Paciente de 102 anos ganha bolo de aniversário da equipe do Hospital São Raimundo, no Crato

Você não está com a vista embaçada não! Você leu certo! São 102 anos mesmo! De forma singela, teve bolo e parabéns com a equipe médica, da enfermagem e os familiares da Dona Raimunda.

Uma fratura no fêmur a trouxe para o Hospital São Raimundo, Crato, referência para a macrorregião de saúde no estado quando o assunto é urgência e emergência em ortopedia.

Esse, por sinal, é um dos acidentes mais comuns em pessoas da melhor idade, ou seja, acima dos 60 anos.
Estima-se que metade do atendimento que chega aqui é relacionado à acidente com idosos. Fica o alerta!!!

A data especial não poderia passar em branco! Parabéns, Dona Raimunda! Desejamos muita saúde para a senhora!😘🎂

Com informações Assessoria de Imprensa HSR

Com 93,9% de ocupação hoteleira, Ceará deve receber 74 mil turistas neste feriadão

O Ceará deve receber 74 mil turistas no feriadão de 15 de novembro. O número é 11% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o feriado caiu numa quinta-feira. Já a taxa de ocupação hoteleira deve ficar em 93,9%, índice quase 7% maior que o de 2018. Os dados são do setor de Estudos e Pesquisas da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur).

A pesquisa mostra também que a movimentação dos visitantes deve gerar receita de R$ 122 milhões, valor 26% maior que o do ano passado, quando a chegada dos turistas trouxe R$ 96 milhões de receita. Mais da metade dos visitantes (40.863 pessoas) deve ficar hospedada na rede hoteleira, distribuídos em hotéis (97% de ocupação), flats (92%), pousadas (81%) e alberges (66%).

“Esses dados apontam que não houve cancelamentos nas reservas e que temos nos mantido bem. Para o fim do ano, estamos apostando em uma campanha unificada do Nordeste e da operadora CVC com a hashtag #nordestelindo”, destaca o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho.

Nos principais destinos do restante do Estado, a taxa de ocupação hoteleira também está muito boa, com média de 90%, conforme a pesquisa realizada nesta quinta-feira pela Setur. Jericoacoara tem 96,5%, Guaramiranga tem 94%, Porto das Dunas 92%, Trairi 91%, Cumbuco 90%, Morro Branco 89%, Canoa Quebrada 88% e Juazeiro do Norte com 82%.

Além da ocupação hoteleira, a procura por hospedagem no Airbnb também está alta, tanto na Capital como nas principais praias. Em Fortaleza e nas cidades de Aracati, Aquiraz, Caucaia e Jericoacoara a média está em 79%.

Sessão concede títulos de cidadania e de utilidade pública

Na noite de segunda-feira (11) a sessão ordinária da Câmara cratense deu espaço a uma sessão solene para a entrega de dois títulos de cidadania ao engenheiro agrônomo, Manuel Leal Costa Neto e ao ex-comerciante, Manuel dos Santos Bispo.


Natural de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, Manuel Bispo mora em Crato desde 1999 e é engajado na igreja católica como membro do Santuário Eucarístico Diocesano – Igreja de São Vicente, e desenvolve um trabalho social visitando abrigos e ajudando os mais necessitados. O Bispo agradeceu a Deus e aos vereadores pelo reconhecimento e ainda convidou todos aqueles que sentissem vontade de ajudar nas obras. A autoria do projeto que lhe concedeu o título foi do vereador Adil Sampaio (PSC).

Nascido em Paulo Afonso – BA, o engenheiro Manuel Leal mora em Crato desde 2008. Formado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), ele faz parte do corpo de engenharia do estado de Pernambuco e é professor universitário. Na sua fala, agradeceu a Deus e disse ser uma das maiores alegrias em sua vida receber a honraria da Câmara municipal. Também fez agradecimentos especiais a sua família e aos amigos que lhe acompanharam. O autor do projeto da honraria foi do vereador Tico da Serrinha (PSC).

Na sessão ordinária foi aprovado o Título de utilidade pública para a instituição Ecos de esperança do Cariri, entidade responsável pelos trabalhos da Pastoral do Menor no Bairro Alto da Penha. A autoria do projeto foi do vereador Amadeu de Freitas (PT). O Padre Arileudo Machado, pároco da Paróquia São Francisco de Assis, falou em nome da instituição, destacando que o Ecos busca assistir crianças e adolescentes em sua formação humana e religiosa, e a Pastoral do menor tem por objetivo a promoção e defesa da vida dos jovens mais pobres que vivem em situação de risco.

O Padre Arileudo informou que cerca de 320 crianças são atendidas diariamente através do Centro de educação infantil com atividades no contra turno que possui salas de brinquedoteca, aulas de artes visuais, artes cênicas, atividades de educação física, grupos de flautas além de uma formação para as famílias. O trabalho é desenvolvido em parceria com a prefeitura municipal através da secretaria de educação, além de outras secretarias, instituições e doadores anônimos. O padre agradeceu ao vereador Amadeu de Freitas pela autoria do projeto e ressaltou que o título trará uma maior responsabilidade com os trabalhos que devem ser ampliados em 2020.

Três corpos dão entrada no IML nas últimas 24h

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Três corpos deram entrada no IML de Juazeiro nas últimas 24 horas, sendo as mortes motivadas por afogamento e assassinato.

O primeiro caso foi registrado em Juazeiro, onde um jovem foi assassinado nesta quarta-feira, dia 13. O crime ocorreu nas imediações da Rua Pio Norões, no bairro João Cabral, após o jovem identificado por Cícero Yuri Alves Evangelista, de 19 anos, ter sua casa invadida e ser alvo de disparos.

O segundo caso foi registrado em Campos Sales. A vítima foi o ex-presidiário Cícero Leandro de Sousa, 28 anos, vulgo “Dequinha”. O assassinato ocorreu no centro da cidade e teria sido cometido por dois homens, que chegaram até a vítima numa moto. De acordo com testemunhas, Leandro foi alvejado com tiros no tórax e no braço direito.

Por fim, o último corpo a dar entrada no IML foi o de Maria das Neves, de 42 anos, que morreu vítima de afogamento em Mauriti. Segundo informações, a mulher chegou em casa e estava aparentemente tudo tranquilo, mas momentos depois foi encontrada boiando no tanque que era usado para armazenar água e tomar banho. Ela foi socorrida às pressas para o hospital da cidade, mas infelizmente, não resistiu e já chegou sem vida ao local.

Caixa e BB iniciam quinta fase de pagamento de abono do PIS/Pasep

O abono salarial dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) do calendário 2019/2020 começa a ser pago hoje (14) para os beneficiários nascidos em novembro e servidores públicos com final de inscrição 04.

 A Caixa Econômica Federal é responsável pelo pagamento do abono salarial do PIS. Os pagamentos são disponibilizados de forma escalonada conforme o mês de nascimento do trabalhador.

Os titulares que possuem conta individual na Caixa com cadastro atualizado receberam o crédito automático antecipado na última terça-feira (12).

Os primeiros a receber o abono foram os nascidos em julho, no caso dos trabalhadores da iniciativa privada. Quanto aos servidores públicos, os que têm inscrição iniciada em zero.

Os trabalhadores que nasceram até dezembro recebem o PIS ainda este ano. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2020.

Os servidores públicos com o dígito final de inscrição do Pasep de 0 e 4 também recebem este ano. Já no caso das inscrições com o final entre 5 e 9, o pagamento será no próximo ano.

O limite para sacar os recursos do exercício 2019/2020 será no dia 30 de junho de 2020.

O benefício é pago ao trabalhador inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias ao longo de 2018 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Para ter direito ao abono também é necessário que o empregador tenha informado os dados do empregado na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) 2018.

Para os trabalhadores que tiverem os dados declarados na Rais 2018 fora do prazo e entregues até 25 de setembro de 2019, o pagamento do abono salarial ficou disponível no último dia 4. Após esse prazo de entrega da declaração, o abono será pago no calendário seguinte.

Os trabalhadores que tiverem os dados dos últimos cinco anos corrigidos e declarados pelos empregadores na Rais também terão seu abono liberado conforme o calendário regular. Se os empregadores encaminharem correções do cadastro a partir de 12 de junho de 2020, os recursos serão liberados no próximo calendário.

O teto pago é de até um salário mínimo (R$ 998), com o valor calculado na proporção de 1/12 do salário. A quantia que cada trabalhador vai receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente em 2018.

Os herdeiros também têm direito ao saque. No caso de falecimento do participante, herdeiros têm que apresentar documentos que comprovem a morte e a condição de beneficiário legal.

O pagamento do PIS é feito pela Caixa e o do Pasep, pelo Banco do Brasil. Os clientes da Caixa e do Banco do Brasil recebem o dinheiro diretamente na conta.

Segundo a Caixa, beneficiários que não têm conta no banco, mas possuem Cartão do Cidadão com senha cadastrada podem pegar o recurso em casas lotéricas, ponto de atendimento Caixa Aqui ou terminais de autoatendimento da Caixa.

Caso não tenha o Cartão do Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer agência do banco. Nesse caso, é preciso apresentar um documento de identificação oficial.

O valor do benefício pode ser consultado no aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão pelo 0800 726 0207.

De acordo com o banco, o total disponibilizado para o pagamento do PIS no atual calendário é de R$ 16,4 bilhões, beneficiando 21,6 milhões de trabalhadores.

No caso do Pasep, pago pelo Banco do Brasil, mais de 2,9 milhões de trabalhadores têm direito ao abono, totalizando R$ 2,6 bilhões.

Este ano, a novidade é que correntistas de outras instituições financeiras podem enviar transferência eletrônica disponível (TED) sem custos. Para os clientes Banco do Brasil, o crédito automático em conta será feito dois dias antes da liberação dos pagamentos.

Entre os servidores públicos e militares, com direito ao saque do abono no exercício 2019/2020, cerca de 1,6 milhão não têm conta no Banco do Brasil. Para facilitar o recebimento, esse público não precisará se deslocar a uma das agências do banco.

Na página da internet criada pelo BB para o pagamento do benefício, o servidor poderá solicitar a transferência bancária do valor do seu abono, de acordo com o calendário de pagamento. A transferência também pode ser feita em qualquer terminal de autoatendimento do Banco do Brasil.

Os demais beneficiários (cerca de 1,3 milhão de trabalhadores) são correntistas do banco.

Para saber se tem direito ao abono, o trabalhador pode consultar o site www.bb.com.br/pasep ou telefonar para a Central de Atendimento do Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 e 0800-729-0001.

As leis complementares nº 7 e 8 de 1970, respectivamente, criaram o PIS e o Pasep. A partir de 1976, foi feita a unificação dos programas no Fundo PIS/Pasep. Até outubro de 1988 os empregadores contribuíam ao Fundo de Participação PIS/Pasep, que distribuía valores aos empregados na forma de cotas proporcionais ao salário e tempo de serviço.

Após a promulgação da Constituição de 1988, as contribuições recolhidas em nome do PIS/Pasep não acrescentam saldo às contas individuais. Os recursos passaram a compor o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), para o custeio do Programa do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e a financiamento de programas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O abono salarial que não for retirado dentro do calendário anual de pagamentos será devolvido ao FAT.

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Noticias ao minuto

Bolsas da Europa fecham em queda, com incertezas sobre acordo

As bolsas da Europa fecharam em baixa nesta quinta-feira, em meio a informações divergentes sobre o andamento das negociações comerciais entre Estados Unidos e China. Apesar de a Alemanha ter evitado uma recessão técnica, com expansão de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre, a cautela no mercado é alimentada também por dados fracos no Reino Unido e na China.

 O índice pan-europeu Stoxx 600 teve queda de 0,35%, aos 404,42 pontos.

Os mercados internacionais operam com dúvidas sobre a guerra comercial sino-americana. Na noite de ontem, o assessor de comércio da Casa Branca, Peter Navarro, negou que a chamada “fase 1” do acordo comercial entre chineses e americanos tenha atingido um impasse. Horas antes, a Dow Jones Newswires havia noticiado, com base em fontes, que Pequim estaria relutante em se comprometer com compras de produtos agrícolas dos EUA. Hoje, o porta-voz do Ministério de Comércio chinês, Gao Feng, afirmou que um corte nas tarifas que os americanos impuseram à China é “importante condição” para um acordo preliminar.

O mau humor nos mercados também é impulsionado por dados fracos na China e no Reino Unido. Em outubro, a produção industrial do país asiático avançou 4,7% na comparação interanual, abaixo das expectativas de analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que previam alta de 5,2%. As vendas do varejo e os investimentos em ativos fixos também ficaram aquém do esperado na China em outubro.

Já no Reino Unido, a queda de 0,1% nas vendas do varejo surpreendeu. O índice FTSE 100, em Londres, recuou 0,80%, a 7.292,76 pontos, na mínima do dia. As ações de Antofagasta caíram 2,82% e as do banco HSBC, 0,68%.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice DAX fechou com perda de 0,38%, aos 13.180,23 pontos. A queda da bolsa alemã ocorreu apesar de a Alemanha ter informado avanço de 0,1% no PIB do terceiro trimestre, o que evitou que a maior economia da zona do euro entrasse em recessão técnica. As quedas foram lideradas pela montadora Daimler, que registrou baixa de 4,48% após anunciar um programa de corte de custos que, segundo a própria empresa, terá impactos negativos nos ganhos de 2020.

Em Paris, o índice CAC 40 fechou em baixa de 0,10%, aos 5.901,08 pontos. Os papéis da Renault recuaram 1,46% e os da Peugeot, 0,71%.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, caiu 0,41%, aos 23.481,35 pontos. Pirelli recuou 1,27% e Intesa Sanpaolo, 0,81%.

O índice IBEX 35, da Bolsa de Madri, perdeu 0,23%, a 9.173,30 pontos

Já em Lisboa, o PSI 20 teve queda de 0,36%, aos 5.274,43 pontos.

Fonte: Noticias ao minuto

Veja as principais mudanças da ‘nova reforma trabalhista’

A nunciado como uma medida de estímulo para a contratação de jovens de 18 a 29 anos no primeiro emprego, o Trabalho Verde Amarelo está sendo usado pelo governo para fazer alterações nas regras trabalhistas. O programa, enviado por meio de medida provisória e dois projetos de lei, já é apontado no Congresso como uma segunda fase da reforma trabalhista aprovada em 2017 durante o governo Michel Temer.

 Na época, o relator da reforma era o atual secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, que agora comandou a elaboração do programa de estímulo ao emprego do governo Jair Bolsonaro.

 

Veja as principais alterações:

Auxílio-doença

A medida reduz o valor do benefício pago aos trabalhadores que sofram sequelas permanentes decorrentes de acidentes relacionados à atividade exercida. O benefício, que antes era de 50% da média dos maiores salários de contribuição, poderá cair para até 30% da média de todos os salários, incluindo os menores.

Trabalho aos domingos e feriados

O texto permite que todos os trabalhadores sejam convocados para trabalhar aos domingos e feriados. Leis que vetavam convocação de 70 categorias, como professores e funcionários de call centers, foram revogadas. Para comércio e serviços, está garantida folga em um domingo a cada quatro finais de semana. Para a indústria, está garantida a folga apenas em um domingo a cada sete.

Registro profissional

A MP revoga exigências de registros específicos para a atuação em diversas profissões, como jornalista, publicitário, atuário e corretor de seguros. O texto também acaba com a obrigatoriedade de diploma para o exercício algumas atividades.

Bancários

A medida acaba com a proibição de trabalho aos sábados nos bancos. Além disso, deixa claro que a jornada de seis horas por dia vale apenas para os bancários que trabalham nos caixas em atendimento ao público. Para os demais trabalhadores das instituições financeiras, a jornada ordinária é de oito horas.

FGTS

Acaba com o adicional de 10% da multa rescisória sobre o FGTS pago pelas empresas em caso de demissão sem justa causa.

Alimentação

O fornecimento de alimentação, seja in natura ou por meio de tickets, vales ou cupons, não tem natureza salarial e, portanto, não é tributável e nem pode ser contabilizada para efeito da contribuição previdenciária.

Gorjetas

As gorjetas recebidas pelos trabalhadores serão contabilizadas como remuneração do empregado e não poderão ter parte retida pelo empregador. Os valores recebidos a título de gorjeta devem constar das notas fiscais emitidas pelos estabelecimentos e devem ser anotados na carteira de trabalho dos empregados.

Fiscalização

Na primeira visita, os fiscais do Trabalho não poderão fechar estabelecimentos por causa de irregularidades nem aplicar multas. A primeira das fiscalizações precisará ser “pedagógica”.

Acordos

Será permitido ao trabalhador e patrão fechar um acordo extrajudicial, que será homologado por um juiz.

Fonte: Noticias ao minuto

MP do emprego Verde Amarelo reduz valor do auxílio-acidente

Dentre as inúmeras modificações nas regras trabalhistas que o governo incluiu sem alarde da Medida Provisória do emprego Verde Amarelo, também há mudanças significativas para quem precisar do auxílio-acidente. A medida reduz o valor do benefício pago aos trabalhadores que sofram sequelas permanentes decorrentes de acidentes relacionados à atividade exercida.

 Até então, o auxílio-acidente era pago considerando metade do chamado salário de benefício, antes calculado pela média aritmética de 80% dos maiores salários de contribuição para o INSS. Mas, com a sutil mudança da MP, o cálculo do auxílio-acidente passará a ser a metade do benefício de aposentadoria por invalidez a que o segurado teria direito sob as novas regras previdenciárias.

A diferença crucial é que a reforma da Previdência reduziu o valor das aposentadorias de quem contribuir o mínimo de 15 anos para apenas 60% do salário de benefício – que passou a considerar a totalidade dos salários de contribuição, e não apenas os maiores valores. Para receber 100% do salário de benefício, o trabalhador que ainda entrar no mercado de trabalho precisará contribuir por 40 anos no caso dos homens, e 35 anos no caso das mulheres.

Trocando em miúdos, o auxílio-acidente, que antes era de 50% da média dos maiores salários de contribuição, poderá cair para até 30% da média de todos os salários, incluindo os menores.

A MP também restringe os casos em que o auxílio-acidente será concedido. Hoje, basta uma perícia médica atestar a existência de sequela que impeça do trabalhador de exercer a mesma atividade de antes. O novo texto, no entanto, estabelece que serão consideradas apenas as sequelas “especificadas em lista elaborada e atualizada a cada três anos pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, de acordo com critérios técnicos e científicos”.

Durante a apresentação da MP, na última segunda-feira (11), o secretário de Previdência e Trabalho da pasta, Rogério Marinho, e os demais técnicos presentes no Palácio do Planalto nem mesmo chegaram a citar essa mudança. Também não houve nenhuma comunicação sobre quando será elaborada essa “lista de sequelas” aceitáveis pelo governo.

Fonte: Noticias ao minuto

Brasil entrega presidência do Brics e destaca trabalho em inovação

Com o fim da 11ª Cúpula do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o Brasil entregou hoje (14) a presidência rotativa do bloco. Na avaliação do presidente Jair Bolsonaro, guiado pelo lema “Crescimento Econômico para um Futuro Inovador”, durante este ano, o Brasil conseguiu dar ênfase à inovação, “essencial para fomentar a produtividade e competitividade de nossas economias, condições necessárias para o desenvolvimento e bem-estar dos nossos povos”.

 Segundo o presidente, os países do grupo têm buscado criar os meios práticos para que a cooperação ajude a assegurar às economias a permanente atualização tecnológica, exigida pela economia digital, com destaque para a criação da Rede de Inovação do Brics, do Instituto de Redes Futuras e para a parceria para a Nova Revolução Industrial. “Por meio dessas instâncias, nossos países podem aumentar a pesquisa científica, estimular a produção de bens e serviços inovadores e melhor capacitar os profissionais”, destacou Bolsonaro.

De acordo com o presidente, o Brasil também orientou a reunião de jovens cientistas para a discussão sobre inovação e juventude

Durante seu discurso na sessão plenária da cúpula do Brics, que aconteceu no Palácio do Itamaraty, em Brasília, Bolsonaro ressaltou a importância da cooperação entre os cinco países e fez um balanço dos principais temas tratados durante o ano. “Essas reuniões resultaram em um maior conhecimento recíproco na identificação de oportunidades e de cooperação e demonstram a vitalidade e o potencial da colaboração entre governos e sociedades”, disse.

O presidente brasileiro destacou a adoção de uma perspectiva pragmática no comércio internacional e a assinatura de acordos entre as agências de promoção de comércio e investimentos. Na área da segurança, o Brasil concentrou esforços no combate ao terrorismo e na luta contra corrupção, em seminários, grupos de trabalho e uma reunião sobre recuperação de ativos.

Na saúde, a presidência brasileira do Brics focou a promoção do aleitamento materno e a pesquisa da tuberculose, com o objetivo de tornar mais barato o acesso a medicamentos. Houve avanços e ainda acordos para pesquisa energética, assistência aduaneira e de satélites.

Em 2020, a Rússia assumirá a presidência rotativa do Brics. De acordo com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, estão programados 150 eventos em diferentes níveis no próximo ano e a expectativa é ampliar a cooperação em política externa nas principais áreas de interesse dos países do bloco.

Para Putin, o Brics deveria ser mais prático em assumir ações no âmbito das Nações Unidas, em prol da resolução de questões globais cruciais e na elaboração de padrões e normas internacionais de combate ao terrorismo e ao crime transnacional.

No que se refere à cooperação econômica, a presidência russa vai propor a criação de um fundo de títulos para o Brics e novas iniciativas em matéria tributária, alfandegária e de agências antitruste. De acordo com Putin, na área de ciência e saúde, a Rússia quer ainda promover o programa Rios Limpos do Brics.

Para o primeiro-ministro da Índia, Nahendra Modi, é possível tornar a cooperação do Brics mais eficaz para enfrentar os desafios da economia global e desenvolver mais as políticas de comércio e investimentos entre os países. Ele defendeu a redução dos custos das transações comerciais e bancárias e a contínua promoção da economia digital e fomento de tecnologias de comunicação.

Modi propôs a realização de cúpulas sobre água e segurança hídrica e sobre saúde digital e o desenvolvimento de inovações nesse setor de saúde e bem-estar.

O primeiro-ministro indiano destacou ainda a importância dos países do Brics agirem juntos para fortalecer sua participação no Conselho de Segurança das Nações Unidas, na Organização Mundial do Comércio e outros órgãos globais. Modi destaca o terrorismo como uma grande ameaça à vida das populações e à economia global, e defende o aprimoramento dos mecanismos contra terroristas.

O presidente chinês, Xi Jinping, voltou a mostrar preocupação com o aumento do protecionismo e disse que os países do Brics devem se opor ao hegemonismo e à política de poder e precisam colocar em prática o multilateralismo e o peso das economias emergentes nos assuntos internacionais.

Assim como o Brasil, a África do Sul também é um país exportador de matéria-prima e, hoje, durante seu discurso na plenária do Brics, o presidente do país, Cyril Ramaphosa, falou sobre o interesse da África do Sul em aumentar o valor agregado de seus produtos e discutir os desequilíbrios comerciais entre os países do bloco.

De acordo com Ramaphosa, a partir de maio de 2020, entrará em vigor uma área de livre comércio no continente africano, com abrangência de 54 países, uma população 1,2 bilhão e US$ 3 bilhões da riqueza mundial. Para ele, além das repercussões culturais e sociais, a área vai levar à criação de novos mercados, o que poderá ser vantajoso para o Brics.

O presidente africano defendeu ainda intensificar o apoio a micro e pequenas empresas, sobretudo aquelas lideradas por mulheres, jovens e grupos minoritários. Segundo ele, esses negócios correspondem a 91% das empresas formais sul-africanas, 60% da força de trabalho e 35% das riquezas do país.

Ao final da sessão plenária, os chefes de Estado do Brics aprovaram a Declaração de Brasília, uma compilação de tudo que foi realizado sob comando da presidência brasileira no último ano e os resultados da cúpula realizada nesta quinta-feira. No documento está refletida a visão do Brics em relação à necessidade de reformar o sistema multilateral, a importância de fortalecer a arquitetura econômico-financeira internacional, ao imperativo de resolver crises regionais por meio do diálogo e da diplomacia e ao futuro da cooperação intra-Brics.

A programação do Brics em Brasília seguiu com um encontro do Conselho Empresarial do Brics e terminou com um almoço para as delegações do bloco, no Palácio do Itamaraty.

Com informação: Agência Brasil

Fonte: Noticias ao minuto

Bruno Covas deve receber alta ainda hoje

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, receberá alta e deixará o Hospital Sírio-Libanês até as 18h de hoje (14). Ele voltará para a sua residência, para repouso até o domingo (17). Na segunda-feira (18), Covas já poderá despachar no gabinete da prefeitura. A informação foi dada pela junta médica que trata o prefeito.

“O prefeito reagiu muito bem às duas sessões de quimioterapia sem qualquer efeito adverso. Ele se portou bem, suportou bem todos os medicamentos, não teve efeitos adversos. Então ele deve ter alta hoje até o final da tarde”, informou o médico David Uip, um dos coordenadores da equipe que cuida do prefeito.

De acordo com os médicos, o dia a dia do prefeito, a partir de segunda-feira (18), não deverá sofrer alterações em razão do tratamento. Ele, no entanto, não deve realizar eventos com a participação de multidões.

“Ele vai ter a rotina da vida dele. O limite maior quem dá é o paciente. A partir de segunda-feira, ele volta a ter uma vida de gabinete normal. Na vida pública, ele tem que guardar energia, não vai se expôr a grandes multidões. Mas fará as visitas que ele determinar segundo a agenda que for planejada”, disse Uip.

Os médicos ainda informaram que os coágulos (trombos) que haviam se formado no coração e no tórax do prefeito diminuíram e estão sumindo aos poucos. No período fora do hospital, Covas continuará sendo medicado com anticoagulantes.

Bruno Covas voltará ao hospital no próximo dia 25, para novos exames preparativos para a terceira sessão de quimioterapia. Ele deverá ser internado no mesmo dia para começar o tratamento – que tem duração de 30 horas contínuas – na terça-feira (26).

Segundo Uip, após a terceira sessão de quimioterapia, o prefeito deverá voltar ao hospital no início de dezembro para fazer exames de controle dos tumores. Só então a equipe médica terá resultados do impacto do tratamento na doença, e discutirá a forma de continuidade do tratamento.

Covas foi internado no dia 23 de outubro, no Hospital Sírio-Libanês, para o tratamento de uma erisipela. No dia 25, foi diagnosticada uma trombose venosa das veias fibulares e exames subsequentes diagnosticaram tromboembolismo pulmonar e o câncer. O prefeito decidiu continuar no cargo durante o tratamento, despachando e fazendo reuniões de trabalho no próprio hospital.

No dia 30 de outubro, o prefeito terminou a primeira sessão de quimioterapia, tratamento que teve início no dia anterior e durou cerca de 30 horas ininterruptas. No dia 3 de novembro, um ecocardiograma mostrou o surgimento de um coágulo no átrio direito do coração. Exames subsequentes, entre os quais uma angiotomografia arterial e venosa do tórax, demonstraram redução dos sinais de tromboembolismo pulmonar e o aparecimento de um pequeno trombo junto ao cateter venoso central.

No dia 8, novos exames mostraram que, com o uso de medicação, os trombos estavam sob controle. Covas foi liberado para realizar a segunda sessão da quimioterapia, tratamento que teve início na última terça-feira (12) e encerrou-se nesta quarta-feira (14).

Com informação: Agência Brasil

Fonte: Noticias ao minuto

Com 52,2% de redução em 2019, Ceará chega ao 19° mês de queda nos crimes violentos

O Ceará chegou, em outubro, ao seu 19° mês de redução nas estatísticas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), conforme dados apresentados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE), nesta quarta-feira (13). Já Fortaleza está em seu 20° período de diminuição no mesmo índice criminal. O resultado é proveniente dos números positivos, alcançados mês a mês, e que impactaram diretamente no balanço de 2019 (janeiro a outubro). A queda neste ano é de 52,2% se comparado ao mesmo período de 2018. Foram 2.017 mortes a menos em todo o território cearense.

Nos dez primeiros meses do ano passado foram contabilizados 3.864 CVLIs. No mesmo período deste ano, aconteceram 1.847 crimes. Entre as regiões, a que registrou melhor resultado foi Fortaleza, com queda de 57,2%, indo de 1.282 para 549. Em seguida, vem a Região Norte, com retração de 53,5%, caindo de 770 para 358. A Região Metropolitana da Capital reduziu em 49% os CVLIs, indo de 1.112 para 567. Por fim, está a redução de 46,7% no Interior Sul, onde os CVLIs caíram de 700 para 373.

“O Ceará alcança em dez meses, o menor número de CVLIs em toda a sua série histórica. Até então, o menor número de homicídios era o ano de 2009, quando foram registrados 1.881 crimes. Então isso é fruto de muito trabalho e de investimentos, capitaneados pelo governador Camilo Santana, nas forças de segurança, além do trabalho bastante integrado com a área de proteção social do Estado e com a Secretaria da Administração Penitenciária”, destacou André Costa, secretário da SSPDS, que ressaltou ainda a meta para os últimos meses do ano. “Continuaremos trabalhando com muita força para fechar o ano de 2019 com o menor número de homicídios de toda a década”, finalizou.

Outubro

No 10° mês do ano, Fortaleza teve uma queda de 56,8%, indo de 125 mortes em outubro do ano passado para 54 o mesmo mês deste ano. Entre as regiões do Ceará, a Capital foi o território com maior queda percentual. Em segundo vem o Interior Norte, com 52,1% de retração, caindo de 71 para 34 CVLIs. A Região Metropolitana foi de 108 crimes para 52 (-51,9%), e o Interior Sul, de 59 mortes, ano passado, para 36 em outubro de 2019 (-39%). No balanço do Ceará, a queda foi de 51,5%, de 363 para 176.

 

Catarina: Polícia Civil prende advogada suspeita de envolvimento com facções criminosas

A advogada foragida Elisângela Mororó, suspeita de envolvimento com organizações criminosas, foi presa nesta quarta-feira, 13, e encaminhada à Delegacia Regional do Catarina. Ela foi detida junto a dois homens suspeitos de integrar uma organização criminosa. Com os três, a Polícia apreendeu uma pistola com numeração raspada, cocaína e dois veículos. Detalhes serão divulgados em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 14, no Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro Aeroporto, em Fortaleza.

A prisão foi realizada por militares do Comando Tático Rural (Cotar) em parceria com a Polícia Civil. Elisângela estava com mandado de prisão em aberto por envolvimento em organizações criminosas e, após ser expedida a decisão, ela se manteve foragida. No dia 11 de outubro, o presidente da Ordem dos Advogados do Ceará havia afirmado, durante um evento, sobre duas ordens de prisão contra dois advogados. Uma dessas ordens, conforme O POVO apurou, era para Elisângela.

As investigações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) apontaram para o envolvimento de alguns advogados com facções criminosas no período em que foram ordenados ataques a coletivos e prédios públicos no Ceará, em setembro deste ano. Os ataques foram organizados pela facção Guardiões do Estado (GDE), conforme apuração do O POVO.

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) divulgou que celulares em presídios eram escassos e que familiares ou advogados estavam envolvidos nas ações. A diminuição do número de aparelhos teria ocorrido porque a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) retirou tomadas e intensificou as revistas. Conforme as investigações do Ministério Público, para que os “salves”, que são ordens dadas aos faccionados, saíssem dos presídios e fossem encaminhadas aos integrantes que estão em liberdade, seria necessário a utilização de “pombos-correio”. Sobre a motivação da facção para os ataques, O POVO noticiou que uma crise financeira na organização criminosa seria o “estopim” para as ações.
(Fonte: O Povo Online)