Animais de estimação não transmitem coronavírus para humanos, lembra Organização Mundial da Saúde Animal

“A propagação atual do Covid-19 é o resultado exclusivo da transmissão entre seres humanos. Até o momento, não há nenhuma evidência de que os animais possam espalhar a doença”, segundo informações da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE). “Por isso, não se justifica tomar medidas contra animais de estimação que possam comprometer o seu bem-estar”, destaca a organização. A mensagem foi replicada nesta segunda-feira (16) por dezenas de associações de defesa do bem-estar animal na França, que temem que os pets possam ser abandonados ou eutanasiados no contexto de pandemia do coronavírus.

O Organização Mundial da Saude (OMS), com sede em Genebra, na Suíça, também destacou que “Não há evidências de que animais de estimação, como cães ou gatos, possam ser infectados ou espalhar o vírus responsável pelo Covid-19”. A Confederação Nacional de Defesa dos Animais (CNDA) da França divulgou nesta segunda-feira (16) um comunicado lembrando que “em 28 de fevereiro, o governo de Hong Kong anunciou em comunicado oficial a descoberta de um cão com traços do coronavírus. Testes em animais confirmaram que ele é portador da Covid-19, mas com um “baixo nível” de atividade viral”, lembra o texto.

“Sua proprietária havia sido anteriormente infectada através de contato humano com o vírus. Hoje, as notícias são bastante tranquilizadoras, o estado de saúde do cão contaminado está melhorando. Mas, após a divulgação dessas informações, muitas pessoas se perguntam se os animais de estimação podem ser vítimas diretas ou indiretas da epidemia e espalhar a doença”, reforça o CNDA. “Cientistas chineses que realizaram pesquisas informam que, até o momento, não há o menor risco de transmissão de animais de estimação para humanos”, afirma o documento.

“Portanto, não faça nada que possa prejudicar seu animal de estimação”, lembra a associação francesa. A Défense de l’Animal, associação que é porta-voz de abrigos independentes de animais de estimação, apela ao bom senso de todos os donos de pets. “Não faça nada que possa prejudicar o bem-estar do seu animal: o abandono e a eutanásia são proibidos”, lembra a instituição.

“Nesta situação de pandemia de coronavírus, e para limitar os riscos, regras gerais de higiene devem ser aplicadas. Certifique-se de lavar as mãos com água e sabão com muita regularidade e depois de tocar em seu animal de estimação. Evite tocar nos olhos, nariz e boca e é recomendável evitar de beijar seus animais”, diz ainda a associação.

O que fazer?

Para quem tem animais de companhia, as regras são simples. Ao manusear e cuidar de animais, sempre devem ser aplicadas medidas básicas de higiene. Isso inclui lavar as mãos antes e depois de andar ou manusear animais, alimentos ou outras coisas, além de evitar compartilhar alimentos.

Sempre que possível, as pessoas que se encontram doentes ou sob tratamento médico para o Covid-19 devem evitar contato próximo com seus animais de estimação e confia-los aos cuidados de outro membro de sua família ou amigos. Se isso não for possível, recomenda-se usar uma máscara facial, para preservar o animal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), os serviços de saúde pública e veterinária devem “trabalhar juntos”, usando a abordagem de “uma saúde única” para compartilhar informações e realizar uma avaliação de risco quando uma pessoa com Covid-19 relatar estar em contato com animais de estimação. Se a decisão for tomada após uma avaliação de risco de um animal de estimação que tenha estado em contato próximo com uma pessoa com o coronavírus, é recomendável testar amostras orais, nasais e fecais. Embora não haja nenhuma evidência de que a infecção do Covid-19 se espalhe de animal para animal, deve-se manter os animais testados positivos longe de animais não expostos.

A organização mundial afirma ainda que qualquer detecção do vírus Covid-19 em um animal deve ser relatada à OIE. É essencial que as autoridades veterinárias sejam mantidas informadas e mantenham vínculos estreitos com as autoridades de saúde pública e vida selvagem, a fim de garantir a consistência e a adequação das mensagens de comunicação e gerenciamento de riscos.

“É importante ainda”, ressalta a OIE, “que a epidemia do Covid-19 não resulte em medidas inadequadas contra animais domésticos ou selvagens, que possam comprometer seu bem-estar e saúde ou ter um impacto negativo na biodiversidade”.

Fonte: RFI / Márcia Bechara

Secretário da Saúde tira dúvidas da população sobre coronavírus no Ceará

Em seu primeiro pronunciamento ao vivo realizado no perfil das redes sociais da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), na tarde desta sexta-feira(20), o secretário Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr.Cabeto) ressaltou as medidas adotadas pelo Governo do Estado no enfrentamento ao coronavírus (Covid-19). Dr. Cabeto informou ainda que, até as 14h30min de hoje, 55 casos foram confirmados e que já há transmissão comunitária do vírus no Ceará.

“A colaboração de todo cidadão é muito importante. O governador Camilo Santana definiu estratégicas radicais de isolamento social. Nessa fase é muito importante que nós tenhamos o menor número de pessoas contagiadas, isso vai fazer que o sistema de saúde tenha o menor número de atendimento a pessoas graves. E isso faz com que essas pessoas tenham o melhor atendimento”, disse.

O secretário da Saúde respondeu perguntas enviadas previamente pelos jornalistas e também as dúvidas mais comuns da população, comentadas nas redes sociais da Sesa. Questões sobre os critérios para realização dos exames, formas de transmissão da doença, cenário epidemiológico,resistência do vírus e atendimento à população foram as principais.

“O Estado do Ceará montou pra isso um hospital, que deve ser inaugurado até domingo,que vai funcionar como retaguarda das unidades de atendimento. E lá,todos os doentes, que necessitarem de internação vão ficar no Hospital Leonardo da Vinci”, falou.

Confira o vídeo da live

Orientações

Conforme pronunciamento do secretário da Saúde, Dr. Cabeto, pessoas gripadas, aquelas que não tem sintomas e as que não são graves devem ficar em casa. Apenas pessoas que fazem parte do grupo de risco e aquelas que apresentarem sintomas graves devem procurar uma unidade de saúde.

São considerados grupos de risco, pessoas com mais de 60 anos de idade e que tenham doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, asma, doenças cardíacas, imunossupressoras etc. Os sintomas do coronavírus são febre, coriza, tosse e dificuldades de respirar.

Atualização

Diariamente, a Secretaria da Saúde divulga informações atualizadas sobre o cenário do Covid-19 no Ceará. O informativo é publicado no fim da tarde, com o número de casos e a situação epidemiológica.

Doadores de sangue

Voluntários saudáveis, com idade abaixo de 55 anos, podem doar sangue. O secretário da Saúde reforçou a importância da doação e as medidas que o Hemoce está tomando para segurança do doador. Diante da situação de epidemia do coronavírus no Ceará, o hemocentro passou a disponibilizar o agendamento pelo site e telefone. Há três unidades do Hemoce realizando a coleta de sangue em Fortaleza. Para saber mais como agendar e onde doar, confira aqui.

Zé Ailton autoriza contratação de médicos para combate à Covid-19

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

O prefeito do Crato, José Ailton Brasil, autorizou na manhã desta sexta-feira (20) a contratação de médicos, caso seja necessário, para reforçar o quadro de profissionais que irão atuar no combate ao novo Coronavírus.

A decisão surgiu após reunião do prefeito com o secretariado municipal, na qual foram definidas outras medidas de enfrentamento à doença, entre as quais a prorrogação do ponto facultativo para os servidores públicos municipais até o dia 27 de março, próxima sexta-feira.

“Pedimos a todos que obedeçam as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), principalmente no que diz respeito ao isolamento social, medida esta mais eficaz para a contenção do Coronavírus”, alerta Zé Ailton.

Dono de bar é detido por descumprir decreto estadual para conter a propagação do coronavírus

Um homem, proprietário de um bar, suspeito de descumprir decreto estadual com medidas que tem como objetivo conter a propagação da Covid-19, o novo coronavírus no Ceará, foi conduzido pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) à Delegacia Metropolitana de Maracanaú da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). Ele não atendeu à determinação em manter fechado seu estabelecimento comercial, um bar situado em Maranguape – Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12) -, para evitar aglomeração de pessoas.

O descumprimento às medidas de suspensão divulgadas pelo Governo do Estado acarretará em multa diária de R$ 50 mil, além de medidas como apreensão, interdição e emprego de força policial. A população pode contribuir com o trabalho de fiscalização e denunciar casos de desobediência pelo telefone 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Os militares estavam em patrulhamento, quando receberam uma denúncia via Ciops da SSPDS, sobre o funcionamento de um bar situado no bairro Outra Banda, em Maranguape. A abertura do estabelecimento fere a determinação do Governo do Estado, para evitar a proliferação do novo coronavírus.

No local, os PMs encontraram o proprietário do estabelecimento e este foi alertado sobre o decreto e passado que ele deveria fechar o local. O homem, que já tinha passagens pela Polícia por ameaça, crime contra a administração pública e furto, não atendeu a determinação dos policiais. Dessa forma, ele foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Maracanaú, onde foi registrado um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) por crime contra a administração pública.

O novo decreto estadual, divulgado pelo governador Camilo Santana, tem como pontos de destaque medidas como o fechamento de comércio, templos, igrejas, museus, barracas de praia, e outros locais que permitam a aglomeração de pessoas, por 10 dias, além da interrupção do serviço de transportes intermunicipais, e barreiras terrestres nas rodovias, e a cada divisa do Estado, entre outras determinações. As medidas começam a valer nesta sexta-feira (20).

Exclusivo: Jovem Cratense que esteve na China atesta negativo para coronavírus

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Um jovem natural do Crato que esteve há poucos dias na China a passeio atestou negativo para o novo coronavírus. O resultado saiu no final da tarde desta sexta feira.

O jovem já tinha feito um exame antes de voltar para o Brasil, no qual também havia atestado negativo, mesmo assim ficou em quarentena, seguindo as orientações do governo. No início da semana foi feito mais um teste, e igualmente o resultado deu negativo.

Em entrevista ao NEWS CARIRI o jovem, que não quis revelar o seu nome, afirmou que ao sair da China, considerado o epicentro da doença, a disseminação do vírus estava num rítimo menor do que há alguns meses. “A situação já estava caminhando para um controle melhor da doença. Algumas pessoas já andavam pelas ruas sem máscaras. Espero que isso passe logo lá e que aqui nós não soframos com o alastramento do vírus”, declara.

Crato: Banco do Brasil registra aglomerações nesta sexta-feira (20)

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Mesmo com a recomendação de isolamento social, por causa da pandemia de Coronavírus, a agência do Banco do Brasil, em Crato, registrou aglomerações de pessoas em toda a área de suas dependências.

Nas redes sociais circulam vídeos e fotos mostrando o agrupamento de indivíduos. Cerca de 200 pessoas aguardavam atendimento ou estavam nas filas dos terminais (caixas eletrônicos).

Apesar de haver a aglomeração no espaço, não trata-se de um evento ilegal, já que o decreto que proíbe o funcionamento de estabelecimentos comerciais, anunciado ontem pelo governador Camilo Santana, não alcança as agências bancárias. O mair recomendável para quem precisar desse serviço é ir ao local em horários que não sejam de pico.

Crato tem sete casos suspeitos de Coronavírus

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Em boletim divulgado na manhã desta sexta-feira, a Prefeitura do Crato informou que o município tem atualmente sete casos de Covid-19 em investigação. Outros três foram descartados.

“Coronavírus. Estamos preparados para enfrentar essa pandemia, mas precisamos da colaboração de cada cidadão e cidadã. Vamos manter todos informados. Fiquem atentos as redes sociais oficiais da gestão”, disse a nota da secretaria de saúde.

Ontem à noite, o boletim epidemiológico da secretaria de saúde do estado não revelou a estatística de notificações de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 por município.

Em todo o Ceará, os diagnósticos positivos passaram de 20 para 24. os casos suspeitos subiram de 259 para 766.

Vereadores decidem suspender sessões até abril em Crato

Os vereadores cratenses debateram, em sessão ordinária, acerca da continuidade dos trabalhos na Câmara, tendo em vista a pandemia causada pelo novo coronavírus e os cuidados que devem ser tomados. O presidente da casa, Florisval Coriolano (PRTB) sugeriu que as sessões fossem suspensas por 15 dias e todos concordaram.

O vereador Amadeu de Freitas (PT) sugeriu que apesar de não haver sessão, os parlamentares estejam disponíveis para servir a população e assim formem comissões para contribuir com as ações de combate ao coronavírus.

Já o vereador Prof. Gilson (AVANTE) criticou o aumento nos preços de medicamentos nas farmácias cratenses. Segundo ele, ao comprar um remédio em um desses estabelecimentos foi orientado a adquirir em grande quantidade pois haveria um aumento de 20% no valor. Ainda de acordo com Gilson, na farmácia central os medicamentos de alto custo estão sendo cortados, o que considerou desumano.

Vicência (PMN), por sua vez, pediu o envio de ofício ao secretário de saúde solicitando que sejam suspensos os atendimentos por telefone, pois os mesmos demoram a acontecer e a população não pode esperar por dias. Jales Veloso (PSB) ainda relatou que tentou um contato com a secretaria de saúde através de ligação telefônica e ninguém atendeu.

Uma comissão de cinco vereadores foi composta para acompanhar as ações de enfrentamento ao coronavírus a serem feitas pela Prefeitura de Crato. As sessões ordinárias só voltarão a acontecer no mês de abril.

Farmácias do Cariri continuam registrando falta de álcool gel e máscaras

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

Devido a pandemia do novo coronavírus a procura por álcool gel e máscaras nas farmácias do Cariri aumentou consideravelmente, porém, a falta dos itens para venda têm preocupado a população.

A produção do News Cariri entrou em contato com diversas farmácias nos municípios e não encontrou nenhum dos itens à disposição para compra. De acordo com os atendentes ainda não há previsão de reposição dos novos lotes de álcool gel e máscaras. Eles acreditam que a falta dos produtos é uma consequência do volume inesperado de vendas em um momento em que o mercado ainda não estava preparado para a demanda.

Segundo especialistas, o aumento do dólar e a necessidade de importação de alguns insumos pode influenciar o preço do álcool gel e das máscaras. No entanto, as farmácias são orientadas a não realizar a elevação exagerada dos valores.

Nesta quinta-feira (19) foi publicado o decreto de calamidade pública pelo governador Camilo Santana. Entre as medidas está a proibição no aumento excessivo dos preços ou a existência de vantagem sobre o consumidor.

Coronavírus: Permanecer em casa reduz risco de contágio da doença

A transmissão do novo coronavírus já é uma realidade entre os cearenses. Por isso, a orientação para a população é, sempre que possível, permanecer em casa. Segundo o médico infectologista Anastácio Queiroz, a medida contribui para o distanciamento social e, consequentemente, reduz os riscos de contágio de pessoa para pessoa. “Se você tiver como trabalhar de casa, faça, porque, ao sair, você corre risco de se contaminar e até de contaminar alguém”, afirma.

O especialista afirma que o “isolamento domiciliar” é recomendado em três situações. A primeira é quando alguém tem a suspeita de estar contaminado ou tem diagnóstico confirmado. Neste caso, o paciente deve permanecer no próprio quarto e evitar circular dentro de casa sem máscara. A hospitalização só é recomendada em casos de agravamento da doença.

A segunda situação é em caso de retorno de viagem internacional ou de área com histórico de contaminação. Recomenda-se que a pessoa permaneça em isolamento por, pelo menos, 14 dias, período de incubação do vírus. Se não houver manifestação de sintomas nesse período, é provável que a pessoa não tenha sido infectada. “Infelizmente, já se sabe que o vírus em algumas pessoas é assintomático, ou seja, não tem sintomas visíveis ou os sinais são bem leves. Então é preciso ficar atento”, ressalta.

A terceira situação, segundo o especialista, é a que o cearense está enfrentando neste momento. “Ficar em casa evita que o vírus circule. A curva do pico de contaminação reduz e o sistema de saúde consegue atender quem precisa”, explica. Anastácio Queiroz destaca que, se um paciente estiver em casa e apresentar sintomas leves da doença, é melhor ele permanecer no domicílio.

Como tratar

“Não há tratamento para o coronavírus. Só se tratam os sintomas e isso se pode fazer em casa. Se uma pessoa sair de casa para ir ao médico, ela pode acabar contaminando alguém. E se não estiver com o Covid-19, pode acabar se expondo a ele”,complementa Anastácio Queiroz.

Devem procurar atendimento pessoas que viajaram para fora do Estado, maiores de 60 anos, quem teve contato próximo ou domiciliar com casos confirmados e apresentar sintomas de febre (acima de 38 graus), coriza, tosse

Vereadores decidem suspender sessões até abril em Crato

Os vereadores cratenses debateram, em sessão ordinária, acerca da continuidade dos trabalhos na Câmara, tendo em vista a pandemia causada pelo novo coronavírus e os cuidados que devem ser tomados. O presidente da casa, Florisval Coriolano (PRTB) sugeriu que as sessões fossem suspensas por 15 dias e todos concordaram.

O vereador Amadeu de Freitas (PT) sugeriu que apesar de não haver sessão, os parlamentares estejam disponíveis para servir a população e assim formem comissões para contribuir com as ações de combate ao coronavírus.

Já o vereador Prof. Gilson (AVANTE) criticou o aumento nos preços de medicamentos nas farmácias cratenses. Segundo ele, ao comprar um remédio em um desses estabelecimentos foi orientado a adquirir em grande quantidade pois haveria um aumento de 20% no valor. Ainda de acordo com Gilson, na farmácia central os medicamentos de alto custo estão sendo cortados, o que considerou desumano.

Vicência (PMN), por sua vez, pediu o envio de ofício ao secretário de saúde solicitando que sejam suspensos os atendimentos por telefone, pois os mesmos demoram a acontecer e a população não pode esperar por dias. Jales Veloso (PSB) ainda relatou que tentou um contato com a secretaria de saúde através de ligação telefônica e ninguém atendeu.

Uma comissão de cinco vereadores foi composta para acompanhar as ações de enfrentamento ao coronavírus a serem feitas pela Prefeitura de Crato. As sessões ordinárias só voltarão a acontecer no mês de abril.