Santana do Cariri. Prefeito Pedro Henrique mais perto da cassação

Por Madson Vagner

A notícia do cancelamento da sessão que elegeu o vereador Arclébio Dias para a presidência da Câmara, caiu como uma bomba na gestão do prefeito Pedro Henrique (MDB). Apesar de pouco tempo à frente da administração, o jovem prefeito já acumula muitos desafetos na Prefeitura e na Câmara de Vereadores.

Pedro Henrique tem contra sua administração sete vereadores e uma série de denúncias de corrupção que podem levar a sua cassação. Uma certeza os aliados do prefeito têm, se a oposição ganhar a eleição da Câmara, sua cassação é uma questão de tempo. Com desgastes causados por atrasos de salários e de fornecedores as críticas estão surgindo de todos os lados.

Seu pai, Pedro de Gerson (para muitos o gestor de fato), tenta reverter a situação junto aos vereadores, mas até agora o quadro está inalterado. Pedro Henrique paga o preço pela inexperiência.

Decon interdita loja de móveis e eletros em Juazeiro do Norte-CE

Por Agência News Cariri

Em véspera de Black Friday e a loja de móveis e eletrodomésticos  Ricardo eletro foi interditada pela Decon em Juazeiro do Norte-CE na manhã desta quinta-feira, dia 22. A motivação se deu devido à falta de documentação.

 Dois fiscais foram até a Rua Santa Luzia, na referida loja e constataram que a loja não possui certificado do Corpo de Bombeiros e alvará sanitário, ocasionando a interdição.

Neste  mesmo dia, outros estabelecimentos comerciais foram vistoriados, mas não houve interdições. A loja poderá voltar a funcionar, assim que apresentar a documentação necessária ao Decon. 

Banco do Nordeste assina Carta Aberta pelos Direitos Humanos

 Em solenidade realizada em Brasília (DF), na manhã desta quarta-feira, 21 de novembro, o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, assinou a “Carta Aberta – Empresas pelos Direitos Humanos”, documento do Estado Brasileiro que expressa o firme compromisso das empresas signatárias na defesa e promoção dos direitos fundamentais da pessoa humana.Estavam presentes o presidente da República em exercício, Rodrigo Maia; o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli; a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, e o presidente em exercício da Câmara, Fábio Ramalho.

A assinatura se insere na solenidade de entrega do Prêmio Direitos Humanos 2018, bem como nas comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. “O evento é um reconhecimento a todos vocês que enfrentam esta luta. Queremos agradecer também às empresas que assinaram esta carta que é um compromisso com as garantias aos direitos humanos. Todos aqui estamos unidos em torno do que realmente é importante: o fazer o bem”, disse o ministro de Desenvolvimento Humano, Gustavo Rocha.

O Banco do Nordeste também atende aos princípios do Pacto Global, iniciativa desenvolvida pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, proteção ambiental e combate à corrupção.

A Carta

O documento denominado “Carta Aberta” trata de temas ligados à economia, relações trabalhistas, relações de consumo, cadeia produtiva, desenvolvimento regional e nacional sustentável, além de outros assuntos. Entre os principais compromissos estão:

  1. Adotar política/programa de Direitos Humanos e integrá-los em todas as áreas da empresa;
  2. Implementar atividades educativas em Direitos Humanos para sua força de trabalho e colaboradores;
  3. Promover ações de valorização do trabalho de afrodescendentes, de pessoas com deficiência física ou sensorial, de mulheres, de pessoas idosas, de defensores de Direitos Humanos, ambientalistas e comunicadores sociais;
  4. Adotar política de comunicação, fiscalização e sanção direcionada a seus colaboradores para a preservação dos Direitos Humanos e a prevenção de práticas reprovadas;
  5. Promover ampla divulgação, tanto corporativa quanto na área de atuação, de canais públicos de denúncias de ofensas a Direitos Humanos (Disque 100, Ligue 180);
  6. Realizar periodicamente auditorias (due diligence) em matéria de Direitos Humanos, aferindo o impacto real e potencial de suas atividades, prestando contas sobre tais impactos por meio, inclusive, de publicação de relatórios.

 

BIBLIOTECA SENAC JUAZEIRO PROMOVE EXPOSIÇÃO DA CULTURA DO CARIRI

O artista utiliza materiais recicláveis para contar a história de vida e cultura do Nordeste

Em comemoração aos 30 anos da Biblioteca do Senac Juazeiro, foi aberta ao público a Exposição “Representação Viva da Cultura Nordestina”, do artista Cláudio Lopes. Utilizando materiais recicláveis, transformando o lixo em arte, o trabalho de Cláudio Lopes apresenta um pouco da história da vida e da cultura típica da região do Cariri, através do Engenho da Rapadura, da Casa de Farinha, da Casa do Patativa do Assaré, da Estação Ferroviária e da Vila Juazeiro.

A inspiração do artista vem das famílias, avós e pais que viveram nesta época, incentivando os filhos de hoje a resgatarem a memória cultural do povo nordestino, mostrando a forma como eles trabalhavam dentro de suas cidades.

A exposição, que fica aberta até o final de novembro, celebra o momento histórico da Biblioteca do Senac, que sempre serviu como fonte de apoio à formação, educação e cultura em níveis institucional e regional. Inaugurada no dia 11 de outubro de 1988, desde então, cumpre seu papel na construção do saber ao apoiar e impulsionar a cultura, levando informações e fomentando a pesquisa e a leitura, além de realizar eventos que beneficiam a comunidade caririense.

Serviço:
Exposição Representação Viva da Cultura Nordestina

Local: Rua São Luís, s/n – São Miguel – Juazeiro do Norte

Aberto ao público

Operação desarticula esquema de sonegação de R$ 18 milhões em ICMS na Bahia; três são presos

Uma operação do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), Polícia Civil e Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA), deflagrada na manhã desta quinta-feira (22), desarticulou um esquema de sonegação de R$ 18 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na Bahia.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a Operação Mosaico cumpriu três mandados de prisão e oito de busca e apreensão em Salvador e Camaçari, na região metropolitana.

O alvo principal da operação foi uma empresa varejista de pedras naturais, apontada por não repassar aos cofres públicos o valor do ICMS cobrado de clientes e declarado ao fisco.

Operação Mosaico foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador e Camaçari — Foto: Alberto Maraux/SSP-BAOperação Mosaico foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador e Camaçari — Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

Operação Mosaico foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador e Camaçari — Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

Conforme apontam as investigações, o esquema de sonegação envolvia também a criação de outras empresas no mesmo ramo de atividade, que funcionavam por curtos períodos de tempo, assim como a utilização de sócios laranjas, para que o débito fosse direcionado para pessoas de baixa renda, na maioria das vezes empregados ou ex-empregados das empresas constituídas.

Ainda conforme as investigações, além da intenção de burlar o fisco estadual, as fraudes contribuíram para desestabilizar o mercado ao configurarem concorrência desleal e ainda permitiram aos envolvidos acumular patrimônio de forma irregular, configurando crimes contra a ordem tributária.

Policiais civis durante a Operação Mosaico, deflagrada na manhã desta quinta-feira (22), na Bahia — Foto: Alberto Maraux/SSP-BAPoliciais civis durante a Operação Mosaico, deflagrada na manhã desta quinta-feira (22), na Bahia — Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

Policiais civis durante a Operação Mosaico, deflagrada na manhã desta quinta-feira (22), na Bahia — Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

De acordo com a SSP-BA, a operação contou com a participação de nove promotores de Justiça, 23 servidores da Sefaz, 10 delegados, 48 agentes da Polícia Civil e 12 policiais militares da Cipfaz, além de 10 viaturas. As investigações tiveram a participação da Coordenadoria de Segurança e Inteligência Institucional (CSI) do MP-BA.

A força-tarefa responsável pela Operação Mosaico é integrada pela Promotoria de Justiça Regional Especializada no Combate à Sonegação Fiscal de Camaçari, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica, as Relações de Consumo e a Economia Popular (Gaesf) do MP-BA, pela Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (Infip) da Sefaz-B, pela Companhia Independente de Polícia Fazendária (Cipfaz) e pela Polícia Civil. Os mandados de prisão e busca e apreensão foram expedidos pela Vara Criminal de Camaçari.

Operação Mosaico desarticulou esquema que sonegou R$ 18 milhões em ICMS na Bahia — Foto: Alberto Maraux/SSP-BAOperação Mosaico desarticulou esquema que sonegou R$ 18 milhões em ICMS na Bahia — Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

Operação Mosaico desarticulou esquema que sonegou R$ 18 milhões em ICMS na Bahia — Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

Operação Mosaico foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador e Camaçari — Foto: Andrea Silva/TV BahiaOperação Mosaico foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador e Camaçari — Foto: Andrea Silva/TV Bahia

Operação Mosaico foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador e Camaçari — Foto: Andrea Silva/TV Bahia

Viatura da Polícia Civil durante a Operação Mosaico, em Salvador — Foto: Andrea Silva/TV BahiaViatura da Polícia Civil durante a Operação Mosaico, em Salvador — Foto: Andrea Silva/TV Bahia

Viatura da Polícia Civil durante a Operação Mosaico, em Salvador — Foto: Andrea Silva/TV Bahia

Fonte: G1

Economia brasileira cresce 1% no terceiro trimestre, diz FGV

A economia brasileira cresceu 1% do segundo para o terceiro trimestre deste ano. A estimativa é do Monitor do PIB (Produto Interno Bruto), da FGV (Fundação Getulio Vargas).

De acordo com o estudo, divulgado nesta quinta-feira (22), o PIB se expandiu 1,7% na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, e acumula alta de 1,6% em 12 meses. As informações são da Agência Brasil.

Considerando-se apenas setembro, houve avanços de 0,4% na comparação com agosto deste ano e de 1,1% em relação a setembro de 2017.

 

O crescimento de 1% do segundo para o terceiro trimestre foi seguido pelos três grandes setores produtivos: serviços (0,7%), indústria (0,7%) e agropecuária (2,4%). Entre os segmentos da indústria, a maior alta foi anotada na construção (1,5%).

Também teve crescimento a indústria da transformação (0,7%).

No entanto, tiveram queda a indústria extrativa mineral (-0,7%) e a geração de eletricidade (-0,4%).

Entre os serviços, as maiores altas foram observadas nos segmentos de transportes (2,5%) e comércio (1,3%). Apenas o setor de outros serviços teve queda, de 0,1%.

DEMANDA

Sob a ótica da demanda, a alta foi puxada principalmente pela formação bruta de capital fixo, que são os investimentos.

O setor cresceu 7% de um trimestre para outro. O consumo das famílias também aumentou, mas de forma mais moderada: 0,7%. O consumo do governo, por outro lado, caiu 0,1%.

No setor externo, observou-se um avanço de 8,6% nas exportações entre o segundo e o terceiro trimestre. As importações, no entanto, tiveram um crescimento mais expressivo no período: 11%. Com informações da Folhapress.

Fonte: notícias ao minuto