 19, durante entrevista ao Jornal Folha de São Paulo.

Guedes vai inserir a proposta de extinção no projeto da Reforma Administrativa que deve seguir para a Câmara ainda este ano. Na proposta deixariam de existir, municípios com menos de 5 mil habitantes ou arrecadação inferior a 10% da sua receita total. Caso a proposta passe, o Ceará perderá 41 municípios e o Cariri 11.

Municípios caririenses como Granjeiro, Altaneira, Porteiras, Umari, Potengi, Baixio, Salitre, Barro, Jardim, Santana do Cariri e Caririaçu, voltarão a ser distritos. É a segunda vez que o ministro Paulo Guedes levanta a questão, sem manifestação da classe política. Será um sinal?

Prevenção contra coronavírus vem com cuidados básicos

Para a pneumologista Rosemeri Maurici da Silva, coordenadora da Comissão Científica de Infecções da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a população brasileira já pode se prevenir contra uma eventual infecção pelo coronavírus, adotando medidas de cautela e higiene que são comuns aos quadros gripais. Ela disse que o vírus pode ser transmitido de pessoa para pessoa, por contato respiratório ou por mucosa, mas pode ser evitado com cuidados básicos. Confira:

 O que é importante que as pessoas saibam sobre o novo coronavírus?

Esse coronavírus é um vírus que está se manifestando do ponto de vista respiratório, em um quadro que pode ser inicialmente indolente, mas pode se desenvolver de forma muito grave, com insuficiência respiratória e óbito. É um vírus novo do ponto de vista das manifestações clínicas. Por enquanto, está restrito principalmente à China, mas como todos os vírus, ele pode ser transmitido de pessoa para pessoa, por contato respiratório ou contato por mucosa.

Qual o risco real do coronavírus para o Brasil?

O risco para o Brasil é o mesmo de todos os outros países, porque a mobilidade das pessoas hoje é grande de um país para outro, por conta das viagens internacionais e intercontinentais. É possível que o vírus assuma proporções pandêmicas, mas ainda não é o caso. Até esta manhã (de quinta-feira, dia 23), a Organização Mundial de Saúde avaliava se vai emitir uma nota de risco de pandemia.

O que as pessoas já podem fazer para se prevenir do coronavírus?

Sim, já há que se prevenir. O risco principal é de contato, ou por meio de uma viagem à região endêmica, ou por contato com uma pessoa que esteve nessa região endêmica e que manifesta sintomas e sinais respiratórios. A precaução é aquela que deve ser feita de forma generalizada para qualquer infecção respiratória viral. A gente pode tomar como exemplo os quadros gripais. Lavar bem as mãos, não levar a mão aos olhos e à boca sem lavá-la, e tomar cuidado com as secreções respiratórias. Quando tossir, levar o antebraço à boca para reter as gotículas e depois lavar bem as mãos.

De que forma as entidades médicas brasileiras podem contribuir nesse momento contra o coronavírus?

O grande papel das sociedades médicas e das comissões, notadamente a comissão da SBPT que eu coordeno, é fornecer orientações tanto para a população quanto para os meios de comunicação. As informações vão se atualizando de forma muito rápida. Qualquer manifestação que a gente faça tem de ser avaliada à luz da modificação do quadro epidemiológico, que no caso de vírus pode ser muito rápida. As pessoas têm de se manter informadas e os médicos, principalmente aqueles que atendem em unidades de pronto atendimento, têm de estar preparados para o diagnóstico e para o manuseio dessa condição se ela ocorrer no nosso País.

Fonte: Noticias ao minuto

Projeto de Florisval Coriolano dá nome de Madre Feitosa à Conjunto Habitacional no Crato

O Presidente do Legislativo cratense, vereador Florisval Coriolano quer homenagear a madre Feitosa, colocando seu nome no Conjunto Habitacional “Minha Casa, Minha Vida – São Bento I e II”. O Projeto de Lei deve ser apresentado na primeira sessão da Câmara de Crato, que volta do recesso na primeira semana de fevereiro. Florisval diz já ter inclusive conversado com o prefeito Zé Ailton Brasil, que está de acordo e vê na iniciativa uma justa homenagem.

A madre, nascida em Tauá iniciou sua vida religiosa no município de Crato para onde se mudou aos 14 anos, permanecendo até o falecimento no final do ano passado, deixando muita saudade e um legado de trabalho e generosidade na cidade.

Comandou a Casa de Caridade, que já fazia um trabalho beneficente antes da sua chegada e era mantida pela Cúria Diocesana, mas que passou a manter com uma mensalidade após fundar o Colégio Pequeno Príncipe.

Foi diretora do Colégio Santa Teresa, secretária geral da Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus, sendo eleita vice supervisora geral da Ordem em três mandatos consecutivos, totalizando 18 anos. Atuou também como professora na Universidade Regional do Cariri (Urca), onde se formou.

O Presidente Florisval acredita que o Projeto deve ser aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores.
O Conjunto Habitacional que levará o nome da madre Feitosa terá 982 unidades, está em fase de conclusão e as famílias beneficiadas já foram sorteadas.

Desafiando a lei, carros da prefeitura de Potengi circulam sem placa

POR AGÊNCIA NEWS  CARIRI

Em 2019 a redação do NEWS CARIRI recebeu inúmeras denúncias de leitores sobre a ausência de placas de identificação em veículos da frota municipal de Potengi. Mal começou 2020 e o problema permanece. No começo da tarde de hoje, recebemos imagens que mostram uma caminhonete da prefeitura transitando sem as placas, como manda a legislação.

“Isso é inaceitável. Enquanto nós cidadãos de bem somos punidos se isso acontecer, a prefeitura faz e desfaz e a justiça ignora. Cadê o Ministério Público, gente?”, afirmou o leitor que encaminhou a denúncia, e pediu para não ser identificado.

De acordo com ele, boa parte dos carros que integram a frota da prefeitura circula sem as placas, contrariando o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Juazeiro: Demutran instala novo semáforo no bairro Leandro Bezerra

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, através do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), instalou semáforo no cruzamento da Avenida Humberto Bezerra com a Rua Pedro Henrique de Souza, no bairro Leandro Bezerra, conhecido como Parque São Geraldo.

A medida visa minimizar os riscos de acidentes, principalmente nos horários de pico. O trecho apresenta fluxo crescente de veículos porque, primeiro, dá acesso ao Aeroporto Regional. Depois, conta com um grande supermercado.

Segundo o Diretor do Demutran, José Pedro Cipriano, o semáforo na Avenida Humberto Bezerra com a Rua Pedro Henrique de Souza já começa a funcionar nessa quinta-feira, 23. Para orientar e educar sobre a nova sinalização, o Setor de Educação do Órgão vai atuar por, pelo menos, 15 dias.

Na próxima semana, receberá semáforo o cruzamento da Castelo Branco com a Rua do Limoeiro.

“O Demutran vem ampliando a sinalização viária e intensificando as campanhas educativas nas ruas e dentro de empresas e escolas. Essas ações, somadas à fiscalização, têm resultado num trânsito mais seguro para condutores e pedestres”, enfatiza Cipriano.