LOGO-NEWS-CARIRI

Praça Luíza Távora recebe 57ª Feira de Artesanato do Ceará (Feirart)

Publicidade

A primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, e o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, participaram nesta quinta-feira (6) da abertura da 57ª Feira de Artesanato do Ceará (Feirart), na Praça Luiza Távora, em Fortaleza. Cerca de 200 artesãos expositores representantes de entidades artesanais e grupos produtivos de 79 municípios cearenses estão presentes no evento promovido pelo Governo do Ceará, através da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS).
“O nosso artesanato se destaca não só no Brasil, mas também mundo afora. São desses artesãos que saem as belíssimas peças produzidas nas diversas tipologias, valorizando a cultura popular. Venham apreciar e comprar o que há de mais rico do artesanato cearense. Chegamos na edição de número 57 da feira sempre reconhecendo e reforçando o talento desses verdadeiros artistas do nosso Estado”, destaca Onélia Santana.
Na programação, oficinas de macramê, crochê e areia colorida serão disponibilizadas para o público durante todos os dias, além de shows diários. No mesmo espaço é possível também acompanhar a exposição de produtos frutos das capacitações realizadas em 2018 com designers em grupos artesanais de todo o Estado. Os produtos fazem parte da coleção 2018/2019 e alguns já podem ser encontrados na lojas Ceart, enquanto outros estarão disponíveis para a venda em 2019.
A artesã Célia Freitas veio de Juazeiro do Norte, no Cariri, comercializar os produtos feitos com a palha da carnaúba. Para ela, é muita gratidão ter o trabalho reconhecido. “As pessoas nem imaginam como é importante esse apoio que o governador e a primeira-dama dão para os artesãos porque você ser de uma região distante da Capital e ter o seu trabalho valorizado, é só muita gratidão. Eu fui acolhida pela Ceart, que me capacitou e possibilitou que eu tivesse um produto com o selo de qualidade”, afirma.
De acordo com o presidente do Centro de Cultura Popular Mestre Noza, Cícero Caetano Rodrigues – Zumbi, a feira é uma possibilidade de vender o produto direto para o consumidor. “Existir um evento como esse, onde nós podemos comercializar direto com o cliente e fechar futuros negócios, é motivo de alegria. Tenho muito orgulho de representar nossa entidade, reconhecida internacionalmente, e fazer parte do grupo de artesãos cadastrados na Ceart”, enfatiza.
A jornalista Janis Lyn saiu da feira cheia de sacolas na mão e diz que pretende voltar até o fim do evento. “Esse contato com o artesão, de ver a obra e o artista juntos, é muito rico para nós. Não tem como sair de mãos vazias. Por isso comprei alguns produtos hoje e voltarei até sábado para levar mais peças produzidas pelos artesãos do meu Estado”, salienta. 
Natal Feito à Mão
Na ocasião, foi dado início a I Mostra de Mesas Natalinas, em parceria com a Casa Cor, através de sua diretora Neuma Figueiredo e da arquiteta Mariana Furlani, em que o público votará para eleger as duas mesas mais criativas e de maior valorização do artesanato cearense. A exposição segue até o dia 15 de dezembro na loja matriz da Central de Artesanato do Ceará (Ceart), na Praça Luíza Távora, em Fortaleza. Os profissionais de design, arquitetura e decoração receberão certificados de participação e serão premiados.
Para a diretora da Casa Cor, Neuma Figueiredo, o trabalho artesanal deve ser cada vez mais valorizado. “O artesanato cearense está sempre presente nos ambientes da Casa Cor. Agora é a  vez de levar o trabalho dos nossos profissionais para a loja da Ceart, que possui um leque de opções para montarmos belíssimas mesas e, assim, valorizarmos ainda mais o trabalho do artesão”, disse.
Conquistas do setorO artesanato cearense é destaque no Brasil e tem o reconhecimento do governador Camilo Santana. Em 2015, o governador assegurou ao artesão cearense a isenção fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Foram beneficiados com a isenção fiscal mais de 40 mil artesãos no Estado. Para melhorar a qualidade do legítimo artesanato cearense, os produtos passaram pela Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e de Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses (Selo Ceart), que foi implantado em 2015. Foram certificados com o Selo Ceart mais de 5 mil produtos artesanais, beneficiando diretamente quase 10 mil artesãos.
Em dezembro de 2017, o Ceará ganhou o novo Centro de Renderias da Prainha, em Aquiraz, mais um ponto comercialização do artesanato cearense, que também está em três lojas de Fortaleza: na Matriz, na Praça Luíza Távora; no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e no Shopping Rio Mar, além da loja localizada em Guaramiranga. A Ceart esteve em cerca de 240 eventos de promoção e comercialização do artesanato cearense deste 2015 até este ano. O Estado garantiu a participação de artesãos em feiras locais, estaduais e nacionais e ainda internacional, quando o Ceará foi homenageado na Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde, em Portugal, em 2017, e participa da “L’ Artigiano on Feira”, 23ª Mostra Mercado Internacional do Artesanato, que acontece até 9 de dezembro deste mês. 
Serviço:57ª Feira de Artesanato do Ceará (Feirart)Onde: Praça Luíza Távora – Avenida Santos Dumont, 1589, AldeotaQuando: até sábado (8), de 17h às 22h
Exposição Natal Feito à Mão – I Mostra de Mesas NatalinasOnde: Loja Matriz da Ceart, na Praça Luíza TávoraQuando: até o dia 15 de dezembro 
ShowsSexta-feira (7) -Banda Kbra da PesteSábado (8) – Banda Cacimba de Aluá
07.12.2018

Fotos: Ariel Gomes / Governo do Ceará
Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas