LOGO-NEWS-CARIRI

Mulher é presa com sete quilos de cocaína em produtos para lavar roupas no Aeroporto do Recife

Embalagens de sabão para lavar roupas com cocaína líquida foram encontradas em mala de enfermeira filipina, no Aeroporto do Recife — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Publicidade

Uma enfermeira filipina foi presa no Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre, na Zona Sul, com sete quilos de cocaína líquida escondidos em embalagens de produtos para lavar roupas. Segundo a Polícia Federal (PF), Christine Arbis Vidal, de 46 anos, tentava embarcar com a droga para Saigon, no Vietnã, em uma viagem com escalas em Lisboa, em Portugal, e em Dubai, nos Emirados Árabes.

Segundo a PF em Pernambuco, a prisão ocorreu durante uma fiscalização de rotina no terminal, na noite de terça-feira (13), mas as informações foram repassadas na manhã desta sexta-feira (16). Casada e sem antecedentes criminais, a estrangeira teve a bagagem selecionada para inspeção, após se mostrar nervosa e não explicar os motivos da viagem ao Brasil.

Na mala de Crhistine havia seis embalagens de produtos, como sabão, amaciante e alvejante. A PF informou que a droga se apresentava na forma líquida para dificultar a fiscalização da polícia, mas não se encontrava misturada com o material de limpeza. As substâncias passaram por testes, que confirmaram a presença do entorpecente.

Embalagnes de sabão para lavar roupas com cocaína líquida foram encontradas em mala de enfermeira filipina, no Aeroporto do Recife — Foto: Polícia Federal/DivulgaçãoEmbalagnes de sabão para lavar roupas com cocaína líquida foram encontradas em mala de enfermeira filipina, no Aeroporto do Recife — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Embalagnes de sabão para lavar roupas com cocaína líquida foram encontradas em mala de enfermeira filipina, no Aeroporto do Recife — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Além da droga, os policias federais encontraram com a filipina um celular, um cartão de embarque e dinheiro brasileiro e estrangeiro. Eram cédulas que totalizavam U$ 301, ou R$ 1.140, e 101 ringgits malaios, o equivalente a cerca de R$ 100.

Aos policiais federais, a filipina disse que recebeu a droga em São Paulo. Não informou quem entregou a cocaína nem quem receberia o entorpecente no Vietnã. Também evitou falar sobre quanto receberia pelo transporte.

Dólares, reais e dinheiro da malásia foram encontrados com a enfermeira filipina, presa pela PF no Recife com cocaína escondida em embalagens de sabão líquido para lavar roupas — Foto: Polícia Federal/DivulgaçãoDólares, reais e dinheiro da malásia foram encontrados com a enfermeira filipina, presa pela PF no Recife com cocaína escondida em embalagens de sabão líquido para lavar roupas — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Dólares, reais e dinheiro da malásia foram encontrados com a enfermeira filipina, presa pela PF no Recife com cocaína escondida em embalagens de sabão líquido para lavar roupas — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Autuada por tráfico internacional de drogas, a estrangeira seguiu para a sede da Polícia Federal, na área central do Recife. Caso seja condenada, ela poderá pegar penas que variam de cinco a 20 anos de reclusão.

Após a autuação, Crhistine passou por um exame de corpo de delito, no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central da capital pernambucana.

Em seguida, foi levada para a audiência de custódia, que confirmou a prisão preventiva. A filipina encontra-se na Colônia Penal Feminina, no Engenho do Meio, na Zona Oeste.

Substância em embalagem de sabão líquido encontrada em mala de turista no Aeroporto do Recife foi submetida ao narcoteste, que comprovou se tratar de cocaína líquida — Foto: Polícia Federal/DivulgaçãoSubstância em embalagem de sabão líquido encontrada em mala de turista no Aeroporto do Recife foi submetida ao narcoteste, que comprovou se tratar de cocaína líquida — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Substância em embalagem de sabão líquido encontrada em mala de turista no Aeroporto do Recife foi submetida ao narcoteste, que comprovou se tratar de cocaína líquida — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Estatísticas

De acordo com a Polícia Federal, esta foi a 12ª apreensão de drogas feita este ano no Aeroporto do Recife.

Em 2018, ocorreram 15 prisões, sendo nove mulheres e seis homens. Foram apreendidos 49,1Kg de cocaína e 86,5Kg de haxixe.

Em 2017, foram realizadas 22 prisões, sendo 12 homens e 10 mulheres. Os agentes apreenderam 45,9Kg de cocaína, 43Kg de skank, 22,8Kg de haxixe, 10,4Kg de metanfetamina e 30 quilos de maconha.

Outros casos

Em setembro de 2016, a PF apreendeu 3,8 quilos de cocaína diluídos em cachaça, produto para higiene bucal e xampu. As cinco embalagens com o entorpecente estavam na bagagem de um jovem cearense, que tentava embarcar para Lisboa, em Portugal.

Dias depois, os agentes prenderam uma doméstica paraense que foi flagrada no Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre com um quilo de cocaína. A mulher tentava embarcar para Cabo Verde, na África, com a droga escondida em embalagens de produto para descolorir o cabelo.

Fonte: G1

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas