LOGO-NEWS-CARIRI

Banco de Pedra Branca é novamente alvo de ataque

Publicidade

A cidade de Pedra Branca (a 261Km de Fortaleza) foi novamente alvo da ação de assaltantes, ontem. Segundo informações da Polícia, o ataque teve início por volta de 1h30. Os suspeitos teriam se espalhado em vários pontos estratégicos para observarem uma possível aproximação da PM e revidar a qualquer ação que pudesse impedir a explosão da agência.
Moradores de Pedra Branca relataram à Polícia que escutaram vários disparos de armas de fogo, que antecederam fortes explosões que vinham do Bradesco. Depois que as dinamites foram detonadas, a agência ficou totalmente destruída, o cofre foi aberto e parte do dinheiro que estava lá foi levada.
A estratégia para manter a Polícia afastada foi diferente das outras vezes em que os bancos de Pedra Branca foram atacados: ao invés de sitiarem a cidade, parte do bando, formado por cerca de 15 bandidos, entrou na agência bancária e a outra parte circulou em carros e motocicletas efetuando disparos. Foram encontrados cartuchos de munições de calibres 12, 38 e 380.
Cerca de 20 minutos depois, o grupo fugiu. Dentre os veículos usados na ação a Polícia identificou uma caminhonete Volkswagen, modelo Amarok, de cor prata; e um automóvel Chevrolet, modelo Onix, de cor branca.
Um Volkswagen, modelo Crossfox, de cor preta, placas HYF 2044, de Itapipoca, que deu apoio à ação criminosa, foi abandonado e queimado na estrada do Sítio Timbaúba, na Zona Rural de Pedra Branca.
Recorrente
Este foi o 17º ataque a banco no Ceará em 2017 e o segundo da cidade em pouco mais de sete meses. No dia 31 de julho de 2016, o Banco do Brasil de Pedra Branca também foi explodido.
A mesma agência do Bradesco atacada, ontem, já havia sido explodida duas vezes em 2015. O delegado Raphael Vilarinho, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), disse que não existe uma preferência dos bandidos pela região. \”Eles procuram facilidades e encontram na região de Pedra Branca, porque a grande maioria dos suspeitos é de lá e conhecem muito bem a área e todas a rotas de fuga\”.
A DRF deteve 10 pessoas que atuaram em ataques em Pedra Branca e Senador Pompeu, no ano passado. São eles Fábio Jandson Gomes de Souza, Lourival Barreto Braga Júnior, Douglas Aparecido Piovesan, Antônio Alexandre Gonçalves, Reginaldo Lima do Nascimento, José Aremilton Gonçalves Almeida, José Marcelo Rodrigues de Oliveira, Antônio Adriano Araújo Rufino, Lourival Barreto Braga e Antônio Erialdo Goes de Souza.
Segundo o delegado, alguns integrantes do bando não foram capturados na operação e se reorganizaram. \”Eles montaram outro grupo, mas nós vamos desarticular novamente. Já temos nomes de suspeitos e as investigações estão sendo aprofundadas. Prendemos muitos assaltantes de banco, mas a maioria deles fugiu do Sistema Penitenciário, em 2016. Um desses fugitivos é ‘Pequeno’ (Wellington Matias de Moura), que é um dos maiores ‘explosivistas’ do Ceará. Nosso trabalho está sendo refeito para que todas essas pessoas voltem para trás das grandes\”.

Diariodonordeste

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

FFC272FC-CA03-4A94-A7A0-38967487BE92
3FB15E2F-83D2-4049-A223-93DA1E6E9C5B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas