LOGO-NEWS-CARIRI

Hospital Regional do Cariri inicia vacinação; imunização segue em Fortaleza e no Interior

Foto: Nivia Uchoa

Publicidade

Vacinação no HRC teve início nesta quarta (20)

As primeiras vacinas chegaram por volta das 8h desta quarta-feira (20) ao Hospital Regional do Cariri (HRC), equipamento vinculado à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Os imunizantes eram aguardados com ansiedade pelos profissionais da saúde que, desde março de 2020, trabalham no tratamento dos casos mais graves da Covid-19. A vacinação no interior cearense teve início tão logo as substâncias aterrissaram no Estado, na última segunda-feira (18).

O primeiro a ser vacinado no HRC foi o fisioterapeuta Cícero Roberto Soares de Sousa, de 36 anos. Ele atua dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid desde a entrada do primeiro paciente, há quase um ano. “Eu me ofereci desde o começo porque eu amo o que eu faço, amo a fisioterapia e, na hora que eu recebi a vacina, passou um filme na minha mente de todas as situações que vivenciei nos meus plantões, de todas as angústias com os meus colegas da fisioterapia. Foi um momento muito comovente”, emocionou-se.

Para atender a todos os profissionais na unidade, as equipes de imunização realizam trabalhos de forma volante dentro das UTIs Covid. Para as equipes da Emergência, a vacinação acontece no foyer do Hospital. Ao todo, devem ser vacinados 596 profissionais que atuam diretamente na linha de frente do combate à Covid-19 no HRC. No momento agudo da pandemia, a unidade chegou a ter 108 leitos de UTI Covid e 50 leitos de enfermaria para a doença.

O fisioterapeuta Cícero Roberto, de 36 anos, foi o primeiro vacinado no HRC

A gerente de risco do HRC Nárya Brito é uma das voluntárias que está ajudando no processo de vacinação. “O que vemos são pessoas ansiosas para a concretização desse momento, então para que ele ocorra de forma mais rápida e assim possamos evitar longas filas, me coloquei à disposição para contribuir. Como enfermeira, como profissional de saúde, fiz um juramento, então poder fazer parte desse momento histórico é de uma emoção sem igual”, disse.

O pneumologista Jacob Duarte foi o segundo profissional a tomar a dose da vacina. “O sentimento é de alegria, de esperança e gratidão por estar iniciando hoje a vacinação”. Como a grande maioria da população, o médico não esperava que o imunizante pudesse chegar já no começo de 2021, devido às dificuldades técnico-científicas de produção. “Diante dessa realidade que se inicia, a gente só tem que agradecer, na esperança que seja produzida cada vez mais doses para imunização de toda a população”.

Do início da pandemia até agora foram atendidos 2.176 pacientes suspeitos de Covid-19; destes, 1.137 foram confirmados dentro do HRC. Atualmente, a unidade conta com 31 leitos de UTI Covid e 13 de enfermaria.

Demais unidades no Interior

No Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), a imunização nesta quarta-feira (20) começou às 13h. Foram vacinados 57 profissionais que trabalham na UTI Covid e na Enfermaria Covid. A aplicação foi realizada nos consultórios do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) da unidade.

“Para mim, é uma felicidade sem tamanho tomar essa vacina. Para quem trabalha dentro da área Covid, desfrutar desse momento significa uma segurança e esperança para todos nós, realmente é algo marcante e que me deixa satisfeito. É uma vitória do SUS (Sistema Único de Saúde) e da ciência”, destacou o fisioterapeuta Mateus Queiroz, de 24 anos, que trabalha na UTI Covid há oito meses.

Nesta quarta (20), 57 profissionais do HRSC foram vacinados

“É um sentimento de gratidão saber que a gente está levando a cura para as pessoas. A gente vê a emoção de cada um e nós também nos sentimos com esse sentimento. Foram muitas perdas durante essa pandemia e todos nós esperávamos esse importante momento. A cura chegou e, através da imunização, vamos levar a prevenção e, se Deus quiser, voltar à nossa vida como era antes”, afirma a técnica de enfermagem do município, Brena Saraiva, uma das responsáveis da Central de Imunização de Quixeramobim que aplicaram as doses.

No Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, a campanha de vacinação continua. Uma das imunizadas nesta quarta (20) foi a enfermeira Denise Martins, de 33 anos, que atua na UTI Covid-19 desde a abertura do setor na unidade. “Para mim, é muito emocionante. Hoje o dia da vacinação me faz relembrar muitos momentos de dificuldades, mas também de vitórias vivenciadas por toda a equipe. E hoje meu sentimento é de gratidão pela oportunidade, pela vida, e por ter tocado tantas vidas”, disse.

O médico da UTI Covid-19 do HRN, Emanuel Sampaio Araújo, 33 anos, também foi vacinado. Com a chegada do imunizante, ele relembra o desafio de estar na linha de frente da pandemia. “Para nós, foi um desafio enfrentar uma doença nova, que fomos aprendendo (sobre a Covid-19) e que hoje temos mais conhecimento e maior taxa de sucesso no tratamento. A vacina vem ampliar nossos esforços para reduzir os males causados pela doença e o risco de as famílias perderem seus familiares, em especial pacientes idosos e com comorbidades”, avaliou.

Em Sobral, a campanha de imunização é organizada pela Prefeitura e a vacinação ocorre no Hospital de Campanha Dr. Alves por agendamento. Ao todo, o município recebeu 2.251 doses do imunizante e a previsão, segundo a gerente do setor de imunização de Sobral, Mary Jane Linhares, é de que sejam destinadas cerca de 2.000 doses para os profissionais das instituições de saúde com setores Covid-19 na cidade.

Vacinação em Fortaleza

A vacinação também teve início na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Messejana, vinculada à Sesa. Maria Bernadete Gomes da Silva, de 59 anos, recebeu o imunizante nesta quarta-feira (20). Ela trabalha há cinco anos na unidade como copeira e comenta que já testou positivo para o coronavírus, apesar de assintomática. Por isso, ela conta, teve de dormir separada do marido, que tem 79 anos e pertence ao grupo de risco da doença, enquanto se recuperava. “Isso é a maior felicidade. Eu rezava todo dia para Deus por essa vacina. Quem está nas unidades, vê o sofrimento de familiares, dos coordenadores (da saúde), das pessoas”, comemorou.

No Hospital Geral de Fortaleza (HGF), a vacinação continuou nesta quarta-feira (20) por volta das 9h, atendendo 200 profissionais que atuam na linha de frente do combate à pandemia de Covid-19. A aplicação aconteceu em sala anexa ao hospital de campanha da unidade.

Vacinação no HGF continua; 200 profissionais da saúde receberam o imunizante contra a Covid-19 nesta quarta (20)

“É uma alegria muito grande e um alívio por lembrar de todas as dificuldades que já passamos durante essa pandemia”, compartilhou a supervisora de Enfermagem da Emergência do HGF, Edilane Perote. A profissional, que atua há dois anos na unidade, foi a primeira do dia a ser vacinada.

Responsável por aplicar o imunizante, a enfermeira Áreli Saraiva, uma das profissionais da Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS) responsáveis pela aplicação da vacina contra a Covid-19 na Capital, também celebra o início da imunização. “A gente tem a esperança de dias melhores literalmente em nossas mãos. É um momento único, que vai ficar marcado para o resto da minha vida”

Para a médica chefe do hospital de campanha do HGF, Angélica Pascoal, a maior expectativa é de que o número de casos de Covid-19 comece a diminuir no Estado com a aplicação das vacinas. No entanto, ela sublinha, ainda não é o momento de relaxar. “É importante ressaltar que precisamos manter as medidas de segurança, como o distanciamento social e o uso do álcool 70%, para proteger a nós mesmos e nossos familiares”.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas