LOGO-NEWS-CARIRI

1 caso de agressão a cada 4 minutos: violência contra a mulher tem ações de enfrentamento no país e no município de Juazeiro do Norte

Publicidade

POR AGÊNCIA NEWS CARIRI

O presidente Jair Bolsonaro sancionou no dia 17 de setembro, uma alteração na Lei Maria da Penha para que agressores sejam obrigados a ressarcir custos relacionados aos serviços de saúde prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) às vítimas de violência doméstica e familiar. De acordo com a delegada de Juazeiro do Norte, Déborah Gurgel, essas penas não substituem as penas de prisão, sendo o agressor responsabilizado também criminalmente.

Tendo em vista os altos índices de violência contra a mulher na região do Cariri, a Patrulha Maria da Penha (PMP) foi lançada em Juazeiro do Norte. A Patrulha irá monitorar a segurança das mulheres que estão sob medidas protetivas ou que entraram com o pedido de proteção, realizando a triagem, o atendimento inicial, visitas periódicas e rotas de monitoramento dentro de um perímetro arbitrado pela Justiça. Quem conversou com a equipe do News Cariri sobre o assunto foi a Assessora Especial da SESP, Adriela Vieira.

Confira!

Leia também