LOGO-NEWS-CARIRI

Câmara de Juazeiro debate nota de repúdio, superfaturamento, Covid-19 e economia de gastos

Publicidade

A nota de repúdio foi contra o jornalista Cícero Lúcio que foi preconceituoso, homofóbico e deselegante com os vereadores em postagem nas redes sociais. Vereadores acionaram a Justiça

A sessão por videoconferência dessa terça-feira, dia 5, na Câmara de Juazeiro do Norte foi movimentada, os vereadores apresentaram e debateram sobre diversos temas. A nota de repúdio contra o jornalista Cícero Lúcio, que usou as redes sociais para denegrir a imagem dos parlamentares foi um dos temas.

A vereadora Auricélia Bezerra usou o Grande Expediente para repudiar a atitude do comunicador que foi, de acordo com os vereadores, homofóbico, preconceituoso e deselegante com os parlamentares da base do prefeito Arnon Bezerra.

Em uma postagem, ele afirma que os vereadores da base são contra o povo e logo abaixo faz uma analogia aos edis com termos homofóbicos, preconceituosos e deselegantes.

“Um capitão, Uma Maria João, Um filho de Firmino, Um cabeleireiro fino, A mulher de um cassado, A outra de um acusado, O bebim de carteirinha, O que pega a vizinha, O líder do batalhão, Outro que nega o irmão, Um faz nada fica parado, Outro com cara de safado, Todos com a mesma missão: DEFENDER O PATRÃO”, assim Cícero Lúcio retrata a base do prefeito na Câmara.

Auricéila afirmou que vai processar o jornalista e os demais vereadores demonstraram solidariedade a ela, que foi tratada na postagem nas redes sociais como Maria João por conta da sua orientação sexual.

Claudionor Mota também revelou que teve o seu nome envolvido na postagem.  O vereador afirmou que passou por problemas de saúde, como síndrome do pânico e se refugiou na bebida. Claudionor demonstrou grandeza e disse que se o comunicador passar por problema similar pode contar ele.

Em relação a superfaturamento, a Câmara, através dos vereadores Tarso Magno, Jacqueline Gouveia, Gledson Bezerra, Demontier Agra e Zé Barreto protocolaram projeto de indicação que cria Crédito Alimentar para os alunos da rede municipal de ensino. O projeto procura fugir de possíveis superfaturamentos dos produtos e entrega o dinheiro aos responsáveis pelos alunos que podem comprar os produtos que preferirem.

Já sobre o combate ao novo coronavírus, o vereador presidente da Câmara, Darlan Lobo, afirmou que o governo do Estado deveria paralisar as obras no Romeirão e fazer um hospital de campanha no local.

Mais uma vez ele deixou a disposição da secretaria da Saúde os valores economizados na Câmara para serem gastos no combate ao Covid-19. Mais de R$ 1,4 milhão foi economizado apenas em 2020 na gestão de Darlan Lobo. “Basta que a Sesau mostre o plano de ação que o repasse dos valores serão feitos”, finaliza o presidente.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas