Uma arma de fogo é apreendida pelo BPRAIO e um acusado conhecido por “Piu-piu” é preso

Por Rafael Pereira/Agência News Cariri

Policiais do RAIO prenderam um acusado identificado por Ivanildo Silva Sousa, apelidado por “Piu-piu”, de posse de um revólver calibre 38, além de 6 munições intactas. Ivanildo já era conhecido por crimes de tráfico e denúncias davam conta que ele possuía uma arma.

Após a abordagem, os policiais indagaram a ele sobre a arma. Ivanildo Silva Sousa confessou a posse um revólver que estava em sua residência no sítio São Joaquim, zona rural do município. A polícia fez buscas no local e foi encontrado a arma junto com as munições. Diante constatação do flagrante foi dada voz de prisão e o indivíduo foi conduzido à delegacia para realização dos procedimentos legais.

Dois suplentes assumem vaga de vereadores em Juazeiro do Norte

Por Rafael Pereira/Agência News Cariri

Os suplentes de vereador Beto Primo (PPS) e José Ângelo Filho (PSD), conhecido como Leroso, assumiram as vagas dos vereadores Domingos Borges (PPS) e Damian de Firmino (PSD), respectivamente, em sessão ordinária da câmara municipal de Juazeiro do Norte, na tarde dessa quinta-feira (07). Os novos parlamentares assumiram por conta que os atuais vão ficar de licença por quatro meses

O primeiro suplente do vereador Damian de Firmino, Luciano Bazílio (PTB), disse que não iria assumir a vaga por conta que já exerce o cargo de secretário de esporte e juventude. O cargo ficou para o segundo suplente, no caso Leroso. O mesmo ocorreu com João da Clotran (PPS), primeiro suplente do parlamentar Domingos Borges, que desistiu e vindo a assumir o segundo suplente Beto Primo.

Os dois foram convocados pelo presidente da casa, vereador Darlan Lobo (MDB) constando no Diário Oficial do Município.

 

Acidentes de trânsito deixam 3 pessoas mortas no feriado de Carnaval

Por Rafael Pereira/Agência News Cariri

Três mortos em acidentes de trânsito foram registrados durante o feriadão de Carnaval em cidades da Região do Cariri. Esse levantamento foi feito pelo Portal News Cariri e constatou-se como um número pequeno comparado aos anos anteriores em que teve mais vítimas em mortes por acidente.

No domingo (03), José Vando Everton Moreira de Lima (26 anos), de Santana do Cariri, morreu em consequência de um acidente de moto na zona rural do município, por volta das 20h. o acidente ocorreu na estrada do Sítio Boa Vista, em Santana do Cariri.

Em Jardim, na CE-060, trecho que liga o município a Cedro em Pernambuco, o capotamento de um veículo Fiat/uno, cor prata e placa PGT 6344, inscrição de Cedro-PE, ocasionou na morte de Hericlis Levir Romão Cesário (20 anos) por volta das 19 horas desta segunda-feira (04).

O agricultor José Jacinto do Nascimento (39 anos), que residia na zona rural de Abaiara morreu Hospital Geral de Brejo Santo. Em 20 de abril de 2018 ele sofreu um acidente de moto e após idas e vindas do hospital para casa ele veio a morrer quase um ano depois, durante essa semana.

 

Cariri próximo ao topo da corrupção

Por Madson Vagner

Conhecido pelo potencial turístico e econômico, a região do Cariri ganha uma nova fama: região de gestores corruptos. A constatação é do Ministério Público do Estado (MP) e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em atendimento ao Jornal Diário do Nordeste. Somente nos últimos três anos, entre o fim dos mandatos anteriores e a primeira metade dos novos, foram cinco prefeitos afastados e dois cassados. Outros três gestores enfrentam pedidos de afastamentos, sem decisão da Justiça.

O alto índice preocupa órgãos de fiscalização e a população. Entre os casos de maior repercussão, a cassação dos prefeitos de Umari, Alexandre Barros, e de Santana do Cariri, Danieli Machado. Ex-prefeitos como o de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, e de Caririaçu, João Marcos, não conseguiram terminar os mandatos. Entre os crimes, uso da máquina pública, improbidade e desvio de recursos. Resta saber se os exemplos foram suficientes.

Saiba como evitar erros mais comuns na hora de declarar IR

Recomendação é redobrar a atenção

Começou nesta quinta-feira, 7 de março, o período de entrega das declarações do Imposto de Renda 2019. Neste ano, o prazo é menor: termina no dia 30 de abril. Por isso, a recomendação é redobrar a atenção para as informações a serem declaradas e evitar cair na malha fina por causa de dados errados.

Entre os erros cometidos pelos contribuintes, conta Valter Koppe, supervisor regional do Imposto de Renda em São Paulo, o campeão isolado é a omissão de rendimentos, tanto de declarantes como de dependentes. “Há um erro conceitual de que o dependente que tenha rendimentos inferiores ao da primeira faixa de tributação (R$ 28.559,70) não precisa declarar. Não é verdade. Ele não é tributado, no entanto deve declarar os rendimentos ou o entendimento será de omissão quando houver cruzamento com as informações enviadas pela fonte pagadora.”

Para ajudar os contribuintes, todos os anos a Receita Federal publica o Perguntão, uma lista de perguntas e respostas sobre a declaração do IR.

Koppe orienta, ainda, que as pessoas criem seus códigos de acesso no site do Fisco para poder acompanhar o andamento da declaração. “A qualquer momento pode surgir alguma informação que leve à malha fina. Com código de acesso no site, a pessoa pode monitorar sua declaração a partir da entrega. Ela pode, também, cadastrar dispositivos móveis para receber notificações.”

Se o contribuinte identificar erros em sua declaração, ele deve fazer uma declaração retificadora o quanto antes para evitar eventuais penalidades.

Veja abaixo os erros mais comuns dos contribuintes, de acordo com Valter Koppe e Tiago Slavov, professor de ciências contábeis da Fecap.

Omitir rendimentos

Rendimentos como salários, pró-labores, honorários, aposentadorias, aluguéis, comissões, etc., são tributáveis e devem ser informados – mesmo que não somem o valor superior a R$ 28.559,70 -, caso o contribuinte se enquadre em situação de obrigatoriedade de declaração.

Exemplo: A somatória dos salários do contribuinte não supera o patamar de R$ 28.559,70, mas ele possui uma casa de valor superior a R$ 300.000,00. A declaração deve ser feita e incluir todos os rendimentos.

Outro exemplo é quando a pessoa não declara algum rendimento obtido por um trabalho autônomo, mas as informações são enviadas pela empresa pagadora à Receita. Neste caso, o contribuinte cai na malha fina.

Informações de dependentes

Desde 2018, todos os dependentes devem ter o CPF informado. Além disso, caso o dependente tenha algum tipo de rendimento, esse valor deve ser declarado, mesmo que seja isento de tributação. “É opcional declarar um dependente, mas ao colocá-lo na sua declaração é obrigatório informar seus rendimentos. Daí é preciso ponderar se vale a pena declarar dependentes. A matemática é simples: só vai compensar se a soma das deduções que esse dependente traz é maior do que o rendimento que ele traz para declaração”, explica Valter Koppe.

Outra informação importante é a de que a inclusão da mesma pessoa em duas ou mais declarações como dependente não é admitida pela Receita Federal.

Despesas com educação

A legislação só permite dedução de cursos regulares, como escolas de ensino fundamental e médio e universidades. Cursos de idiomas ou gastos com material, por exemplo, não são despesas dedutíveis.

Planos de previdência complementar

São dois os tipos de planos de previdência: o PGBL e o VGBL. Este segundo, no entanto, é considerada um aplicação financeira, explica o professor da Fecap, Tiago Slavov. O PGBL é dedutível e deve ser informado na ficha de pagamentos efetuados – o limite para abatimento de despesas neste caso é de 12% da renda tributável do contribuinte. Quem tem plano VGBL deve apenas informar o saldo da aplicação no campo de Bens e Direitos. Mas vale lembrar que só é possível deduzir despesas com as contribuições ao PGBL para quem opta pelo modelo completo de declaração.

Despesas médicas

Devem ser lançadas na declaração do beneficiário. Por exemplo: O gasto com um procedimento médico feito pelo cônjuge deve ser informado na declaração desse cônjuge, e não na do titular do plano médico. Também é importante que o contribuinte guarde comprovantes de gastos médicos por até cinco anos a partir da data da entrega da declaração, inclusive em caso de retificação, pois esses documentos podem ser exigidos pela Receita. Vacinas e medicamentos não são gastos dedutíveis.

Valor dos bens

Não se deve atualizar o valor de um imóvel ou de um carro pelo preço de mercado. No caso de um imóvel, o texto de perguntas e respostas da Receita Federal explica que o custo de aquisição do imóvel somente poderá ser alterado caso sejam efetuadas despesas com construção, ampliação ou reforma e que esses gastos devem ser comprovados por documentação, como notas fiscais

Fonte:Noticias ao minuto

Ressaca financeira: como organizar as finanças após o Carnaval

Especialista dá dicas de como reorganizar os gastos

O Carnaval terminou e muitas pessoas acabam extrapolando nas comemorações e também nos gastos, por isso chegou a hora de fazer aquela famosa “faxina” financeira para colocar as finanças em ordem. Mas como fazer essa reorganização?

Segundo o especialista em educação financeira do canal Dinheiro à Vista, Reinaldo Domingos, o primeiro passo é assumir as dívidas e começar o processo de educar-se financeiramente, ou seja, mudar completamente o comportamento em relação à administração dos próprios recursos financeiros.

“É preciso reverter a situação de imediato e caso tenha gasto demais, procure pelos extratos bancários e veja qual é o tamanho dessa dívida. Se a situação for realmente crítica e tiver que fazer novas dívidas para pagá-las, verifique a possibilidade de negociação para pagamento sem juros. Caso contrário busque linhas de crédito com juros menores e evite ao máximo ficar inadimplente no cheque especial e nos cartões de crédito, que possuem os maiores juros do mercado”.

De acordo com o educador financeiro, após esse choque de realidade é o momento de se planejar para o futuro, listar todas as despesas (fixas e variáveis) e fazer uma análise: Há margem para novos gastos? Quais são minhas pendências financeiras?

“Após tirar essa fotografia da situação financeira é possível identificar excessos, que geralmente representam cerca de 30% das despesas das famílias. É hora de fazer uma verdadeira “operação de guerra”, ou seja, cortar gastos, fazer um esforço maior para sair da situação de endividamento e evitar que isso se torne uma bola de neve financeira”.

Além disso, é possível verificar se existem itens que estão parados em casa, que são utilizados poucas vezes – ou nunca – e que podem ser vendidos. Aparelhos eletrônicos, móveis, roupas, sapatos e brinquedos podem gerar uma renda extra e que pode ser muito bem-vinda nessa situação.

Outro passo importante é não deixar de sonhar. Sair das dívidas pode ser um objetivo, mas não o único, portanto é essencial relacionar quais são os sonhos (de curto, médio e longo prazo), saber o quanto cada um deles irá custar, em quanto tempo quer atingí-los e por fim qual o valor necessário a ser poupado para que eles aconteçam.

“Não podemos viver apenas para pagar dívidas e contas, é preciso se planejar, e ter sonhos estabelecidos, pois eles serão a nossa força principal para poupar. A educação financeira é a maior aliada nesse caminho, não importa qual seja o tamanho do seu objetivo: aquela viagem internacional, a casa própria, um carro novo, aposentadoria, enfim, construir uma relação mais saudável com o dinheiro é saber que sonhos podem ser realizados”.

Fonte: Noticias ao minuto

Receita recebe 254,9 mil declarações de Imposto de Renda nesta manhã

A declaração pode ser feita pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC)

Até as 11h de hoje (7), a Receita Federal recebeu 254.903 declarações de Imposto de Renda. O prazo para envio da declaração começou hoje e vai até o dia 30 de abril. A expectativa da Receita Federal é receber 30,5 milhões de declarações.

A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração – PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal.

Também é possível fazer a declaração com o uso de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”. O serviço também está disponível no e-CAC no site da Receita, com o uso de certificado digital, e pode ser feito pelo contribuinte ou seu representante com procuração.

O contribuinte que tiver apresentado a declaração referente ao exercício de 2018, ano-calendário 2017, poderá acessar a Declaração Pré-Preenchida no e-CAC, por meio de certificado digital. Para isso, é preciso que no momento da importação do arquivo, a fonte pagadora ou pessoas jurídicas tenham enviado para a Receita informações relativas ao contribuinte referentes ao exercício de 2019, ano-calendário de 2018, por meio da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf), Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (Dmed), ou a da Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias (Dimob).

Segundo a Receita, o contribuinte que fez doações, inclusive em favor de partidos políticos e candidatos a cargos eletivos, também poderá utilizar, além do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF2019, o serviço “Meu Imposto de Renda”.

Para a transmissão da Declaração pelo PGD não é necessário instalar o programa de transmissão Receitanet, uma vez que essa funcionalidade está integrada ao IRPF 2019. Entretanto, continua sendo possível a utilização do Receitanet para a transmissão da declaração.

O serviço Meu Imposto de Renda não pode ser usado em tablets ou smartphones para quem tenha recebido rendimentos superiores a R$ 5 milhões.

Estará obrigado a apresentar a declaração anual o contribuinte que, no ano-calendário de 2018, recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50

Também estão obrigadas a apresentar a declaração pessoas físicas residentes no Brasil que no ano-calendário de 2018:

– Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;

– Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

– Pretendam compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018;

– Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

– Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontravam-se em 31 de dezembro; ou

– Optaram pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato.

Neste ano, é obrigatório o preenchimento do número do CPF de dependentes e alimentados residentes no país. A Receita vinha incluindo essa informação gradualmente na declaração. No ano passado, era obrigatório informar CPF para dependentes a partir de 8 anos.

Em 2019, não será obrigatório o preenchimento de informações complementares em Bens e Direitos relacionadas a carros e casas. A previsão inicial da Receita era que essas informações passassem a ser obrigatória neste ano, mas devido à dificuldade de contribuintes de encontrar os dados, o preenchimento complementar não precisa ser feito.

A pessoa física pode optar pelo desconto simplificado, correspondente à dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34.

O limite de dedução por contribuição patronal ficou em R$ 1.200,32, devido ao reajuste do salário mínimo. No ano passado, o limite era R$ 1.171,84. Se não houver nova lei, este é o último ano em que há a possibilidade dessa dedução de contribuições pagas ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por patrões de empregados domésticos com carteira assinada. Essa medida começou a valer em 2006 para incentivar a formalização dos empregados domésticos.

A dedução por dependente é de, no máximo, R$ 2.075,08 e, para instrução, de R$ 3.561,50.

Os contribuintes também podem deduzir valores gastos com saúde, sem limites, como internação, exames, consultas, aparelhos e próteses, e planos de saúde. Nesse caso é preciso ter recibos, notas fiscais e declaração do plano de saúde e informar CPF ou CNPJ de quem recebeu os pagamentos.

As chamadas doações incentivadas têm o limite de 6% do Imposto de Renda devido. As doações podem ser feitas, por exemplo, aos fundos municipais, estaduais, distrital e nacional da criança e do adolescente, que se enquadram no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Segundo a Receita, neste ano o formulário sobre as doações ao ECA vai ficar mais visível.

Aqueles que contribuem para um plano de previdência complementar – Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Fundo de Aposentadoria Programada Individual (Fapi) – podem deduzir até o limite de 12% da renda tributável.

Fonte:Noticias ao minuto

Ibovespa registra queda e dólar é cotado em R$ 3,83

O dólar comercial encerrou essa quarta-feira (6) vendido a R$ 3,836, alta de 2.47%

cotação do dólar está em alta e o Ibovespa, da B3, antiga Bolsa de Valores de São Paulo, registrou queda nesta quinta-feira (7). A cotação do dólar, que às 9h50 chegou a registrar a mínima de R$ 3,819, às 10h20 estava em leve alta de 0,031%, negociado a R$ 3,837. As informações são da Agência Brasil.

Por volta das 10h30, o Ibovespa caiu 0,2%, chegando aos 94.030,89 pontos.

Ontem, em um dia de poucos negócios no mercado financeiro, a moeda norte-americana fechou no maior valor do ano, e a bolsa de valores caiu para o menor nível em dois meses. O dólar comercial encerrou essa quarta-feira (6) vendido a R$ 3,836, alta de 2.47%. Esse é o valor mais alto desde o último dia de negociações de 2018. Em 28 de dezembro, a divisa tinha encerrado o ano vendida a R$ 3,876.

O Ibovespa fechou a Quarta-Feira de Cinzas com baixa de 0,41%, atingindo os 94.217 pontos na quarta sessão consecutiva de recuo.

Fonte: Noticias ao minuto

Bolsonaro pede ‘sacrifício’ dos militares na reforma da Previdência

O governo quer aumentar o tempo de contribuição dos militares de 30 para 35 anos

presidente Jair Bolsonaro pediu hoje (7) o “sacrifício” dos militares para que apoiem a proposta de reforma da Previdência. O projeto de lei específico para o regime das Forças Armadas deve ser enviado ainda este mês ao Congresso para tramitar junto com a reforma do sistema previdenciário geral.

“Peço também o sacrifício porque entraremos, sim, na nova Previdência, que atingirá os militares. Mas não deixaremos de lado e não esqueceremos as especificidades do cargo de vocês. Temos um ministério firmado por pessoas comprometidas com o futuro do Brasil, que nos ajudam a conduzir essa grande nação”, disse.

O presidente participou hoje (7) da cerimônia comemorativa dos 211 anos do Corpo de Fuzileiros Navais, na Fortaleza de São José, na Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro.

O governo quer aumentar o tempo de contribuição dos militares de 30 para 35 anos, assim como aumentar a alíquota única dos militares de 7,5% para 10,5%. A nova alíquota deve ser cobrada também no pagamento das pensões para dependentes de militares, benefício atualmente financiado exclusivamente pelo governo federal.

Um ponto relativo aos militares entrou na proposta de emenda à Constituição enviada no dia 20 de fevereiro ao Congresso. O governo quer que militares temporários – que ficam até oito anos nas Forças Armadas e não prosseguem na carreira militar – contribuam para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o governo, os temporários correspondem atualmente a 60% do contingente militar.

O presidente destacou ainda a intensa atuação das Forças Armadas na região amazônica. “Estive na Amazônia, fui recebido por 200 pessoas para conversar sobre essa área mais rica e tão deixada de lado, que é a nossa querida Amazônia brasileira. Vou conversar com o ministro da Defesa para ter uma retaguarda jurídica para que vocês possam bem exercer o seu trabalho, em especial nas missões extraordinárias”, disse.

O Corpo de Fuzileiros Navais é uma força integrante da Marinha do Brasil e atua na segurança de instalações e em ações sociais em todo o território nacional.

Fonte: Noticias ao minuto

Começa hoje o prazo para declaração do Imposto de Renda

Por Rafael Pereira/Agência News Cariri

O prazo para começar a fazer a declaração do Imposto de Renda 2019 (IR) começa a partir dessa quinta-feira (07) e vai até dia 30 de abril.

A restituição do IR 2019 serão recebidas aos contribuintes que declararem no início do prazo sem erros ou omissões. A multa para quem não declarar ou entregar fora do prazo estabelecido será de no mínimo R$ 165,74, ou o valor máximo que corresponde a 20% do imposto devido. Tem prioridade idosos,portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais.  

Aos contribuintes que não caíram na malha fina, as restituições só começarão a ser pagar a partir de junho até dezembro desse ano.

Gere seu IR em seu computador

Um programa de computador foi liberado para download pela Secretaria da Receita Federal para quem quer gerar o Imposto de Renda sem sair de casa. O programa está disponível nas plataformas Windons, Linux e Mac além de tambémestá disponível em celulares Android e IOS. Clique aqui e baixe o programa.