Como manter os lábios hidratados e protegidos no verão

A boca padece com o calor e os raios solares. Saiba os cuidados que você deve tomar para evitar problemas na região

Parece que é no frio, quando as rachaduras pipocam graças ao clima seco, que os lábios sofrem mais. Mas só parece. No verão, a boca precisa de proteção extra tanto quanto a pele do rosto.

Pra começo de conversa, os raios ultravioleta também aumentam o risco de tumores por ali. “Os cânceres mais comuns na região são do tipo que não costumam se espalhar pelo resto do corpo. Mas eles tendem a ser diagnosticados em estágio avançado”, explica André Braz, dermatologista da Policlínica Geral do Rio de Janeiro.

“E, quando isso acontece, geralmente precisamos remover uma parte grande do lábio”, completa o médico. Ou seja, embora o risco de morte não seja grande, o de marcas no rosto é considerável.

Além disso, o sol é um financiador do envelhecimento precoce. Logo, lábios muito expostos a sua radiação têm maior risco de ficarem enrugados antes do tempo. “Como é uma área de transição entre pele seca e a mucosa da parte interna da boca, ela não tem a última camada da derme”, aponta Braz. “Por isso, é mais sensível e possui uma menor capacidade de se defender da radiação”, completa.

Rotina de cuidados

Antes de se expor ao sol, passe um protetor específico para os lábios. “Ele deve ser colorido para oferecer proteção física e química contra a radiação”, orienta Braz. Depois que já estiver ao ar livre, reaplique a cada duas horas ou sempre que a barreira física parecer sumir, como no caso de um mergulho na água.

Vale também investir em um hidratante labial. É que, mais do que provocar rachaduras, a secura abre caminho para micro-organismos nocivos. “Se a pessoa pega um sol muito forte e a boca resseca, a imunidade pode cair, o que favorece o aparecimento do herpes e outras infecções orais”, alerta Braz.

E não precisa ser nenhum produto muito rebuscado. A boa e velha manteiga de cacau dá conta do recado.

Alguns itens oferecem ainda antioxidantes e outros nutrientes em sua composição, mas, nesses casos, é preciso atenção. “Produtos com vários princípios ativos geralmente prometem mais do que cumprem”, comenta Braz.

Na dúvida, opte por um hidratante que ofereça apenas uma substância principal, como a vitamina C, e escolha marcas confiáveis, de preferência recomendadas pelo dermatologista. O segredo é usar o protetor durante o dia e, a partir do fim da tarde, hidratar o local.

Ah, e não adianta usar um produto por cima do outro. Isso diminui a aderência e, consequentemente, a eficácia dos dois.

Fonte: Editora Abril

Bella Thorne emociona com relato sobre abuso sexual aos 14 anos

A atriz Bella Thorne fez um chocante relato em suas redes sociais, no qual revelou ter sido abusada sexualmente aos 14 anos. A história veio à tona depois da campanha #TimesUP’, protagonizada por diversas celebridades hollywoodianas.

“Eu fui abusada sexualmente até chegar aos 14 anos. Parou quando eu finalmente tive a coragem de trancar a minha porta e ficar encostada nela. A noite toda. Esperando por alguém que se aproveitaria da minha vida outra vez. Sempre esperei para que isso parasse e parou. Mas alguns não têm tanta sorte de sobreviver. Por favor, ajudem todas as almas abusadas”, afirmou a atriz sem dar detalhes do que sofreu.

Nos comentários, muitos fãs enviaram mensagens de apoio à atriz, que hoje tem 20 anos.

Fonte: Notícias ao Minuto

Bateria de iPhone explode em loja da Apple e faz sete feridos

50 pessoas tiveram de ser retiradas da loja

A bateria de um iPhone explodiu em numa loja da Apple em Zurique, na Suíça. Sete pessoas ficaram feridas após o incidente, de acordo com o ‘Mirror’.

A loja foi imediatamente evacuada e 50 pessoas foram retiradas do estabelecimento, que se situa em Bahnhofstrasse, numa rua de comércio e movimento intenso.

A explosão teria causado pequenas queimaduras em um dos funcionários da loja e lançado receios de intoxicação devido à fumaça. Nenhum dos sete feridos teve de ser hospitalizado.

Fonte: Notícias ao Minuto

Delator acusa Serra de receber R$ 52,4 milhões ilícitos

Pedro Novis prestou depoimento à Polícia Federal em 13 de junho de 2017, mas informações só foram divulgadas nesta terça-feira (9)

O ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava Jato, Pedro Novis, afirmou em depoimento à Polícia Federal que o senador José Serra (PSDB-SP) recebeu para si ou solicitou para o partido R$ 52,4 milhões entre 2002 e 2012. O executivo detalhou os valores para os investigadores.

As declarações foram prestadas em 13 de junho de 2017 e reveladas nesta terça-feira, 9, pelo Valor Econômico. O Estado confirmou o depoimento.

Por meio de sua assessoria, o tucano afirma que “jamais recebeu qualquer tipo de vantagem indevida”.

Em depoimento, Pedro Novis relatou que teve contato com Serra ainda na década de 80, mas, somente em 2002, o tucano “solicitou recursos”.

“Este pedido ocorreu pessoalmente no escritório ou na casa de José Serra” e que sempre se encontrava sozinho com o tucano “em encontros agendados através da secretária pessoal dele”, contou o executivo.

Naquele ano, disse o executivo, “foi repassado à campanha de José Serra o montante aproximado de R$ 15 milhões”. Pedro Novis afirmou não ter conseguido “recuperar os registros dos repasses eleitorais realizados pela Odebrecht na campanha política de 2002”.

“Os recursos repassados a José Serra em 2002 provavelmente foram originados das operações da CNO no Brasil”. Novis ainda disse não saber “quem foi o responsável por operacionalizar os recebimentos dos recursos na campanha de José Serra no ano de 2002”.

Dois anos depois, em 2004, Serra disputou a Prefeitura de São Paulo. Segundo o ex-presidente da Odebrecht, o tucano recebeu “cerca de R$ 2 milhões em doações da construtora realizadas sem registro na Justiça Eleitoral”. Novis também relatou que o valor teve como origem as operações da Construtora Norberto Odebrecht.

“Os R$ 2 milhões destinados a José Serra em 2004 foram pagos em espécie e no Brasil”, afirmou.

Pedro Novis contou ter repassado a José Serra R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007 por meio de “uma conta bancária no exterior fornecida por José Amaro Ramos”.

“Os R$ 4,5 milhões equivaleriam na época a quantia de 1,6 milhão de euros”, disse. “Foi José Serra quem disse ao declarante que José Amaro Ramos era a pessoa credenciada para receber o repasse de R$ 4,5 milhões relacionado à campanha de 2006; que conversou pessoalmente com José Amaro Ramos, tendo recebido de suas mãos o número da conta para a qual seriam transferidos os recursos destinados a José Serra.”

O executivo ligado à Odebrecht narrou à PF que José Amaro Ramos “não demonstrou estar incomodado em fornecer uma conta bancária no exterior para receber os recursos destinados à campanha eleitoral de Serra em 2006”. Pedro Novis afirmou não saber se os recursos depositados fora do País retornaram para a campanha do tucano.

De acordo com o relato, “o repasse de R$ 4,5 milhões a José Serra não pode ser relacionado a qualquer contrato específico que a CNO possuía no Estado de São Paulo e quando José Serra assumiu o governo em 2007, a CNO possuía contratos com o Estado de São Paulo, dentre os quais um dos lotes das obras do Rodoanel Sul”.

“Não foi tratado com José Serra nenhum tipo de contrapartida ao repasse dos R$ 4,5 milhões a sua campanha eleitoral em 2006 e os R$ 4,5 milhões repassados à campanha de José Serra também englobam valores pagos no ano de 2007 a título de quitação de dívidas de campanha.”

Em 2008, relatou Pedro Novis, o tucano solicitou “R$ 3 milhões em doações eleitorais para as campanhas municipais do PSDB no Estado de São Paulo”. O executivo disse que o valor foi pago em espécie no Brasil “a um emissário indicado por José Serra”.

No entanto, Novis afirmou que “não possui o nome ou qualquer outra informação relacionada ao emissário de José Serra que recebeu os R$ 3 milhões repassados em 2008”.

O delator narrou que no ano seguinte José Serra o procurou para informar que Sérgio Guerra – morto em 2014 – o procuraria “para discutir o projeto das campanhas do PSDB em 2010”. Pedro Novis relatou ter se encontrado com Sérgio Guerra “em duas oportunidades”.

“Sérgio Guerra solicitou ao declarante que fosse repassado ao PSDB R$ 30 milhões; que de fato condicionou o repasse de recursos para o PSDB à solução dos antigos créditos que a CNO possuía junto à DERSA”, disse Novis em depoimento.

“Sérgio Guerra concordou em levar o pleito ao governador José Serra, quando então foi estipulado que 15% dos valores a serem pagos seriam destinados às campanhas do PSDB.”

No depoimento, Pedro Novis disse que José Serra lhe confirmou “que o acordo estava assegurado, ou seja, que 15% dos valores a serem pagos pelo governo de São Paulo à CNO seriam repassados à campanha eleitoral do PSDB”.

“O valor líquido do pagamento acordado alcançou o montante de aproximadamente R$ 160 milhões, motivo pelo qual calculou em R$ 23,3 milhões o valor a ser repassado para o PSDB”, declarou.

Segundo o Valor Econômico, houve ainda um suposto pagamento a Serra para a campanha de 2012. O repasse de R$ 4,6 milhões teria sido entregue a um assessor de Rubens Jordão – morto em 2013.

Defesas

“O senador José Serra esclarece que jamais recebeu qualquer tipo de vantagens indevidas de qualquer empresa ou indivíduo, especialmente da Odebrecht. Mais que isso, nunca tomou medidas que tenham favorecido a Odebrecht em nenhum dos diversos cargos que ocupou em sua longa carreira pública, como afirmou o seu ex-presidente da empresa Pedro Novis em depoimento.”

A reportagem está tentando contato com José Amaro Ramos. O espaço está aberto para manifestação.

Fonte: Notícias ao Minuto

Carnaval 2018: Recife anuncia programação que vai de Gaby Amarantos a Paralamas do Sucesso

Homenageando Jota Michiles e Nena Queiroga, o carnaval 2018 do Recife conta com 43 polos de pura folia. Entre os artistas estão Spok, Getúlio Cavalcanti, Lenine, Fafá de Belém, Paralamas do Sucesso, Gaby Amarantos, Monobloco, Fundo de Quintal, Natiruts, Skank, Nando Reis, Almir Rouche, Elba Ramalho e Alceu Valença. A programação completa da festa de Momo da capital pernambucana foi divulgada nesta terça-feira (9), durante coletiva de imprensa no Paço do Frevo, na área central do Recife.
O Marco Zero recebe, no sábado (10), Lenine, Fafá de Belém, Paralamas do Sucesso e Gabi Amarantos. O domingo (11) foi dedicado ao samba com Monobloco e Fundo de Quintal. Na segunda-feira (12), Devotos, Natiruts, Skank e Nando Reis. O encerramento ficará por conta do Maestro Forró, Almir Rouche, Elba Ramalho e Alceu Valença.

Fonte: G1

Corpo de idoso de 80 anos é encontrado em rio, no sul da Bahia

O corpo de um idoso de 80 anos foi encontrado boiando no Rio Cominho, na noite de segunda-feira (8). O local fica no bairro Barra, município de Ilhéus, sul da Bahia.

De acordo com a polícia, a vítima é Nilton Marcal Fonseca. Ainda não há detalhes do que causou a morte, mas a suspeita da polícia é de que ele tenha se afogado. Nilton estava de sunga, quando foi encontrado morto.

O corpo dele foi removido pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde deve ser periciado. O Corpo de Bombeiros não chegou a ser acionado. A polícia não tinha informações sobre sepultamento.

Fonte: Notícias ao Minuto